A Semana Astrológica: regar e adubar para frutificar

lua pre cheia
Lua Corcunda – Reprodução

Semana de 27 de abril a 03 de maio

Semana de avanços em que a Lua segue na fase do Primeiro Quarto e depois Corcunda, simbolizando um tempo de crescimento e desenvolvimento e um período produtivo, de melhorias materiais, uma ilha de calmaria no meio do mar de recessão que temos vivido – aliás, é bom aproveitarmos todos estes trânsitos no rico e provedor signo de Touro (Sol, Marte e Mercúrio) para fazermos nosso pé de meia, melhorar nossas reservas, porque no segundo semestre do ano as vacas tendem a emagrecer ainda mais. Período de adubar e regar adequadamente a plantação dos nossos projetos para que eles possam frutificar generosamente. A Lua será cheia na primeira hora da segunda, dia 4, à 00h42min no horário de Brasília, às 04h42min no horário de Lisboa e às 23h42min, ainda no domingo no horário de Cuiabá.

philosophical mercurius - 1400 - speciesbarocus
Mercúrio filosófico aproximadamente 1.400 DC Speciesbarocus – Reprodução

Mercúrio ingressa em Gêmeos no dia 1° de maio, signo de seu domicílio, mas onde ele entrará em retrogradação no dia 18 de maio. Em Gêmeos Mercúrio está na sua melhor performance, indicando que os assuntos regidos por ele tendem a fluir com mais desenvoltura, depois de todas as lentas elucubrações feitas em Touro. Comunicação, viagens curtas, estudos, relações com irmãos e parentes próximos e o comércio em geral são beneficiados, pelo menos até o período da retrogradação, quando então muitas alterações podem acontecer nestas áreas.  Entretanto, logo após entrar em Gêmeos Mercúrio já se opõe a Saturno no domingo e na semana seguinte faz quadratura a Netuno em Peixes, indicando que toda essa desenvoltura pode ficar um tanto comprometida por alguns dias – negócios acenam com melhoria, mas requerem empenho,  comprometimento e muito cuidado nas negociações.

realsimple
Realsimple.com – Reprodução

O Sol faz sextil com Netuno nesta semana, sugerindo um período de fertilidade, sensibilidade e uma suavização no literalismo de Touro, ainda mais porque Marte, que também trafega Touro também faz sextil a Quíron em Peixes. O Sol gradativamente se aproxima da quadratura a Júpiter em Leão, aspecto que ficará exato na Lua Cheia. Isso indica um período de maior otimismo e expansividade, mas também uma dificuldade em dosar esse mesmo otimismo.

Vênus em Gêmeos faz quadratura a Quíron em Peixes nesta semana, pedindo cuidado e delicadeza dentro dos relacionamentos porque nossas feridas emocionais e afetivas estão propensas a serem reabertas e infeccionarem novamente – todo cuidado é pouco e o período não é recomendando para discussão de relação, pois a tendência é o abismo se aprofundar ao invés de nos aproximarmos.

chickrx. - Cópia
Chickrx.com – Reprodução

Saturno retrógrado em Sagitário forma uma sesqui-quadratura a Urano em Áries, aspecto que só fica pleno na segunda-feira que vem, mas que já sentimos sua força por toda esta semana. Esse aspecto ativa grandes inquietações que não são prontamente reconhecidas. Sentimo-nos sobrecarregados com responsabilidades e ansiamos por nos desvencilhar de certas obrigações, mas como isso não é claro e consciente para nós, tendemos a nos envolver em conflitos relacionados à nossa persona social e a essas mesmas responsabilidades, que podem levar a rupturas inesperadas e abruptas no trabalho, na nossa condição atual, incluindo algumas questões em família. Ou talvez posturas meio irresponsáveis e impensadas adotadas no passado venham agora apresentar seu alto custo, que precisa ser pago,  e ingratas conseqüências, que precisam ser admitidas, independente do quanto tentemos nos justificar. Em termos mundanos, este aspecto indica manobras furtivas e embates sob-reptícios entre os setores mais conservadores e os mais progressistas de governos e economias.

A Lua viaja langorosa pelos signos de Leão, Virgem, Libra e Escorpião. Faz aspectos leves e fluidos ou tensos e indigestos com o Sol e os demais planetas.

andy prokh Girl-and-Her-Cat-08
Andy Prokh – Uma menina e seu gato – Reprodução

Na SEGUNDA-FEIRA a Lua faz quincunce a Quíron e briga com Marte na madrugada, perturbando a tranqüilidade do sono e pela manhã com Mercúrio, ficando vazia logo depois, às 11h13min. Entra em Virgem ás 22h08min, portanto temos o resto do dia de Lua fora de curso. O dia de irritação e antagonismos internos que se refletm nas interações: estamos abespinhados, inquietos, tensos e nesse estado de espírito, a comunicação se torna curta e grossa, com ênfase no “grossa” – não temos paciência para o que consideramos “melindres” alheios ou sentimos que os outros agem assim conosco. Conflito entre o sentir, o pensar e o agir nos levam a ser precipitados nas conclusões ou literalistas e fixos, o que significa descompassos vários na convivência com as pessoas. Precisamos de inspiração, alegria, talvez alongar a folga do domingo e continuar no espírito da brincadeira, mas o mundo prático e real tem contas a pagar, compromissos a cumprir, de maneira que desejos de alegria parecem coisas fúteis e fora de lugar… Todavia, também temos a oportunidade de perceber a realidade e as obrigações com olhos de criança: ver tudo como uma brincadeira de gente grande, que pode ser divertida se percebermos o encantamento escondido sob o manto pesado da realidade. Encarar os instintos básicos, a própria irritação e possíveis erros como algo natural que tem muito a nos ensinar sobre nós mesmos, embora ainda precisemos gerenciar isso de modo a não jogar sobre outros o resultado de nossas incongruências internas – a batalha, afinal nunca é com os outros, é conosco mesmo.

fighting time phtobox
Photobox – Reprodução

A Lua está em Virgem na TERÇA-FEIRA, em quadratura a Saturno em Sagitário e oposição a Netuno, formando uma T-Square Mutável. A Lua ainda se indispõe de forma inconsciente com Urano e Plutão, mas busca o suporte do Sol através de um trígono. Marte está em sextil exato a Quíron em Peixes. Dia de dispersão em que vagamos para cá e para lá feito formiguinhas ensandecidas, ocupadíssimos, mas pouco produtivos. Excesso de preocupação e cobranças absurdas sobre nós e sobre outros deixa o dia carregado e difícil e nos sentimos como um Sísifo moderno, fadados a colocar toda a nossa energia empurrando algo ladeira acima, com tremendo esforço, só para ver estes esforços darem em nada ou pior ainda, se revelarem contraproducentes, porque até mesmo o cérebro hoje precisa ser empurrado para funcionar adequadamente… Isso porque talvez estejamos iludidos acerca de nossas verdadeiras motivações e necessidades; estamos inseguros a respeito de nosso valor e assim nos cobramos excessivamente ficando frustrados com o resultados menos que perfeitos. Por outro lado, se bem utilizada, a influência pode ser muito criativa e guardar grande potencial de concretização dessa criatividade.

chinese-whispers
Reprodução

QUARTA-FEIRA é outro dia com grande potencial de dispersão, melindres, inseguranças, suscetibilidades… Isso porque a Lua Virginiana está envolvida em outra T-Square Mutável, desta vez opondo-se a Quíron e quadrando Vênus em Gêmeos, que tem a quadratura a Quíron plena neste dia. Propensão a boatos, falatórios maldosos ou mesmo criticismo bem intencionado que degringola em mágoas e mal entendidos. Mimimi entre colegas ou amigas pode arranhar seriamente amizades importantes. Os relacionamentos também são afetados e é bom percebermos o que nos magoa e deprime antes de descontar no parceiro, que talvez não tenha nada a ver com isso. Temos, porém uma grande ajuda que pode minimizar tais suscetibilidades, se conseguirmos nos conectar com a energia mais prática e sóbria do dia, simbolizada pelo Grande Trígono terroso formado por Lua em Virgem, Plutão em Capricórnio e Marte em Touro. Esta influência pode tornar o dia mais produtivo e possibilitar que recuperemos parte do tempo perdido nas incertezas da terça. Embora amplo este Grande Trígono pode ajudar a conter os excessos da T-Square mutável e dar substância e profundidade ao nosso trabalho e atividades. O Sol em sextil a Netuno também aponta para uma abertura e receptividade às necessidades e opiniões dos outros e a capacidade de empatia, ao invés de julgarmos tudo com os olhos duros do pragmatismo.

formigas trabalhando
Reprodução

A QUINTA-FEIRA se revela um dia mais positivo e favorável ao trabalho em geral. A Lua, ainda em Virgem, se alinha com Mercúrio em Touro. As idéias ficam mais claras e fáceis de serem comunicadas, pois estão alinhadas também com o sentir e a intuição. Às 11h03min a Lua ingressa em Libra, de onde conversa fluidamente com Saturno, o que agrega ainda mais produtividade ao dia, além da capacidade de trabalho harmonioso e mais leve. A Lua aponta para oportunidades de avançarmos em nossos objetivos, de costurarmos alianças, e quem sabe, tentarmos reparar os danos causados no dia anterior. Vênus, porém ainda continua muito próxima à quadratura a Quíron, ainda demandando cuidados nessas costuras de alianças – [e preciso ter certeza se tais alianças de fato nos favorecem ou se apenas trarão uma falsa validação, algo questionável daqui a alguns dias. Mercúrio ingressa em Gêmeos pontualmente às 23 horas.

mjornaments.blogspot
mjornaments.blogspot Reprodução

SEXTA-FEIRA é 1° de maio, feriado do Dia do Trabalho. O dia fica muito suscetível a manifestações acerca desta data, uma vez que os ânimos estarão mais que alterados, com a Lua opondo-se a Urano e quadrando Plutão numa T-Square Cardinal, além de fazer quincunce a Netuno em Peixes – a única ajuda vem do sextil a Júpiter, que realmente não é páreo para todo esse conflito. Tempo quente e conflituoso, em que interesses individuais, trabalhistas, empresariais e coletivos entram em choque direto. A Lua Libriana bem que tenta, mas está difícil alcançar conciliações e consensos em meio a tanta tensão e pressão. Em nível pessoal é mais um dia para se ter cuidado nas interações porque estamos espinhosos e discussões bobas podem adquirir proporções nefastas, em que todos acabam dizendo o que não deviam e se magoando mutuamente, situações difíceis de serem consertadas depois, especialmente porque Mercúrio já está em oposição a Saturno e recebendo sesqui-quadratura da Lua, aumentando a tendência a nos sentirmos julgados e criticados pelo olhar e fala do outro. Buscamos equilíbrio, mas nos sentimos andando na corda bamba, porque qualquer movimento em falso pode significar uma queda no abismo das discussões acaloradas e raivosas. Como sempre, esse tipo de energia exige canal de expressão criativa, então, se não queremos nos engajar em confusão e quebra-quebra, é melhor engajar-nos em atividades esportivas, artísticas ou qualquer outra em possamos aplicar a fora a pressão que sentimos nos oprimir por dentro. Esses conflitos estão mais críticos à noite, portanto, atenção para não se envolver em brigas tolas na balada de sexta-feira.

alegria 1
Reprodução

O fim de semana chega com a Lua ainda em Libra em harmonia à sua regente, Vênus em Gêmeos no SÁBADO. A Lua ainda faz quincunces a Quíron em Peixes e a Marte em Touro, virando foco de um Yod. O sábado fica ainda bastante propenso a rompantes de mau humor, já que as emoções estão sujeitas ao efeito gangorra, tal sua instabilidade e inconstância. Ora estamos dóceis e cordatos e logo em seguida nos sentimos como parvos que todos conseguem passar para trás. Inseguros, atiramos para todo lado por nos sentir encurralados por nossos próprios sentimentos contraditórios. Felizmente Vênus corresponde ao nosso pedido de socorro e o resto do dia tende a ser mais pacífico e agradável, propício a curtir um cinema ou um bom bate-papo com amigos, pois o espírito gregário volta a prevalecer.  A Lua fica vazia às 11h05min depois do trígono a Vênus, ingressando em Escorpião às 22h48min.

carmenboobs
Cena da Ópera Carmen, de Bizet Macauly.cuny.edu – Reprodução

O DOMINGO já está em clima de Lua Cheia, pois a Lua passa o dia em oposição ao Sol Taurino, sendo que a exatidão do aspecto, que caracteriza a Lua Cheia, se dá somente à 00:42 da madrugada de segunda. Ao longo do dia a Lua faz quincunce a Mercúrio em Gêmeos, cuja oposição a Saturno também está plena hoje. A Lua ainda faz sesqui-quadratura a Quíron em Peixes e, junto com o Sol torna Júpiter em Leão foco de uma T-Square Fixa, pois ambos estão em quadratura a ele. Energia de Lua Cheia é crítica, de apogeu, de clímax… Então, o que quer que tenha ficado se arrastando ao longo da semana, sem ser devidamente ventilado, tende agora a vir para a linha de frente e pipocar com estouro. Temas relativos à acumulação ou liberação, à manutenção ou desapego, à estabilização ou eliminação ficam super evidentes e demandam nossa atenção, principalmente nos relacionamentos íntimos e sexuais e no que tange à gestão dos nossos valores em contraponto aos valores dos outros. Possessividade, passionalidade, ciúmes e crises colorem o domingo de drama, como numa grande ópera em que tudo é uma questão de vida ou morte, ou pelo menos assim achamos. As reuniões familiares ficam, pois, parecidas com grandes almoços italianos, regados a boa comida, gestos grandiosos, gritos afobados e muito melodrama. A Lua Cheia simboliza uma crise, uma culminação que pode significar a frutificação de todos os esforços do ciclo ou a constatação de que falhamos miseravelmente e de que a coisa toda precisa ser terminada e inteiramente reformulada. Qual é o nosso caso vai depender das sementes que plantamos lá atrás e do acompanhamento que demos ao seu desenvolvimento – vale lembrar aqui aquele dito: “a pior ambição do ser humno é querer colher os frutos daquilo que nunca plantou”. Mais sobre a Lua Cheia no artigo sobre a Lua Cheia de Escorpião, que será publicado no domingo.

Que sua semana e colheita sejam muito produtivas, abençoadas e felizes!

natgeo
National Geographic Reprodução

A Semana Astrológica: tempo de solidificar e estabilizar

240px-Taurus2
Touro – De um livro Medieval de Astrologia Wikimedia Commons

Semana de 20 a 26 de abril

A semana é inaugurada com a ingressão do Sol em Touro, abrindo o período do ano em que nos concentramos em solidificar e em dar substância aos nossos objetivos de longo prazo. É tempo de cuidar da segurança material, de focar nos investimentos, de olhar para a vida com pragmatismo e menos romantismo, buscando estabilidade e visando nos preparar para o futuro. A Lua está na fase nova indo para crescente, simbolizando impulso, iniciativa, e desejo de avançar e realizar. Somando estas duas influencias, já temos uma perspectiva de realização prática e concreta. O Sol fica um tanto isolado por alguns dias logo depois de entrar em Touro, sem fazer nenhum aspecto maior, apenas um quincunce a Saturno, pedindo atenção quanto a teimosia e comportamentos inflexíveis.

Sol em touro birth chart
Birth Chart Painting – Reprodução

Mercúrio e Vênus correm ligeiro à frente do Sol, aparecendo belos e faceiros logo após o ocaso – daqui a pouco já irão se preparar para suas próximas retrogradações, a partir de 18 de maio (Mercúrio) e 25 de julho (Vênus). Mercúrio nesta semana faz movimentos interessantes e que ajudam a dar mais desenvoltura às metas, especialmente no campo do trabalho: faz conjunção a Marte e os dois fazem trígono a Plutão em Capricórnio, indicando dias em que temos uma quantidade formidável de estamina física e mental que propicia vigor e foco naquilo que precisamos fazer, assegurando conquistas diversas e aumentando o estofo da nossa segurança material e emocional. Antes, porém, Mercúrio se desentende com Júpiter através de uma quadratura, o que requer cuidados na hora de perseguir certos projetos: é preciso ter cautela e certeza de não estarmos perseguindo moinhos de ventos.

Portinari - dom quixote
Candido Portinari – Dom Quixote – Reprodução
dl.dropbox
Dl.dropbox – Reprodução

Vênus em Gêmeos abre a semana ainda em quadratura a Netuno em Peixes, indicando uma dubiedade para os planetas Taurinos: ao mesmo tempo em que temos todo o foco e poder realizador da Terra, precisamos cuidar para não nos desmotivarmos com a irregularidade da nossa inspiração. Depois de lidar com netuno, porém, Vênus busca a ajuda de Júpiter em Leão e depois de Urano em Áries, sugerindo maior abertura e fluidez tanto nos valores, nas relações amorosas quanto na gestão dos investimentos materiais. Um ponto de atenção é que Vênus também faz quincunce a Plutão em Capricórnio e se permitirmos uma orbe ampla, Plutão vira foco de um Yod que tem por base o sextil entre Vênus em Júpiter. As dádivas recebidas do Pequeno e do Grande Benéficos, Vênus e Júpiter, serão mais efetivas e terão mais repercussão no mundo se de fato forem suporte para uma transformação maior, para além do meu umbigo. É preciso vibrar plenitude de vida não só para mim, não só para meus objetivos individuais, mas fluir luz e bênçãos também ao meu redor. Não se trata de se sentir culpado por ser feliz enquanto há tanta miséria no mundo, mas sim de, a partir do estado pessoal de felicidade, se comprometer com o bem maior, de se responsabilizar pelo estado da alma do mundo, porque eu também sou parte dela.

tumblr_m9dv117dHN1qaonh9o1_500 wishflower
Tumblr.com – Reprodução

A Lua começa a semana na fase Nova, em Touro. Torna-se Crescente em Gêmeos na madrugada de quarta-feira. Segue por Câncer e oficializa o Primeiro Quarto em Leão, no sábado às 20h55min. Na sua viagem ela conversa animada ou briguenta com todos os demais corpos celestes. Vale menção especial os aspectos que a Lua Nova e Crescente fará com Vênus e Júpiter no céu noturno, na segunda e terça (Vênus) e no sábado e domingo (Júpiter). Não deixe de botar reparo no céu nestas noites, que certamente estarão esplendorosas.

Brooke shaden Stuke
Brooke Shaden Photography – Reprodução

A SEGUNDA-FEIRA começa “devagar quase parando”. Temos um stelium em Touro formado por Mercúrio, Marte e Lua, e adiconado a isso a ingressão do Sol às 6:42. A Lua passa o dia todo vazia.  Touro precisa de tempo para ruminar as coisas e decisões. A Lua vazia não ajuda muito e coloca o dia em standby, bem ao ritmo de um feriado prolongado. Bom para quem de fato emendou o feriadão, mas para quem precisa pegar no batente… Complica! Sensação de estarmos “empacados”, como se estivéssemos presos em situações das quais não conseguimos sair com facilidade, ou como num pesadelo angustiante em que nada parece se mover e até nós mesmos estamos emparedados, presos e asfixiados pelo peso que parece se abater sobre nós. Paralisação, atrasos, a vida parece ter parado… Mas ela flui, num ritmo diferente e mais paciente, com o qual precisamos nos alinhar e afinar… Saborear as horas passando, por a impaciência de lado e degustar as sensações que o dia nos traz. Perceber que há tempo e lugar para tudo na vida e agora precisamos nos ajustar a um tempo de mais vagar. Assim, ao invés de nos ressentir do peso e lentidão podemos na verdade perceber a força concentrada que temos ao nosso dispor, uma força de realização formidável e poderosa, e exatamente por se manifestar com mais vagareza, permite que a usemos de forma mais efetiva e eficaz. É questão de usar as ferramentas e recursos adequadamente.

imgur
Imgur.com – Reprodução

A Lua está em Gêmeos na TERÇA-FEIRA e apesar da oposição a Saturno na madrugada, há um pouco mais de dinamismo. Ao longo do dia a Lua se desentende com Netuno, mas forma uma belíssima e imperdível conjunção com Vênus no céu noturno. Vênus ainda se afina com Júpiter em Leão e Marte está em trígono perfeito a Plutão. Dia de quebrar tabus de forma simples e eficaz, tanto que as pessoas ao nosso redor aplaudem ao invés de se chocar. Apesar de toda a insegurança e vacilação, temos hoje boas chances de colocar em bom e prático uso as influências Netunianas, tornando-nos mais criativos e imaginativos. Tudo é questão de perspectiva. É preciso, porém traçar um cronograma sucinto de atividades e ater-se a ele para que possamos tirar o melhor da grande capacidade de realização de que dispomos – se não nos ativermos a isso, podemos apensas flutuar a esmo por aí e desperdiçar chances que não voltam mais.

teamwork
Weskart.blogspot – Reprodução

O sextil Vênus-Júpiter está perfeito na QUARTA-FEIRA. O Sol Taurino faz quincunce a Saturno em Sagitariano, Mercúrio faz conjunção a Marte em Touro e a Lua fica fora de curso às 02h38min da manhã, após se harmonizar com Urano, fazendo apenas quadratura a Quíron ao longo do dia. Entra em Câncer somente à 01h26min da manhã de quinta – ou seja, temos outro dia inteiro de Lua vazia pela frente. Apesar do longo período de Lua fora de curso, este é um dia mais dinâmico, de mais movimento e fluidez, que embora não favoreça a ações diretas e imediatas, propicia riqueza e profundidade nas análises e avaliações, favorece os trabalhos de equipe e as reuniões em geral, caso se tenha uma agenda sucinta e ordenada – Lua vazia em Gêmeos sempre traz o risco de elucubrações vazias, perda de tempo e grande dispersão. O que dá um tom positivo para essa Lua de hoje é o profundo enraizamento e sobriedade de seu regente, Mercúrio em Touro, aliado a Marte e a Plutão.

A Imperatriz
Arcano III A Imperatriz – Tarô de Nei Naiff

Na QUINTA-FEIRA a Lua está sensível e poderosa em seus domínios Cancerianos. Essa sensibilidade, porém, é ancorada pela harmonia entre Lua e Sol. A Lua ainda faz trígono a Netuno em Peixes, o que a deixa ainda mais compassiva e sensitiva. Há dificuldades, contudo, representadas por dois quincunces: um formado a partir do sextil Sol-Lua e quincunces que os dois fazem a Saturno; e o outro formado por Vênus-Júpiter com Plutão de foco. O momento é de grande fertilidade e particularmente fecundo, propício para avançar, investir e assegurar que nossos projetos se desenvolvam a contento e para isso precisamos entrar em ação e usar todos os recursos e talentos de que dispomos, inclusive a intuição e a sensibilidade. Entretanto, é preciso ficar atento para que receios e incertezas antigas, assim como a desmedida necessidade de segurança, não atravanquem o fluir das ações e avanço da caminhada. Se estamos inseguros, checamos duas vezes e prosseguimos, mas nada de hesitar e vacilar, do contrário, perdemos chances e oportunidades únicas.

alexandra manukian
Alexandra Manukian – Reprodução

Vênus está em quincunce pleno a Plutão na SEXTA-FEIRA, que se revela um dia mais tenso porque a Lua Crescente em Câncer se opõe a Plutão em Capricórnio e os dois em quadratura a Urano em Áries tornam-no foco de uma T-Square Cardinal. Todavia, a Lua busca a ajuda de Marte e Mercúrio em Touro, o que lhe traz uma certa moderação e temperança. De qualquer forma, há risco de precipitação, dramas, rompantes e melindres que podem comprometer a ascensão e o progresso conseguidos nos últimos dias. Ocorre que há fortes energias compulsivas que podem nos levar a agir impulsiva e dramaticamente, contrariamente àquilo que nos beneficia. Confrontos e conflitos abertos nos fazem sentir extremamente pressionados e acuados e reagimos de forma errática, imprevisível e desproporcional ao tamanho da situação. Cair no melodrama, porém, não é a melhor solução. Ao contrário, o dia oferece uma boa oportunidade de confrontarmos nossas ambições mais cruas, que nos fazem encarar a outros com grande competitividade, como fossem inimigos e não apenas colegas de trabalho ou parceiros e amigos. Há força e clareza bastante para olhar fundo dentro dos olhos daquele que nos olha de volta no espelho: se estivermos dispostos a ver o que eles nos mostram, teremos ganhado mais uma batalha no confronto com nossa própria imaturidade, insegurança e receios. A Lua fica vazia a partir das 14h04min, depois de se harmonizar com mercúrio, favorecendo novamente as análises, mas não necessariamente a ação, portanto, as iniciativas e decisões são mais benéficas pela manhã.

indulge
Indulge.com – Reprodução

A Lua ingressa em Leão às 10h13min do SÁBADO, já conversando tranqüila com Saturno, qual criança que volta-se para o pai a pedir-lhe conselhos. À noite temos oficializado o Primeiro Quarto da Lua. Vênus em Gêmeos segue se aproximando do sextil exato a Urano em Áries, enquanto, em parceria com Júpiter em Leão, forma um Yod contra Plutão em Capricórnio. Um dia em que nossa alegria e leveza, o senso de confiança e otimismo são desafiados pela percepção e consciência da dificuldade e infelicidade que grassa no mundo, algo que nos leva a questionamentos sobre o que podemos fazer para “contaminar” esta humanidade positivamente, com nosso entusiasmo e otimismo juvenis. Ser feliz sozinho não tem graça, até porque uma culpa insidiosa pode se instalar fazendo-nos duvidar da legitimidade e do nosso direito a essa felicidade, fazendo-nos sentir vazios e superficiais em nosso riso fácil, que de repente pode soar leviano. Será que somos fortes e confiantes o bastante para contaminar o mundo de positividade? Ou seremos nós tragados pela tristeza e miséria que vemos por aí? Cuidar e se responsabilizar pelas próprias vibrações e pela própria felicidade interior já é muita coisa e pode nos fortalecer para levar um pouco dessa boa nova aonde formos.

newstracklive
Newstracklive.com – Reprodução

Esse clima perdura um pouco no DOMINGO, com a Lua Leonina conjunta a Júpiter e adicionando força a esse Yod contra Plutão. Entretanto o dia é mais auspicioso e animado, pois a Lua está também harmonizada a Urano em Áries, que hoje recebe o sextil pleno de Vênus em Gêmeos. Porem, Vênus já está bem próxima da quadratura a Quíron e o Leão arruma encrenca com o Touro à noite. Domingo bom para relaxar e curtir a vida fazendo coisas diferentes e ousadas, para se aventurar um pouco e sair do lugar comum do passeio no shopping, com suas vitrines perfeitas e sua comida de plástico. Vá para o mato, andar no campo; vá tomar banho de cachoeira; vá à praia; pedale por aí; caminhe, aventure-se! Permita-se descobrir e trilhar novos caminhos, conhecer novas pessoas, expressar-se com mais ousadia. Exponha-se à vida e veja o que ela lhe traz! À noite, porém é preciso domar o gênio, que poderá estar irascível, que nem criança mimada e birrenta. As disputas têm a ver com poder e vontades contrárias, mas também com frustrações não expressas na hora adequada e que agora pipocam azedando o programa romântico ou familiar e tendendo a piorar um pouco a clássica depressão de domingo à noite. Em lugar de se indispor com Deus e todo mundo à sua volta, que tal usar essa energia numa competição aberta? Vamos nos engajar num bom jogo de xadrez, ou no velho e bom War, ou, que seja no moderno vídeo-game, ou o que valha. Importante é perceber que a competitividade não tem que ser expressa, necessariamente, de forma negativa.

Que sua semana seja tranqüila, produtiva, feliz e abençoada!

unperson.
Unperson.com – Reprodução

 

Lua Nova em Áries – Dançando ao som da sua música interior

nightmeetsday shoemakerjames acrylic
A Noite encontra o Dia Shoemakerjames-Reprodução

Mais um ciclo começou hoje com o casamento do Sol e da Lua na Lua Nova de Áries, uma energia de iniciação, de começo e recomeço – muito favorável, pois, para recuperarmos as intenções projetadas e lançadas ao universo lá no início do ano. Sempre é tempo de recuperar a motivação e o entusiasmo e retomar as coisas de onde paramos.

A Lua foi Nova às 15h56min no horário de Brasília e às 19h56min no horário de Lisboa, no grau 28°25’ de Áries. O mapa dessa Lua Nova traz algumas configurações bem interessantes. Primeiro, Lua e Sol estão completamente isolados no fim de Áries, sem fazer nenhum aspecto com os demais corpos celestes, formando assim um dueto, que é quando dois planetas só fazem aspecto um com outro e não se comunicam com o resto do mapa. De acordo com Karen Hamaker-Zondag (1), planetas sem aspectos ou duetos falam de dificuldade de integração dos princípios representados por tais planetas, que tornam-se então dissociados do resto do mapa, tendo ação irregular e inconstante. Há uma qualidade de extremismo, de “tudo ou nada”, onde os planetas em questão atuam de forma disruptiva e talvez fragmentada.

earthdaily
Francisco Negroni, em Earthdaily – Reprodução

Trazendo isso para o ciclo, temos pela frente um período em que a energia se manifestará de forma desigual, irregular: em alguns momentos estamos cheios de entusiasmo, animados, nossos propósitos alinhados com sentimentos e há uma sensação de bem estar, de correção, como naquela canção antiga: “tudo está no seu lugar, graças a Deus, graças a Deus…”. Daí, no dia seguinte, já nos sentimos indispostos, confusos, meio sem direção, questionando se realmente vale a pena prosseguir. Cientes disso, podemos nos preparar para combater esses momentos de marasmo e de dúvida e não nos deixar abater por eles.

O dispositor do Sol e da Lua é Marte, regente de Áries. Marte está em Touro, signo de sua queda, porque Touro, além de ser o oposto complementar de Escorpião – outro signo regido por Marte – é um signo que delibera, que precisa de tempo para ruminar as coisas antes de partir para a ação, algo que vai contra a natureza básica de Marte, que é a do impulso e ação imediatos – daí se diz que ele está em queda.  Touro é signo fixo, tende a ser constante, mas inflexível. Marte está em quadratura a Júpiter a menos de um grau de orbe, ou seja, uma quadratura muito próxima. Assim, a situação de Marte, dispositor da Lua Nova, aumenta a qualidade de extremismo já simbolizada pelo dueto.

young-girl-holding-heart
Tirado de Mindbodygreen.com – Reprodução

Se puxarmos esse fio mais um pouco e buscarmos o dispositor de Marte, a regente de Touro, que é Vênus, veremos que ela também está extremada, em oposição ampla a Saturno, mas em quadratura próxima a Netuno, exata amanhã. Além disso, Vênus começa a ficar Fora dos Limites do Sol por declinação, um posicionamento em que o planeta não obedece nem atende a ninguém, apenas a si mesmo. Vênus nesta configuração de Cruz Mutável com Saturno e Netuno, aponta para a necessidade da auto aceitação daquilo que somos, sem ilusões, sem vitimismo, e também sem autoflagelação, algo que é muito necessário para Áries. Como assim? Não é Áries que geralmente não se importa com a opinião alheia e não busca aceitação ou aprovação de ninguém? Sim, este é seu lado luminoso, mas a sombra de Áries é Libra, então, na sua expressão negativa, ele pode sim, sair por aí mendigando aceitação dos seus pares e pasme, até se tornar um capacho. Assim, esta Lua Nova nos lembra que “bonito é ser você mesmo, que não precisamos ser aceitos pelos outros, precisamos sim, aceitar a nós mesmos”. O resto é conseqüência: se eu me aceito, o outro também aceitará. Ou, como diz o Dr. Steve Maraboli, “quando eu aceito a mim mesmo, eu me liberto do fardo de precisar que você me aceite”. 

atlascelestialsphere
Atlas da Esfera Celestial – Reprodução

O SÍmbolo Sabiano para o grau 28 de Áries coloca ainda uma outra perspectiva que vale a pena explorar: “A Música das Esferas”. O que é isso? Falando grosseira e resumidamente, a Música das Esferas é um conceito segundo o qual os planetas emitem sons que dependem das proporções aritméticas de suas órbitas no seu percurso ao redor do Sol. É um conceito que fala da harmonia presente na natureza e na Proporção Áurea, na matemática, na música, nos números, na própria astrologia e que foi iniciado com o matemático Pitágoras e posteriormente desenvolvido por seus discípulos e depois por Kepler. Kepler dizia que “Os movimentos celestes … Nada mais são do que uma música contínua emitida por várias vozes, não percebida pelo ouvido, mas pelo intelecto, a  música figurada que estabelece marcos no fluxo incomensurável de tempo”. 

modelo de sistema solar proposto por Kepler
Johannes Kepler propôs um modelo do Sistema Solar que associava cada um dos planetas conhecidos aos sólidos regulares. Imagem publicada originalmente em Mysterium Cosmographicum (1596) – Copiado do Ciência Hoje/Uol – Reprodução

Cada planeta emite, pois, uma vibração e um som e os sons de todos os planetas formariam uma sinfonia, a música das esferas – isso é um resumo muito simplista e se você tiver interesse, vale a pena pesquisar este assunto que sempre apaixonou astrônomos, astrólogos, matemáticos, músicos e cientistas em geral. O princípio básico é o da harmonia inerente à natureza, a idéia de que, não importa quão caótica a vida e o universo pareçam às vezes, há uma harmonia por trás de tudo. Lynda Hill, astróloga australiana, diz que este símbolo fala da “beleza da música e harmonia e é particularmente intuitivo. Não importa se as coisas estão indo bem ou não, se você estiver sintonizado com sua voz interior, isso pode mostrar um acordo interno com o seu caminho. Saboreie as lições que aparecerem e saiba que tudo acontece no seu próprio tempo e que você crescerá em sabedoria. A Música das Esferas mostra uma sintonia com as mensagens da astrologia, numerologia, matemática e ciência. Cante, sintonize-se com os planetas, escute música, dance e celebre a vida”. Ela ainda sugere que o símbolo fala de mensagens que chegam até nós através de várias vozes, para prestar atenção aos ritmos circadianos, à fala dos planetas, à mensuração e a passagem do tempo.

É interessante lembrar que Marte, regente desta Lua Nova, era também conhecido como Deus da Dança e em Touro ele de fato se manifesta como bom dançarino – Touro, que é sensorial e tão enraizado no corpo. Vemos assim, novamente, que a vida é sincronia, é beleza e que tudo se afina e corresponde.

music of the spheres
Divine Monochord, proposto por Robert Fludd, que ligava o Universo Ptolomeico a intervalos musicais – Reprodução a partir do site Skyscript

Então é isso: extremada ou não, a Lua Nova vem falar da harmonia natural que permeia a vida, mesmo quando ela parece caótica e extrema na sua manifestação. Mesmo os extremos têm sua razão de ser na ordem natural das coisas. E que somos convidados a confiar nessa harmonia e nos sintonizar com ela, a nos sintonizar com nossa própria voz interior, com a música que toca na nossa alma, no nosso coração e que é simbolizada pelos planetas do nosso mapa natal; a ouvir nossa intuição, que certamente estará muito aguçada neste ciclo e que será um Norte quando o mundo parecer enlouquecer ao nosso redor.

yogameetsdance
Do site Yogameetsdance.com Reprodução

Por fim, como eu dizia lá no início, essa Lua Nova também propicia que retomemos nossos propósitos e objetivos para o ano e renovemos nossas intenções. Como está aquela lista de objetivos que você tinha feito? Esquecida na gaveta? Já nem lembra onde está? Está no seu mural, mas só lhe traz desapontamento? Pois temos agora mais uma chance de colocar esses objetivos em ação, de nos incendiarmos de otimismo e entusiasmo e começarmos uma vez mais, antenados com aquilo que a intuição nos aponta.  Só precisamos cuidar para não nos inflarmos e nos tornarmos completamente unilaterais e cegos para o que está à nossa volta, agindo de forma extremista e bitolada – adotando esses cuidados e equilibrando o entusiasmo nos dias em que nos sentirmos desmotivados, é questão então de seguir a intuição e focar naquilo que é essencial.

Uma linda Lua Nova para você! Que seu ciclo seja luminoso, amoroso e cheio de vigor e entusiasmo!

divine offering by duirwaigh studios
Oferta Divina – Duirwaifh Studios Reprodução

“Não há ninguém no universo mais querido para nós do que nós mesmos. A mente pode viajar em mil direções , mas não achará ninguém mais amado. No momento em que você percebe quão importante é amar a você mesmo, você parará de fazer os outros sofrer” 

Thich Nhat Hanh

Fontes:

(1) HAMAKER-ZONDAG, Karen – Aspects and personality

(2) HILL, Lynda – Sabyan Symbols

Outras fontes sobre a Música das Esferas:

1 – http://oglobo.globo.com/blogs/sociencia/posts/2010/03/19/a-musica-das-esferas-276028.asp

2 – http://www.portaldoastronomo.org/tema_19_4.php

3 – http://cienciahoje.uol.com.br/colunas/fisica-sem-misterio/a-harmonia-cosmica

4 – http://www.skyscript.co.uk/kepler.html

A Semana Astrológica – Sempre é tempo de recomeçar

Benoit Moraillon une enfance dans la lune 2007
Benoit Moraillon – Une enfance dans la lune – 2007 Reprodução

Semana de 13 a 19 de abril

Semana de desapego começando. A Lua ficou minguante em Capricórnio, na madrugada de domingo, favorecendo a limpeza das atitudes obsoletas no mundo do trabalho e na persona social. Hora de verificar se a utilidade das coisas se mantém – e Capricórnio definitivamente sabe avaliar o que é útil, portanto, não desperdicemos a energia. Mas o desapego se estende a outras áreas e temos a oportunidade, de novo, de “destralhar” nossa vida, deixando-a mais limpa e simples A equação é muito simples: se não nutre mais a alma, livremo-nos e liberemo-nos! Abramos as mãos, abramos a mente, abramos o coração! Simplifiquemos a vida e criemos tempo e espaço para as coisas realmente essenciais! Por falar nisso, o Book Crossing (evento que estimula o desapego de livros usados) acontece nesta semana, timing perfeito!

A semana do Minguante também favorece as análises e reflexões profundas sobre o ciclo que passou – visto que a Lua foi minguante em aspecto com Plutão –  com seu acertos e desacertos e o que queremos mudar para a próxima fase: o que vale a pena repetir, o que pode ser reciclado e o que tem que ser descartado.

Lua e Sol
Desconheço o autor – Reprodução

Espaço e coração abertos, damos as boas vindas ao novo ciclo, que começa com a Lua Nova de Áries no sábado, dia 18. Depois do Solstício de Outono no dia 20 de março, esta é outra chance que nos é dada de recuperar os objetivos e propósitos lançados em janeiro para o ano de 2015. Como você tem se saído até aqui? De vento em popa? Não? Já esqueceu a maioria deles? Desmotivou-se completamente? Se este é o seu caso, agarre as energias da Lua Nova em Áries para recuperar essas intenções e propósitos! Ainda dá tempo de dar uma guinada para melhor! Sempre é tempo de recomeçar! Recomece!

Além da Lua Nova temos outros eventos importantes acontecendo. Plutão estaciona na quinta-feira pra entrar em retrogradação na sexta. Fica retrógrado até 25 de setembro, simbolizando um período em que as grandes transformações e mudanças profundas ficam em banho-maria, dando-nos tempo para refletir sobre sua necessidade e caráter mandatório.

open art group
Open Art Group – Reprodução

Vênus entrou em Gêmeos e nesta semana está se sentindo meio solitária, às voltas com os limites representados por Saturno em Sagitário – limites que são sentidos de forma ainda mais dolorosa porque ela está sonhadora e confundida pelas ilusões de Netuno. Essa T-Square Mutável pode trazer muitos mal entendidos às relações íntimas e urge ter cuidado também na gestão dos recursos e investimentos. O regente de Gêmeos, Mercúrio, ingressando em Touro na terça-feira será de grande ajuda, pois trará a cautela necessária para essa Vênus fugidia. Além disso, eles ficarão em recepção mútua – Vênus está na casa de Mercúrio, que está na casa de Vênus – o que favorece o entrosamento entre eles. Mercúrio em Touro também indica que as idéias fabulosas incendiadas pelo fogo Ariano agora passarão por um período de maturação. A mente se torna mais cautelosa e deliberativa; mastigamos e ruminamos tudo com muito vagar antes partir para a prática. Por outro lado, Marte se aproxima do trígono a Plutão, enquanto faz quadratura a Júpiter em Leão, o que novamente pede cautela porque há uma tendência à inflexibilidade e a nos tornarmos cabeças-duras, recusando-nos a ceder, mesmo quando está evidente nosso erro, só por orgulho. Tudo isso sinaliza uma semana tensa e talvez um pouco travada, lenta nas decisões e ações e com tendência a ficarmos mais introspectivos e sorumbáticos. De qualquer forma, a energia do minguante é obstinada e pode favorecer a força de vontade na hora de nos livrarmos de velhos hábitos, inclusive alimentares – bom momento para começar aquela dieta ou reeducação alimentar.

A Lua viaja rápida, mas carregada de experiências, que ela vai avaliando e eliminando pelo caminho. Segue minguante pelos signos de Aquário, Peixes e Áries, sendo nova já no fim de Áries, fechando o domingo no conforto de Touro. Faz aspectos diversos com todos os demais planetas e com o Sol.

brukutu-111-thumb-800x532-75377 (1)
Obvious.lounge – Reprodução

Na SEGUNDA-FEIRA a Lua está minguante em Aquário. Faz quadratura a Marte em Touro, enquanto se opõe a Júpiter em Leão, formando uma T-Square Fixa. Marte está em sextil a Netuno e Vênus vai se aproximando da formação de outra T-Square, com Saturno em Sagitário e Netuno em Peixes. Temos favorecido o desapego geral de coisas, pessoas, situações. Mas a combinação Leão-Aquário-Touro pode agarrar-se veementemente a idéias e ideais que tragam um senso de identidade, orgulho e principalmente segurança. Fica evidente que o apego a coisas é apenas reflexo de um apego mais profundo a opiniões e crenças enrijecidas e a sentimentos de conforto e segurança associados a tais objetos – como a criança que já aprendeu a andar de bicicleta, mas tem medo de liberar as rodas laterais auxiliares que lhe dão segurança, porém tiram a diversão e a liberdade. Então, precisamos mesmo é nos desprender dessas crenças e opiniões arraigadas que não refletem os sonhos e os objetivos presentes e apenas nos levam à estagnação; soltar estes sentimentos que já ficaram no passado, inclusive o medo de cair; desapegar-nos da nossa teimosia e inflexibilidade; livrar-nos daquilo que foi útil, mas que hoje atrapalha; livrar-nos das tralhas físicas, mentais e emocionais que só ocupam espaço na casa, na cabeça, no coração e na alma. Ou será que preferimos carregar um peso morto atrás de nós?

emily burtner
Emily Burtner – Reprodução

Mercúrio ingressa em Touro na TERÇA-FEIRA, simbolizando uma lentidão maior no pensamento e processos mentais, nas decisões e comunicação. Em Touro, Mercúrio tende a burocratizar um pouco as coisas; tornamo-nos mais céticos, exigindo “ver para crer”. A Lua, já em Peixes se harmoniza com este Mercúrio, enquanto conflita com Saturno em Sagitário e Vênus em Gêmeos, formando uma complicada T-Square Mutável, que envolve também Netuno. Estamos ultra-sensíveis e divididos pelo dilema clássico entre sentimentos e razão. Fundimo-nos ou distinguimo-nos? Entregamo-nos de forma irrestrita e absoluta ou defendemo-nos na racionalização de nossas inseguras e motivações? Tendência a movimentos capciosos nas relações, especialmente entre mulheres… Mal entendidos causados por excesso de frivolidade também estão no menu do dia. Antecipando um ataque ou rejeição, podemos atuar uma futilidade que talvez seja apenas jogo de cena para esconder nossa profunda insegurança, mas que os outros podem entender como verdadeira, relegando-nos a um papel insignificante e confirmando nossos piores receios. Melhor manter em cheque nossas reações e motivações.

Anne Marie Zilberman Larme d or
Anne Marie Zilberman – Larme D’or – Reprodução

Vênus está em oposição exata a Saturno na QUARTA-FEIRA, 15. A Lua Pisciana está em conjunção plena a Netuno, irrita-se com Júpiter em Leão, mas se harmoniza com Marte em Touro e com Plutão em Capricórnio, aspecto depois do qual fica vazia, às 18h38min. A Lua se torna Balsâmica ao fazer semi-quadratura ao Sol, às 08h59min. Dia tenso e melindroso, especialmente nos relacionamentos íntimos e amorosos em que carências podem ser escondidas sob uma máscara de superficialidade. Estamos muito contraditórios em nossos impulsos e quereres. Podemos alegar que não queremos compromisso, não queremos nos prender e blá, blá, blá… Mas se formos honestos talvez admitamos que temos mesmo é muito medo de ser julgados e rejeitados pela falta de substancia que nos flagela e nos causa tanta insegurança. Defensivos, fingimos que não estamos “nem aí”, mas no fundo ansiamos por ser aceitos, incluídos e amados incondicionalmente – só que há grande distancia entre esses anseios inconfessáveis e o que expressamos para o outro, o que dá margem a muita confusão… No plano prático é um dia para ter cautela nas negociações em geral, especialmente na compra de bens duráveis e investimentos de grande porte, atividades que não são favorecidas por estas energias, tendendo a desapontamentos e decepções futuros.

Michael Garmash
Michael Garmash – Reprodução

A Lua Balsâmica Pisciana abre a QUINTA-FEIRA ainda vazia, mas em conjunção exata a Quíron. Os sonhos noturnos podem ser conturbados e dolorosos, mas também curativos. A Lua fica vazia por todo o dia, entrando em Áries somente às 17h59min, de onde já se harmonia com Saturno em Sagitário, que por sua vez começa a receber o quincunce de Mercúrio em Touro. Enquanto isso Plutão estaciona em Capricórnio. Um dia em que, se não nos damos conta da ociosidade das horas e da nulidade de certas ações, tenderemos a desperdiçar energia e tempo, ou, na melhor das hipóteses, a “empurrar com a barriga” os assuntos e situações que são colocados diante de nós. Mas ao invés de “empurrar com a barriga”, é mais decente ser honesto de vez e admitir para si e para os outros que o dia é mais favorável ao sossego e reflexão do que à execução de tarefas objetivas. Quem insistir poderá dar tiro n’água, porque não há objetividade nem concentração suficientes para tais coisas e ganhamos mais se nos aprofundamos no exame daquilo que precisamos expurgar e eliminar. A Lua Balsâmica em Peixes, o último signo do Zodíaco, favorece a reflexão final acerca do ciclo que termina e o planejamento do futuro, já que é para lá que ela olha.

beautiful angry young woman
Depósito de Photos – Reprodução

Plutão entra em retrogradação na SEXTA-FEIRA. A Lua Balsâmica em Áries agiliza a incineração dos detritos e restolhos finais do período. Hoje ela se afina com Vênus em Gêmeos e mais tarde se harmoniza lindamente com Júpiter em Leão. Contudo, no fim do dia a Lua digladia com Plutão enquanto une forças a Urano. Marte está em quadratura plena a Júpiter. A semana útil é fechada de forma especialmente tensa e crítica, demandando cautela e atenção dobrada nas ações e decisões. É um dia de ação sim, mas é preciso muito cuidado para não se precipitar e agir por impulso. Os planetas, como símbolos das energias e interações humanas, estão perdidos numa discussão sem fim e num emaranhado confuso: A Lua está briguenta em Áries, que é regido por Marte, que está também intransigente e de maus bofes com Júpiter; Marte está em Touro, que é regido por Vênus, que está super confusa e insegura por causa de Saturno e iludida com Netuno; Vênus em Gêmeos, por sua vez, é regida por Mercúrio, que está em mútua recepção com ela e que pode, afinal, dar a ancoragem necessária para que não “percamos a cabeça” por aí. A cautela e a lentidão Taurinas hoje funcionam como vantagens, diminuindo os riscos de precipitação.

sun and moon Tattoo Train
Tattoo Train – Reprodução

A Lua se renova no SÁBADO, quando temos a Lua Nova em Áries às 15h56min. Essa Lunação é na verdade um dueto, porque Lua e Sol estão completamente isolados no fim de Áries, sem fazer aspecto com mais ninguém, o que traz uma qualidade de “tudo ou nada”, sinalizando também um ciclo em que talvez estejamos sujeitos a reações instintivas de forma acentuada, o que vai exigir vigilância sobre a oscilação de humor e da motivação ao longo do mês à nossa frente.

CANTILENA labiritnos da alma blog
Do blog Labirintos da Alma – Reprodução

No DOMINGO, a Lua está em Touro, sentindo-se mais confortável e segura, embora esteja sujeita a uma certa indisposição vinda do quincunce a Saturno. Ao longo do dia a Lua faz conjunção a Mercúrio e a Marte, ao mesmo tempo em que se desentende com Júpiter em Leão e dialoga, harmoniosa, com Plutão em Capricórnio. Por outro lado, a regente dessa Lua, Vênus, está hoje em quadratura exata a Netuno, demandando cuidado nas interações, que ficam sujeitas a decepções e desapontamentos devido a expectativas fantasiosas que alimentamos em relação àqueles com quem nos relacionamos. Há muita nostalgia e saudosismo no ar, uma certa alienação. Queremos ser seduzidos por palavras rebuscadas e gestos grandiosos, quixotescos, alheios às armadilhas de desapontamentos que criamos para nós mesmos. Estamos confusos quanto ao que queremos das relações e como expressamos a afeição que dedicamos aos outros.  Uma saída é aproveitar essa grande injeção de sensibilidade e encantamento e expressá-la de forma prática como reclama a Lua Taurina: nas artes criativas em geral, na jardinagem, na culinária, etc. De modo geral, um dia langoroso, lento, modorrento, favorável ao lazer rural ou mesmo na natureza, mas nada que exija muito esforço, porque queremos apenas curtir os prazeres sensoriais.

Que sua semana seja serena e abençoada, cheia de luz e alegria!

gato
Reprodução

A Semana Astrológica – A fé que nos anima e refaz

lua cheia japao
Tirado de Yournewvitality.com – Reprodução

Semana de 06 a 12 de abril

Quando é que teremos boas notícias? Você deve se perguntar a cada semana que lê esta coluna ou outras colunas astrológicas ou mesmo os jornais e semanários de notícias gerais. Nestes tempos críticos as boas notícias são escassas, e justamente por isso são tão importantes: servem para nos dar alento. Esta é mais uma semana que requer ações decisivas, porque é recheada de turbulências, simbolizadas pela passagem do Sol e de Mercúrio pela área mais que agitada representada por Urano-Plutão – turbulências que podem ser literais em se tratando de viagens rápidas ou domésticas, área regida por Mercúrio. Contudo, temos pelo menos uma grande boa notícia: Júpiter volta ao movimento direto em Leão, no dia oito de abril – por sinal, aniversário de Cuiabá.

Júpiter volta ao movimento direto trazendo novo ânimo que favorece o refazimento de nossas forças. As coisas que tínhamos iniciado ou as possibilidades aventadas no fim de julho e começo de agosto passados e que estavam paralisadas, em standby, voltam finalmente a se movimentar, nossa fé e esperança ficam mais fortes e conseguimos visualizar saídas para muitos entraves e situações estagnadas experimentados até aqui. A criança inocente e generosa em nós volta a sorrir confiante. A área do mapa natal onde temos Júpiter trafegando atualmente volta a brilhar e passar por renovação e expansão, dando-nos a sensação de ser beijados pelo Deus da Boa Sorte. Finalmente! (A Leonina aqui agradece 🙂 )

alegria-guri
Repodução

Júpiter direto é um bálsamo que nos dá força e alegria para enfrentar os percalços representados pela conjunção de Sol e Mercúrio a Urano em Áries e a conseqüente quadratura a Plutão. Com esperança sobreviveremos e sairemos fortalecidos de tantas crises e transformações. O que não me mata, me fortalece, diria Nietzsche. Aliás, Mercúrio esta semana está no Coração do Sol, fazendo uma conjunção superior (quando o Sol fica entre a Terra e Mercúrio) ao Sol e se tornando Cazimi, (conjunção de 0 a 17 minutos de orbe), uma posição que favorece a genialidade, insights e visões luminosas. Em Áries isso pode nos apontar novos caminhos, como sermos de fato pioneiros e senhores de nossas escolhas, ou no mínimo, como fazer as mesmas coisas de uma forma completamente nossa, nova e original, principalmente porque Mercúrio está também em conjunção a Urano e em trígono a Júpiter.

uma thurman
Uma Thurman, que tem Vênus em Gêmeos – Reprodução

Vênus se despede da boa vida de seus domínios Taurinos para trilhar novas estradas ao ingressar em Gêmeos na sexta, 11, tornando-se mais namoradeira e valorizando mais os dons e habilidades intelectuais do que a experiência física e sensorial. Sofisticada, andrógina, ela é uma borboleta social, capaz de conversar dos mais variados assuntos e entreter as mais improváveis platéias. Mas o que ela quer mesmo é se divertir! Vênus fica em Gêmeos até o dia sete de maio, quando ingressa em Câncer. De Gêmeos, Vênus tem conversas intrigantes, estimulantes e criativas com Júpiter em Leão e Netuno em Peixes, enquanto se aproxima da oposição a Saturno em Sagitário, que se dará na semana que vem. Marte também se indispõe com Saturno nesta semana, já na segunda-feira, simbolizando uma dificuldade em concretizar nossas visões e intuições no plano prático. Marte ainda conversa harmonioso com Netuno em Peixes, o que lhe agrega riqueza de imaginação e uma dose de sonho ao seu pragmatismo e força bruta.

brooke shaden the moment you understand ur value u become valuable.
Brooke Shaden Photography – Reprodução

Nesta semana também temos formados muitos aspectos de sesqui-quadratura, um aspecto de 135 graus, considerado tenso porque representa forças inconscientes que podem nos puxar pelo pé nas horas mais inesperadas e um aspecto associado a acidentes quando combinado com a fluidez dos trígonos. Estão em sesqui-quadratura Sol e Saturno, Mercúrio e Saturno, Vênus e Plutão, além de vários outros formados pela Lua.

A Lua está na fase Cheia e segue vagarosamente por Escorpião, tornando-se Disseminadora na quarta-feira, já em Sagitário e oficializando o Minguante à 00h44min do domingo. Viaja por Escorpião, Sagitário, Capricórnio e Aquário e faz aspectos fluidos e tensos com todos os demais corpos celestes.

barreiras
Mateusmp4 – Reprodução

O Sol está em conjunção exata a Urano na SEGUNDA-FEIRA e ainda em quadratura a Plutão em Capricórnio. A Lua Cheia faz oposição a Marte em Touro, enquanto se afina com Netuno em Peixes e conversa Plutão em Capricórnio, desentendo-se, contudo, com Júpiter em Leão. Dia de perscrutar nossa verdade interior e ousar admitir algumas outras verdades inconvenientes para nós mesmos, o que pode desagradar aos outros ao nosso redor, que talvez duvidem de nossa sanidade, tal o espanto que causamos com nossas atitudes, o que nos levará a confrontos ferrenhos e difíceis de dirimir. Queremos nos sentir vivos, romper com o padrão da rotina coisificante da vida, rebelar-nos contra os dogmas até então inquestionáveis, fazer algo diferente, abrir novas janelas e portas que nos levem a possibilidades outras além daquelas já testadas, ou até derrubar paredes na marra. Este ímpeto por testar essas novas possibilidades nos coloca em choque direto com autoridades e com o status quo, que provavelmente não receberão de bom grado nossas novas idéias e tentarão exercer grande poder para nos conter e controlar. Esse conflito pode se expressar somente de forma interna e nos sentimos divididos entre essa necessidade pelo novo, pela liberdade de ser e de viver uma vida diferente e os compromissos e responsabilidades já assumidos, um desejo igualmente poderoso por manter as coisas como estão. De um modo ou de outro, temos uma receita certa de inquietação e de crises.Talvez precisemos mesmo quebrar barreiras e amarras. Talvez hoje tenhamos aquele momento especial de iluminação onde as coisas ficam claras e a luta finalmente cessa porque já sabemos o que precisa ser feito, que coisas precisamos alterar e modificar. Talvez encontremos a brecha a partir da qual abriremos o buraco por onde conseguiremos finalmente sair da cela que nos prende. Mas antes de esbravejar contra o mundo, o patrão, o marido/mulher, o governo, ou seja lá quem for que consideremos nosso carcereiro, é bom lembrar que o carcereiro somos nós mesmos, porque “o mundo pode ser bem maior do que o mundo que nos cerca, porque a cerca desse mundo quem faz somos nós”.

cabeça dura
Reprodução

Na TERÇA-FEIRA A Lua faz quincunces a Urano e ao Sol, mas se afina com Plutão e Quíron, enquanto se opõe a Vênus em Touro, ficando vazia logo depois, às 17h42min. Mercúrio faz quadratura exata a Plutão e no fim do dia a Lua se torna Disseminadora ao fazer sesqui-quadratura ao Sol. Júpiter estaciona em leão às 13h57min, um momento poderoso em que a visualização de nossos objetivos ganha impulso mágico. A mente ferve, calcina, entra em erupção. Estamos obcecados com a idéia da liberdade a qualquer custo e, em nosso fervor, não percebemos que nos tornamos extremistas, intolerantes e até ameaçadores para aqueles que nos ouvem, que por sua vez colocam-se contra nós no que entendem ser apenas autodefesa. Urge perceber que as ideologias e ismos que precisamos combater mais fortemente são nossas próprias crenças obtusas e encalhadas; perceber a necessidade de mudança em nós é um grande passo, mas não podemos impô-la aos outros, que têm seu próprio ritmo e caminho. A mente que precisa se expandir e se abrir ao novo e ao inusitado é a minha e não a do outro necessariamente – deixemos que cada um cuide do que é seu. Como diz a gíria atual: “cada um no seu quadrado” ou redondo, ou octogonal… Até porque, a melhor forma de provocar mudança é pelo exemplo e atitude, que com sorte inspirarão a outros. Imposição e rigidez, por outro lado, só angariará antipatias e oposição.

alegria-1
Reprodução

Júpiter volta ao movimento direto na QUARTA-FEIRA! Viva! Viva! Viva! Já não era sem tempo! Como para celebrar, a Lua entra em Sagitário às 02h09min, tornando-se disseminadora  horas depois, anunciando a boa nova de seu regente. Esta boa nova supõe verdade e integridade, pois a Lua está conjunta a Saturno, mas a verdade aqui pode ter muitas faces algumas delas bem borradas e distorcidas, já que Lua e Saturno estão em quadratura a Netuno em Peixes e em quincunce a Marte em Touro. Mercúrio em conjunção plena a Urano insiste na Verdade como elemento fundamental de compreensão do mundo e com Marte, regente de Áries, em Touro, precisamos ficar atentos para a necessidade de crer em “verdades absolutas”, algo tão ilusório quanto nossa percepção da realidade. Júpiter direto vem ressuscitar nossa esperança e otimismo além de dar um grande empurrão nos assuntos da casa por onde trafega no nosso mapa natal. Mas esperar por Júpiter sozinho não resolve – precisamos sair da nossa zona de conforto e ir atrás das oportunidades onde elas estiverem, bem ao estilo “se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé”. Quem é Maomé na sua vida neste momento, ao encontro do qual você precisa ir?

caroline alkire
Caroline Alkire – Reprodução

QUINTA-FEIRA é dia de Júpiter, você já sabe! E Júpiter, ainda estacionário, recebe hoje o trígono alvissareiro de sua tutelada, a Lua Disseminadora, que percorre as trilhas aventureiras e apostólicas de Sagitário. Como Júpiter também está em trígono a Urano em Áries, temos um belíssimo Grande Trígono em Fogo, formado por Lua em Sagitário, Júpiter em Leão e Urano, Mercúrio e o Sol, que estão amalgamados, Mercúrio em conjunção CAZIMI. Sol e Mercúrio estão em sesqui-quadratura a Saturno. A Lua fica vazia às 14h44min depois do trígono ao Sol. Dia estupendo, de forças magníficas em que podemos acessar campos vibracionais e imaginativos de grande poder vivificador da nossa fé e confiança. Não queremos realismo, queremos mágica! E mágica fazemos com o pouco que nos é dado. A mente está alerta e particularmente perspicaz, e se apenas prestarmos atenção às idéias fortuitas e palpites que nos ocorrem podem encontrar soluções geniais para problemas antigos e aparentemente sem solução. Tanta energia, entusiasmo e otimismo injetam um renovado ânimo de viver, se conseguirmos lidar com algumas pontadas de incerteza a respeito da capacidade de nossa fé de remover montanhas. Um alerta, porém: com tais energias, tendemos a nos sentir superpoderosos, como se estivéssemos acima das leis naturais de causa e efeito; nesse estado de ânimo podemos nos expor a riscos tolos que facilmente levam a acidentes, perfeitamente evitáveis. Urano-Mercúrio-Sol em Áries formam um trio para lá de impaciente e todo cuidado é pouco nas estradas e no trânsito!

Christian Schloe I am a bird now
Eu sou um pássaro agora – Christian Schloe Digital Art – Reprodução

A conjunção Cazimi de Mercúrio ao Sol fica exata na SEXTA-FEIRA, na primeira hora da madrugada. Os lampejos luminosos e a grande inspiração continuam pelo dia de hoje, embora estejamos com os pés mais assentados na terra, algo favorecido pela entrada da Lua em Capricórnio às 09h47min. A Lua Capricorniana propicia que coloquemos em bom e prático uso todas essas idéias mirabolantes e fabulosas ou, no mínimo, testa sua utilidade e factibilidade. Para tal intento a Lua tem a ajuda do forte e vigoroso Marte em Touro, os dois alinhados a Netuno em Peixes, o que garante que toda essa praticidade e concretude tenham um toque de magia e sensibilidade. E assim estamos hoje: levemente sonhadores, mas com os pés plantados bem firmes no chão, uma condição que pode ser formidavelmente realizadora, se soubermos tirar proveito dela.

docto ojiplatico put some sky in life
Doctor Ojiplático – Coloque um pouco de céu na vida Reprodução

Vênus ingressa em Gêmeos no SÁBADO, às 12h29min, inaugurando um tempo de maior leveza  nas relações, de se flertar sem compromisso e de buscar afinidades intelectuais, além do mero desejo físico e sensorial. Entretanto, essa Vênus não está livre de dilemas na sua pretensa leveza e descompromisso, pois imediatamente ela se indispõe com Plutão em Capricórnio, sugerindo uma ambigüidade e vacilação ainda maiores ao já escorregadio signo de Gêmeos: mergulhamos fundo ou fingimos que estamos satisfeitos na superfície? Plutão em Capricórnio recebe a conjunção da Lua, tornada intensa e febril por este contato e pela quadratura a Urano em Áries. A Lua ainda se afina com Quíron em Peixes, mas desafina com Júpiter em Leão. Dia intenso em que nossa capacidade de trabalho é grandiosa, proporcional à nossa capacidade de arrumar encrenca, portanto, o trabalho é sempre a melhor opção. Laboriosos e responsáveis, talvez ignoremos o ressentimento inconsciente que tal responsabilidade nos traz. A melhor alternativa é sempre ser honesto consigo mesmo antes que isso nos vaze pelos poros perturbando a paz ao redor.

força
Reprodução

No DOMINGO  a Lua oficializa o Quarto Minguante ao quadra o Sol. O ciclo vai se fechando e entramos o domingo mais reflexivos sobre o que realizamos ou não nas semanas que se passaram. A Lua ainda faz quadratura a Mercúrio e fica vazia logo depois, às 5h16min. O domingo começa soturno, taciturno e um tanto pesado. Contudo, as coisas se tornam mais animadas pois às 14h44min a Lua ingressa no sociável signo de Aquário, já em trígono aberto e conversador com a Vênus Geminiana e afinando-se também com Saturno em Sagitário. As atividades mentais e conversacionais ficam mais que estimuladas, colorindo o domingo de ânimo e de desejos de interações e trocas de experiências. Reuniões e contatos sociais que primem pela leveza e pela descontração estão favorecidas. O fim da noite porém, pede alguns cuidados, pois a Lua começa a entrar em conflito com Marte em Touro, sugerindo desavenças geradas por posicionamentos rígidos e inflexibilidade. Não permitamos que isso estrague nosso domingo!

Uma linda e abençoada semana para você!

dimaa
Dima Dimitriev – Reprodução

Lua Cheia e Eclipse Total Lunar em Libra – Saindo da ilusão da Matrix

lua de sangue 2015 abril sangrenta moon Blood Red Moon
Lua de Sangue – Galeria do Meteorito-Reprodução

Aviso: Este texto é longo e os primeiros três parágrafos são mais técnicos. Caso prefira, pode pular direto pra o parágrafo 4 , que trata da interpretação do eclipse em si.

A Lua Cheia em Libra de hoje (09h05min no horário de Brasília e 13h05min para Lisboa) foi também um eclipse total da Lua, uma assim chamada “Lua de Sangue” ou “Lua Sangrenta”, por causa da coloração avermelhada que a Lua adquire durante o eclipse. Apesar do sensacionalismo que o nome sugere, não necessariamente significa eventos catastróficos ou “sanguinários”, embora eclipses totais sejam, sim, carregados de muita tensão e alguns possam se manifestar como tragédias coletivas, como é o caso dos acidentes aéreos que sucederam recentemente – embora tenha o dedo de Urano aí também. Como ocorreu durante o dia, não foi visível na maior parte do Brasil. Regiões do extremo Oeste brasileiro e da América do Sul viram seu início, a fase penumbral, mas não viram sua totalidade. Sua visibilidade completa se deu na América do Norte, Oceania, Ásia, regiões onde ocorreu antes do nascer do Sol.

Eclipse imagem 2
No eclipse Lunar a Terra se interpõe entre o Sol e a Lua, eclipsando a luz do sol que seria refletida pela Lua – Imagem retirada do site galeriadometeorito.com Reprodução

Informações básicas – Durante os eclipses os luminares têm sua luz “eclipsada”, obscurecida. No caso da Lua, que não tem luz própria, é a reflexão da luz do Sol sobre ela que fica comprometida, pois a Terra se interpõe entre o Sol e a Lua. Como a Lua é eclipsada e a Lua rege o feminino, as mulheres e fêmeas em geral, o eclipse lunar tende a favorecer aos homens e ao masculino, as mulheres ficando mais suscetíveis e sensíveis a seu impacto. Eclipses propõem “sairmos de onde estamos para crescer, propõem uma mudança na percepção da vida na área do mapa que é eclipsada, oferecendo oportunidade de grande crescimento, embora não necessariamente sem sofrimento” – não lembro o autor desta citação. Diz-se que o eclipse tem impacto maior nas regiões geográficas em que é visível, especialmente quando se trata de Astrologia Mundana. De acordo com a estudiosa de eclipses Christine Arens, astróloga americana (1), os eclipses solares geralmente duram alguns minutos e cada minuto simboliza um ano que o efeito do eclipse durará. Já os eclipses lunares podem durar por horas e cada hora simboliza um mês de efeito. O eclipse de hoje durou no total 5 horas e 57 minutos, tendo o eclipse total durado 4 minutos e 43 segundos, ou seja, seus efeitos durarão por quase seis meses, embora este impacto vá perdendo força conforme outros eclipses vão acontecendo – porque o eclipse de efeito mais forte é sempre o último ou mais recente.

Tudo sobre o eclipse lunar total do dia 15 de abril
Eclipse da Lua – Galeria do Meteorito – Reprodução

Este eclipse é muito especial e importante por vários motivos. Primeiro, porque eclipses totais da Lua são raros, a maioria deles sendo parcial e penumbral ou apulse. Outro fator que o faz especial é que este é parte de uma tétrade, uma seqüência de quatro eclipses totais da Lua. A última tétrade aconteceu entre 2003 e 2004. O primeiro eclipse desta tétrade específica foi o de 15 de abril de 2014, o segundo foi em 08 de outubro de 2014, o terceiro é este de hoje e o quarto e último ocorrerá em no dia 28 de setembro de 2015 (29 de setembro na Europa), todos eles no eixo Áries-Libra, o que reflete a ênfase que este eixo está tendo com o trânsito dos Nodos Lunares de fevereiro de 2014 a novembro de 2015. Esta tétrade acontece em meio à turbulência simbolizada pela quadratura Urano-Plutão, com dois de seus eclipses ocorrendo em conjunção com Urano e em quadratura com Plutão, como é o caso do eclipse de hoje, que acontece logo depois da última quadratura plena entre estes dois planetas, alongando seus efeitos.

lua vermelha
Reprodução

Não sei para você, mas este eclipse está sendo particularmente difícil para mim, suas energias reverberando até mesmo em questões de saúde, como manifestação de muitas tensões acumuladas nas últimas semanas, que por sua vez, têm relação com temas ainda mais antigos, ligados a meu Urano natal, a 15° de Libra e a Quíron em Áries. Tensão, dúvida, ansiedade, inquietação, insônia e uma exaustão física e mental que não tem explicação plausível além da privação do sono… Sintomas que impactaram diretamente na minha imunidade com resultados desestabilizadores para minha saúde e senso geral de bem estar, sem mencionar outras coisas. DESESTABILIZADOR. É uma palavra que resume bem a dinâmica deste eclipse. Desestabilização de nosso mundo como o entendemos, desestabilização de nossa mente, nossas crenças e certezas, desestabilização do próprio chão sob nossos pés. 

Destabilization by MindTuber.deviant
Desestabilização MindTiber Deviantart Reprodução

Baseada no livro da Dra. Bernadette Brady,The Eagle and the Lark (2), eu dizia no texto sobre o eclipse total do Sol do dia 20 de março último, que este eclipse de hoje pertencia à mesma série, Série Saros 17 Sul (Dra. Brady) ou Série Saros 120 (NASA), uma família benéfica e gentil. Entretanto, a Dra. Brady publicou recentemente em seu perfil no Facebook que este eclipse pertence, na verdade, à série 132 – informação também encontrada no site da Nasa –  que começou em 12 de maio de 1.492, às 6:21:14 GMT.

saros 132
Início da Série Saros 132: 12 de maio de 1.492, Pólo Norte

Neste eclipse inicial Netuno está no ponto médio entre a Lua e Urano, Saturno está no ponto médio entre Sol e Júpiter e Júpiter por sua vez está no ponto médio entre Mercúrio e Netuno. Brady aponta como efeitos deste eclipse “confusão e desapontamentos súbitos, perda de emprego e período de infortúnio, mas também manter a esperança diante de dificuldades” – uma interpretação mais refinada dos efeitos do eclipse é conseguida quando se analisa o eixo de casas em que cai no mapa natal. Mais interessante ainda é que neste mapa de 1.492, Urano e Plutão estão em quadratura, fora de signo, mas ainda a menos de cinco graus de orbe, o que com certeza reverbera na quadratura atualmente presente no céu entre estes dois planetas, porque repete o tema. Os dois fazem, na verdade, uma T-Square envolvendo Quíron, sendo Urano o foco. Há ainda um Yod e um Retângulo Místico, confirmando um mapa bastante complexo e de configurações bastante tensas. Isso muda tudo e faz muito mais sentido com o que temos vivenciado nas duas últimas semanas.

lua cheia em libra
Lua Cheia e Eclipse Lunar em Libra: 04 de abril de 2015, 09h05min31seg – Brasília DF

Ocorrendo no eixo de Áries-Libra este eclipse afeta diretamente os relacionamentos humanos de todo tipo, especialmente aqueles baseados em igualdade, como casamentos, relações afetivas e parcerias de negócios. Contudo, com o envolvimento direto e focal de Plutão em Capricórnio, figuras paternais e de autoridade e poder também estão implicadas, além de nosso lugar no jogo social, como simbolizado por Capricórnio.

Numa Lua cheia a Lua se opõe ao Sol, simbolizando um momento de crise, uma eclosão de tudo o que estava latente. Por ser uma oposição, demanda um equilíbrio entre feminino e masculino e entre as questões relativas ao par de signos e de casas onde cai. A Lua estando em Libra, conjunta ao Nodo Norte, sugere que busquemos negociação, conciliação, harmonia e equilíbrio entre Eu (Áries) e o Outro (Libra). Porém, o Sol está conjunto a Urano e ao Nodo Sul e todos eles quadram Plutão em Capricórnio, tornando-o foco de uma T-Square Cardinal, dizendo que equilíbrio é algo bem escasso por estes dias e na verdade a sensação geral é de desestabilidade, como já disse acima.

southerngirlk.tumblr
SouthernGirlk.tumblr Reprodução

Já se falou tanto e tão exaustivamente dessa quadratura Urano-Plutão que está ativa desde 2010 que você já deve estar cansada/o de ouvir falar disso. Escrevi sobre isso recentemente aqui. Mas parece que exatamente por ser tão importante ela tem sido trabalhada dessa forma extenuante, estressante e demorada. Neste eclipse de hoje, porém, além da sensação de “mais do mesmo”, o universo parece querer nos “esfregar na cara” uma última oportunidade de fazer as mudanças e transformações sugeridas por Urano-Plutão, ficando implicada aqui aquela máxima “se não for pelo amor, será pela dor”, se não fizermos voluntariamente, será “goela abaixo” mesmo. Uma pista do que precisa ser mudado é exatamente observar onde paira a maior inquietude da sua vida atualmente, qual a maior fonte de estresse e ansiedade, onde você sente que o mundo está prestes a desmoronar ou onde já desmoronou. É aí que o trabalho precisa ser feito, atitudes e decisões tomadas e efetivadas.

cosima_by_inagivity-d7ph12m
Cosima Imagivitydeviantart.com Reprodução

O Símbolo Sabiano do grau 14 de Libra é curto e grosso, trazendo uma imagem muito simples e direta: “Caminhos Circulares”. Parece mesmo ter sido escolhido a dedo, sendo essa a última lunação a ocorrer tão próxima à quadratura Urano-Plutão. Como coincidências não existem, esse Símbolo vem funcionar como um tapa na nossa cara, estrondoso, quente e dolorido, apontando-nos padrões que de tão repetitivos chegam a ser enfadonhos; nossa propensão a andar em círculos, como um caçador perdido na floresta que está fadado a retornar sempre ao mesmo lugar, para seu desespero e estupefação. Este eclipse vem ressaltar exatamente isso, onde nos repetimos tolamente, feito o cachorro correndo atrás do próprio rabo, sem perceber o patético da própria situação. Trabalhamos, refletimos e achamos que demos um grande salto, só para chegar ao ponto de partida e perceber que ainda estamos presos a um comportamento, uma reação instintiva, um estereótipo, uma crença, um paradigma, dê você o nome que quiser para essa experiência desoladora e enlouquecedora de se perceber presa de si mesmo e das próprias limitações.

desespero
Reprodução

Os caminhos circulares, contudo, podem ser de pelo menos dois tipos: o caminho circular linear em si, onde se volta ao ponto exato da partida ou o caminho circular espiral, em que, embora o círculo seja refeito, ele é percorrido em oitavas mais elevadas de cada vez, numa escala que pode ser evolucionária na melhor das hipóteses ou regressiva na pior delas. Isso equivale a dizer que embora nos percebamos vivenciando e repetindo o mesmo padrão, a cada vez em que temos essa percepção, conquistamos um pouco mais de terreno e sabedoria a respeito de nós mesmos e da situação em si. Até o momento em que a situação e o padrão se mostrarão clara e limpidamente para nós e poderemos finalmente quebrá-lo, transmutá-lo, libertando-nos dele e acessando um novo patamar de consciência naquela área especifica. Como naquela cena fabulosa do filme Matrix, em que Neo decodifica o código da Matrix, vencendo não só seus agentes, mas todo o sistema construído para aprisionar a mente e a energia humanas.

The perfect key by Catrin Welz-Stein
Catrin Welz-Stein – A Chave Perfeita Reprodução

Quando conseguimos dar este salto, o padrão se mostra diante de nós, de forma tão simples e direta que até nos espantamos como não o tínhamos percebido antes  – mas é assim mesmo, precisávamos passar por todas as experiências antes de ter acesso à chave que abre a porta mágica da nova percepção. E podemos finalmente cortá-lo e rompê-lo com a tesoura da nossa vontade ou com nossas próprias mãos. 

tumblr.com aa
Tumblr.com – Reprodução

Urano em oposição à Lua e conjunção ao Sol, posicionamento que se repete nas declinações, enfatiza a necessidade de se acordar para o uso desses modelos já batidos e gastos e se ousar acordar para novas possibilidades e versões de nós mesmos, de se jogar luz sobre estas situações para percebê-las com mais clareza. Plutão como foco da T-Square envolvendo Sol-Urano e Lua aponta exatamente para isso, para a necessidade de quebrar os padrões circulares, de decodificar e destruir o código da Matrix Capricorniana, as limitações sociais que já não fazem sentido e que limitam o humano, reduzindo-o a mera coisa utilitária a favor do lucro e das estruturas sociais, quando deveria ser justamente o contrário. Plutão exige que uma morte aconteça, a morte do velho, do paradigma rôto, usado de forma mecânica e sem sentido. Vale a pena perguntar, pois, onde, na nossa vida pessoal estamos presos a uma matrix ilusória e irreal, repetindo incessantemente os padrões que nos reduzem a uma versão inferior e desapontadora de nós mesmos, como aponta o mapa original desta família de eclipses. Os temas são os mesmos ativados pelo eclipse de 24 de março de 1997, no grau 3° de Libra. Você lembra o que se passava na sua vida nesta época?

marcel caram
O Mistério das Chaves Suspensas Marcel Caram – Reprodução

Concluindo, por mais estressante, complicado, difícil e talvez até desesperador que esteja sendo este eclipse e este período para nós, ele vem propor que olhemos com outros olhos para a causa dessa ansiedade e para a necessidade de mudança; que criemos espaço para uma purificação; que nos permitamos ser trabalhados e sentir suficientemente desapontados diante de nossas repetições insanas, não para nos flagelar e indulgir na culpa católica e histérica, mas para nos exasperar com nossos erros repetidos a ponto de quebrar de vez o molde, o padrão e conseguirmos finalmente deixar para trás esse caminho circular patético e insano. Porque se não percebermos o que precisa ser feito, como disse acima, será mesmo “goela abaixo”, à revelia de nossa vontade. Não nos é dado escolher se queremos ou não mudar e nos mover pra fora desta matrix, nossa escolha se limita a como faremos isso, se pelo amor ou pela dor. O que escolhemos?

jenadellagrottaglia
Jena Della Grottaglia – on DEviantart.com Reprodução

Praticalidades: para saber a área da vida impactada por este eclipse calcule seu mapa aqui. Identifique o eixo de casas em que você tem os signos de Áries e Libra. Para saber os temas trabalhados por cada eixo de casas, veja o artigo sobre a Lua Nova e Eclipse Total do Sol do dia 20 de março. A diferença básica é que enquanto a Lua Nova e eclipse solar simbolizam novos começos, a Lua Cheia e eclipse lunar simbolizam fruição, clímax, conclusão, as coisas chegam ao seu cume e compleição, representando um momento crítico naqueles assuntos e temas.

Fontes Pesquisadas: 

(1) Christine Arens – Webinar sobre Eclipses – Abril 2014

(2) Bernadette Brady – The Eagle and the Lark – Samuel Weiser

NASA – Site oficial