Archive | junho 2013

Netuno – A Subversão das Massas e a Dissolução da Passividade – "Vem pra Rua" Parte 2

estadao

Imagem Estadão

“Vem pra Rua” – Parte 2

O segundo significador de peso para o atual momento de “levante” em que o povo sai às ruas para mostrar sua indignação diante de absurdos políticos que acontecem no país é Netuno trafegando o Ascendente da carta natal do Brasil, fazendo aspecto tenso com a Lua e Júpiter natais em Gêmeos, na casa 4.

O Brasil tem Ascendente (ASC) em Peixes. No mapa natal de uma pessoa, o Ascendente e a primeira casa representam a imagem desta pessoa, sua persona, a maneira como é vista por aqueles com quem convive e a forma como olha para a vida e para o mundo. Também trazem informações sobre sua aparência física, as condições de seu nascimento e ainda sobre a infância. O Ascendente, a primeira casa e seu regente, juntamente com o Sol e a Lua, são elementos decisivos para a interpretação do mapa. No mapa de um país, de uma empresa ou instituição esses elementos fornecem informações parecidas. É dito que o Ascendente representa mesmo a nação como um todo, seus mitos, as características nacionais, a maneira como este país se vê assim como a imagem que projeta para os outros povos. Em Mundane Astrology, Baigent, Campion e Harvey dizem que “em termos de evolução do Estado, poderíamos talvez tomar a primeira casa como representando a sociedade original que existia antes que o Estado fosse formado”.

O Brasil tem Peixes no Ascendente. Peixes é um signo de Água, de qualidade Mutável, o signo que finaliza o ciclo simbolizado pelo zodíaco. Rege os oceanos, as grandes águas, todos os tipos de peixes, assim como parasitas do reino animal e vegetal. No corpo rege os pés. Rege a imaginação, a música, a criatividade, o álcool, todos os tipos de líquidos, inclusive combustíveis, todos os tipos de drogas, legais ou ilegais, a falta de limites, o caos, o êxtase orgiástico e o êxtase religioso, o idealismo, as ilusões e desilusões – e por isso mesmo é o signo associado ao cinema, a indústria da ilusão e do glamour. Peixes é ainda o signo do místico, do religioso e da espiritualidade, o signo do Todo pois abarca o tudo da vida, não discrimina nem exclui. Assim, como aponta Vanessa Tuleski em seu artigo O Mapa Natal do Brasil, Peixes no Ascendente do mapa natal aponta imediatamente para a riqueza aquática do Brasil, com sua costa de mais de oito mil quilômetros de praias belíssimas e seus incontáveis rios e nascentes, incluindo o Amazonas, o maior rio do mundo. Da mesma forma, como ela e outros astrólogos já disseram antes de mim, Peixes na primeira casa relaciona-se com a imagem de “País do Carnaval”, uma festa da carne, da falta de limites, da licenciosidade, onde busca-se “esquecer” a realidade, nem que seja por quatro dias. Regente dos pés no corpo humano, Peixes ainda nos projeta como melhores do mundo no futebol, um esporte jogado com os… pés! Além disso, o Brasil é conhecido pela beleza e diversidade de sua música. E outra imagem muita associada ao Brasil é a de país religioso, em cujo território abundam religiões e credos os mais diversos.

img_futebol_brasil1

Imagem do site acervodefutebol.blogspot

O Ascendente em Peixes também nos fala que além de muito criativo, imaginativo, musical, otimista e amante do futebol, o brasileiro tende a se ver como um povo passivo, pacífico, ingênuo, com uma fé enorme no futuro, que tem dificuldade de se posicionar quando está insatisfeito. Esse ascendente fala ainda sobre nossa dificuldade com os limites, os nossos e os dos outros. Somos calorosos, amigáveis, festivos, solidários, compassivos… O problema é que às vezes somos tão festivos ou solidários que nos tornamos invasivos. Ou demoramos a perceber quando outros são invasivos conosco. O regente tradicional de Peixes é Júpiter, o planeta da boa sorte, da abundância e também do exagero e do excesso pois Júpiter não reconhece limites. No mapa, Júpiter está em Gêmeos, um signo de Ar, também mutável, um signo AMORAL, que também tem dificuldades com limites – já tentou guardar o ar num vasilhame fechado? A combinação Peixes-Júpiter-Gêmeos pode explicar em parte a cultura do “jeitinho brasileiro”, pois a linha entre o que é meu, o que é seu e o que é nosso fica borrada, e nesse caso, é fácil ultrapassamos os limites do certo e errado sem nos darmos conta. Ou, como Peixes também é o signo das ilusões, podemos simplesmente nos auto-enganar, ajudados pela ambigüidade e dubiedade de Gêmeos.

Pois bem. Netuno, o segundo regente de Peixes entrou neste signo em fevereiro de 2012. Netuno é o deus dos mares e dos oceanos, e seu poder é o poder da água. É um poder solvente. Netuno dissolve, lentamente, tudo aquilo que toca, assim como “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Pense no mar batendo contra os rochedos na praia. Podemos dizer que é uma luta inglória, mas ao longo de séculos o mar de fato muda a paisagem, por desgastar e erodir os rochedos. Ou então, pense num tsunami, quando a água se torna violenta e destrói tudo o que aparece pela frente… Poseidon, o correspondente grego de Netuno, era o deus dos terremotos e tsunamis. Era um deus colérico, que quando se enfurecia ninguém estava a salvo. Além disso, Netuno tem ação subversiva, na maior parte das vezes ele não é nem frontal nem direto. Ele vai pelas beiradas, sorrateiramente.

Brasil mapa com ilustrações

Na roda central o mapa natal do Brasil. Destacado em vermelho o ASCendente.
Por fora, dentro dos círculos verdes, os planetas em trânsito. A linha vermelha é a quadratura, ângulo de 90 ° que Netuno faz com a Lua e Júpiter natais.

Então, neste momento Netuno trafega o Ascendente e a casa 1do Brasil, fazendo uma quadratura (ângulo de 90°, tenso) com a Lua e Júpiter natais em Gêmeos, na casa 4, a casa que representa a fundação e a origem da nação, assim como suas tradições, as ideologias de massa, o nacionalismo, a oposição ao governo. Ao ativar pontos tão vitais no mapa do Brasil, Netuno nos diz que é chegada a hora de dissolver tudo o que não está funcionando nesta nossa pátria.

Ao fazer aspecto com a Lua, Netuno subverte as massas, que finalmente percebem que é hora de dar um basta. O aumento das tarifas do transporte Brasil afora foi apenas a gota d água num copo que já estava pra lá de cheio. Daí, ao tocar Lua, Júpiter e o Ascendente, Netuno dissolve a imagem ingênua e passiva que temos de nós como povo, nossa percepção começa finalmente a mudar, e a mudança começa pelos lugares certos, pelas origens. Nossa fé é desafiada e somos levados a ser mais ativos e participativos, ao invés de ficar esperando que Deus (Júpiter) tome conta de tudo por nós. Já não cabe mais o refrão do vitimado : “é a vontade de Deus”. Já não cabe mais a fé ingênua e cega, de que tudo se resolverá no futuro. Já não cabe mais o ôba-ôba do bobo alegre que esquece de tudo com cerveja, futebol e carnaval. Aliás é sintomático também que nos país do futebol, a crise tenha tudo a ver com a Copa do Mundo. O ópio do brasileiro já não surte o mesmo efeito, o organismo adquiriu resistência.

r7

Imagem do site R7

Portanto, as águas grandes de Netuno vêm lavar e purificar essa imagem que foi ficando rançosa ao longo do tempo. Vem dissolver a imagem da passividade, da impotência, e do povo vitimado pela desonestidade do poder público. Vem nos obrigar a olhar para as ilusões que temos sobre nosso “país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza”. Vem nos obrigar a olhar pra as ilusões que temos sobre nós mesmos como povo. A ressaca é grande – lembram, Netuno-Peixes regem o escapismo do álcool? – Ficamos tempo demais adormecidos, embriagados, passivos. Agora percebemos os estragos propiciados pelos excessos e desmandos. E embora esse levante pareça desorganizado e caótico, às vezes disperso e anárquico e tomando direções diferentes, isso também faz parte do processo. Sendo Netuno o planeta do caos, é difícil fazer as coisas de forma ordenada. O maior problema com Netuno é que ele é muito lento e demoramos para ver as mudanças efetivas enquanto elas estão acontecendo. Nossa visão fica meio embotada e tudo fica muito confuso. Tempos depois, quando olhamos para trás é que nos damos conta da força da mudança, de como ela aconteceu e de como aquele momento foi crucial para o nosso desenvolvimento e evolução.

No caso do Brasil, esse processo só está iniciando. Netuno fica 14 anos em cada signo e durante todo esse tempo, ele estará muito ativo no mapa natal do Brasil. Primeiro, ele estará trafegando a casa 1, que como dissemos é nossa imagem, além disso, ele está oposto ao Ascendente progredido, que está em Virgem, trazendo ênfase extra à dissolução da identidade; também desestabiliza Lua e Júpiter; depois, a partir de 2015 ele começa a se opor (ângulo de 180°) ao Sol do Brasil em Virgem, o signo da ordem e da integridade – aí sim, acordaremos para a necessidade de integridade e potencial intrínseco que o país tem para ser honesto e ético; e para finalizar, opõe-se também a Mercúrio natal.

Maior-tsunami-da-historia

Imagem do site Matéria Incognita

Os próximos 10 anos serão de muitas e profundas transformações, muitas delas imperceptíveis e não necessariamente no ritmo que desejamos. Portanto, não se iluda, o processo só está começando. Vai levar muito tempo até que Netuno conclua seu trabalho e dilua tudo o que precisa diluir.

OBS: Muitos astrólogos usam o mapa natal do Brasil desenhado para o horário de 16 horas do dia 7 de setembro de 1822, o que coloca Aquário no Ascendente. Porém há controvérsias quanto ao horário, dizendo-se que o Brado do Ipiranga teria ocorrido entre 16 e 17 horas (na verdade há controvérsias quanto a muitos aspectos deste evento). Para mim, o ascendente do Brasil em Aquário não tem nada a ver, e o ascendente em Peixes faz muito mais sentido. Assim, há alguns astrólogos que trabalham com o horário de 16:58, que coloca o Ascendente a 1°57’ de Peixes e a primeira astróloga que vi usar este mapa foi Vanessa Tuleski, de cujo artigo retirei os dados para levantamento do mapa que é utilizado aqui. É com este mapa que eu trabalho.

Fontes pesquisadas:

Michael Baigent, Nicholas Campion and Charles Harvey – Mundane Astrology, 1984

Robert Hand – Planets in Transits

Vanessa Tuleski – O Mapa Natal do Brasil

Lua Cheia em Capricórnio – Uma Trégua de Sobriedade

Lua Cheia em CApricórnio 2013

Mapa para Cuiabá da Lua Cheia em Capricórnio 2013

Temos hoje uma Lua Cheia (23 de junho,  8:32, horário de Brasília) muito especial, que além de Cheia é uma Super Lua, pois está no Perigeu, o ponto em que a Lua está mais próxima da Terra. Mas essa Lua Cheia também é muito poderosa pois a Lua, no grau 2 de Capricórnio, em conjunção ampla com Plutão, é o ponto focal de uma configuração em forma de Pipa. A configuração da Pipa é uma extensão do Grande Trígono, só que mais dinâmica, por causa da oposição (ângulo de 180°) entre a base e o ponto focal.

Para entender isso melhor, vamos a um pouco de ”Astrologuês”. O Sol no grau 2 de Câncer, está em trígono (ângulo de 120°) com Saturno em Escorpião e com Netuno em Peixes e conseqüentemente, os três forma um Grande Trígono em Água. O Grande Trígono é uma configuração em que três planetas estão a 120° um do outro, formando um grande triângulo dentro do círculo de 360°. Grandes Trígonos são considerados configurações harmônicas, em que o nativo tem facilidade em receber os benefícios sugeridos pelos planetas envolvidos e pelo elemento em questão. Assim, um grande Trígono em Água envolvendo Sol-Saturno-Netuno sugere que o Ego, representado pelo Sol, tem facilidade de mediar o real (Saturno) e o ideal (Netuno) no que tange à criatividade e expressão/vivência dos sentimentos (Água) , de manifestar os dons espirituais (Netuno) no plano terreno (Saturno). Somos capazes de nos sintonizar com outras dimensões espirituais, sem tirar os pés do chão e sem perder a noção da realidade; de nos sintonizar com os nossos (e dos outros) sentimentos e anseios mais profundos sem nos afogar neles, pois temos contenção e limites suficientes para lidar com este universo de forma centrada e realista. Maravilhoso, não? O problema é que Grandes Trígonos também são famosos por favorecer uma certa “preguiça” e passividade. Tomamos por garantidas as qualidades sugeridas pela configuração e esperamos que tudo se resolva sem a nossa participação ativa. Então todo o talento e potencial pode ser desperdiçado, não expressado, não vivenciado.

pipa (1)

Obra de Arte de Sócrates Gonçalves

A diferença entre o Grande Trígono e a Pipa é que um quarto planeta opõe-se a um dos planetas envolvidos no Trígono, enquanto fica em sextil (ângulo de 60°) com os outros dois mais próximos, gerando um desenho muito similar à pipa (ou papagaio) que as crianças soltam nos céus no verão, daí o nome da configuração (veja no mapa astrológico o desenho formado pelas linhas azuis). Esse quarto planeta, pela oposição, vem adicionar tensão e atrito a uma configuração que era harmônica e passiva, tornando-se ela ativa e dinâmica. E por estar na “cabeça” da Pipa, torna-se o ponto focal, o ponto crucial de expressão das energias envolvidas na configuração.

Pois bem, A Lua Cheia de hoje é o ponto focal deste Grande Trígono em Água. O que coloca essa Lua sob grande pressão e demanda. Felizmente a Lua está em Capricórnio está acostumada com alta pressão.

É uma Lua sóbria, que tem os pés firmes no chão. A Lua é o significador dos sentimentos, das reações instintivas, da mãe, do feminino. A Lua em Capricórnio está em detrimento, pois Capricórnio é o signo oposto ao seu domicílio, Câncer. Fazer parte dessa configuração favorece essa Lua, pois é como se ela já não se sentisse tão sozinha e isolada no soturno Capricórnio. E ao ser ponto focal, ela recebe a responsabilidade (que Capricórnio adora) de manifestar todas as qualidades do Grande Trígono de forma tangível, concreta e sólida, como sugerida pela Terra de Capricórnio. Veja bem o Grande Trígono está em Água, mas a Lua está em Terra. Agora, imagine a Água, elemento úmido, fresco, absolutamente essencial à vida, regando a Terra, tornando-as úmida, mais fértil e apta a receber a semente da nova árvore.

001

Ilustração tirada da Revista Casa e Jardim

Toda essa Água vem umedecer a secura e aridez de Capricórnio. Vale lembrar que Água e Terra são elementos compatíveis, que normalmente se entendem muito bem. São ambos signos de polaridade feminina e negativa, receptivos.

Certo, em termos práticos, considerando tudo isso, essa Lua Cheia de hoje oferece a possibilidade de encontrarmos o canal concreto adequado para a expressão de toda a criatividade sugerida pelo elemento água. De encontramos a forma adequada de lidar com nossa vida emocional instintiva. E apesar da cisão sugerida pela oposição Sol-Lua, característica da Lua Cheia, O Sol, o Ego, estando no profundamente criativo signo de Câncer, demanda que façamos algo concreto com os dons que nos são dados. E como a Lua representa também nossas necessidades básicas, aquilo que precisamos para nos sentir seguros e confortáveis, eu diria que a essa Lua precisa materializar de forma consistente os potenciais sugeridos pela Água e por Sol, Saturno e Netuno. O risco que há é que a Lua está em conjunção ampla com Plutão, que também é ponto focal da Pipa. Plutão traz um elemento de compulsão, de intensidade, de não parar enquanto não se chega até a raiz de tudo. Nesse caso a Lua pode perder a noção de quanto parar, pode tornar-se compulsiva, e sendo vaso e canal para energias tão densas e poderosas, pode confundir-se com essas energias, achando que ao invés de ser apenas um canal, ela é a própria fonte da energia. E embora inflação dificilmente seja um problema de Capricórnio, a rigidez e autoritarismo são, e aí, a porca torce o rabo.

Lua Cheia Capr no mapa do Brasil

Ao centro o mapa natal do Brasil para 7/09/1822 às 16:58 São Paulo.
Na roda exterior o mapa para a Lua Cheia de 23/06/2013

Trazendo isso para o contexto das atuais manifestações, eu diria que chegamos ao momento em que as massas sentam para ponderar. A Lua representa as massas no mapa de um país e ao entrar em Capricórnio, ela faz o povo pôr o pé no chão, ela traz um pouco de ordem ao caos reinante. Estamos eufóricos e extasiados com as multidões na rua, com a descoberta do nosso poder, mas é hora de achar uma forma concreta para essa energia revolucionária recém descoberta. Ficar no oba-oba não vai levar a lugar nenhum. Precisamos ser práticos, sóbrios, objetivos e realistas. Precisamos ter clareza quanto às reivindicações. Precisamos ser criteriosos quanto à boataria espalhada sobre o vandalismo, sobre quem está por trás do quê, e qual o melhor posicionamento a se adotar para que a energia do movimento não se perca e não se disperse. Tudo o que o Brasil precisava neste momento era da sobriedade da Lua Cheia em Capricórnio, especialmente porque essa lunação cai em pontos sensíveis no mapa natal do Brasil. A Lua está em conjunção exata com Netuno Natal, que está associado à subversão aos sonhos e utopias do povo assim como e à imagem da “sociedade ideal”. Saturno por sua vez, está “sentado”  em cima do Marte natal em Escorpião, sinalizando uma contenção firme da violência – de forma negativa, isso poderia representar o recrudescimento da agressividade nas ruas.

nikias skapinakis_delacroix no 25 abril

Imagem a partir da pintura de Nikias Skapinakis: Delacroix no 25 de Abril em Atenas, 1975 – tirada do blog leduardolourenco.blogspot

Para resumir, a Lua Cheia em Capricórnio nos ajuda a cair na real e ver, sem euforia, o que de fato pode ser feito a partir desse despertar, podemos almejar dar forma concreta aos sonhos do povo que está na rua. Com ordem, sobriedade, e de forma realista. Se formos práticos e estivermos dispostos a arregaçar as mangas e a trabalhar duro, e se não formos contaminados pelo enrijecimento e autoritarismo, há uma possibilidade de o ideal tornar-se real.

Super Lua – Perigeu da Lua

396611_381038291977324_152559812_n

Imagem do site natezeman.com

Super Lua – Perigeu da Lua. Por que é tão especial?

Chama-se Super Lua a Lua Cheia que ocorre na ocasião em que a Lua está no perigeu, ou seja no seu ponto mais próximo da Terra. Filbey e Filbey dizem no livro Astronomy for Astrologers: “como a aparente órbita da Lua ao redor da Terra descreve uma elipse,a distância da Lua em relação à Terra, assim como a velocidade, variam diariamente. No Perigeu o movimento da Lua é mais rápido enquanto no Apogeu é mais lento” (1). Isso quer dizer que uma vez por mês a Lua passa pelo Perigeu e uma vez por mês temos Lua Cheia, mas nem sempre esses momentos coincidem entre si.

nearside of the moon

The nearside of the moon. Photo by the Lunar Reconnaissance Orbiter Camera.

Porém no domingo 23 de Junho, A Lua Cheia em Capricórnio ocorre no Perigeu, além disso estará 10% mais próxima da Terra do que um Perigeu normal, e conseqüentemente, 12% maior, de acordo com Michelle Thaller, uma astrônoma do Centro Espacial Goddard, da Nasa (citada pelo site pbs.newshour.org).  Ela argumenta que a alteração é mínima e que não é realmente possível perceber a diferença, que o olho humano não consegue captá-la.

Pois é, astrônomos são cientistas cartesianos e esquecem que o ser humano é mais do que somente olho e cérebro. Esquecem que o ser humano tem alma e sensibilidade e que independente de o olho humano captar ou não uma Super Lua, ela com certeza será sentida e seus efeitos se manifestarão de forma sutil, mas poderosa.  Esquecem o fascínio e o impacto que a Lua sempre exerceu sobre a vida na Terra.

Essa Super Lua com certeza adicionará energia à tensão atual no Brasil, pois lunações, especialmente a Lua Cheia, funcionam como gatilhos para aquilo já está cozinhando em fogo lento.

supermoon

Imagem tirada do site astropt.org

Tensões á parte, com certeza será uma noite belíssima se o céu estiver limpo.  A Lua estará ainda mais mágica e fascinante.

Não perca o espetáculo!

1 – John Filbey and Peter Filbey – Astronomy for Astrologers, 1984

"Vem Pra Rua" – Significadores Astrológicos do Despertar do Brasil

estadao

Imagem Estadão

Parte 1

Muitas pessoas têm me perguntado se há no céu algum significador astrológico que explique o atual momento do Brasil.

Sim, há. Muitos.

Elenquei os principais:

1. A atual Configuração Urano-Plutão – Muito importante porque representa um ciclo de mudanças coletivas em termos globais e também porque o Brasil tem essa configuração natalmente. (Plutão transita a casa 11, Urano a casa 2);

2. Netuno transitando o ASC Natal do Brasil;

3. Saturno em Escorpião em oposição a Saturno natal na casa 3 e Retorno de Saturno do Movimento Diretas Já (1984)

Como todos esses significadores são importantes, demandam análises separadas. Neste texto vou analisar o significador mais óbvio de todos, a quadratura Urano-Plutão que está nos céus desde 2010 e vai continuar até meados de 2017. Analisarei os outros significadores em textos que publicarei em seguida.

Para começar, entre 2008 e 2010 todos os planetas exteriores mudaram de signos. Urano saiu de Peixes e entrou em Áries, Netuno migrou para Peixes depois de passar 14 anos em Aquário e Plutão entrou em Capricórnio depois de transitar Sagitário por 13 anos. Esses planetas representam forças e transformações profundas no coletivo e quando mudam de signo, isso simboliza uma mudança no foco de atenção das sociedades, e daquilo que precisa ser modificado. Só isso já indicaria muitas mudanças. Mas tem muito mais, porque além disso, Urano em Áries faz uma quadratura, um aspecto muito tenso, com Plutão em Capricórnio. Áries representa o novo e o indivíduo e Capricórnio simboliza o velho e as instituições estabelecidas.

liberdade-revolucao-francesa

Liberté, egalité, fraternité – Delacroix – Museu do Louvre, Paris

Urano e Plutão em contato representam mudanças drásticas e irrevogáveis no coletivo. Tanto num mapa natal quanto em trânsitos, contatos entre esses “Cachorros Grandes” significam níveis de tensão altíssimos que vão se acumulando até explodir com resultados imprevisíveis. O estresse e a inquietude são exacerbados, pois eles representam situações extremas e incontroláveis. Simbolizam o Poder e as lutas de poder, a quebra de tabus, explosões de violência, conflitos severos, mudanças no status quo de indivíduos e nações, e trazem à tona tudo o que está escondido, encoberto, reprimido ou suprimido. Também são significadores de grandes avanços em tecnologia e ciência, ou de tudo que altera o comportamento e a vida em sociedade. Porém, as mudanças sociais e coletivas externas são apenas uma expressão  concreta de uma mudança radical na psique das massas e no inconsciente coletivo, já que os planetas exteriores regem as massas e o coletivo. Em suma, os contatos entre esses planetas representam transformações cíclicas necessárias à sobrevivência das sociedades.

E para entender melhor como os ciclos dos planetas exteriores funcionam, é necessário olhar a última vez em que estes planetas fizeram contato importante. No caso de Urano e Plutão, eles estiveram em conjunção por cerca de seis anos durante a década de 60, de 1963 a 1969, no signo de Virgem. Bom, a década de 60 dispensa apresentações. Foi um dos períodos mais férteis em termos de movimentos sociais, com lutas pelos direitos civis, especialmente das minorias, como negros e homossexuais. Sue Tompkins, astróloga Inglesa, aponta que grandes transformações (Plutão-Urano) ocorreram a partir de coisas pequenas (Virgem). O Feminismo, por exemplo, teve seu grande boom com o advento da pílula contraceptiva. A informática sofreu um avanço decisivo graças à criação do chip de silicone, que propiciou grandes conquistas tecnológicas.

flower powwer

Flower Power – Imagem do site last.fm

Ainda nos anos 60, os hippies, contrários à Guerra Fria e Guerra do Vietnam, criaram o Flower-power e deram início à Contracultura. Houve diversas revoluções na America Latina, além de golpes militares em vários países. O Rock’n’Roll ganhou o mundo com os Beatles e os Rolling Stones, e surgiram também outros artistas viscerais como Janis Joplin, Jimi Hendrix e Bob Dylan, entre muitos outros. Houve avanços profundos na tecnologia, na medicina e na ciência em geral. Até a Igreja Católica passou por uma grande revolução, com o Concílio Vaticano II.  No Brasil, foram os anos tenebrosos da ditadura militar e seus nefastos Atos Constitucionais.

Todas essas transformações profundas, especialmente na mentalidade e no pensamento coletivos, são expressões de Urano e Plutão. Agora, uma conjunção é o lançar de uma semente. Assim, nos anos 60 plantou-se uma semente que agora, de 2010 a 2018, depara-se com seus primeiros grandes desafios, expressados pela quadratura de Urano em Áries e Plutão em Capricórnio, a primeira quadratura depois da conjunção ocorrida durante aquela década tão revolucionária.

PunK

Punks – Imagem do blog riot-vicious.blogspot

As pessoas nascidas naquela época foram protagonistas do movimento Punk dos anos 80, e são elas que estão chegando ao poder agora sendo pressionadas a expressar e manifestar os potenciais de transformação indicados por Urano e Plutão. Assim também, os ideais lançados naqueles anos enfrentam agora grandes testes e questionamentos, sendo a democracia um dos principais desses ideais.

Entre as expressões da atual configuração entre Urano e Plutão estão os movimentos recentes como a Primavera Árabe iniciada em 2010, os conflitos na Europa, as manifestações em Wall Street e Londres e, mais recentemente, na Turquia. Todos esses conflitos têm em comum a insatisfação do povo com a economia e com seus regimes de governo, sejam eles totalitários ou democráticos. É um despertar coletivo para um estado de coisas impossível de sustentar.

E como essa configuração afeta o Brasil, especificamente?

No caso do Brasil, a atual configuração Urano-Plutão tem efeitos drásticos, já que temos essa mesma configuração no mapa natal de 7 de Setembro de 1822. Aquele período foi um período também de grandes revoluções, incluindo as várias que culminaram com a independência do Brasil em 1822. Então, essencialmente, esse é um país nascido da revolução e da insatisfação com o Poder. Intrinsecamente, o país tem o potencial para revoltar-se e para insurgir-se contra injustiças e desmandos, mas como tudo tem dois lados, também há o potencial para o surgimento de ditadores e de regimes totalitários, que também são representados por Urano-Plutão.

No mapa do Brasil Urano está no sério signo de Capricórnio, simbolizando visão conservadora e direitista, ou o seu oposto, reformas profundas nos governos e instituições de poder. Está na casa 11, a casa das instituições e das grandes esperanças do povo, explicando em parte, o anseio de Progresso expresso na bandeira nacional. Já Plutão está no grau 0 de Áries, e a última vez que trafegou este signo foi exatamente quando o Brasil proclamou sua independência (Plutão tem um ciclo de 248 anos), e independência, audácia e pioneirismo são dois grandes valores arianos. No mapa natal, Plutão está na casa 2, a casa da segurança, dos recursos e das riquezas, dos valores assim como da auto-estima do povo, representando, entre outras coisas, a grande riqueza mineral do solo brasileiro. Atualmente, Urano trafega o signo de Áries, e a casa 2, onde está o Plutão natal do Brasil, e Plutão trafega Capricórnio e a casa 11, onde está o Urano natal. Ou seja, isso adiciona uma ênfase extra a esse trânsito, pois ambos os planetas provocam-se mutuamente, ambos os planetas modificam e transformam aquilo que o outro representa natalmente, além de provocar alterações profundas nos assuntos das casas que trafegam. Assim, Urano em Áries vem nos acordar para a forma como estamos lidando com nossos recursos materiais, como produzimos e como gastamos nossas riquezas. O recado que o povo dá nas ruas neste momento é que não está nem um pouco satisfeito com a forma como nossos líderes tratam essas riquezas, especialmente nos últimos três anos, em que rios de dinheiro foram alocados para a construção e reforma de estádios e para obras direcionadas à Copa de 2014, enquanto serviços essenciais como Saúde, Educação, Transporte e Segurança Pública são deixados à míngua.  O resultado é a ira Urano-Ariana: calcinante, explosiva e imprevisível.

Vem pra Rua

Mapa natal do Brasil para 17/09/1822, às 16:58 em São Paulo.
Roda central mostra o mapa natal, a roda do meio mostra as Progressões e a roda externa mostra os Trânsitos.

Urano em trânsito na casa 2 do mapa natal também nos questiona sobre os valores mais profundos do povo, da nação. Não adianta cobrar lisura do poder público, dos políticos e governantes, se somos corruptos também em nível individual. Afinal, políticos e líderes saem do meio do povo e representam este povo de forma tanto literal quanto simbólica, em seus anseios, em suas aspirações, como também em suas práticas e valores. A nação do “jeitinho brasileiro” não pode se surpreender com o nível de corrupção que vê na esfera pública, quando o indivíduo acha que é uma grande vantagem surrupiar o material escolar do filho da empresa em que trabalha, ou subornar o guarda de trânsito, ou embolsar um troco a mais que recebeu errado, ou pedir favores a um amigo de uma repartição pública para favorecer seu caso, e etc, etc, etc. A lista de pequenos (e aparentemente inofensivos) delitos é imensa, mas o brasileiro comum acha que isso não é problema, não é roubo, não é desonesto. Só é desonesto quando é perpretado pelos outros, quando sou eu que cometo esses delizes, isso é considerado “normal”. A “cultura do jeitinho e do levar vantagem em tudo” já é discutida há muito tempo, mas até agora não houve mudança efetiva e expressiva no comportamento e nos valores do brasileiro. Urano em Áries é a grande esperança de que acordemos para o fato de que não há revolução e transformação coletiva se não houver primeiro uma mudança na esfera individual. Se eu quero um país mais honesto, não corrupto e mais justo, EU preciso ser mais honesto, não corrupto e mais justo em nível individual. EU preciso ter integridade na minha vida pessoal.

inteegridade

Montagem de Maria Eunice Sousa

Plutão, transitando Capricórnio e a casa 11 do mapa natal, vem desenterrar nossas primeiras e mais profundas aspirações como povo. Além disso, ele adiciona tensão aos questionamentos de nossos valores representados pela casa 2. Se nossos valores mais profundos são modificados, também são modificadas as aspirações e esperanças da nação. Bastante sintomático é o fato de o gatilho de todo esse movimento ter sido disparado pelo aumento de R$ 0,20 nas passagens do transporte público, assim, um pequeno valor monetário nos faz questionar nossos valores maiores e dizemos nas ruas “não é só 20 centavos, é contra a corrupção e a injustiça”. Um momento especialmente poderoso se dá quando Urano fizer conjunção com a Vênus progredida do Brasil, e também um trígono com Vênus natal em Leão (a partir de meados de 2014). Urano é o grande acordador, o grande despertador cósmico – não por acaso, um dos lemas das manifestações é “o Brasil acordou”, o “gigante acordou”. Ao transitar tanto Vênus natal quanto Vênus progredida, as questões sobre nossos valores e administração de riquezas tornam-se ainda mais contundentes. Somos lembrados daquilo que é mais caro para nós como povo, mas também de como esses valores evoluíram ao longo do tempo e o que eles significam hoje. Sendo Vênus um significador para a paz e as negociações, é possível que se chegue a um consenso para os conflitos atuais. Porém, considerando o oposto da polaridade, Vênus também pode representar conflitos – não esqueçamos que Afrodite, a deusa do amor, também adorava causar discórdia e confusão. Em se tratando de Urano, o mais imprevisível dos planetas, é difícil dizer qual das expressões tomará lugar, se o consenso ou o endurecimento do conflito. A julgar pelos movimentos fascistas que se vê, com grupos rasgando bandeiras partidárias e pedindo a volta da ditadura, isso torna-se ainda mais preocupante. Não podemos esquecer que a ditadura militar no Brasil ocorreu exatamente durante a conjunção de Urano e Plutão, e que Urano é o principal significador de ditadores e regimes totalitários. Se não tomarmos cuidado, o tiro pode sair pela culatra.

Esperemos que os ideais de honestidade e integridade, de liberdade e igualdade, de justiça e transformação social prevaleçam. E que uma Reforma Política aconteça como expressão concreta da reforma nos valores pessoais dos indivíduos que fazem esta nação.

OBS: Muitos astrólogos usam o mapa natal do Brasil desenhado para o horário de 16 horas do dia 7 de setembro de 1822, o que coloca Aquário no Ascendente. Porém há controvérsias quanto ao horário, dizendo-se que o Brado do Ipiranga teria ocorrido entre 16 e 17 horas (na verdade há controvérsias quanto a muitos aspectos deste evento). Para mim, o ascendente do Brasil em Aquário não tem nada a ver, e o ascendente em Peixes faz muito mais sentido. Assim, há alguns astrólogos que trabalham com o horário de 16:58, que coloca o Ascendente a 1°57’ de Peixes e a primeira astróloga que vi usar este mapa foi Vanessa Tuleski, de cujo artigo retirei os dados de data e hora para levantamento do mapa que é utilizado aqui. É com este mapa que eu trabalho.

Fontes pesquisadas:

Michael Baigent, Nicholas Campion and Charles Harvey – Mundane Astrology, 1984

Sue Tompkins – The Contemporary Astrologer’s Handbook, 2006

Karen Hamaker-Zondag – Aspects and Personality, 1990

Vanessa Tuleski – O Mapa Natal do Brasil

Dia dos Namorados – Noite extraordinária!

open arte alessandro andreuccetti

Alessandro Andreuccetti – Open Art Group

O Dia dos Namorados não está muito romântico, mas está intenso e passional.

A Lua em Leão desarmoniza-se seriamente com Saturno em Escorpião. Solidão e isolamento à vista, tendência a nos sentirmos não amados. Péssimo para quem está solteiro no dia de hoje. Separações e desentendimentos também são possíveis.

Além disso a Lua está de braços dados com Urano em Áries e Marte em Gêmeos. Essa Lua precisa de muito espaço e liberdade de ação. O aspecto fica exato à noite. Esse aspecto é bom para os solteiros, que podem enxergar com bons olhos o fato de estarem livres, leves e soltos e ajuda a equilibrar a solidão sugerida por Saturno. Estar sozinho torna-se uma vantagem quando se quer fazer o que der na telha sem dar satisfações a ninguém.

As coisas podem ficar realmente intensas, porque Vênus, o planeta associado a relacionamentos, está envolvido numa configuração tensa com Urano em Áries e Plutão em Capricórnio. Vênus em Câncer anseia por intimidade profunda e compromisso, anseia por fusão com o outro, mas Plutão em Capricórnio lhe diz para ser auto-suficiente e Urano em Áries exige que ela seja independente, livre e autônoma.

Dependendo de como se lida com a energia, o resultado final de tudo isso pode ser positivo. O contato Vênus-Plutão indica paixão intensa e visceral, Urano exige estímulo e novidade. Se houver qualquer rusga sendo escamoteada no relacionamento, ela virá à tona hoje.

582715_335531906558542_1411932644_n

Samarel Art

Mas se a relação estiver livre de restrições, as coisas podem ficar bem quentes e animadas, pois se está aberto para experimentações e há uma energia poderosa e intensa no ar. Se vocês forem flexíveis, a noite promete grande excitação e estímulos além dos limites já experimentados na relação. Esta pode ser, de fato, uma noite extraordinária!

Cuidado na hora de comprar o presente do seu Amor, é bem provável que você, por impulso, gaste mais do que tinha planejado.

Para os solteiros, há a tendência de muito flerte, mas não leve nada muito a sério para não se machucar. O fascínio pelo outro pode impedi-la/o de fazer uma avaliação acurada do potencial dessa paquera, além de haver um elemento de compulsão associado a Vênus-Plutão.

andrei protsouk open art group

Andrei Protsouk – Open Art Group

De um jeito ou de outro, as energias ativas no dia de hoje são poderosas, estimulantes, extraordinárias. Só fique atento para que elas atuem a seu favor, e não contra.

%d blogueiros gostam disto: