A Semana Astrológica: hora da faxina!

Balsamic moonn
Lua Balsâmica – Desconheço o Autor – Reprodução

Semana de 15 a 21 de dezembro 

O ano oficial vai findando, mas o ano astrológico não. Esse só acaba em 20 de março quando o Sol entrar no signo de Áries. Mas é fato que já entramos no tom de encerramentos e conclusões. E a Lua Minguante desta semana favorece isso sobremaneira, especialmente por ter sido minguante no signo de Virgem, o signo da limpeza e da purificação, o signo mestre em separar o útil do inútil, o joio do trigo – Semana de faxina! No Quarto Minguante somos convidados a analisar o que deu certo e o que não funcionou na etapa que se fecha. Mais ainda, precisamos ver o que pode ser melhorado e como, para que não cometamos os mesmos equívocos nas próximas fases.

Nesta semana temos eventos portentosos, o principal deles é a sexta e penúltima quadratura plena entre Urano e Plutão, que performam mais um capítulo de uma briga colossal que se iniciou em 2012 e termina em 2015. Essa briga ressuscita e questiona temas vigentes entre os anos de 1964 e 1969, quando estes dois planetas fizeram sua última conjunção, que ficou ativa por um longo tempo e que simbolizou toda a revolução política e cultural daquela década. Essa quadratura dá o tom básico da semana, que é de tensão e turbulência. A grande liberação da energia que veio se acumulando traz a possibilidade de rupturas de coisas que vinham se arrastando, assim como de eclosão de crises que se precipitam e que podem ter desfechos dramáticos. É favorável à quebra de tabus e de padrões já gastos e inúteis. Porém, como essa energia opera de forma extrema, é necessário muita cautela nas ações e nas atitudes. Podemos utilizar a energia para promover as mudanças que buscamos, desde que estejamos cientes de que elas de fato são uma necessidade verdadeira e não apenas uma atuação inconsciente e intempestiva. Para isso é necessário novamente, muita ancoragem e pé no chão para termos um senso adequado de timing e para não sermos arrastados pelo frenesi e pelo caos.

urano
Vanessa Neufeld – Reprodução

Outros movimentos importantes também ocorrem esta semana, como a ingressão de Mercúrio (quarta-feira) e do Sol (domingo) em Capricórnio, sinalizando um período em que as visões, intuições e insights propiciados pelo Fogo de Sagitário agora precisam encarnar na matéria e no mundo manifesto. Serão elas realizáveis? É o que veremos. Capricórnio sinaliza também um momento de estruturação da vida, de ordenar, organizar e planejar nossos propósitos, objetivos e ações.

capri
Desconheço o Autor – Reprodução

Ao entrar em Capricórnio Mercúrio se harmoniza com Netuno em Peixes, enquanto discorda inconscientemente das crenças de Júpiter. Aos poucos vai se aproximando da conjunção a Plutão e da quadratura a Urano, aspectos que só ficam perfeitos na semana que vem. Vênus mete-se em fogueiras escaldantes ao fazer conjunção a Plutão e quadratura a Urano, sinalizando que a briga de Urano-Plutão não é só coletiva e política, mas vaza para os relacionamentos individuais e transforma também nossos valores mais caros e preciosos, temas que ficam realçados durante a semana toda e que têm clímax na terça com a T-Square e no sábado com a conjunção Vênus-Plutão. Marte, que está em recepção mútua com Urano – Marte viaja por Aquário, signo regido por Urano e Urano está em Áries, que é regido por Marte – faz um sextil com ele nesta semana, o que fortalece a afinidade que eles já têm por recepção. Nossas ações e formas de executar os objetivos precisam se alinhar com os objetivos maiores, além do nosso umbigo, além dos desejos individuais de auto-afirmação. A cruzada é por igualdade, justiça, liberdade. Esse é um Marte Prometeano, que rouba o fogo dos deuses, porque percebe quão grande a humanidade pode ser, se apenas tiver acesso a essa visão divina. Mas há sempre o risco de perdermos as árvores olhando a floresta. Aquário ama a humanidade, mas tem certa dificuldade em lidar com os humanos no plano individual, ajudado por Urano, que não vê individuo, isso requer um certo cuidado…

Todos estes movimentos, como já disse, deixam a semana um tanto turbulenta e sujeita a extremismos, individuais e coletivos, especialmente porque Lua e Vênus ativam e estimulam ainda mais essa quadratura. Botemos as barbas de molho.

A Lua vai fechando histórias e encerrando o ciclo, viajando na fase Minguante e depois Balsâmica, pelos signos de Virgem, Libra, Escorpião e Sagitário. No domingo, já à noite, ela entra em Capricórnio e é nova às 23h35min (Brasília) e à 01h35min da manhã de segunda, 22, pra Portugal.

SEGUNDA-FEIRA é o dia do pega pra capar, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come! Urano e Plutão duelam de novo, pela sexta vez em dois anos e pouco. Plutão tem o apoio de Vênus que se aproxima pela retaguarda, mas os dois recebem em cheio as rajadas de Urano e da Lua, que entra em Libra às 02h05min da manhã e que vai armando uma Cruz T, que fica exata na terça. Dia de extremos. De repente tudo resolve acontecer ao mesmo tempo demandando nossa atenção, ação e resolução. Eclosão de dramas e situações críticas diversas, envolvendo assuntos cruciais da vida individual e social, assuntos associados com relacionamentos, valores, questões sociais, tabus, política, economia… Tudo vem para a linha de frente. Sobretudo nossa responsabilidade social diante do abuso de poder e dos recursos (Plutão em Capricórnio) e a ação individual e revolucionária que nos será exigida a partir daqui (Urano em Áries), individuo versus coletivo, velho versus o novo. É um dia que demanda cautela em todos os assuntos para que não nos precipitemos e entornemos o caldo de vez. Por outro lado, se já percebemos e vínhamos criando coragem pra adotar certas medidas no sentido da transformação, esse pode ser o momento adequado para romper com o velho e instaurar o novo.

espelho00
Desconheço o autor – Reproduçao

Na TERÇA-FEIRA essa mesma Cruz T ou T-Square fica exata. Urano em Áries recebe a oposição da Lua Libriana, e os dois quadram Plutão e Vênus em Capricórnio. Relacionamentos e parcerias ficam na berlinda e sujeitos a erupções vulcânicas. Sujeiras que foram varridas para debaixo do tapete são levantadas por furacões inexoráveis. Não dá mais pra fingir que não viu, que não escutou, que não sabia do que estava acontecendo só para não ter que tomar uma atitude. Nada fica como antes, e honestidade consigo e com o outro é fundamental se for para a relação sobreviver. Se sobrevivem a todo esse turbilhão, essas relações se fortalecem. O que ocorre é que os valores e a forma de ver e vivenciar as relações passam por grande questionamento e transformação. Conseguimos equilibrar nossas necessidades individuais com as demandas do relacionamento? Queremos segurança, relacionamentos duradouros e responsabilizar-nos por nossas escolhas afetivas? Ou queremos liberdade extrema para ir atrás de realização pessoal e individual? Há meios de conciliar princípios tão antagônicos? O que é vital para você neste momento da sua vida? Independência ou vínculo? Está nessa relação por medo da solidão? O que você sente de fato, afeto genuíno ou dependência/apego emocional? Esta relação o faz crescer ou o puxa para trás? Está mesmo empenhado em ver o outro como ele é, ou está apenas apaixonado pelo seu próprio reflexo? Esses questionamentos não vêm de hoje, pelo contrário, têm sido ativados desde 2010, porque com Urano em Áries, toda vez que um planeta passa por Libra, faz oposição a ele. O que ocorre é que há vários níveis e camadas sendo trabalhados, e aos pucos vamos refinando e fazendo a sintonia fina desses temas. Vênus em sesqui-quadratura a Júpiter e a Lua fazendo conjunção ao Nodo Norte em Libra enfatizam ainda mais todas essas conjecturas, simbolizando uma oportunidade única de crescimento em meio a todo o vendaval. A Lua estando minguante favorece o momento de limpeza e de purificação.

A Lua faz sextil ao Sol Sagitariano e fica vazia por muitas horas na QUARTA-FEIRA, das 03h41min da manhã até as 12h52min, quando entra em Escorpião. De Escorpião ela dialoga de forma econômica com Mercúrio, que já terá entrado em Capricórnio (01h53min). A Lua faz ainda trígono a Netuno em Peixes e sesqui-quadratura a Quíron. Dia de maior introspecção, depois das explosões dos dois dias anteriores. É hora de digerir e juntar os cacos, ou varrê-los de vez para o lixo e para longe da nossa vida! Limpar a vida da toxicidade que nos envenena e asfixia. Mercúrio entrando em Capricórnio simboliza que nossos processos mentais estão mais centrados e mais pé no chão. Queremos resultados e chega de lenga-lenga! Mercúrio fica em Capricórnio até o dia cinco de janeiro, sugerindo uma temporada boa para planejamentos estratégicos e para se concentrar nas metas do futuro e do ano vindouro.

mao letal
Tirado da Fanpage Photobox – Reprodução

Há um clima desconfortável de bullying permeando a QUINTA-FEIRA, sinalizado pela Lua Escorpiônica e Balsâmica (fica Balsâmica às 10h25min ao fazer semi-quadratura com o Sol) fazendo uma quadratura a seu regente, Marte, em Aquário. Os sentimentos oscilam entre paixão calcinante e frieza congelante. Há descompassos entre o que sentimos e o que queremos; o destempero pode se materializar como competição, insegurança e paranóia. A Lua ainda se afina com Vênus e Plutão em Capricórnio, indicando que os sentimentos e expressões ficam ainda mais contidos e econômicos, embora honestos e verdadeiros e sujeitos a rompantes incontroláveis. Urano recebendo cutucões desagradáveis dessa Lua Negra e intratável indica possibilidades de picadas dolorosas e erráticas do ferrão do Escorpião. Picamos ou somos picados? O tirano não está lá fora, está aqui dentro.

Lua MInguante
Lua Minguante – Desconheço o Autor – Reprodução

Balsâmica e circunspecta em Escorpião, a Lua faz quadratura a Júpiter em Leão na SEXTA-FEIRA. Ao longo do dia ela se indispõe também com Urano em Áries e fica amalgamada a Saturno ao cair da noite. Entra em Sagitário às 19h56min, já caçando confusão com Netuno em Peixes. Sexta-feira dada a altos e baixos e gangorras emocionais. Forças diversas tentam nos tirar do nosso casulo e ficamos divididos. Por mais que haja impulso de socialização, a indicação é economizar na efusividade e ficar mais na sua. Aproveitar para dar continuidade à limpeza anual das gavetas e dos cantos do coração. Limpar a poeira, as teias de aranha, dedetizar para se livrar de todas as pragas e parasitas que atravancam o desenvolvimento de relações mais genuínas e maduras. Estamos com o outro por afeto ou por necessidade? Purificar, depurar, expurgar, reciclar ou incinerar de vez. À noite o clima muda sutilmente e tentamos supercompensar a circunspecção diurna, correndo o risco de nos excedermos na balada noturna. Estamos um tanto dogmáticos a respeito de nossas opiniões e tentamos impô-las aos outros, ou somos nós que temos que lidar com o tom catequético alheio. Seria bom evitar reuniões muito populosas, por mais que o apelo seja grande. A quadratura a Netuno requer cuidados e sugere que evitemos o abuso de substâncias, especialmente o álcool. Com a semana tensa do jeito que está, tentamos “afogar” ou anestesiar a tensão, mas isso pode ter efeitos desastrosos, inclusive práticos, se estivermos dirigindo, por exemplo. Essa quadratura a Netuno vem fechar com chave de ouro as questões que estavam ativas na Lua Nova de Sagitário, que ocorreu em conjunção a Netuno. Agora somos confrontados com os restos de nossas desilusões e a sensação de desgosto pode ser um tanto amarga e difícil de engolir. Por isso que o uso de substâncias hoje tornam-se duplamente perigosas. Siga sua intuição.

cães
Photobox – Reprodução
scoop
Scoop – Reprodução

No SÁBADO Vênus amalgama-se a Plutão ao mesmo tempo em que dispara contra Urano. A Lua Sagitariana e Balsâmica segue quadrando Netuno em Peixes, mas animadíssima numa conversa com Urano, que estaciona em Áries. À Noite a Lua ainda quadra Quíron Doloroso. Mais do que nunca o conflito compromisso versus autonomia fica exacerbado. A tensão e cisão internas são enormes e podem ser manifestadas como polarização nos relacionamentos, onde um dos parceiros torna-se ciumento e emocionalmente exigente, controlador e sufocante, enquanto o outro busca respirar mais livremente e se ressente do controle e da asfixia. Se ambos têm um nível razoável de autoconhecimento, maturidade emocional e de confiança mútua, a relação tem uma ótima oportunidade de ser aprofundada e de ter essas questões ventiladas de forma aberta e honesta. Mas quando não é o caso, pode-se esperar cenas de ciúme doentio, possessividade extrema e quem sabe até violência, já que Marte também está extremoso em contato com Urano. O problema é que um lado quer fusão completa e absoluta, simbiose mesmo; porém o outro quer ficar livre e solto para experimentar e ser mais leal a si mesmo. Ajustes se fazem necessários e com certeza o dia é excitante e vibrante. A tensão sexual também é fora do comum, mas é uma energia que demanda expressão original – nada de repetir o mesmo feijão com arroz de todo dia, por favor! Paixão, desejo extremo, e magnetismo estão destacados e possibilitam uma entrega apaixonada para quem se arriscar a ir além das regras do “socialmente aceito”. Mas é preciso ter coragem para se aprofundar no próprio desejo e suportar o calor e o desejo avassalador do outro – vulcões podem entrar em erupção e a terra pode tremer debaixo dos lençóis, levando a relação para outro nível de entrega, de intimidade e de desnudamento emocional, resta saber se queremos e se damos conta disso. Por outro lado, a quadratura Lua-Quíron sinaliza que todos estes conflitos podem abrir uma caixa de Pandora pestilenta e dolorosa e quando vemos, já fomos longe demais nas palavras ou nas atitudes que magoam de forma até mesquinha. O que precisamos ter claro para nós, internamente, é o porquê estamos nessa relação. Quais são seus valores e fortalezas, quais são suas dificuldades? O que nos une é mais forte do que aquilo que nos separa?

Imutável DEstino - Capucine
Imutável Destino – Capucine Piccicarolli

Urano volta ao movimento direto em Áries no DOMINGO. Seu trabalho de revolução individual dentro do coletivo, que ficou em stand by por muitos meses, volta à ação direta. Com Urano direto muitas das questões que estava em suspenso voltam a se movimentar, acordamos da letargia, levando choques de realidade e descargas elétricas nervosas nas áreas em que Urano trafega no mapa natal. A roda volta a se mover e os dados estão lançados. A Lua se afinando com seu regente Júpiter, em Leão, indica um domingo menos denso e mais animado à volta da mesa familiar. O dia pede atividades sociáveis, mas sem exageros, já que a Lua ainda está Balsâmica. É hora de rever crenças e visões para a próxima fase, onde vamos apostar nosso otimismo e entusiasmo e de que maneira. O Sol ingressa em Capricórnio às 21h04min e a Lua às 23h25min. A Lua será nova às 23h35min do domingo, 21.

Que sua semana seja de luz e de transformações positivas!

dalizodiac_capricorn
Capricórnio – Zodíaco de Dali – Salvador Dali – Reprodução

Deixe uma resposta