As 12 Noites Sagradas – AQUÁRIO

aquario simAQUÁRIO

Hoje o dia foi dedicado a AQUÁRIO – aliás, aproveito para colocar no final deste texto a seqüência dos signos. Como foi seu dia? Algo inusitado aconteceu? Socializou, encontrou amigos? Sim, porque a proposta é observar tudo o que ocorre no dia e na noite de cada signo e perceber se há algo relacionado.

A despeito da Lua Crescente, meu dia foi às voltas com uma grande faxina como há muito não fazia. Joguei muitas coisas foras, me desapeguei de muitas bobagens – impressionante como guardamos bobagens! E sim, coisas diferentes aconteceram!

Rudolf Steiner associa Aquário com a hierarquia dos ANJOS e que através do Portal de Aquário recebemos os impulsos angelicais para permanecermos fieis aos nossos ideais.

aquario1
Reprodução

Ideal é palavra chave quando se trata de Aquário, também chamado de Aguadeiro, já que é retratado como uma figura humana com uma ânfora. Pessoas com muitos planetas ou ângulos em Aquário e ainda com forte ocupação da Casa 11, a casa natural deste signo, são naturalmente voltadas para as causas sociais e humanitárias. Elas desejam transformar o mundo e o ser humano na sua melhor versão. Elas têm um ideal e se guiam por ele, pela visão da melhor versão daquela pssoa, situação, mundo. Assim como Prometeus, cujo mito exploramos abaixo, elas conseguem enxergar potenciais onde outros só percebem problemas e limitações – às vezes estão tão sintonizadas com este ideal que esquecem de perceber a pessoa real a seu lado. O folclore astrológico diz que é o mais sociável dos signos, o signo dos amigos. Progressista, inovador, inventivo e amante da liberdade, é extremamente mental, já que é o signo que traz o elemento AR na sua forma mais refinada, mais burilada. Civilizado e desapegado, Aquário tem uma grande facilidade de ver as coisas de fora, de longe, como se não fizesse parte do quadro, daí sua capacidade de prever as tendências. Tanto desapego e amor à liberdade pode implicar em alguma dificuldade com a intimidade e a vivência dos sentimentos, que podem ser sentidos, às vezes, como ameaçadores, já que, ao contrário da mente e da razão, sentimentos são coisas incontroláveis e incompreensíveis. Pode ser o melhor dos amigos e a mais animada das companhias, desde que os temas sejam leves ou abstratos, porque se vier com choros e dramas, esqueça, pernas para que te quero! De modalidade Fixa, muitas vezes pode ser extremamente conservador e avesso a mudanças. Isso reflete uma ambivalência que nasce da dupla regência do signo: Aquário é regido tanto por Saturno quanto por Urano, dois arquiinimigos. A regência de Urano lhe dá o amor pela liberdade, igualdade, fraternidade, além da inventividade, excentricidade e aquele ar meio elétrico e diferente que lhe é bem característico. O outro regente, Cronos para os gregos e Saturno para os romanos, nós já encontramos em Capricórnio. Urano era seu pai, o deus dos céus estrelados, aquele que deu origem às gerações de deuses olímpicos ao se deitar com Gaia, a Mãe Terra.

IMG_0548
Urano – Símbolo – Maria Eunice Sousa

Urano teve muitos filhos, dentre eles, Saturno e outros titãs, além dos Gigantes, criaturas ctônicas e grotescas de 100 mãos, cuja mera visão causava profundo desgosto ao seu pai, que era altamente idealista e de gosto muito estético. Tão repulsiva era a visão de seus filhos que Urano os aprisionou no Tártaro, as entranhas do Mundo Inferior. Esse costuma ser um padrão comum em Aquário, esse gosto estético refinado e idealista, que detesta ter que lidar com o lado mais animalesco da natureza humana, incluído aí os ritmos orgânicos do próprio corpo, que pode, às vezes, ser sentido como alien. Cronos, com a ajuda de sua mãe Gaia, resolveu tomar providências para libertar o irmãos e numa noite, quando Urano veio se deitar com Gaia ele segurou seus genitais com a mão esquerda e com a mão direita empunhando uma foice, cortou-os fora, atirando-os ao mar. Da espuma do sêmen nasceu Afrodite, e não é à toa que ela é a deusa da beleza e do senso estético, tendo nascido de UM pai tão idealista. Do sangue derramado na terra nasceram as Erinias, também conhecidas como Fúrias, personificações da vingança que puniam os mortais. Urano desaparece e não se sabe dele depois disso na mitologia. Cronos assumiu o seu lugar como regente dos deuses.

The_Mutiliation_of_Uranus_by_Saturn
A castração de Urano por Ssturno – Afresco de Giorgio Vasari e Cristofano Gherardi, c. 1560 (Sala di Cosimo I, Palazzo Vecchio). Reprodução

Esse mito de Urano já nos diz muito sobre a natureza de Aquário. Mas há outro mito ainda mais emblemático relacionado ao signo, o mito de Prometeus. É uma estória longa, mas vale a pena. Liz Greene (1) diz que Prometeus é o grande assistente social cósmico. Prometeus era um titã da mesma geração de Cronos e sua origem é um tanto controversa. Seu nome significa “aquele que prevê”. Ele tinha um irmão chamado Epimeteus, que era o seu oposto nesse sentido, pois seu nome significava “aquele que aprende apenas com o acontecimento”. Na briga entre Cronos e Zeus, porque ele sabia como a encrenca findaria, Prometeus ficou do lado de Zeus. Diz-se que ele o ajudou no parto de Atena, que nasceu da cabeça de Zeus e que era a deusa da estratégia e do pensamento racional. Por causa disso ela o ensinou várias artes, entre elas a agricultura, arquitetura, matemática, astronomia, artesanato, carpintaria, medicina, astronomia, astrologia, navegação e muitas outras habilidades. Prometeus ensinou todas essas artes ao homem. Uma das versões de sua origem é a de que ele próprio, Prometeus, teria criado o homem de barro e água, com a permissão de Atena. Liz Greene, em seu livro A Astrologia do Destino, diz que o fato de ter ensinado todas essas artes ao homem torna Prometeus o Daimon do impulso cultural. Antes de Prometeus, o homem não podia ver nada com clareza, não percebia os ciclos da natureza, portanto, não conseguia tirar proveito deles com a agricultura, por exemplo; ele também não sabia como criar animais e não enxergava um palmo diante do nariz no sentido de se projetar no futuro. “Então, aqui está a verdade em uma palavra: toda habilidade e ciência humana é um dom de Prometeus”, Greene cita Asclépios, e diz que “esse impulso de boa fé em relação à humanidade é um dos temas dominantes de Aquário”.

Heinrich_fueger_1817_prometheus_brings_fire_to_mankind
Prometeus traz o Fogo à Humanidade Heirich Fueger – 1817 – Reprodução

O mito continua. Zeus foi ficando muito zangado com todas essas artes ensinadas ao homem por Prometeus e temia que logo o homem se acharia um deus. Zeus também foi se irritando com Prometeus por outras coisas. Um dia, por exemplo, Prometeus foi convidado a decidir sobre quem deveria ficar com que porções de um boi sacrificado, quais deveriam ser dadas aos homens e quais seriam oferecidas aos deuses. O Titã, que sempre privilegiava os homens, escondeu a carne maciça debaixo do bucho do boi e todos os ossos limpos debaixo de uma rica gordura e disse a Zeus para escolher. Zeus escolheu a sacola de ossos e ficou zangadíssimo ao perceber a trapaça e por isso negou o fogo aos homens, que comessem a carne crua, disse ele. Prometeus não acatou a decisão e roubou o fogo sagrado dos deuses e o deu ao homem. Como punição, Zeus acorrentou Prometeus a uma montanha no Cáucaso e todos os dias uma águia, a ave símbolo de Zeus, vinha comer-lhe o fígado. À noite o fígado se regenerava e no dia seguinte o sofrimento se repetia.

peter_paul_rubens_-_prometheus_bound_1611
Prometeus acorrentado – Peter Paul Rubens – 1611 Reprodução

Além de punir Pometeus, Zeus ordenou a Hefestos, o deus da forja, que fabricasse uma mulher de barro e nela inspirou vida através dos Quatro Ventos. Essa era Pandora, que foi enviada a Epimeteus, que, orientado por seu irmão para não receber nenhum presente de Zeus, recusou-a a princípio. Mas, por causa do sofrimento infindável de Prometeus, ele acabou se casando com ela. Pandora abriu aquela famosa caixa, de onde saíram todas as pragas que poderiam perturbar a humanidade: Trabalho, Doença, Velhice, Insanidade, Vício e Paixão. A humanidade teria cometido suicídio coletivo, não fosse Esperança, a enganadora, que também estava na caixa e que mantinha o homem em expectativas de melhorias. Alguns dizem que Esperança é o pior de todos os males, pois nos mantém iludidos. O sofrimento de Prometeus tem fim quando ele é trocado por Quíron, que enfrentava um destino igualmente cruel na forma de uma ferida sem cura que doía de forma excruciante. Zeus concordou com a troca, mas exigiu que Prometeus usasse um anel que o identificasse como um eterno prisioneiro.

prometeus e a aguia
Prometeus no Cáucaso – Reprodução

O mito de Prometeus o coloca como o grande benfeitor da humanidade, porque sem o Fogo Sagrado dos Deuses, o homem não teria visão, não intuiria o futuro, não teria a centelha divina que o eleva acima da natureza meramente animal e ctônica. Porém, do ponto de vista dos deuses este roubo foi um grande pecado, um crime, porque a natureza é muito ciumenta de seus segredos. Pesquisadores e cientistas em geral sabem bem o que é isso, e muitas vezes, ao propiciar avanços à humanidade, abrem uma verdadeira Caixa de Pandora, basta lembrar a desilusão de Einstein com uso que deram à sua Teoria da Relatividade. O roubo também o faz sentir-se isolado de seus pares, assim como Prometeus ficou isolado no Caucaso, porque ele se diferencia, ele vai além do óbvio, do comum, daquilo que já é conhecido.

AQUÁRIO
Aquário – Reprodução

Aquário é o signo oposto complementar de Leão, e como oposto tem horror a se sentir egoísta e egoísmo é parte da sua sombra. A estória de George Orwell “A Fazenda dos animais”, ilustra bem essa questão e a frase “todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais do que outros” é geralmente utilizada para trazer à tona a questão da igualdade como vista por Aquário quando negativo. Outro pecado de aquário é a hubris, o sentimento de estar acima do bem e do mal, exatamente por ter conquistado a Natureza e seus segredos. A hubris é o que nos faz ir além da ética e de valores morais porque achamos que nossos motivos são “justos”, algo na linha do jargão maquiavélico “os fins justificam os meios”. Ocorre que na luta pela evolução, na ânsia de ajudar a humanidade e de melhorá-la, Aquário deixa de ver o individuo humano, a pessoa que está ao seu lado – se for para salvar a humanidade, qual o problema se alguns humanos forem perdidos no processo? Outra frase famosa associada a este signo é “Eu adoro a humanidade, o problema são os humanos”.

dalizodiac_aquarius
Aquarius – Salvador Dali

Entretanto, sem Aquário, o homem ainda estaria naquele nível ctônico, morando em cavernas e sujeito ao destino imposto pela sua biologia. Feliz da humanidade que teve Prometeus (Aquário) como seu benfeitor e hoje evoluiu até onde chegamos. Resta-nos esperar (a enganadora Esperança de novo) que na sua hubris, não nos leve também à destruição.

As figuras arquetípicas de Aquário são:

O Visionário, O Assistente Social, O Cientista, O Revolucionário, O Anarquista, O Futurista, O Viajante do Tempo, O Forasteiro, O Abominável Homem das Neves

Aquariuss
Reprodução

MEDITAÇÃO PRA AQUÁRIO

Primeiro, olhe as imagens associadas a Aquário: o Aguadeiro, o próprio símbolo que parece duas ondas sobrepostas, Urano…

Olhe e fixe essas imagens e deixe que elas conversem com você.

Quando estiver pronto, faça esta meditação. OBS: A qualquer momento, se sentir qualquer desconforto, receio, mal estar, abra os olhos imediatamente e interrompa o processo!!!

Feche os olhos e faça um exercício respiratório de relaxamento. Gradativamente, solte os pés, pernas, coxas, quadris, tronco, ombros, braços, pescoço, cabeça… Até que você esteja completamente relaxada/o. Então

Visualize que está em seu lugar favorito de natureza. Sinta-se relaxado, tranqüilo. Qual é o clima? Faz sol, chove, venta? Observe o ambiente: tem mais alguém? Caminhe ao redor e se houver outras pessoas cumprimente-as amigavelmente, mas sem se demorar. Então perceba que se aproxima seu melhor amigo/a. Sinta a alegria de encontrar essa pessoa. Se sentir vontade, abrace-a. Observe sua expressão: está triste, alegre, zangado…? Por que? Olhe com atenção e veja se ele/ela quer lhe dizer alguma coisa. Escute. Ele lhe pede alguma coisa? O que você pode fazer pelo seu/sua amigo/a? Agora seu amigo/a lhe mostra uma grande tela à sua frente: o que você vê? Que ideais essa imagem reflete? São os seus ideais? São imagens desconfortáveis ou tranqüilas? Como você se sente com a experiência toda? Agradeça a seu amigo/a e deixe-o/a ir embora. Aos poucos perceba-se de volta ao seu corpo e abra os olhos. Se sentir vontade, escreva ou ilustre o que vivenciou. Se quiser, partilhe sua experiência conosco.

Johfra-Bosschart-Aquarius3x4.1
Johfra Bosschart – Aquarius – Reprodução

Amanhã trabalharemos o signo de Peixes, portanto fique atento, durante o dia, a como o signo vai se manifestar para você. Aproveito para me desculpar pela demora na publicação de hoje. Amanhã eu o farei durante o dia. Até lá!

Programação das 12 Noites Sagradas: 

26/12 – Capricórnio

27/12 – Aquário

28/12 – Peixes

29/12 – Áries

30/12 – Touro

31/12 – Gêmeos

01/01 – Câncer

02/01 – Leão

03/01 – Virgem

04/01 – Libra

05/01 – Escorpião

06/01 – Sagitário

(1) A Astrologia do Destino – Liz Greene

5 opiniões sobre “As 12 Noites Sagradas – AQUÁRIO”

  1. Comento neste post antigo pois é o que me aparece desde uns poucos dias. Não consigo acessar os mais recentes, o que lamento pois gosto muito das suas analises.

    1. Olá Lídia,

      Obrigada pela visita e pelo comentário. O blog ficou inacessível por uns dias porque eu estava mudando a plataforma/servidor… Mas agora já está funcionando normalmente de novo. Veja hoje, já publiquei A Semana 🙂

Deixe uma resposta