Archive | fevereiro 2016

A Semana Astrológica – A Via Dolorosa

I Love you All - Kingabritshgid - Reprodução

I Love you All – Kingabritshg.Deviantart  Reprodução

Semana de 29 de fevereiro a 06 de março

Ao contrário da semana passada, esta traz uma tensão difusa, que vai permeando todas as coisas… É uma semana de pré eclipse e vem cheia de novidades, embora essas novidades sejam causadoras da grande tensão e de um sentimento indistinto e generalizado de vulnerabilidade! O eclipse representa a culminação de toda essa tensão e se dá, no Brasil, ainda no dia oito de março, às 22h54min (à 01h54min do dia nove para Lisboa). Aproveite e entenda melhor o que são eclipses e suas dinâmicas lendo este artigo.

Alexandra Manukian - Reprodução

Alexandra Manukian – Reprodução

Mercúrio ingressa em Peixes no sábado, mas antes, ainda no fim de Aquário, troca farpas mais que geladas com Marte no fim de Escorpião. Por alguns dias eles só fazem contato um com o outro, montando um dueto, um dueto que se forma a partir de um aspecto muito tenso, uma quadratura fixa. A comunicação fica, de fato, complicada. A ação entra em conflito com o planejamento, com as ideias. Propensão a bate-bocas corrosivos, venenosos; conflitos entre irmãos e parentes e possivelmente no trânsito, principalmente porque Marte já está na zona de retrogradação, então a tendência é irritação, inquietação, precipitação e encurtamento de pavios mundo afora. Ficamos muito suscetíveis e irritáveis, vendo ameças onde não existem, identificando-nos excessivamente com nossas crenças e opiniões. Quando em dueto, os planetas em questão só dialogam um com o outro e não se comunicam com nenhum outro planeta no mapa. Neste caso, não há exatamente diálogo, somente conflitos intempestivos. Essa dança antagônica entre os dois continua por vários dias. Marte, aliás, ingressa em Sagitário no mesmo dia, no sábado, 05, signo onde ficará retrógrado a partir de 17 de abril.

Adam Martinakis sculptor

Adam Martinakis, escultor – Reprodução

Como se não bastasse, o Sol Pisciano, que já é ultra sensível, fica em conjunção ampla a Netuno e Quíron e enquadrado pelos dois até o dia 11 de março – o enquadramento é quando o planeta está ladeado por dois outros planetas, de um lado fica um, no caso Netuno; do outro fica Quíron. É uma Via Dolorosa seguida de crucificação. Sacrifício, na esperança da redenção. Entramos em contato com todas as dores do mundo ao mesmo tempo, agora… Mercúrio ingressando em Peixes potencializa esse efeito. E não para por aí. O Sol faz quadratura a Saturno nesta semana e engrossa o caldo da quadratura ciclíca Saturno-Netuno e da T-Square* Júpiter-Quíron-Saturno, que está ativa há algumas semanas, jogando luz sobre seus temas, trazendo-os, de forma bem aguda, à luz da nossa consciência – quer dizer, a semana está realmente pesada, melindrosa porque sentimos um cansaço extremo físico, mental, emocional; percebemos a desesperança e o desânimo violentamente dentro de nós. Nossas inseguranças são evidentes e nos sentimos expostos e vulneráveis, de modo que nos perguntamos qual o sentido de tudo isso… O caos parece nos engolfar. Há um sentimento generalizado de cansaço, desesperança, pessimismo, um sensação de que não vale a pena lutar… Para quê?

Reprodução

Reprodução

Como suporte, o Sol faz um sextil a Plutão em Capricórnio (exato na semana que vem) que, embora tímido, pode ser de grande valia na hora em que estivermos a ponto de espiralar no caos. Precisaremos de muita ancoragem, centramento e enraizamento nesta semana! Em momentos em que estivermos assim, desalentados, será necessário lembrarmo-nos de nossos propósitos, daqueles a quem amamos, daquilo que nos move. Manter a vibração elevada é essencial porque isso nos fará entrar em contato com as manifestações mais positivas deste trânsito – sim, porque elas existem e se manifestam pela compaixão profunda, pelo altruísmo, pela capacidade de se colocar no lugar do outro, pelo potente potencial de cura.  Mas para isso, precisamos nos alinhar com tais qualidades, então, sempre que nos percebermos resvalando no pessimismo e desesperança, respiremos fundo e lembremos que onde há dor,  também há o princípio da cura; lembrarmo-nos que além de todo o sofrimento, guerra, dificuldades, doenças e horrores vários, também há beleza, altruísmo, bondade, compaixão e amor, expressos por milhares de almas boas que tornam este mundo melhor, com pequenas ou grandes ações. E precisamos nos cuidar muito bem, evitando desgastes desnecessários. Num cenário como este, por exemplo, é mais do que desaconselhável afundar no álcool ou em quaisquer outros escapes destrutivos. Podemos recorrer a escapes mais criativos, como a arte, a música, a poesia, seja criando-as ou apenas apreciando-as. O cinema também pode ser uma maneira de simbolizar nossas angústias – filmes tristes oferecem uma saudável catarse quando estamos entalados sem conseguir chorar naturalmente.

robbycavanaughOutra coisa que pode realçar essa sensação de falta de controle e caos generalizado é a conjunção de Quíron ao Nodo Sul em Peixes, um aspecto que demanda cuidado e força interior, para não resvalarmos em vitimismos, complexos de mártir, autoflagelação… Compaixão, pelo outro e por si, faz-se mais que necessário. Mas é interessante notar que em vários dias durante a semana a Lua fica bastante isolada e alienada do resto dos planetas. Num panorama como o que temos, em que o Sol fica enquadrado por Netuno e Quíron, esse isolamento lunar pode indicar períodos de dissociação extrema, em que nos defendemos da dor excruciante dissociando-nos dela, encastelando-nos na segurança da mente e da racionalidade, tornando-nos frios e arredios ao contato humano. Embora isso seja um mecanismo automático de defesa da psique, convém ficarmos alertas quando nos percebermos recorrendo a ele, inadvertidamente, porque, por mais que nos isole da dor, em última instância, estará nos isolando de nós mesmos e de nosso senso de integridade, uma vez que o todo inclui também essa dor, por mais que não queiramos ter nada a ver com ela.

Nesta semana começo uma parceria com a terapeuta de florais Patrícia Vaz Vilela, que irá dar sugestões de florais diversos, que nos ajudem a encarar os possíveis desafios de cada semana. Ao final deste texto, veja as sugestões de Patrícia, assim como seu contato.

Brigitte Niedermair - Reprodução

Brigitte Niedermair – Reprodução

Vênus completa o sextil a Urano em Áries e quincunce a Júpiter em Virgem, formando um Yod** periclitante por quase toda a semana, do qual Júpiter é o foco. Periclitantes ficam as relações por estes dias… Sensação de quero-não-quero, não-sei-se-vou-ou-se-fico, Queremos ficar feito bicho solto no mundo, sem dar satisfações a ninguém, sem nos importar com obrigações morais – que diabo é isso? – compromissos prévios, promessas passadas… Tudo nos arrelia, compromisso nos dá alergia… Tudo bem, ficamos selvagens e queremos barbarizar pela noite, beijando todo mundo à la “eu sou de ninguém”… Mas depois que tudo isso passar, não poderemos chorar o leite derramado, ops, os laços desfeitos… É interessante pesar antes o que, de fato, é importante para nós. Checar também nossas ambiguidades quanto aos compromissos versus o desejo de liberdade e autonomia. Ser honesto é a melhor saída, sempre, consigo e com o outro. Há que se ter maturidade para arcar com as consequências depois… Compras e aquisições estão sujeitas a equívocos e descontentamentos por estes dias e têm grandes chances de serem impulsivas e levarem a arrependimentos posteriores, portanto, é necessário reflexão e cautela nesta área. Sobretudo, refletir se tal compra não é efeito da compulsão que busca preencher o vazio existencial ou, novamente, fugir da dor.

Nathalia Garcia - Reprodução

Nathalia Garcia – Instalação – Reprodução

Júpiter torna exato o quincunce a Urano no domingo, um aspecto que fala de um idealismo excessivo e incongruente com nossa capacidade para manifestá-lo no mundo real. Não há meios ou recursos suficientes para satisfazer tal idealismo e assim nos tornamos céticos, obtusos. Conforme eu já havia dito em novembro, “há também grande exagero na necessidade de liberdade e dificuldade de administrar isso na vida, queremos nos expandir, mas ao mesmo tempo hesitamos em nos comprometer com os esforços necessários para isso; podemos nos tornar revolucionários só em palavras, inflamados e apaixonados pelas ideias, mas incapazes de entrar em ação de fato, potenciais agitadores, pregando filosofias anarquistas, mas permanecendo atados ao status quo, talvez por conveniência. Assim, boas oportunidades de crescimento surgem, mas as deixamos passar porque queremos permanecer livres e desimpedidos, correndo o risco de virarmos uma expressão negativa do Peter Pan, que nunca cresce, nem realiza nada, porque estamos sempre alegando que esses compromissos nos impediriam vôos mais altos. É preciso ficarmos atentos às nossas próprias ambiguidades, às discrepâncias entre a formulação de ideias, o discurso e a prática. Mesmo o mais indômito dos pioneiros e exploradores precisa de um mínimo de ordem e planejamento nas suas empreitadas, sem isso, não chega a lugar nenhum e se contenta em trilhar os caminhos já percorridos, por mera comodidade. Numa expressão mais positiva, a imensa inquietação gerado pelo aspecto pode nos colocar numa busca por fórmulas que unam o desejo de liberdade com reformas reais, mas para isso, é preciso primeiro se lidar com a enorme tensão interna e os inúmeros conflitos interiores.” Júpiter fez quincunce a Urano em 05 de novembro de 2015, repetindo o aspecto em 06 de março (retrógrado) e 13 de agosto de 2016.

Bookpaperscissors - Reprodução

Bookpaperscissors – Reprodução

A Lua abre a semana em Escorpião, na fase Disseminadora. Torna-se Minguante em Sagitário na terça e adquire uma grande sobriedade em Capricórnio na quinta. Fecha a semana já na fase Balsâmica em Aquário. A Lua será nova em Peixes no dia oito, uma lunação que será também em Eclipse Total do Sol, não visível no Brasil, visto que ocorrerá à noite.

Chet Zar - Reprodução

Chet Zar – Reprodução

A Lua está densa e enigmática em Escorpião na SEGUNDA-FEIRA. Nas primeiras horas faz sextil separativo a Júpiter, trígono a Quíron, quadratura a Mercúrio em Aquário e conjunção a Marte já durante a tarde. Fica vazia depois deste contato, às 16h56min e ingressa em Sagitário às 20h56min. O Sol começa a se afastar de Netuno, mas ainda está muito próximo dele. O dia traz um clima soturno, denso, com uma tensão palpável. Estamos circunspectos, defensivos, talvez até meio paranoicos: “se o cachorro me morder eu o mordo de volta”. Contudo, é um dia produtivo e favorável para trabalhar, para nos concentrarmos em quaisquer assuntos difíceis que exijam estamina emocional e precisão cirúrgica. Temos capacidade de lidar com crises, situações-limite, dramas ou qualquer circunstância que exija decisão rápida e presença de espírito. As emoções são intensas, mas também nos fazem encarar o lado sombrio sem medo, dispostos a fazer o que for necessário para ir até o fim naquilo em que estamos envolvidos. Podemos confrontar muitos de nossos medos e inseguranças, lidando com eles de maneira mais madura, purgando e depurando conteúdos tóxicos. Há que se ter cautela, porém. Há um certo extremismo no ar e tendência a agir sem meias medidas, na base do tudo ou nada! Se, em algumas situações essa é a melhor estratégia, em outras, pode ser letal. Assim, é necessário muita sutiliza e sabedoria para identificar qual é qual.

O Louco - Maître de 1537 - Museu de Flandres, França - Reprodução

O Louco – Maître de 1537 – Museu de Flandres, França – Reprodução

A Lua abre a TERÇA-FEIRA já em Sagitário, onde passa longas horas um tanto isolada. Faz quadratura a Netuno pelo meio da tarde e quadratura ao Sol à noite, oficializando o Quarto Minguante. Fecha a noite já bem próxima a Saturno, como foco de uma T-Square* mutável. O dia começa até meio leve, mas com o passar das horas, uma inquietação cresce. Buscamos, a todo custo, evadirmo-nos de nós mesmos para evitar esse confronto, tentando manipular a outros como manipulamos nossas emoções. Flutuamos por aí, feito um bufão despreocupado com o que ocorre ao seu redor, riso frouxo, cacoetes engraçados que nos fazem parecer desconcertados e meio fora de lugar – esse desconcerto pode nos deixar um tanto desastrados, inclusive fisicamente, portanto, cautela nos movimentos pode nos ajudar a evitar atitudes atrapalhadas e desairosas; outra possibilidade é estarmos crédulos demais, ingênuos demais e sermos pegos em algum conto do vigário, alguma estória que apela para nosso bom-mocismo e idealismo cegos. A melhor medida para lidar com tais influências é reconhecer a incerteza e a hesitação, levá-las em consideração antes de fazer qualquer coisa. Assim, disfarces fajutos à parte, podemos olhar nos olhos do outro – e para dentro de nós mesmos – sem receios ou desconfianças. O minguante nos questiona se aquilo que vemos ou ouvimos faz algum sentido ou se apenas queremos acreditar nisso a qualquer custo – idealismo é saudável, ingenuidade, não. Talvez estejamos tentando acreditar a todo custo que a realidade não é como se apresenta, numa busca de dourar a pílula para não vermos o óbvio. Mas isso não nos torna compassivos ou altruístas, nos torna apenas vulneráveis e é dessa vulnerabilidade que tentamos fugir, somente para cair nos braços dela, através dos engôdos de um outro qualquer, como consequência do engôdo primeiro que pregamos em nós mesmos.  Portanto, para evitar esse final chato e complicado, voltemos ao início da cena e meditemos para achar nosso próprio eixo, assim não precisaremos atrair mais dificuldades do que as que já temos. O minguante pede que abramos mão dessas fantasias tolas que nos impedem de prosperar na vida e de ter relações mais autênticas, inclusive conosco mesmo.

Siegfried Zademack - Reprodução

Siegfried Zademack – Reprodução

A Lua está em conjunção a Saturno na QUARTA-FEIRA e ambos são foco de uma T-Square* Mutável, por estarem em quadratura a Júpiter em Virgem de um lado e a Quíron em Peixes de outro. A Lua busca o suporte de Vênus e Mercúrio por meio de sextis e de Urano por trígono. Fica vazia às 23h56min após o sextil a Mercúrio. O dia está pesado e triste. Incertezas oprimem o peito. Nosso bom humor se nubla e tentamos mascarar a dúvida com certezas peremptórias e enfáticas. Instabilidade e vacilação dão o tom do dia. Oscilamos loucamente, ora entusiasmados e eufóricos, ora fechando-nos em copas, defensivos a qualquer  comentário ou olhar mais severo, sombrios e pessimistas sobre a vida e o mundo.

Kenart - Reprodução

Kenart – Reprodução

Colocamo-nos numa redoma super protetora para evitar captar a atmosfera ao nosso redor e até nos protegemos de nossos próprios sentimentos. Fazemo-nos de fortes e duros, para não corrermos o risco de atingir pontos sensíveis em nós ou no outro, mas essa redoma, além de nos proteger, também nos distancia do semelhante e a impressão de frieza e aspereza que emitimos retorna para nós, mais potente, até que nos sentimos solitários e isolados, sem perceber que criamos toda essa dinâmica. É sempre salutar questionar as motivações mais profundas para nossas atitudes e ações, por que fazemos o que fazemos, especialmente quando sentimos que agimos compulsivamente, porque a compulsão aponta para um complexo arraigado, um trauma que deu origem a um mecanismo de defesa aprendido muitas eras antes.  Assim, é importante se perguntar a raiz do pessimismo, do mau humor, da aspereza, da culpa debilitante, do distanciamento e, principalmente, dessa necessidade de nos dissociarmos de nossos pares e dos nossos sentimentos. Um evitamento da dor?  Mais que provável, contudo, evitar olhar para o monstro só o tornará maior e mais poderoso, assim, é mais proveitoso parar e usar toda essa concentração para, com honestidade, olhar a dolorosa origem de toda essa dinâmica e, partindo daí, agir com compaixão e consciência, aproveitando os insights propiciados pela análise e reflexão.

Frank Zumbachs - Reprodução

Frank Zumbachs – Reprodução

A Lua está vazia em Sagitário na madrugada de QUINTA-FEIRA, ficou vazia depois do sextil a Mercúrio. Ingressa em Capricórnio às 07h02min e fica muitas horas quieta, isolada, sem fazer contatos a outros planetas. Pelo fim da tarde principia sextil a Netuno em Peixes. Vênus em Aquário está em quincunce pleno a Júpiter em Virgem e junto com Urano, torna Júpiter foco de um Yod-Dedo de Deus**. Mercúrio segue em quadratura a Marte, cada vez mais próximo da plenitude do aspecto. Talvez o sono seja mais tranquilo e povoado de sonhos cheios de insights e comunicados luminosos do inconsciente nesta madrugada. Em função disso, é possível que estejamos incomumente introspectivos e fechados em nós mesmos por boa parte do dia. Mas este não é o único nem o principal motivo. O clima da quarta se repete. Achamo-nos isolados e alienados dos nossos semelhantes, tendo dificuldade de nos conectar com outros, seja por fala, olhar ou quaisquer outros meios de comunicação, aliás, talvez até evitemos os olhares, para preservar nossa introspecção e solitude, ou talvez nos indispomos com outros que ousem chegar mais perto e ficamos irritados e ásperos, língua ácida e corrosiva.

Robby Cavanaugh - Reprodução

Robby Cavanaugh – Reprodução

Se estamos cientes de que somos nós que buscamos tal solitude, ótimo! O problema é quando criamos essa atmosfera ao nosso redor e depois reclamamos dela. Todo esse clima de frieza, taciturnidade e mutismo nasce da dificuldade que temos de acessar nossos próprios sentimentos, seja por nos sentirmos incompreensivelmente alienados deles, seja por buscarmos isso de propósito, numa evasão do confronto com a dor profunda e gélida. Talvez isso seja uma boa desculpa para afundar no trabalho e entregar-nos a ele com prazer, mas o trabalho terá muito mais sentido se formos simbolizando o desembaraçamento dos enredos emocionais no processo. As relações afetivas estão sujeitas a imprevistos e altos e baixos e estão permeadas de um clima de insatisfação e desassossego, cuja origem talvez evitemos identificar. A verdade é que andamos meio desgostosos e aborrecidos com alguns aspectos dessa relação e possivelmente passemos por uma fase em que preferiríamos não ser parte de um casal. Se ambos estão de acordo, seria salutar “dar um tempo” mútuo, em que cada um busca se reencontrar e se revitalizar individualmente lá fora, para depois voltarem reabastecidos de si mesmos para a relação, que então terá a chance de se renovar.

Bayo - Eduardo Flores - Drowning 2008 mexicano

Drowining by Bayo, também conhecido como Eduardo Flores, artista mexicano, Reprodução

A SEXTA-FEIRA, pelo contrário, está dinâmica, ruidosa e mais dramática. A Lua Capricorniana se funde a Plutão enquanto quadra Urano em Áries. Dona Lua também faz sextil ao Sol e a Quíron em Peixes e trígono a Júpiter em Virgem. O Sol está hoje no Ponto Médio entre Netuno e Quíron.  Angústia, ansiedade, dor. Sentimos agudamente todas essas emoções e sentimentos e talvez busquemos nos separar deles trabalhando arduamente, comprometidamente, tornando-nos, possivelmente, mais frios e insensíveis como defesa. Mas a cisão cede, cedo ou tarde e temos que confrontar nossa infelicidade, tristeza, cansaço, frustração, raiva e impotência, que não são só nossos, mas do mundo todo. A diferença básica é que hoje temos a capacidade de olhar a raiz de todas essas coisas, de todo o descompasso e da distancia abissal entre o sonho e a realidade. Esse choque cruel de realidade é como um sonoro tapa na cara e pode, momentaneamente, nos paralisar. Contudo, tal choque traz no seu bojo a aptidão e envergadura de que precisamos para adotar atitudes de mudança, posturas transformadoras, por menores que sejam. Thomas Hardy diz que “se há um caminho para o melhor, ele nos obriga a olhar diretamente para o pior” e é isso que precisamos fazer hoje: olhar para esse pior, sem medo ou disfarces, tal como é, constatação sem lamentos, porque já lamentamos demais. Hoje precisamos entrar em ação e, de fato, FAZER algo que nos coloque num caminho de mudança e transformação, o que quer que seja este “algo”. O todo, só se muda pelas partes e quando partes suficientes mudam ou se transformam, a mudança se faz para o todo. As partes são os indivíduos, cada um de nós. Perguntemo-nos, pois, pessoalmente: o que eu, pessoa, comum e anônima, posso fazer para mudar esse quadro coletivo de que tanto reclamo, que tanto me faz mal, que tanto me causa angústia em nível individual e como parte desse sistema?

AttheAbyss

Desconheço o Autor – Reprodução

Mercúrio em Aquário está em quadratura plena a Marte em Escorpião no SÁBADO. Poucas horas depois Mercúrio ingressa em Peixes, às 07h24min. A Lua Capricorniana faz sextil a esse mesmo Marte, ficando vazia por menos de uma hora depois deste aspecto. Entra em Aquário às 13h23min, de onde logo faz uma semi-quadratura (45 graus) ao Sol, entrando na fase Balsâmica. Fica isolada por muitas horas depois disso. Marte ingressa em Sagitário às 23h29min – O dia está colorido com uma tensão particularmente rígida. Pensamento e ação estão completamente desalinhados e conflitantes, de modo que ficarmos irritados, inquietos e espinhosos. Os pensamentos são um tanto obtusos e a ação é extremosa, numa direção diferente. Inconscientes dessa disparidade íntima, vemo-la no mundo exterior, deparando-nos com atritos vários, discussões enfáticas e importantes ou confusas e tolas. Entendemos como desafios ou afrontas as considerações ou opiniões alheias, sem nos dar conta de que todos têm direito a pensar como querem, inclusive nós – o direito do outro não invalida o meu e na verdade, ambos devem coexistir. Assim, ou nos tornamos defensivos e suscetíveis ou precisamos lidar com outros que assim estão. Qualquer que seja o caso, é preciso cabeça fria e um mínimo de distanciamento emocional das nossas opiniões e conceitos. Por outro lado, é  possível que nos deparemos com situações em que, na verdade, precisemos defender nossas ideias e convicções contra posições contrárias e não há nada de errado com isso. Entretanto, mesmo que este seja o caso, é necessário maturidade para que não nos identifiquemos demasiadamente com tais convicções e crenças, achando que estamos sendo atacados ou que corremos algum risco, o que provavelmente não é o caso. Se precisamos lutar por nossas crenças, este é o dia certo, contudo, não precisamos sair comprando brigas desnecessárias ou ver discórdia onde não existe ou cavamos um abismo sem fundo para nós mesmos cair. Esse clima pode perdurar ainda por alguns dias, portanto, precisamos ter cautela com nossa suscetibilidade.

Lola Dupré - Reprodução

Lola Dupré – Reprodução

A Lua Balsâmica está bastante isolada no início de Aquário no DOMINGO. Sem aspectos, dissociada de tudo e de todos. Pelo fim da manhã inicia um diálogo tímido a seu regente tradicional, Saturno e mais tarde conversa também com o outro dispositor, Urano, fazendo uma ponte entre eles. Júpiter está em quincunce pleno a Urano hoje e recebe outro quincunce da Lua, sendo, novamente, foco de outro Yod**. A Lua fecha a noite em conjunção a Vênus. Mercúrio aos poucos vai se afastando da quadratura a Marte – O dia está estranho e nos sentimos anestesiados. Será ressaca? Do álcool ou da sensação de desmembramento que vivenciamos ao longo de toda a semana? O fato é que não queremos sentir. Nada. Assim, talvez recorramos a uma sociabilidade estéril, artificial, vazia de calor e de sentido, para criarmos a impressão, mais para nós do que para o outro, de que está tudo bem, de que está tudo sob controle, quando na verdade, não está.

Christian Schloe Digital Art - Reprodução

Christian Schloe Digital Art – Reprodução

Subjacente a essa afabilidade e aparente descontração, há muitas incongruências, inquietações, angústias, receios, inseguranças e o temor de que nossas estruturas frágeis despenquem a qualquer momento, expondo o ridículo de nossa vulnerabilidade. Mas por que ridículo? Porque ser vulnerável é muito desconfortável, porque temos vergonha de admitir nosso senso de impotência frente às nossas mazelas e dificuldades, então rotulamo-las de ridículas, o que não deixa de ser outra defesa. Assim, talvez tentemos olhar para essa vulnerabilidade e impotência como um objeto de pesquisa sob as lentes frias de um microscópio, completamente fora de nós, alheio a nós, como se não nos pertencesse. Pode ser útil ao entendimento, certamente ajuda, mas não resolverá porque somente entender com a mente não resolve nada. É preciso nos permitir sentir. É através do sentimento, da faculdade do sentir que finalmente integramos as partes e nos curamos dos traumas e da dor. A função do Sentir é a cola da integração, que nos permite ficar inteiros, maduros, capazes, saudáveis, autônomos. E como diz o autor anônimo, “curar não significa que o dano nunca existiu. Significa que não mais controla nossas vidas”. Permitamo-nos, pois, sentir, para nos permitir ser também curados!

Que sua semana seja de luz, compaixão e amorosa aceitação de si e do outro. Sempre podemos mudar nossa realidade, mas para isso, é necessário primeiro aceitar tal realidade como ela é. Vibremos luz, compaixão e amor, por nós, pelos outros e pelo planeta! Feliz Semana para você!

 

 

Sugestões de Florais da terapeuta Patrícia Vaz Vilela para esta semana:

“Diante de uma semana tão intensa, nada melhor do que mergulhamos no bálsamo da COMPAIXÃO, composto floral do Sistema Filhas Gaia, que vem nos proporcionar a ‘abertura do coração para o amor incondicional para conosco e para com o próximo. Ajuda-nos a acessar um entendimento profundo sobre os aprendizados inerentes às situações que nos aprisionam através do julgamento e/ou culpa e a generosidade, compaixão e misericórdia necessárias para o encerramento deste ciclo de aprendizados e a retomada de nossa liberdade de Ser e viver em paz.’ – repertório das Essências Florais Filhas de Gaia.” – “Para abandonarmos a atitude de autojulgamento ou julgamento do outro, após experiências que geraram culpa, revolta ou ressentimento”.

“Esta fórmula floral é composta das seguintes essências: Manacá da Serra, Manacá Cheiroso, Açucena, Algodão de Seda, Cana-de-açúcar, Dama do Lago, Maracujá, Primavera, Quaresmeira Rosa, Quaresmeira Roxa e Urtiga do Agreste.” Essas flores estão representadas no mosaico abaixo.

Patrícia Vaz Vilela
Terapeuta Floral – ASTERFLOR/MS 43
Rua Dourtor Arthur Jorge, 2455
Bairro Monte Castelo
Cep 79010-210
(67) 9245-6604
Campo Grande – MS

manacá da serra

  • T-Square – Configuração em que dois planetas (ou mais) estão em oposição (ângulo de 180 graus) um ao outro e ambos fazem quadratura (ângulo de 90 graus) a um terceiro, formando um triângulo retângulo, que parece uma pirâmide. O terceiro planeta vira foco desta configuração. T-Squares têm ação dinâmica que busca ação e resolução e a qualidade (Cardinal, Fixa ou Mutável) em que acontecem é essencial para se entender sua manifestação possível.

Aspectos T-Square

** Yod-Dedo de Deus é uma configuração em que dois planetas se harmonizam por sextil (ângulo de 60 graus) e ambos fazem quincunce (ângulo de 150 graus) a um terceiro, que vira foco da configuração. A configuração tem a forma de um triângulo isósceles. Tem uma qualidade fatalista e imprevisível e gera muita tensão devido ao ajuste requerido pelos aspectos quincunce.

Aspectos Yod

 

A Semana Astrológica

full kailash nadh

Kailash Nadh – Reprodução

Semana de 22 a 28 de fevereiro

Acabou o Horário Brasileiro de Verão e isso, para muita gente, já é uma grande notícia para se começar a semana! Eu até que me beneficio muito do Horário de Verão, mas confesso que prefiro o tempo no seu modo mais “natural”, por assim dizer. Além desta, há outras boas notícias! A principal é a Lua sendo Cheia em Virgem já na segunda-feira, numa lunação que vem mais leve do que muitas das que temos tido e que fala de integração e celebração.

Essa é uma semana que tende a ser menos tensa também, devido a uma relativa calmaria. Além da Lua Cheia, há poucos “acontecimentos” astrológicos grandiosos além de não haver ingressões. Isso corresponde a uma pequena trégua – embora a sensibilidade esteja mais do que exacerbada.

Criticalmessages.hubpages - Reprodução

Criticalmessages.hubpages – Reprodução

Um desses acontecimentos é a conjunção do Sol a Netuno, no domingo. Até chegarmos à conjunção exata viveremos uma semana super sensível e delicada, em que nos percebemos conectados ao todo por uma rede invisível aos olhos físicos, mas claramente perceptível aos olhos da alma e do espírito. Podemos nos conectar com a beleza no mundo em todo o seu esplendor, mas também nos ligaremos ao sofrimento e à dor que grassa por aí em milhões de corações humanos, animais, vegetais – sim, a Natureza também sofre e isso pode ser sentido se temos um mínimo de sensibilidade. Talvez reajamos nos escondendo na proteção da nossa casa, talvez fiquemos mais introspectivos… Sol-Netuno sugere, então, que recuperemos nosso mais profundo altruísmo e abnegação e que percebamos este mundo sob lentes outras, além daquelas do materialismo e imediatismo nossos de cada dia. Por outro lado, esse aspecto requer cautela quanto ao uso de álcool e substâncias alteradoras da consciência por esses dias – o apelo de escapar é grande, mas escapar não é possível, visto que apenas adiaremos a dor inevitável, assim, é mais inteligente economizar a grana, a energia física, a ressaca moral, a fuga e confrontar o demônio da desolação de uma vez, aceitando-o e redimindo-se no processo, ele também faz parte de nós, mas nem por isso precisamos nos identificar com ele e permitir que nos domine.

images (1)

Reprodução

Mercúrio faz a ponte entre seus dois dispositores, Saturno e Urano, que estão em trígono há algumas semanas. Dessa forma, Mercúrio simboliza a capacidade de acessarmos com mais clareza, em linguagem mais inteligível, quais os significados e benefícios desse trígono e que estão a nosso dispor. Mercúrio traz uma inquietação, uma necessidade de realmente nos apoderarmos dessa oportunidade, ao invés de ficarmos olhando para ela sem nada fazer. Mercúrio faz sextil a Saturno na quinta e a Urano na sexta-feira, além de se encher de dúvidas ao fazer quincunce a Júpiter no sábado. Júpiter, aliás, também está em orbe de quincunce a Urano e como Urano recebe o sextil de Mercúrio, Júpiter vira foco de um Yod. A mente racional duvida da intuição e da fé – como resolvemos esse dilema?

Vênus em Aquário também conversa com seu regente Saturno nesta semana, indicando um período de maior estabilidade dentro das relações. A exemplo de Mercúrio, na semana que vem ela fará contato também com Urano.

Deliberation By Mario Sanchez Nevado_____Open Art__

Mario Sanchez Nevado – Reprodução

Marte entrou na zona sombria de retrogradação na semana passada. A zona de retrogradação compreende os graus, no signo ou entre os signos, que o planeta percorre enquanto retrógrado. Marte fica retrógrado em 17 de abril, a 08°54 de Sagitário e retrocede até 23°03’ de Escorpião. Marte cruzou o grau 23°03’ na última quinta, dia 18 e só cruzará o grau 08°54’ de Sagitário, já direto, em 22 de agosto, portanto, a zona de retrogradação vai de 18 de fevereiro a 22 de agosto. Caraca! Quer dizer que estamos travados até lá? Não necessariamente. O período crítico é aquele em que o planeta está, de fato, retrógrado e isso vai de 17 de abril a 29 de junho. Mas na sombra, o antes e o depois, convém ficarmos alertas para como lidamos com nossas frustrações e raiva. Questões inconscientes a respeito desse assunto já começam a ser acionadas dentro de nós; o pavio vai ficando mais curto; o humor, mais irascível; a vontade, mais precipitada ou compulsiva… Ou seja, as barbas precisam estar de molho muito antes de 17 de abril. Desde já!

A Lua abre a semana vazia em Leão, mas é Cheia em Virgem na segunda-feira. Busca o equilíbrio de Libra na noite de quarta, onde se torna Disseminadora, já no sábado. Ingressa em Escorpião ainda no sábado, onde fecha a semana. Ela viaja vagarosamente e só fica Minguante na terça, 1° de março, já à noite.

Tirado de theultraLinx.com - Reprodução

Tirado de theultraLinx.com – Reprodução

Inauguramos a semana com a Lua sendo cheia na SEGUNDA-FEIRA, como já foi dito. A Lua abre o dia ainda vazia em Leão e ingressa em Virgem às 08h25min, de onde faz sesqui-quadratura a Urano e a Plutão. Formaliza a fase cheia às 15h19min, em oposição ao Sol, é claro, e também a Netuno em Peixes. À noite a Lua o pragmatismo da Lua Virginiana entra em atrito com o idealismo frio de Vênus em Aquário. Essa Lua Cheia vem falar da necessidade de concretizarmos nossos sonhos através da organização e do senso de ordem. É preciso trabalhar duro, ter um método, desenvolver sistemas eficientes que nos permitam manifestar, no cotidiano e nas atividades corriqueiros, aquilo que desejamos realizar num plano maior. É, estamos falando do trabalho de formiguinha, a ação e o trabalho diários, sem os quais nada se realiza. Essa Lua também fala de integração e de superarmos preconceitos e separações… Leia mais sobre a Lua Cheia.

Marcos-Lopez el martir

Marcos Lopez – El Martir – Reprodução

Na TERÇA-FEIRA a Lua faz oposição a Netuno em Peixes e quincunce a Mercúrio, seu regente, em Aquário. A manhã fica meio nebulosa, acordamos de mau humor, reclamando do mundo, da vida, de todos… Tudo parece tão mesquinho e ordinário! Quando poderemos sair desse Vale de Lágrimas horrendo em que caímos? Apesar de encontrarmos alguma força e entendimento no trígono Lua-Plutão, isso não é páreo para a cobrança que fica mais severa: a Lua briga com Saturno e nos sentimos diminuídos, cobrados, injustiçados. Como se não bastasse, a Lua ainda espicaça Urano, achando que pode com ele e, pior, encara Quíron do outro lado da mesa, lembramo-nos de nossas mazelas, daquilo que não tem conserto nem nunca terá, do que não tem remédio, não tem decência, não tem governo, não tem censura, não tem tamanho, não tem vergonha… Do que não tem sentido (paráfrase do Chico. Sim, o Buarque!) – é o dia fica dificilzinho, chatinho, complicadinho, tudo no “inho”, mesquINHO! Como mesquinhas são nossas reclamações, às quais não procuramos resolver REALMENTE, de maneira real, pragmática, no aqui e agora, na realidade, NA REAL! Preferimos andar por aí a arrastar as correntes do martírio, buscando angariar simpatia, desculpando-nos a nós mesmos, sentindo pena de nossas próprias mazelas, sem cuidar de resolvê-las ou simplesmente aceitá-las.

carlos lopez 1

Ansel Adams – Intervenção sobre obra de Marcos Lopez – Reprodução

Assim, mantemo-nos ocupados e pré-ocupados, de modo que não sobra tempo para nos comprometer com o que de fato interessa: nossos projetos, realizações, nossos sonhos… Com a vida, aquela cotidiana e prosaica, onde nos construímos e tecemos a felicidade e a Vida, essa maior, com V maiúsculo, somatória dos significados e significantes, somatório do nosso tempo, das nossas obras e do que fizemos de nós mesmos… O papel de mártir parece glorioso, mas às vezes é muito chato, sabe? Claro, existiram e existem os mártires legítimos, que se sacrificaram por uma causa justa e tal… Mas ás vezes a gente se finge de mártir para manipular, se fazer necessário, para não encarar a si mesmo e à própria sombra, que provavelmente é bem enfadonha, comum, banal, mais do que gostaríamos de admitir. Ser mártir nos faz importantes, mas também nos faz desperdiçar muito da vida, engajados que estamos em nos justificar e em manter o papel… Assim, não seria melhor sermos mais honestos e cuidar primeiro de nós, de nossas dificuldades antes de apontar o dedo na cara dos outros? Não seria melhor parar de reclamar e nos justificar e fazer, no aqui e agora, no momento presente, na atitude pequena, mas prática, o que precisa ser feito para sairmos da pasmaceira em que nos colocamos? Trabalhar e arregaçar as mangas? Talvez nem tudo dependa só de nós e da nossa vontade, é claro, mas se não fazemos nem o que é de nossa incumbência, como podemos cobrar do outro ou dos céus resolução e milagres que nós mesmos não damos conta de entregar?

Erik Johnson - Fotógrafo Sueco - Reprodução

Erik Johnson – Fotógrafo Sueco – Reprodução

A Lua faz sesqui-quadratura a Vênus na QUARTA-FEIRA e sextil a Marte em Escorpião, aspecto depois do qual fica vazia, às 11h23min – ingressa em Libra somente às 19h42min. Amanhecemos com uma certa indolência, uma cisão entre se queremos ir para o mundo, fazer e acontecer, ou se ficamos um pouco mais, usufruindo do aconchego doméstico… Mas não tem muita escolha, tem? Quanto mais cedo pegarmos no batente, melhor, porque a tarde ficará ociosa e mais lenta ou travada, portanto, nada de ligar a soneca hoje – aliás, melhor mesmo seria acordar mais cedo, porque como diz o ditado, hoje “Deus ajuda a quem cedo madruga”. A tarde fica para cuidarmos das obviedades, das coisas prosaicas e das banalidades e tarefas burocráticas das quais não conseguimos fugir. À noite o clima fica mais harmonioso e podemos nos dar ao luxo de nos equilibrar e nos deleitar com pequenos mimos ou momentos em que nos permitimos apreciar a beleza, nem pensar nas sua funções ou necessidades.

14119596-Teamwork-and-business-cooperation-with-two-human-heads-facing-each-other-with-gears-and-cogs-represe-Stock-Photo

Reprodução

Mercúrio faz sextil a seu dispositor tradicional, Saturno, na QUINTA-FEIRA e está muito próximo de sextil ao outro regente, Urano. A Lua Libriana também conversa harmoniosamente com Vênus, sua regente. Dona Lua ainda se incomoda com Netuno e fecha a noite em quadratura a Plutão em Capricórnio. O dia está mais dinâmico hoje. Vamos para o mundo mais cordatos, mas também mais dispostos a realizar e a interagir com o mundo buscando, equidade e igualdade nas responsabilidades e nas resoluções. Mentalmente estamos centrados, com uma sobriedade benéfica, que nos permite olhar de maneira realista e prática as novas ideias que surgem e as novas conexões que nossos neurônios vão fazendo. A certo ponto, sentimos alguma incongruência a nos incomodar: o idealismo inalcançável precisar curvar-se à dimensão das relações cheias de desencontros e desentendimentos. Contudo, ainda podemos beber desse mesmo idealismo para tornar nossa obra o mais refinada possível, para buscar melhor entendimento com o outro, para nos colocar em seu lugar e, com humildade sentir a dor que lhe queima a pele. À noite sentimos uma tensão tensão se avolumando dentro de nós, uma sombra a turvar nosso senso de equilíbrio… O que será?

caminhos

Reprodução

Essa tensão invade a madrugada da SEXTA-FEIRA, ganha momentum e e explode manhã cedo, de maneira extremosa. O sono talvez seja perturbado por ruídos externos, ou sombras internas e pesadas a nos presentear com sonhos densos e complicados. A Lua Libriana completa a quadratura a Plutão na madrugada e horas depois, também faz oposição a Urano, formando uma T-Square da qual Plutão é o foco. A Lua ainda faz trígono a Mercúrio em Aquário e quincunce a Quíron em Peixes. Mercúrio está em sextil exato a Urano e ambos tornam Júpiter foco de um Yod. A Lua entra na fase Disseminadora ao fazer sesqui-quadratura ao Sol e fica vazia às 08h20min, depois da oposição a Urano, por mais de 24 horas. Complicado e tenso fica o dia e essa “complicação” explode na nossa cara logo cedo, deixando-nos espantados, estupefatos. Depois da ação precipitada originada da surpresa e do susto, ficamos meio sem ação, sem saber direito o que foi que nos atropelou, qual o trem que passou por cima de nós. Depois de todo o ocorrido, não há muito mais a ser feito, a não ser refletir e aprender as lições. Sentimo-nos na corda bamba, indecisos e divididos; precisamos escolher, precisamos aguentar o peso das nossas escolhas e decisões, assim como, de suas consequências. Não decidir, já é uma decisão, não podemos nos esquecer. Mas talvez hoje precisemos adiar a decisão, temporariamente. Se não o fizemos logo cedo,  seria debalde fazê-lo agora. Assim, a melhor estratégia é aguardar. Tiremos o dia para refletir, porque qualquer ação mais ousada terá resultado imprevisível e provavelmente muito diferente daquilo que almejávamos.

duvidar-duvida

Reprodução

A Lua abre o SÁBADO ainda vazia em Libra, ingressando em Escorpião somente às 08h27min, de onde faz sesqui-quadratura a Quíron. Mercúrio hoje faz quincunce a Júpiter e, junto com Urano, torna-o foco de um Yod. O dia traz muitas dúvidas, dilemas, divisões… Como conviver com tudo isso? Que parâmetros seguir, qual a bússola que nos apontará a melhor direção? Queremos ser extremamente racionais e esquecemos que sentir é o que dá sentido à vida; esquecemos que há coisas que a razão não explica, nem domina, nem resolve… A pressão sobre o que acreditamos e se continuamos a creditar é grande… Duvidar é difícil! Ter dúvidas é angustiante, mas ainda é melhor do que engolir verdades fabricadas para calar nossos medos e inseguranças. Duvidar é parte do processo de crescimento e é parte do exercício do livre arbítrio; duvidar é essencial para nos mantermos lúcidos e conscientes. Assim, a razão precisa aprender a amar as próprias dúvidas, porque delas pode sair maior clareza e sabedoria. A Senhora Razão Todo-Poderosa também precisa lembrar que não está certa sempre e que só porque algo não pode ser provado “cientificamente”, não significa que seja inválido ou que seja uma falácia.

Chad Wys, on Behance - Reprodução

Chad Wys, on Behance – Reprodução

O Sol está em conjunção plena a Netuno no DOMINGO. Para aumentar a sensibilidade, a Lua Escorpiônica faz trígono aos dois. A Lua ainda se afina com seu dispositor, Plutão, enquanto quadra Vênus em Aquário e faz quincunce a Urano em Áries. A Lua fecha a noite em quadratura a Mercúrio, sextil a Júpiter e trígono a Quíron. Dia ultra sensível em que sentimos as barreiras e cercas desmoronarem entre nós e os outros; temos uma habilidade refinada de sentir com o outro suas dores e alegrias, sem que ele precise nos comunicar verbalmente; isso nos leva a buscar ajudá-lo, quem quer que seja este “outro”. Esse altruísmo e abnegação nos faz ter outra perspectiva do mundo à nossa volta e o percebemos sob outras lentes. E nos damos conta de coisas essenciais que antes nos escapavam, como a crueza da realidade lá fora e a dor e a beleza presentes no olhar do estranho à nossa frente.

Reprodução

Reprodução

Por outro lado, tanta sensibilidade, exatamente por diluir esses limites, pode, em dados momentos, nos fazer sentir como que esmagados sob todo esse peso e escuridão. Fugir de tal peso pela via de drogas, álcool e outras substancias não é uma escolha muito sensata, porque já estamos fora do eixo. Convém, pois proteger-nos e buscar centramento. Lembrar que cada um tem uma história, inclusive nós. Podemos sentir com o outro e ser altruístas e buscar oferecer nosso melhor, mas não podemos nos identificar em demasia com o outro sob pena de nos perdermos e esquecermos quem somos. Além disso, ainda precisamos lembrar que quando “ajudamos”, por mais que o outro pareça miserável e necessitado, por mais que pareça que estamos em situação muito melhor – e provavelmente isso seja verdade –nós também somos ajudados. Então, cautela para não nos identificarmos, também, com a imagem do grande redentor que ajuda a todos sem nada ter em troca. A troca sempre acontece, embora seja invisível. Quando ajudamos o outro, nós também somos ajudados, às vezes, até mais do que aquele que parece estar em condições mais precárias.

Que sua semana seja linda e serena!

"Nature" - Illustrated nature posters and prints available at Barewalls.com:

Barewalls – Reprodução

Lua Cheia em Virgem – Nem melhores nem piores, apenas diferentes!

Tirado de theultraLinx.com - Reprodução

Tirado de theultraLinx.com – Reprodução

A culminação do ciclo iniciado com a Lua Nova de Aquário ocorre hoje, com a Lua sendo Cheia  a 03°33’ de Virgem, às 15h19min no horário de Brasília – 18h19min no horário de Lisboa.

Esta Lua Cheia é considerada a Lua da Colheita, porque Virgem é o signo que imediatamente precede o outono, o período das colheitas no calendário tradicional baseado nas estações do Hemisfério Norte. Exatamente por isso o signo é representado por uma donzela com ramos de trigo nos braços. De fato, estamos prestes a entrar no outono aqui no Hemisfério Sul. O que vamos colher, de tudo o que plantamos?

ordem

Reprodução

Virgem é o signo que simboliza a necessidade de ordem, limpeza, organização, de separar o joio do trigo, de separar o que é útil do que é obsoleto, a necessidade de se ter critérios claros que baseiem essas distinções. Assim, a Lua Cheia vem indagar como estamos nessa área. Temos, de fato, um sentido de ordem e critério em nossa vida? Ou nossa realização e eficiência estão comprometidas pelo caos e pelo excesso de coisas que já não funcionam, das quais nem precisamos, mas das quais não conseguimos nos desfazer? Bugigangas e parafernálias, literais ou figuradas, materiais ou emocionais, todas ultrapassadas, enferrujadas, pretéritas, anacrônicas, rançosas, defasadas… O que fazemos com isso? Uma grande faxina, é o que devemos fazer! Jogar tudo fora, soltar, liberar! Ser criteriosos e limpar a vida daquilo que não queremos ou não precisamos. Simplificar a vida, voltar ao essencial. Este é o primeiro passo: limpar o terreno, organizar a vida para que possamos trabalhar com mais clareza e dar o passo seguinte.

Lua Cheia em Virgem - 22 de fevereiro, 15h19min - Brasília-DF

Lua Cheia em Virgem – 22 de fevereiro, 15h19min Brasília-DF

O mapa da Lua Cheia traz um relativo equilíbrio dos elementos, com uma leve predominância de Água visto que temos Câncer no Ascendente no mapa levantado para Brasília. Isso indica grande sensibilidade intuição, aquela do tipo visceral, à nossa disposição; sensibilidade que deverá ser canalizada de forma pragmática pela Lua Virginiana. O regente da Lua, Mercúrio, está em Aquário, conjunto a Vênus e em sextil a Saturno. Não fosse pelo aspecto a Saturno (que Vênus ainda não alcança), Mercúrio e Vênus estariam em dueto, pois não fazem outros aspectos maiores com os demais planetas. Mercúrio em Aquário é inovador, rebelde e progressista, mas aqui ele dialoga com Saturno, implicando que tem algum apreço pelas tradições, pela ordem e estrutura e está ciente de que as estruturas têm seu lugar na organização das coisas e da vida. Assim, a ideia de “ordem” é salientada a partir de Mercúrio.

topit.me

Tirado de Topit.me – Reprodução

O Sol está em Peixes, conjunto a Netuno, simbolizando nossos sonhos, inspiração e anseios, sonhos extremamente ricos e coloridos, nascidos de uma imaginação fértil e de um conjunto de propósitos que também é altruísta  e inclusivo. A Lua, no extremo oposto, o signo de Virgem, simboliza a necessidade de sermos práticos e meticulosos se queremos tornar reais tais sonhos. Este é o segundo passo! A Lua, quando cheia, enfatiza a polaridade oposta ao Sol e neste caso, ela vem dizer que para concretizarmos os sonhos Piscianos, precisamos planejar, calcular, discriminar; precisamos de um método, de um sistema eficiente, de cronogramas e, em muitos momentos, precisamos ser frios e racionais, em contraponto ao profundo idealismo Pisciano. Sobretudo, temos que ser organizados e trabalhar muito e duramente se é para materializarmos nossos intentos – do contrário os sonhos Piscianos serão somente fantasias e devaneios vazios.

Christian Schloe Digital Art - Reprodução

Christian Schloe Digital Art – Reprodução

O aspecto principal que a Lua faz neste mapa é a oposição ao Sol e a Netuno. A oposição a Netuno, além do que já tratamos acima, indica que temos que lidar com muitas incertezas, desejos de desistência, dúvidas a respeito da validade do nosso esforço, motivação instável, preocupações vagas mas insidiosas, tendência a escapismos… Portanto, precisamos estar cientes de todas essas “armadilhas”, para sabermos lidar com elas quando se apresentarem no nosso caminho, no dia a dia.

Reprodução

Reprodução

A Lua ainda faz duas importantes sesqui-quadraturas, uma a Urano em Áries e outra a Plutão em Capricórnio e torna-se foco de uma configuração chamada Martelo de Thor. Ou seja, a Lua está sob uma grande pressão inconsciente – nós estamos sob grande pressão inconsciente! No meio das preocupações reais, das necessidades concretas de trabalho, de cuidar de nós mesmos e de nossa saúde, outras influências ficam à espreita, nas sombras. Porque não temos consciência do que são, damo-nos conta apenas de uma vaga sensação de estranheza, de algo fora do lugar, como se alguma coisa não estivesse certa, embora não consigamos determinar o que seja. Esses aspectos requerem que sejamos muito honestos a respeito de nossas ambivalências e dúvidas, pois lá na frente podemos ser surpreendidos com rompantes de autossabotagem, justo quando estávamos prestes a concluir o trabalho; podemos nos rebelar abruptamente e resolver chutar o pau da barraca que nós mesmos levantamos, pondo tudo a perder; e podemos ainda ficar paralisados, esmagados pelo excesso de preocupações, pelo excesso de detalhes, pelo perfeccionismo exagerado e a insegurança mórbida que nos empala no último minuto. Integridade interior é o que nos salva e redime e nos previne de por tudo a perder. Virgem também é um signo de controle. Estes aspectos a Urano-Plutão vêm nos lembrar que não temos controle de tudo e que por mais que planejemos, muitos imprevistos podem acontecer e precisaremos lidar com eles. É imprescindível lembrar que há forças maiores do que nós operando no mundo, sejam elas mundanas ou espirituais. Isso se torna mais importante quando lembramos que Marte já trafega a zona de retrogradação desde o dia 18 de fevereiro, quando cruzou o grau 23 de Escorpião. Com Marte retrógrado a partir de abril, nossa vontade precisará se render a uma vontade maior, de Deus, do Universo, da Vida. É necessário exercer a humildade e a paciência.

Reprodução

O Símbolo Sabiano para o grau quatro de Virgem (03°33’) traz uma imagem bastante venturosa para esta Lua Cheia, que reforça o propósito de inclusão do Sol Pisciano: “Crianças negras e brancas brincando juntas alegremente”. Lynda Hill, astróloga australiana e grande pesquisadora dos Símbolos Sabianos, diz em seu livro The Sabian Oracle – 360 degrees of Wisdon, que este símbolo vem nos falar “de integração racial e social que enriquece e alegra a todos que dela participam. Que se diga que elas são ‘negras’ e ‘brancas’, implica, é claro, que há diferenças raciais entre elas. Entretanto, também pode simbolizar as muitas outras diferenças na experiência de vida, religião, sistema de crenças, nos níveis sociais ou profissionais. Essencialmente, pode representar qualquer coisa baseada na percepção social ou preconceitos que mantêm as pessoas separadas umas das outras. Como estas crianças estão ‘brincando juntas alegremente’, quaisquer sentimentos de preconceito são dissipados porque sua principal preocupação é com a ‘brincadeira’ e o prazer de estarem juntas.”

Lynda acrescenta que a percepção de “oposição” pode ser uma ilusão ou  apenas uma “percepção” como a própria palavra indica. Ela lembra que a mistura entre as pessoas, as diferentes raças e suas características e talentos é o que permite que as coisas se resolvam mais facilmente e que avancemos na vida. Aceitar a todos como iguais dissipa pensamentos e atitudes que levam a separações e preconceitos. Assim, percebemos que essa Lua fala de integração, da união de opostos aparentes, de aceitação das diferenças, da necessidade de percebermos as pessoas para além das classificações sociais, raciais, religiosas, atendo-nos ao fato de que somos todos humanos, diferentes diferentes entre si, mas iguais na essência.

A Lua Cheia lança-nos, pois, um convite: a superar preconceitos, separações, classificações e quaisquer outras definições responsáveis por nos manter distantes e alienados uns dos outros, do outro humano, do outro irmão, igual a mim na sua estrutura físico-biológica, na cor do sangue, nas necessidades e anseios, nos sofrimentos e esperanças. Homens ou mulheres, brancos, negros, amarelos ou índios, ricos ou pobres, crentes ou ateus, cristãos, muçulmanos, budistas ou hindus, velhos ou jovens… Não somos melhores nem piores entre nós, apenas diferentes.

purificação-diaria

A Lua de Virgem também é uma Lua de purificação. Portanto, esta Lua favorece, além do que já dissemos acima, os rituais de limpeza e purificação, tanto da casa, quanto do corpo e da alma. Com os espaços e a vida liberados das tralhas, bugigangas, cacarecos e bagagens emocionais, então limpos e purificados, seremos capazes de ver com mais clareza as atitudes e ações necessárias para realizar nossos sonhos!

Para terminar, trago esta bela oração,  extraída do livro “Ecos Eternos” de John O’Donohue, e que traduz o espírito da Lua Cheia em Virgem de hoje:

Que saibas que a ausência está repleta de terna presença e que nada jamais está perdido ou esquecido.
Que as ausências na tua vida estejam repletas de eco eterno.
Que sintas ao redor do secreto “Outro Lugar” que contém as presenças que deixaram a tua vida.
Que sejas forte na aceitação das tuas perdas.
Que a dolorosa fonte de luto se transforme em uma fonte de ininterrupta presença.
Que a tua paixão se estenda àqueles de quem nunca temos notícia e que tenhas a coragem de falar em nome de excluídos.
Que venhas a ser o afável e apaixonado sujeito da tua vida.
Que não desrespeites o teu mistério por meio de palavras insensíveis ou integração falsa.
Que sejas acolhido por Deus, em quem o amanhecer e o crepúsculo se unem, e que a tua integração habite os seus sonhos mais profundos no interior do abrigo da Grande Integração.

Reprodução

 

A Semana Astrológica – Crescendo em tempos difíceis

Lua Crescente - Juan Jose Gimenez Gonzalez - Reprodução

Lua Crescente – Juan Jose Gimenez Gonzalez – Reprodução

Semana de 15 a 21 de fevereiro

A semana começa de forma bem dinâmica, com a Lua oficializando o Primeiro Quarto já na segunda-feira, sugerindo uma semana de expansão e de abertura de novos caminhos. Desafios que levam ao crescimento é o que tem no menu dos dias.

O Sol ingressa em Peixes, indicando o fechamento de mais um ciclo anual. Nesta fase da vida mundana ou pessoal, sintetizamos a experiencia vivida ao longo dos últimos onze meses, fazendo avaliações e reflexões sobre o que vamos modificar no novo ciclo anual que se iniciará em março, quando o Sol ingressar em Áries. Até lá estaremos focados em dissolver entraves e apegos a coisas menores que nos identifiquem em demasia com essa experiencia terrena. Nesta fase do ano precisamos olhar para nós mesmos em contraponto à futura dissolvição corpórea e de ego que um dia nos ocorrerá, quando tivermos cumprido nossa missão aqui e estivermos prontos para voltar à presença do Grande Pai e da Grande Mãe. Conseguimos realmente nos manifestar plenamente neste mundo terreno? Conseguimos realizar nosso propósito sem nos identificar demais com estes papeis mundanos? Se morrêssemos hoje, o que levaríamos conosco e o que deixaríamos de legado? Peixes sempre vem propor esse desapego da vida terrena, com uma perspectiva que olha para além do momento presente e dessas dimensão limitada em que nos encontramos atualmente.

white freedom

White Freedom, do Etsy – Desconhço o autor – Reprodução

Vênus também muda de casa. Ingressa em Aquário na quarta-feira, tornando-se mais livre e independente nas relações. Amor à liberdade, é o mote de Vênus em Aquário, que diz “porque te amo, te deixo ir”. Experimentação e gosto pelo excêntrico, pelo diferente são parte da sua expressão afetiva. Não nos atemos a identificações de sexo, gênero, raça, cor: apaixonamo-nos pela pessoa por trás da sua persona social; encantamo-nos com suas ideias; fascinamo-nos por termos os mesmos ideais; e engajamo-nos nas mesmas causas sociais. Essa Vênus se move pela afinidade intelectual, pela comunhão de mentes, muito mais do que comunhão de corpos. A excitação começa na cabeça e nas ideias e só depois alcança a dimensão física. A expressão afetiva é menos romântica, menos apaixonada e prima pela igualdade de expressão. O amor pelos grupos sociais favorece amizades e grupos em geral. O trânsito de Vênus favorece investimentos em tecnologia e no melhoramento das condições de vida nas sociedades.

Reprodução

Reprodução

Mercúrio anda relativamente quieto, recuperando-se ainda de sua retrogradação. Nesta semana está bastante isolado e só faz um aspecto tímido e bastante inconsciente a Júpiter, sugerindo que temos muitos planos mirabolantes, ideias entusiasmadas mas ignoramos os percalços e detalhes necessários para colocar tudo isso em prática. É possível que tais ideias sejam excêntricas demais, extravagantes, impraticáveis. Talvez até as descartemos sem nem mesmo tentar executá-las, como uma defesa contra o possível fracasso. De qualquer forma, vale a pena colocarmos tais planos em standby e retomá-los no futuro, quando estiverem mais claros – quem sabe, se forem maturados, se provem de grande valor. Por enquanto, quem sabe seja melhor calar até que elas sejam analisadas mais cuidadosamente, porque desconectadas que estão da realidade presente, talvez não sejam inteligíveis ainda. Este isolamento de Mercúrio também sugere problemas na comunicação, propensão a dificuldades em nos fazer entender, em explicar nossas ideias e percepções ou tendência a nos sentirmos não ouvidos, de modo que talvez falemos sem parar. Assim, antes de reclamar que o outro não nos entende, podemos nos questionar se nós estamos transmitindo nossa mensagem de forma efetiva ou se não estamos impondo nossas ideias aos demais.

Reprodução

Reprodução

Temos em andamento uma configuração de Grande Cruz Mutável entre três figuras importantes, que embora não fique exata por enquanto, causa tensão e desassossego no pano de fundo dos dias. Trata-se da oposição de Júpiter retrógrado em Virgem a Quíron em Peixes, ambos em quadratura a Saturno em Sagitário, que chega a alcançar o grau 16 deste signo antes de entrar em retrogradação. Júpiter faz oposição exata a Quíron na semana que vem, dia 23 e em 23 de março faz quadratura a Saturno. Nosso desejo de expansão (Júpiter), além de já estar tímido e se manifestar de modo muito criterioso (Virgem), enfrenta dificuldade irreconciliáveis, obstáculos intransponíveis, que nos lembram dolorosamente de nossos limites mais vergonhosos, os quais nos deixam mais fragilizados (Quíron). Nessa equação, precisamos chegar a um resultado coerente: separar o possível do impossível, reconhecer essa fragilidade não remediável, sem conserto e agir mesmo assim; fazer de nossa fraqueza, força; e transformar tudo em resiliência, reestruturar nossa fé e otimismo, agora sobre bases mais sólidas e coerentes; realizar o que for possível, com responsabilidade, honestidade, critério (Saturno). O que não podemos é ficar paralisados e lastimando a vida – se assim fizermos, ela, a vida, nos atropelará sem misericórdia porque não é hora de bancar a vítima. Problema todo mundo tem e todos estão lidando com dificuldades diversas, alguns mais outros menos. Assim, precisamos nos armar de compaixão, generosidade e bondade, para transformarmos os cenários desoladores ao nosso redor. Manter a fé e a esperança, mesmo diante das dificuldades. Confiar, quando a vida diz para esperar. Porque, como tudo na vida, isso também vai passar! Como diz a oração de São Francisco: “Onde houver ódio que eu leve o amor; onde houver ofensa que eu leve o perdão; onde houver tristeza que eu leve a alegria; onde houver dúvida que eu leve a fé” – veja oração na íntegra ao final do texto. É isso ou resvalaremos no complexo da vítima chorosa, o que não nos ajudará em nada. Quando olhamos ao redor, sempre percebemos pessoas com dificuldades mais graves que as nossas e que, ainda assim, não desistem da luta!

Lua Corcunda - Isnogoodgood.tumblr - Reprodução

Lua Corcunda – Isnogoodgood.tumblr Reprodução

A Lua oficializa a fase do Primeiro Quarto em Touro na segunda-feira, uma fase de crescimento, arrojo, desenvolvimento e conquistas. Em Gêmeos ela busca fazer contatos e conexões que propiciem a abertura dos caminhos. Torna-se Corcunda e mais focada e tenaz em Câncer; expande sua generosidade em Leão e é Cheia, finalmente, em Virgem, na segunda, 22. Nesta jornada conversa com todos os demais corpos celestes, seja harmoniosa ou conflituosamente.

Brooke Shaden Photography - Reprodução

Brooke Shaden Photography – Reprodução

A SEGUNDA-FEIRA é marcada pelo Primeiro quarto, o Quarto Crescente. A Lua Taurina faz quadratura ao Sol Aquariano no fim da madrugada. A Lua ainda faz um trígono a Vênus, sua dispositora, que percorre os últimos graus de Capricórnio, e fica vazia logo depois às 08h556min. Ingressa em Gêmeos somente às 12h35min, de onde se alinha ao seu regente, Mercúrio, no início de Aquário. A manhã começa lenta, devagar quase parando. Perdemos a hora ou resmungamos contra o relógio implacável a nos dizer que a cama não é onde deveríamos estar a essa altura… Espreguiçamo-nos a mais não poder para poder acordar. No mundo lá fora as coisas também andam lentas e nos indispomos com o tráfego e a lentidão da vida. Por que, se nós mesmos ainda estamos em estado de repouso? É melhor não exigirmos demais dos outros aquilo que nós mesmos não podemos dar e começarmos as atividades pelo que é mais óbvio e prático: organizar a agenda, dividir o tempo e a energia conforme as prioridades e a importância em nossa vida. A Lua formaliza uma etapa importante no desenvolvimento do ciclo, um momento de crise que demanda ajustes quanto aos projetos semeados pela Lua Nova. Touro exige que sejamos pragmáticos e muito pé no chão, que transformemos os ideais e visões Aquarianos em metas realizáveis, com datas, orçamentos, planejamento e cronograma de ação. Damos conta disso? Aqui é que a porca torce o rabo… Lua e Sol ainda fazem quadraturas separativas a Marte em Escorpião. Conseguimos domar nossa vontade ou a falta dela? Conseguimos alinhar estes propósitos com nossas necessidades, superando as inseguranças e a hesitação? É fácil sonhar e idealizar no mental aquilo que almejamos. Mas estamos dispostos a arregaçar as mangas, a botar a mão na massa e fazer o que for necessário para tornar esses planos realidade? Ou vamos nos deixar vencer pelo cansaço e indisposição? Se não nos comprometermos de verdade com esta visão, nossos sonhos não passarão de anseios ilusórios a serem relembrados tempos depois com amargura, culpa e decepção. O pior não é encarar o olhar do outro. O pior é nos enfrentar no espelho e encarar a desistência de nós mesmos e destes sonhos. Sempre é tempo de retomar a direção! A tarde fica mais dinâmica e movimentada e parece que a mente finalmente entra nos eixos, incendiando-se de ânimo e maior clareza!

Peter Gric - Reprodução

Peter Gric – Reprodução

Já a TERÇA-FEIRA traz desafios outros. A Lua Geminiana faz quadratura a Netuno em Peixes e oposição a Saturno em Sagitário, formando uma T-Square mutável, da qual Netuno é o foco. Ao longo do dia essa T-Square vira Grande Cruz Mutável, pois envolve mais tarde a Quíron e Júpiter. A Lua também faz sesqui-quadraturas a Vênus em Capricórnio e a Mercúrio em Aquário, além de quincunce a Plutão. O único aspecto harmonioso é feito a Urano em Áries. É, o dia tá “pesadão” e cheio de um tom frenético de muitas atividades que talvez levem a nada, se não tivermos cuidado. Não há descanso: a mente pulula em muitas direções, feito bola de ping-pong que vai e volta teimosa, insana-mente. A sensação é de falta de fôlego, tal o ritmo alucinado do dia. Tudo porque estamos divididos e espalhados para todo lado, partidos em mil pedaços: muitos interesses, inúmeras obrigações, necessidades diversas e para completar, inseguranças vorazes que deixam tudo mais ansioso, inquieto, com uma sensação lancinante de que apesar de estarmos assoberbados, falta o essencial. E motivados pela falta, talvez entremos na compulsão e busquemos ainda mais estímulos. Opa! Alerta vermelho! Tudo começa com uma mente entupida de muitos pensamentos, preocupações, inquietações, muitos deles inúteis e desnecessários – medos e antecipações sombrias que talvez nunca aconteçam. Toda essa pre-ocupação compulsiva também pode servir para nos livrar de sentir realmente as coisas – ao invés de sentir perdemo-nos num emaranhado ensandecido de pensamentos. Portanto, o primeiro passo é esvaziar a mente, drená-la dessa super atividade, filtrar o excesso e concentrarmo-nos no essencial. É possível que todo esse frenesi nos dê a ilusão de estarmos realizando muito, mas talvez esteja apenas causando desgaste e dispersão. Para realizarmos algo, precisamos de ancoragem e centramento. Como conseguimos isso? Primeiro respirando, esvaziando a mente, disciplinando as ações, e ouvindo o coração ao invés de simplesmente racionalizar o que não gostaríamos de sentir. Vomitar tudo num papel, num desabafo às antigas pode ajudar muito; para os mais modernos, pode funcionar gravar as reclamações para si mesmo, ao invés de despejá-las sobre incautos passantes… Ouvir a própria voz lamentosa pode nos “acordar” para o nosso próprio absurdo… A partir disso, podemos acalmar a mente e a alma e utilizar o melhor da energia aérea Geminiana.  Como diz o poeminha de Gabriel Rodrigues:

Melody of Rain - Christian Schloe - Reproduçao

Melody of Rain – Christian Schloe Reproduçao

“Moça,
A calma
Da alma
Acalma
O coração.
Não é sempre
Que se deve chorar.
Às vezes
Você só precisa
Da calma
E de mais nada, além
De seu sorriso.”

Egon Schiele – Reprodução

Vênus ingressa em Aquário às 02h17min da QUARTA-FEIRA. A Lua Geminiana oficializa a quadratura a Júpiter em Virgem, faz quincunce a Marte em Escorpião e um trígono benfazejo ao Sol Aquariano, ficando vazia às 14h37min. Ingressa em Câncer às 17h24min. De Câncer a Lua se indispõe com Vênus. Júpiter entra em orbe de quincunce a Urano, aspecto que ficará exato pela segunda vez no dia seis de março. O dia ainda traz alguns dilemas, mas o dia está menos sobrecarregado do que o anterior. Depois das avalanches mentais e de muita fricção sobre se queremos mesmo cumprir com a agenda do dia – que ainda está bem atarefado –  podemos alinhar o coração com os objetivos conscientes e fluir com o dia, colocando algum senso de ordem no caos emocional e mental que nos acometeu. À noite a sensibilidade finalmente aflora e entramos em contato mais prontamente com as inseguranças e carências que tínhamos evitado com tanto empenho, trazendo dilemas antigos, um lado querendo manter a compostura e a atitude de “não preciso de nada nem de ninguém” e o outro ansiando por colo e cuidados. Vênus em Aquário é independente e livre, avessa a apegos e demonstrações efusivas de sentimentos. “Eu sou de ninguém; eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também”, diria ela, algo incongruente com esta Lua Canceriana, que deseja, sobretudo pertencer e se vincular. Contudo, não precisamos levar tudo a ferro e fogo, nem precisamos provar nada para ninguém. Admitir o próprio conflito para o outro e principalmente para si mesmo pode resolver muito da tensão e pode também propiciar uma abertura na expressão dos sentimentos e uma consequente receptividade. Não somos robôs programados para ter sempre as mesmas respostas prontas, assim, podemos receber nossas alterações emocionais e de humor  com menos severidade e compreensão. Se compreendemos a nós mesmos, estaremos mais aptos e ser compassivos também com o outro.

Brooke Shaden Photography - Reprodução

Brooke Shaden Photography – Reprodução

A Lua Canceriana faz quincunce a Mercúrio em Aquário nas primeiras horas da QUINTA-FEIRA, além de também se irritar com Marte em Escorpião. Mais tarde a Lua se afina com Netuno em Peixes e a sensibilidade transborda. No fim da dia o clima volta a azedar, com a Lua entrando em atrito com Saturno em Sagitário e brigando abertamente com Plutão em Capricórnio, já em orbe de quadratura a Urano em Áries, formando uma T-Square Cardinal. À noite a Lua entra na fase Corcunda. O dia começa meio desconfortável, talvez devido ao sono um tanto conturbado da madrugada. A manhã traz uma sensibilidade profunda, que nos coloca em contato com sentimentos densos, tanto os nossos quanto aqueles na atmosfera ao nosso redor. Talvez captemos frustrações escondidas, dissabores não ventilados, de modo que nos predispomos a irritações e pequenos amuos de criança emburrada. No fim do dia, porém, os amuos que não endereçamos adequadamente tornam-se problemas mais sérios e entram pela noite gerando crises e convulsões emocionais, nas quais nos sentimos vitimizados a lutar contra intimidações e manipulações, sem percebermos que o perpetrador do bullying atendeu a um chamado inconsciente nosso – sim, na verdade ele está dentro. A oposição poderosa com a qual nos deparamos não se resolverá com choros e lamentos – pelo contrário, talvez até estimule ainda mais o sadismo oculto do outro. Antes, precisamos arrebanhar nossa força e maturidade emocionais, nos responsabilizarmos por nossos sentimentos, sensações e carências se queremos ser respeitados e percebidos como gente grande. Perceber que o outro talvez esteja devolvendo na mesma moeda o tratamento que lhe demos pode ajudar a colocar as coisas em perspectiva – então descobrimos que não somos nem vítimas, muito menos inocentes. É preciso sim, honrar nossos sentimentos e, dependendo da situação, expressá-los com franqueza, mas isso não significa promover crises e dramas desnecessários e vexatórios, que talvez só nos leve a perder o respeito dos nossos pares. Um pouco de sobriedade e contenção nos fará perceber tudo o que está em jogo, inclusive nossa independência e respeito próprio.

travis-bedel-1

Travis Bedel – Reprodução

O Sol ingressa em Peixes às 03h34min da madrugada de SEXTA-FEIRA. A Lua Canceriana faz quadratura exata a Urano em Áries, ainda formando uma T-Square Cardinal devido à oposição a Plutão. Contudo, a Lua faz alguns contatos benéficos que ajudam a equilibrar o gerenciamento das emoções: forma um Grande Trígono em Água com marte em Escorpião e Quíron em Peixes, e como está em harmonia também com Júpiter, esta configuração vira uma Pipa que tem Júpiter de foco. A Lua fica vazia às 12h37min, depois do trígono a Marte. A noite e a madrugada ficam bastante tumultuados, mas o dia ganha ares mais sensíveis e compassivos. Estamos mais alinhados com nossas emoções e sentimentos, sensibilizando-nos também com as dificuldades alheias, possivelmente até saindo do nosso caminho para oferecer ajuda a alguém. Sentimo-nos em conexão com a rede da vida de uma forma inexplicável e isso faz os dramas recentes parecerem um tanto sem sentido e infantis ou mesmo muito distantes. O Sol ingressa em Peixes finalizando mais um ciclo anual e sugerindo uma reflexão profunda sobre os propósitos que queremos realizar no ano vindouro. Uma dissolução dos restolhos do ano que finda, uma dissolução de propósitos meramente egoicos para vislumbrarmos a volta à Casa do Pai ou da Grande Mãe. O ciclo Pisciano sugere a inclusão de tudo o que foi excluído da mente racional durante o ano, para nos integrarmos novamente à fonte da vida, para nos regenerarmos e sermos paridos no próximo ciclo, com sorte, com mais maturidade e clareza do nosso papel no mundo e na vida.

Reprodução

Reprodução

A Lua, redondamente grávida, ingressa em Leão à 00h18min de SÁBADO, de onde faz quincunce ao Sol. Ao longo do dia faz oposição a Vênus e Mercúrio em Aquário e sesqui-quadratura a Quíron em Peixes, fechando a noite em trígono a Saturno. O dia traz um tom um pouco mais leve e solto, embora ainda possamos nos deparar com opiniões antagônicas e possivelmente extremistas. Contudo, é pedido de nós que sejamos mais generosos nos confrontos, que não nos identifiquemos tanto com opiniões, que podem bem estar erradas ou, no mínimo, duvidosas; que demos o benefício da dúvida ao nosso interlocutor e percebamos que toda estória pode ter muitas versões e que essa coisa de verdade absoluta simplesmente não existe, ou, é pelo menos nebulosa. Assim, o outro, por mais antagônico que seja na expressão, ainda é um amigo e parceiro. Podemos expressar ideais e ideias com franqueza e honestidade, podemos concordar em discordar; e, em nome da civilidade e do afeto mútuo respeitamos as disparidades, sem permitir que elas cavem um abismo desnecessário entre nós. Nossos projetos, que devem estar indo de vento em popa, precisam ser divulgados e promovidos, mas não à custa de questões essenciais e tão necessárias quanto. Contudo, é necessário conciliar necessidades e valores, para negociarmos sem sentir que vendemos a alma ao diabo.

Oamul Lu

Oamul.com – Reprodução

O DOMINGO traz um Grande Trígono em Fogo formado pela Lua Leonina em contato harmonioso com urano em Áries e Saturno em Sagitário. Entretanto, os auspícios desse Grande Trígono podem ser ofuscados pela inquietação e ansiedade de um Yod do qual a Lua é o foco, uma vez que ela faz quincunces a Plutão e a Quíron. À noite os conflitos podem ficar mais tensos com a quadratura Lua-Marte. Vênus está em sesqui-quadratura a Júpiter. Uma sensação de divisão colore o dia: temos desejos de sair e explorar o mundo, sentimos que finalmente estamos autorizados a escalar aquela montanha, empreender aquela aventura, tomar aquele novo caminho ou nova atividade; todavia, há uma insegurança latente a nos perseguir, como um mau presságio, a acinzentar o arco-íris do nosso entusiasmo. O que nos vence, nossos medos e receios ou nossa fé e esperança? Estamos voando ou despencando no abismo? Onde está nossa intuição no dia de hoje? Que direção ela aponta, o que nos sugere? Somente tolos e incautos ignoram seus instintos de auto-preservação. Igualmente, os fracos e covardes deixam-se congelar por seus receios sem nunca sair do lugar. É preciso pois, calar a voz do medo paralisante e da audácia destemperada, ouvindo a voz serena, a mais verdadeira, no fundo de tudo, que nos dirá, se tivermos ouvidos para ouvir, qual a atitude certa para o momento presente, qual o melhor caminho, qual convite da vida iremos aceitar no dia de hoje. A noite pede cautela e paciência para lidarmos com possíveis conflitos e embates entre vontades inflexíveis e talvez belicosas. Antes de atacar como estratégia de defesa, é aconselhável se questionar se estamos, de fato, sob ameaça ou se estamos indóceis apenas por não receber a atenção que desejávamos, mas que por algum motivo, não recebemos. Ou talvez tenhamos que nos afirmar e fazer respeitar, a despeito de estarmos inseguros e duvidosos de nós mesmos. Reagir cegamente não é uma boa opção e isso só se consegue com auto-escrutínio honesto.

Desejo que a sua seja uma semana frutífera, feliz e abençoada!

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Francisco de Assis

Reprodução

Reprodução

 

Horóscopo 2016 – Tendências para todos os signos

Azoth

Reprodução

2016 traz muitos desafios e também possibilidade de alcançarmos maior nível de consciência, conforme falamos no artigo O Ano da Ressaca. Mas como isso se aplica aos signos solares? Para responder a isso analisamos as influências do ano para cada signo do zodíaco. É IMPORTANTE que você leia também o signo do seu Ascendente, além do signo solar. Nesta análise, utilizamos a simbologia da Alquimia e os principais estágios da Opus Alquímica: Calcinatio, a purificação pelo Fogo; Coagulatio, a cristalização da identidade e dos objetivos;  Sublimatio, a elaboração simbólica da crise; e Solutio, a dissolvição das couraças e do senso de controle. Também criei essas duas tabelas com os eclipses e as retrogradações de Mercúrio ao longo do ano, com as casas em que esses movimentos ocorrem no mapa solar e seus significados.

Eclipses  2016

MERCURIO RETRO 2016

E aqui, as tendências para os signos. Boa leitura!

ariesÁries

Os Arianos continuam a ser desafiados pelo trânsito de Urano a despertar e acordar definitivamente para a vida. Urano dá um chacoalhão no ego, na alma, na consciência e nos obriga a viver de forma mais autêntica e verdadeira. Como se não bastasse, os Filhos de Marte também precisam lidar com a quadratura de Plutão, que transforma profundamente a área da carreira e da profissão, pedindo que eles sejam mais verdadeiros também com o próprio chamado e vocação… Os desafios encarados pelo Ariano correspondem à fase alquímica da Calcinatio, a purificação pelas frustrações, pela queima do ego e do desejo. E então Ariano, você pode dizer que vive a vida que realmente gostaria? Tempo de ser honesto consigo mesmo e encarar a verdade dos fatos e das próprias insatisfações, adotando as mudanças que se fizerem necessárias, deixando para trás tudo o que não representa mais quem você é ou o que quer ser. Por seu turno, Saturno sugere uma reavaliação completa a respeito das crenças e da religiosidade: que crenças o impedem de avançar em seus objetivos e realizar todo o seu potencial, Ariano? A quadratura Saturno-Netuno indica uma desconstrução desses modelos e sistemas empedernidos pelos próximos dois anos, mas você terá a força interior necessária para encarar esta empreitada. Júpiter trafega a área do trabalho cotidiano e da saúde e envolve-se nesta equação, simbolizando um tempo de mudanças no emprego e nos hábitos diários. Muitos ajustes serão necessários e possivelmente muitas oportunidades surgirão, algumas perfeitas para você, outras enganosas e ilusórias, portanto, é preciso muita cautela para discernir umas das outras, o que são oportunidades verdadeiras e o que são apenas ilusões! A partir de setembro Júpiter ativa a área dos relacionamentos, portanto, esteja pronto para encontrar novas pessoas e abrir-se afetivamente. Caso já esteja comprometido, este período sugere um aumento na alegria a dois e um rejuvenescimento e renovação do relacionamento e das parcerias. Os eclipses deste ano ativarão a área do inconsciente, pedindo muito cuidado para não agir compulsivamente. Os eclipses de março indicam crises ou recomeços nos relacionamentos e os de setembro sugerem desilusões na área do trabalho – esteja atento! De abril a junho seu regente, Marte, estará retrógrado exigindo muita cabeça fria e paciência da sua parte e muita tolerância com as crenças alheias – cuidado para não se tornar um cruzado fanático e se identificar excessivamente com aquilo em que acredita!

touroTouro

A área de reavaliação pelos próximos dois anos na vida dos Taurinos é a dos valores compartilhados, sejam estes valores materiais ou imateriais e “valor” é uma das palavras mais preciosas para este signo. O Taurino, que é tão pragmático, pode se ver às voltas com um idealismo atípico nos próximos anos nas relações de amizade e até mesmo nas relações afetivas, o que pode gerar atritos no gerenciamento dos valores com parceiros ou amigos. É bom clarificar o quê é de quem para que não se rompam relações por conta de mal-entendidos. Você costuma ser muito pé no chão, Taurino, mas agora precisa ter cautela, especialmente com novas amizades ou namoros porque talvez não esteja enxergando as pessoas como elas realmente são, especialmente nos meses de março e setembro, porque os eclipses do ano caem no eixo que representa os filhos e as amizades. Por outro lado, você é convidado a usar mais a imaginação e a ser mais criativo na auto-expressão, que é uma área de grande potencial de expansão em 2016. Seu tema de vida, que costuma ser a Coagulatio, ou seja, a cristalização da identidade nas realizações materiais, neste ano se desdobra através da Sublimatio, uma forma mais sutil e menos literal de ver a vida, elaborando em imagens simbólicas o crescimento pelo qual você passa. Há um aumento significativo na generosidade e magnanimidade com filhos e amigos e isso pode repercutir negativamente nas finanças do casal, caso você não fique atento. Tendo isso em mente, é um ano para se regozijar com a prole e, caso não tenha filhos, você pode utilizar esta boa influência para investir em novos hobbies ou passeios que permitam uma auto-expressão mais fidedigna de sua natureza. Netuno desconstrói muitas das grandes certezas de futuro, mas isso para que você se sensibilize um pouco mais e abra-se para a ideia da interconexão da vida. Os eclipses do ano trazem desafios extras e alguma desilusão, mas não deixe isso desmotivá-lo. O período entre abril e fim de junho pode ser especialmente crítico na intimidade, sujeito a mágoas e ressentimentos por questões não expressas, podendo atrapalhar o romance e a performance sexual. Fique atento!

gemeosGêmeos

O trânsito de Saturno por Sagitário afeta diretamente aos Geminianos, cujo Sol recebe a oposição do Senhor do Tempo. Os próximos dois anos são de testes e grandes desafios, além de novos começos e empreitadas, Geminiano e, se você estiver disposto a arregaçar as mangas e a se comprometer de verdade, toda essa cobrança se revelará muito recompensadora no futuro. É tempo de trabalhar de forma séria e comprometida! Você é convidado a manter o foco e a não dispersar. Muitos desafios vêm também dos relacionamentos afetivos e das parcerias de negócios, uma área em que você precisará fazer uma revisão geral: o que você busca num relacionamento? Que tipo de parceiro está procurando? Que tipo de relações deseja construir daqui para a frente? Outro setor bastante destacado é o da profissão e carreira e aqui uma desconstrução da sua imagem pública toma lugar, para que você possa se mostrar em suas verdadeiras cores, a fase da Solutio, uma dissolução, está em curso, um estágio bastante desconfortável para você, um signo tão mental. É possível que você esteja atravessando um período de muita confusão e desorientação nessa área  e essa confusão tende a ser maior caso você tenha derivado seu senso de propósito exclusivamente do trabalho ou profissão, porque as coisas poderão, de repente, perder todo o sentido e deixá-lo cheio de incertezas. É hora de perceber que existe vida para além da carreira e do seu papel social, Geminiano! Outro cuidado que você precisa ter é para não se envolver em esquemas fraudulentos que parecem negócios maravilhosos a princípio, mas que podem ser, na verdade, armadilhas disfarçadas. É fundamental agir com honestidade e integridade em tudo o que fizer, porque caso contrário, há grandes chances de você ser descoberto de forma pública e escandalosa. Outra influência importante indica o desejo de finalmente criar raízes, comprar uma casa ou reformar aquela que já tem. As energias favorecem isso, mas é preciso cautela para que você não gaste além das suas posses, o que lhe criará maior pressão e desorientação e poderá repercutir inclusive na saúde da relação a dois. De abril a junho tenha muita paciência com a/o companheira/o afetiva e com os parceiros de negócios: há propensão a atrasos, bloqueios, dificuldades nas negociações e conflitos de ego que podem pôr tudo a perder. Tenha paciências com os outros e consigo mesmo. Os eclipses do ano caem no eixo concernente à carreira e ao lar, indicando términos e novos começos nestas áreas de vida – cuidado! Nem tudo o que reluz é ouro, Geminiano! Mercúrio, seu regente, ficará retrógrado de 05 a 25 de janeiro; de 28 de abril a 22 de maio; de 30 de agosto a 22 de setembro e de 19 de dezembro a 08 de janeiro de 2017. Nestes períodos, você já sabe: arme-se de toda a sua flexibilidade e flua com a vida, não coloque resistência se houver imprevistos e mudanças de última hora. Os trânsitos de Netuno pedem prudência quanto ao uso de drogas, álcool e até mesmo de drogas prescritas pelo médico.

cancer3Câncer

Cancerianos do segundo decanato estão lidando com lutas de poder e forte oposição, simbolizadas pelo trânsito de Plutão por Capricórnio e também passam pelo estágio alquímico da Calcinatio, a frustração dos desejos e a purificação pelo fogo. A maior parte desta frustração e conflitos se dão na relação conjugal ou nas parceiras de negócios. O casamento passa por crises e transformações profundas, como uma morte, de modo que, se a relação sobrevive, fica tão diferente que é como se fosse um relacionamento completamente novo, em que as duas pessoas estão mais maduras e agora são capazes de se enxergarem uma à outra mais autenticamente, tornando a própria relação muito mais genuína. Como se não bastasse, Urano exige uma reinvenção completa da sua persona social e das suas ambições profissionais, Canceriano. Não dá para continuar fingindo que está tudo bem por receio de mudar. Se você não mudar voluntariamente, terá que se adaptar às mudanças que a vida impuser, portanto, não é hora de enrolar, é hora de decidir! Este é um ano de grandes responsabilidades e de um aumento considerável de trabalho, que exigirá de você uma excelente gestão de tempo e energia, para que não fique doente – aliás, é hora de uma reavaliação completa dos hábitos diários, especialmente no que tange à saúde e alimentação. Caso você tenha sido relapso e inconsequente nestas esferas, poderá ter problemas de saúde. Ainda dá tempo de se cuidar e se possível, comece o ano fazendo um checkup completo e um programa de reeducação alimentar! O período de abril ao fim de junho pede muita paciência nas tarefas diárias e com colegas de trabalho porque há tendência a bloqueios e dificuldades neste setor. Caso haja insatisfações não ventiladas com colegas ou colaboradores, elas poderão aparecer neste período de forma inconveniente, portanto, o ideal é se resolver as pendências e diferenças de maneira civilizada, ao invés de fingir que está tudo bem. Até setembro Júpiter sugere expansão através dos estudos e da comunicação, além de muitas viagens. Contudo, a mente pode estar assoberbada de novos conceitos e ideias, tornando a comunicação um tanto caótica e truncada. Para evitar isso, o ideal é buscar práticas de meditação que auxiliem a acalmar a mente e que ajudem a ordenar o dia a dia. Os eclipses do ano também caem neste eixo mental, da educação e do ambiente imediato e sugerem finalizações nestas esferas ou renovação. Muita cautela no trânsito!

leo symbolLeão

Os Leoninos estão especialmente favorecidos em 2016, visto que o ano é regido pelo Sol, regente de Leão! Aproveitem para brilhar ainda mais, Leoninos! Até setembro Júpiter favorece as finanças e a gestão dos recursos, indicando um aumento nos ganhos e dividendos. Entretanto, cuidado para não dar o passo maior do que a perna e gastar o que não possui! Este ano não é favorável para especulações e menos ainda para correr riscos desnecessários, portanto, cautela! Pode haver mal-entendidos no que tange aos valores compartilhados com o parceiro ou com os sócios e é necessário um exame cuidadoso sobre como isso influencia no seu senso de identidade. Depois dos testes de Saturno nos últimos dois anos, o aprendizado principal deste ano é sobre você mesmo, Leonino, sua auto-expressão, criatividade e como você tem exercido seu talento no mundo – um ano que corresponde à fase alquímica da Sublimatio, a elaboração criativa depois da crise. A princípio você pode achar que a vida ficou meio solitária e menos divertida, mas ela está, na verdade, pedindo que você reveja estas questões e reflita sobre o que realmente o faz feliz, para além do lazer e dos hobbies e diversões. Você tem realmente utilizado todo o seu potencial criador? Os filhos podem ser uma fonte de preocupação ou você pode sentir que são uma responsabilidade grande demais este ano, repercutindo, inclusive, nas finanças, mas o que você precisa é fazer os devidos ajustes na relação que tem com eles, lembrando-se de exercer sua criatividade de forma individual, para que não crie expectativas altas demais sobre as crianças que acabarão por sobrecarregá-las. O período mais crítico nesta área vai de abril ao fim de junho, quando vários conflitos com a prole podem surgir e que vão exigir de você muita paciência, um senso de justa autoridade e grande serenidade. Urano continua a chacoalhar suas crenças, exigindo que você se abra para novos conceitos, enquanto Plutão demanda que você seja mais autêntico no trabalho e que encare as crises sem disfarces, pois elas vêm para lhe mostrar o que já não lhe serve mais e que deve ser eliminado de forma definitiva. Os eclipses do ano caem no eixo dos valores seus e do outro, portanto, seja moderado nos gastos e não se iluda com falsas promessas de ganhos. Este ano e os próximos não são favoráveis para se fazer empréstimos.

virgoVirgem

Virginiano, “navegar é preciso, viver não é preciso”, já dizia o poeta. Sua precisão é requerida neste tsunami que virou a vida de ponta-cabeça nos últimos tempos, mas por outro lado, há momentos em que é preciso deixar ir e fluir. Virginianos do primeiro decanato estão recebendo a oposição do trânsito de Netuno por Peixes, que em 2016 começa a se opor aos Virginianos também do Segundo Decanato. Isso simboliza um período de muita confusão e desorientação na vida, uma Solutio que desintegra suas certezas. Você já não tem clareza sobre seus propósitos, sobre para onde está indo ou sobre o que realmente quer ou até mesmo sobre quem você é! Isto é ainda mais enlouquecedor porque você adora seu senso de ordem e controle e isso é tudo o que você não tem atualmente: controle. Esta é a grande lição que Netuno vem lhe ensinar, virginiano: nada está sob controle, relaxe e solte-se! Netuno pede que você aprenda a navegar nas suas grandes águas e abra mão desse controle que lhe é tão caro, que você pare de resistir e permita que estas couraças sejam dissolvidas. Permita-se sentir e fluir com a vida, ao invés de tentar controlar a tudo e a todos – até porque, você não vai conseguir! Esta sensação de caos é mais aguda na esfera dos relacionamentos e você pode estar perdidamente apaixonado, como jamais imaginou ficar. Contudo, por mais que esta seja uma sensação maravilhosa, é preciso ficar atento porque no momento você tende a ver tudo sob lentes cor de rosa ou vê apenas aquilo que quer ver, ou seja as projeções que coloca sobre o parceiro. Tal situação é um prato cheio para desapontamentos e desilusões, por isso, tente manter os olhos abertos a respeito das sereias que adentram sua vida e até a respeito de você mesmo dentro das relações. A incapacidade de ver a si mesmo ou ao outro de forma realista pode gerar muitas dificuldades que levam a rupturas dolorosas e que causam crises na vida doméstica. Este é um ano de grandes aprendizados para você e empreendimentos que você começou cerca de sete anos atrás agora passam por testes importantes. Estes testes e provações têm a ver também com questões familiares e domésticas, afetam particularmente a vida privada e pedem que você reavalie como você tem se conduzido nessa área de vida. Talvez esteja até pensando em mudar de casa ou em estabelecer um lar, mas para isso é essencial ter clareza das suas reais motivações, certificando-se de que não está apenas criando mais uma muleta para lhe dar controle ou de que não está profundamente iludido. Até setembro Júpiter favorece a autoconfiança e pede que você saia do casulo, que ouse ser mais otimista e se abra a novos contatos. A partir de meados de setembro há perspectiva de maior expansão material e financeira, além de expansão também em termos dos recursos e valores em geral. Marte fica retrógrado exatamente no âmbito da vida privada e doméstica, indicando que o lar e as relações familiares são o motivo ou o estopim de conflitos e atritos, portanto, arme-se de muita tolerância e guarde seu criticismo de abril a junho ou terá que lidar com muitas desavenças. Mercúrio, seu regente, ficará retrógrado de 05 a 25 de janeiro; de 28 de abril a 22 de maio; de 30 de agosto a 22 de setembro e de 19 de dezembro a 08 de janeiro de 2017. Nestes períodos, você já sabe: arme-se de toda a sua flexibilidade e flua com a vida, não coloque resistência se houver imprevistos e mudanças de última hora. Os eclipses do ano caem sobre o eixo Virgem-Peixes e afetam diretamente seu senso de vitalidade e bem estar, além da direção, propósitos e relacionamentos. Cuide-se bem e não se exponha a riscos desnecessários. Possibilidades de grande mudanças no âmbito das relações. Evite o uso de álcool e outras substâncias que alterem a consciência, mesmo as drogas legais precisam ser tomadas com cautela.

libraLibra

Librianos gostam de paz e harmonia mas desde que Urano ingressou em Áries eles têm sido obrigados a ser mais enérgicos e decididos. É hora de despertar, Libriano! Urano já libera os Librianos do segundo decanato no início do ano e lança os desafios para o terceiro decanato. Por outro lado, Plutão demanda um auto escrutínio severo e muito honesto, exigindo que você deixe morrer aquelas facetas e aspectos da vida e de você mesmo que ficaram obsoletos e você vem mantendo por medo da mudança. Plutão desenterra muitos esqueletos, defuntos e tabus na vida familiar, trazendo à tona alguns fantasmas que precisam ser redimidos e enterrados adequada e respeitosamente. É hora de mudar e ousar ser mais livre, independente e autêntico, Libriano! Se você não mudar, a vida muda por você! As relações são fundamentais para você, sabemos disso, mas elas não podem existir à custa da sua própria individualidade e é isso que você precisa encarar com este trânsito de Urano. Revolucione sua vida afetiva, ouse inovar, reinvente-se a reinvente junto o modo de se relacionar com as pessoas. Tenha coragem de ser você mesmo, você vai se surpreender com a reação positiva das pessoas! Deixe que todas essas expectativas, imagens e ideias falsas que tem a respeito de si mesmo sejam queimadas e incineradas no fogo da Calcinatio, que será seguida depois por uma Sublimatio, a elaboração desses conteúdos e seus significados. Saturno indica que os próximos dois anos estão favoráveis para voltar ao banco da escola, para estudar ou reestruturar seu ambiente imediato, como as relações com vizinhos e com os parentes. É hora de rever conceitos e paradigmas e talvez se desfazer daquilo que já não lhe serve mais e você continua a usar por mera preguiça ou comodidade. O trabalho diário exige que você seja mais criativo e imaginativo e que não se deixe vencer pelo desânimo e pelo marasmo. Tenha cautela na hora de experimentar alimentos exóticos porque podem causar alergias ou intoxicações, especialmente porque os eclipses do ano ativam este setor da sua vida. Sobretudo, uma mudança sutil e lenta está acontecendo nas suas estruturas mentais e muitos paradigmas estão sendo desconstruídos, deixe que isso aconteça e não se apegue a nada. Permita que estas ideias sejam realmente dissolvidas e agarre a chance de se reestruturar com mais liberdade e autenticidade. O período de abril a junho requer muito cuidado no trânsito e nas locomoções em geral, porque Marte e Saturno estarão retrógrados nesta esfera, indicando pouca e muita inquietude. Seja mais tolerante e abuse da calma neste período, especialmente na comunicação com vizinhos e parentes, fazendo isto você evitará muita confusão.

escorpEscorpião

Escorpianos respiram aliviados, agora que Saturno os liberou, depois de um trânsito de dois anos e meio. Não que Escorpião tenha medo ou peça arrego, mas é que se ele é bom em confrontar a sombra do outro, pode ser melhor ainda em evitar confrontar a sua própria e um trânsito de Saturno o obriga exatamente a isso. Ok, todos nós estamos mais aliviados sem Saturno em Escorpião, certo? O grande desafio dos Escorpianos nos próximos dois anos, depois de terem passado pela fase lenta da Coagulatio e terem se reestruturado a si mesmos, é reestruturar a esfera dos valores pessoais e a palavra “valores” aqui adquire um sentido bastante amplo: dinheiro, posses, bens, recursos, talentos, valores fundamentais que norteiam as decisões vida afora. O que é, de fato, vital para você? O que é essencial e o que supérfluo? Há um confronto inicial entre a expressão individual e criativa e a maneira como você se coloca nos grupos e junto aos amigos. Aqui, se não tomar cuidado, você pode exagerar na dose – sim, querido, até mesmo você, o senhor dos cortes cirúrgicos, pode errar a mão às vezes – e avaliar erradamente uma situação, misturando amizades com romance, equação que pode trazer mais dissabores do que alegrias, já que poderá ser baseada em expectativas ilusórias, se não da sua parte, com certeza da outra, portanto, atenção! Verifique o que é mais importante, a amizade ou o affair, especialmente porque os eclipses do ano também recaem neste eixo e podem colocar uma pressão extra sobre estes assuntos, sugerindo términos dolorosos e difíceis. O co-regente do seu signo, Marte estará retrógrado de abril a junho, indicando uma tendência a atrasos, bloqueios e muita frustração na vida financeira. Talvez você tenha que improvisar para equilibrar as finanças, talvez os negócios se revelem mais onerosos do que se supunha a princípio, o certo é que é bom botar as barbas de molho e evitar especulações e jogadas muito arriscadas porque o potencial de perdas existe e é grande! Seu outro co-regente, Plutão, trafega a área da comunicação e da educação e isto sugere grande sagacidade, perspicácia e presença de espírito, além de uma enorme capacidade de concentração mental – sim, ainda maior do que a que você já tem – portanto, a mente está super estimulada e seria bom encontrar um canal criativo onde utilizar todo esse poder mental. Por outro lado, Urano vem revolucionando seu cotidiano já desde 2010 e continua a quebrar paradigmas no âmbito do trabalho, trazendo grande inquietude e mudanças imprevistas. Bom para você que gosta de mudanças, portanto, é tempo de reinventar – sim, de novo – o seu modus operandi. Essa energia também requer cautela, porque tende a deixá-lo inquieto e muito impaciente, expondo-o a acidentes e a problemas de saúde, especialmente os de ordem nervosa. Ache maneiras de extravasar esta inquietude para que ela não se torne perniciosa.

sagSagitário

Sagitariano, é hora de entregar o dever de casa! O Mestre Saturno começou as correções e cobranças. Caso você tenha sido honesto consigo mesmo e esteja vivendo de forma autêntica sua jornada pessoal, parabéns, poderá receber muitos aplausos e recompensas, embora precedidos de um aumento considerável de responsabilidades e cobranças. Caso contrário, se você tem evitado suas responsabilidades ou tem se evadido das próprias questões cruciais, o puxão de orelhas pode ser bastante doloroso. É hora de fazer uma auto-avaliação e verificar aqueles aspectos de você mesmo e da sua personalidade que já não fazem mais sentido e nem são válidos para a vida que você leva hoje. Você está entrando na fase alquímica da Coagulatio: tempo de cristalização do senso de identidade. Volte sua atenção para dentro de você mesmo e trabalhe na reestruturação de uma identidade que seja não apenas sólida, mas também autêntica e que reflita os anseios de sua alma mais profunda. Isto certamente não será tarefa fácil, visto que Netuno está ali na esquina a confundir e desorientar, implicando que simultaneamente está em curso uma fase de Solutio, dissolvição daquilo que não funciona mais. É preciso uma dose cavalar de sutileza e paciência – coisa que você normalmente não tem –  consigo mesmo para uma auto-análise que o leve a identificar o que realmente precisa ser desintegrado e dissolvido no grande caldeirão da vida e o que precisa ser mantido e preservado. Muito disso que deve se dissolver tem a ver com sua vida privada, com valores familiares, com posturas desenvolvidas na vida doméstica, no mais íntimo do seu lar e do seu ser. O que é que não está funcionando aí, Sagitariano? Júpiter, o seu regente, está a favorecê-lo profissional e socialmente, mas é preciso muita cautela para que você não incorra naquele equívoco comum, seu velho conhecido, de prometer e não cumprir, de tentar abraçar o mundo com as pernas. Há muitas pressões que nascem do confronto entre a vida pública e mundana e a vida familiar e privada e você precisa ter percepção nítida de quem é ou do que quer se tornar para dirimir tais dilemas, tendo clareza de qual caminho quer trilhar a partir daqui. Outro setor que passa por transformações profundas e viscerais é o dos valores fundamentais e dos bens materiais e, a partir destas transformações, talvez você se sinta mais livre e apto a se expressar mais criativamente, a ousar se reinventar completamente no que tange à expressão dos talentos, na forma como namora e até mesmo na maneira como trata os filhos. O período que vai de 17 de abril a 30 de junho vai exigir muita calma, serenidade e equilíbrio da sua parte. Você, que já é famoso por não ter papas na língua e pela franqueza, vamos dizer, “cândida”, estará particularmente autocentrado e com pouca tolerância às sensibilidades alheias. Se não ficar atento, poderá pôr a perder muitas parcerias e relações que são, não só importantes, mas cruciais para a conquista dos seus objetivos. Os eclipses do ano pedem especial prudência quanto a atitudes precipitadas na esfera profissional ou nas relações familiares. Com o trânsito de Netuno sobre o Sol é aconselhável diminuir ou mesmo evitar o uso/abuso de álcool e drogas em geral.

capCapricórnio

A vida, que costumava ser previsível e organizada, jamais foi a mesma desde que Plutão entrou na sua vida, não é, Capricorniano? Plutão já liberou os Capricornianos do Primeiro Decanato e agora transforma, inexoravelmente, a vida dos Filhos de Saturno do Segundo Decanato. É difícil, com certeza é. É como morrer e ressurgir das cinzas, igual ao mito da Fênix! Esse é o tempo de ser Fênix, Capricorniano! A imagem da Fênix está relacionada ao estágio da Calcinatio, da queima e purificação pelo fogo. Além disso, a sua vida doméstica e privada também ficou de pernas para o ar, tirando de você aquelas certezas que lhe são tão caras. Mas pense que isso é para que a vida fique mais simples e ao mesmo tempo, mais autêntica e satisfatória. Seu regente Saturno logo voltará para casa, mas enquanto isso, ele trafega a área do inconsciente e sugere que você já vá finalizando qualquer coisa que esteja pendente. É tempo de conclusões e não se assuste se muitas coisas terminarem de forma abrupta: relacionamentos, projetos, trabalhos… É o fim de um ciclo e o melhor que você faz é colaborar com ele e não opor resistência. Daqui a dois anos, quando Saturno ingressar em Capricórnio, você precisará estar livre e desimpedido, com o terreno limpo para novas plantações e novos começos. Nesse meio tempo, é preciso deixar dissolver as ideias engessadas, os modelos mentais excessivamente rígidos. Talvez você se pegue mais pessimista ao longo do próximo ano, talvez se sinta particularmente sensibilizado com o ambiente ao seu redor, com questões que estão além do seu controle e escopo de ação. Permita-se amolecer e sensibilizar, Capricorniano, o sofrimento humaniza. Deixe que as águas de Netuno lavem sua alma e purifiquem suas ideias. Do lado oposto, Júpiter pede que você não se deixe abater excessivamente pelo pessimismo. Tudo passa e isso é parte de um ciclo, portanto, não deixe que estados depressivos levem a melhor de você, ao contrário, reveja suas crenças e abra-se ao novo, ouse ter esperança, ouse confiar em algo maior do que você mesmo! Ouse acreditar que as coisas têm uma razão de ser e um propósito a cumprir, mesmo que a vida às vezes pareça caótica e completamente imprevisível. De setembro em diante há grandes perspectivas de melhorias e avanços profissionais e seu estado de ânimo tenderá a melhorar. Tenha paciência e seja tolerante, sobretudo com a família, os entes queridos e consigo mesmo. Os eclipses do ano também ativam o eixo da comunicação, do estudo e da viagens para você Capricorniano, portanto, estes movimentos sinalizam conclusões e novos inícios nestas áreas de vida. Também requerem prudência redobrada no trânsito, viagens e locomoções em geral, além de uma gestão da inquietude mental e das preocupações.

aquaAquário

O Aquariano também tem uma trégua com o término do trânsito de Saturno por Escorpião. Por dois anos você foi testado na área profissional e agora é tempo de voltar a atenção para as amizades, o networking, as relações sociais e os projetos de longo prazo. Depois do trabalho duro da Coagulatio representada por Saturno, vem a elaboração criativa na Sublimatio, uma fase bastante confortável para você. Onde você quer estar daqui a 20 anos? O que gostaria de já ter realizado? O que gostaria de estar fazendo? Reveja suas “grandes esperanças” e faça uma avaliação criteriosa e honesta, veja se não está com medo de sonhar mais alto, de realmente fazer sua luz brilhar para iluminar o mundo ao seu redor, Aquariano! As amizades estão sob testes severos, portanto, não fique surpreso, também, se amigos “desaparecerem” da sua vida, assim, de uma hora para a outra. Se for o caso, deixe-os ir porque estas relações e pessoas já cumpriram seu papel na sua vida, assim como você cumpriu sua função na vida delas. Júpiter trafega uma área que ajuda a cicatrizar muitas feridas que porventura tenham ficado abertas nos últimos embates da vida. É tempo de se curar e de se regenerar. É tempo também de aceitar a ajuda dos outros e de ser grato. Mas cuidado para não abusar da boa vontade alheia e assegure-se de que as coisas estão bem ditas e explicitadas, para que amizades não se rompam por causa de acordos nebulosos e de valores mal esclarecidos do tipo “você diz A e eu entendo Z, mas na verdade é Y”. Seus valores mais fundamentais passam por uma mudança sutil e bastante demorada e este período favorece uma observação dos valores daqueles com quem você convive, para saber onde eles se chocam e onde se afinam com os seus, até para evitar que isso vire um cavalo de batalhas no futuro. De setembro em diante Júpiter favorece os estudos, uma nova jornada espiritual, um reencontro com o Divino. Beneficia também as longas viagens, sejam geográficas ou interiores e, especialmente, propicia a expansão da consciência, através do contato com novas ideias e paradigmas. Urano tem revolucionado seu ambiente imediato e continuará a fazê-lo ainda pelos próximos anos, portanto, mantenha-se flexível e aberto a novidades no que tange à vizinhança, às viagens curtas, à comunicação, incluindo aparelhos eletrônicos e tecnológicos. Urano ainda sugere revolução na forma de pensar, portanto, não se apegue ao que você pensava ontem ou no ano passado… Isso já foi, passou, não volta mais. Como Raul Seixas, prefira ser uma metamorfose ambulante – é melhor do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo… Sabemos que você é o revolucionário do Zodíaco, mas mesmo você pode enrijecer as ideias sem perceber. A retrogradação de Marte acontece na área das amizades e círculos sociais, portanto, entre abril e junho seja paciente e ponderado nesta área. Não vá comprar brigas desnecessárias só para defender ideias que no fundo, são bastante autocentradas. Os eclipses do ano ocorrem no eixo dos valores e pedem que você seja muito ponderado nos gastos, tanto dos próprios recursos, quanto dos recursos do casal.

piscesPeixes

Pisciano, Netuno, seu co-regente segue lentamente desconstruindo seu senso de personalidade e inundando sua vida, ainda mais, de sensibilidade e imaginação. Do lado negativo, isso pode implicar na sensação de ter perdido o bonde de vez e de que o pouco de ordem que você havia conseguido estabelecer na sua vida foi para o espaço, ou melhor, foi por água abaixo! Justamente agora Saturno vem fazer suas cobranças na área profissional, quando você se sente especialmente desestruturado! Por mais difícil que este período possa parecer, é preciso confiar e seguir seus instintos sobre quais decisões são mais acertadas. Uma parte do seu mundo está sendo dissolvida e fragmentada e junto com ela, uma parte de você mesmo sente que morreu afogada. Contudo, essa morte simbólica representada pelo estágio alquímico da Solutio é apenas uma etapa do longo processo de purificação pelo qual você está passando e que ainda demora alguns anos. Saturno vem ajudar a colocar um pouco de ordem e a ter um mínimo de clareza sobre o que vale a pena manter, versus o que é precisa deixar as águas levarem definitivamente. Entretanto, neste cenário é preciso ficar vigilante para não se deixar levar por estados depressivos, incapaz de perceber saídas ou alternativas possíveis. Outro efeito é a falta de energia física e o cansaço extremo que toma conta de você. Isto é um processo e seus efeitos vão passar, não se desespere e nem entre em parafuso! Netuno também pode se manifestar como estados de encantamento e fascínio por uma outra pessoa ou então por uma aumentada sensibilidade e compaixão, que o deixam muito suscetível e melindroso, portanto, é preciso achar maneiras de se proteger psiquicamente e uma delas é evitar, a todo custo, o uso de substâncias como drogas e álcool. O ano de 2016 certamente traz muitos desafios, e para você a maior parte deles se dá na área profissional, mas não se intimide, se você vem fazendo o que deveria estar fazendo com a sua vida, se tem sido leal a sim mesmo, este tende a ser um ano bastante promissor e de muito reconhecimento. Não se angustie caso você se depare com entraves, atrasos, conflitos na área profissional entre os meses de abril a junho. Respire fundo e tenha paciência, na hora certa as coisas voltarão a fluir.

2016 – O Ano da Ressaca

depositphotos_2015 terminou, passou janeiro e já passou até o carnaval. Talvez, para muitos já nem faça muito sentido publicar um texto sobre o ano “novo” que já está pra lá de velho… Mas eu havia prometido e promessa é dívida! Comecei este texto ainda em dezembro. Então precisei parar por causa de outra demanda – outro texto astrológico sob encomenda – que tinha uma deadline super apertada. Depois surgiram questões familiares de última hora,  veio a Zika… Enfim, o fato é que só agora consigo tempo e energia para retomar o “textão” sobre 2016 e já que estamos abrindo ciclo de Aquário, aquele que olha para o futuro, nada melhor do que olhar o futuro com algumas pistas dos desafios e oportunidades escondidos nas dobras do tempo! E afinal de contas, como diz o ditado, o ano só começa, no Brasil, depois do carnaval. Então, vamos começar o ano! Eis o texto!

Reprodução

“Como será o amanhã? Responda quem puder. O que irá me acontecer? O meu destino será como Deus quiser”, diz um samba enredo de muitas eras atrás. A Astrologia busca responder a alguns destes questionamentos, não profetizando um destino pré-determinado, mas traçando as perspectivas e apontando as tendências para que possamos nos preparar e tirar o melhor proveito dos panoramas e contingências que se descortinam à nossa frente; para que possamos nos conscientizar, mudar de atitude quando for o caso, para ir ao encontro do que a vida demanda de nós.

Significadores

Então, quais são as tendências para 2016? O que nos espera? Como nos preparar? De modo geral, temos um ano bastante desafiador à frente, que exigirá de nós o máximo de nossa fé e resiliência. E para apontar as perspectivas deste ano, vamos analisar, separadamente, a regência do ano, que neste caso é do Sol; as atuais configurações dos planetas lentos de Júpiter a Plutão; o mapa de Ingressão do Sol em Áries, que é quando o ano astrológico se inicia; e os eclipses. A partir destes dados teremos uma visão mais clara da dinâmica do ano.

Reprodução

2016 – Regido pelo Sol – um novo ciclo que começa

coração floriso desconheço autor

Desconheço o autor – Reprodução

2016 é regido pelo Rei Sol, o Senhor e centro do nosso sistema. Uma vez que o Sol é o grande doador de luz e de calor para o planeta, já podemos dizer, de imediato, que teremos outro ano de muito calor e de temperaturas acima da média. Mas para além dessas obviedades, um ano regido pelo Sol é um ano para seguirmos nosso coração, com coragem, determinação e alegria; para ousarmos ser nós mesmos, com nossas cores mais verdadeiras, assumindo nossa identidade especial, ao invés de querer ser igual a todo mundo, em lugar de querer nos encaixar nas normas e regras que achatam a tudo e a todos. Um ano regido pelo Sol é um ano de vitalidade, visto que o Sol representa isso na Astrologia e isso ajuda sim, a diminuir a desesperança e o marasmo representados por Saturno-Netuno. É um ano de buscar nos expressar mais criativamente, favorecendo nossa singularidade e aquilo que temos de mais invulgar, portanto, o Sol também sugere que sejamos criativos, que busquemos realizar nossos potenciais verdadeiramente, que paremos de reclamar e de pensar “e se” para pensarmos em “quando”, para nos lançarmos em novos caminhos criativos que nos levem a manifestar nossas melhores qualidades. É um ano para focar em si mesmo e nos próprios objetivos pessoais, cuidando, é claro, de não resvalarmos no egoísmo puro e exacerbado.

Alex Grey - Reprodução

Alex Grey – Reprodução

O Sol, sendo o centro do nosso sistema, simboliza o centro da personalidade, o cerne da nossa consciência. Isso significa que 2016 é um ano para trabalharmos em direção a um aumento da consciência, tanto em termos individuais quanto coletivos. É possível que haja um despertar para nosso papel individual no plano maior das coisas; uma percepção maior de nosso papel de pequenas células no grande tecido da vida e do mundo como ele é. E, alcançando esse nível mais elevado de consciência e afinando-nos com as qualidades mais positivas do Sol talvez sejamos capazes de ser mais generosos. Pesquisas na área da Física Quântica têm demonstrado que sim, cada indivíduo influencia o todo e cada ação individual, por menor que seja, repercute no tecido de todo o sistema, portanto, não podemos nunca duvidar do poder da nossa ação consciente, quando ganhamos consciência, o todo se expande. Sendo o centro do sistema, um ano regido pelo Sol também significa o início de um novo ciclo. Como o Sol rege o signo de Leão, este ano favorece especialmente aos Leoninos.

Saturno e Netuno – O Ogro e o Louco

Muitos dos desafios de 2016 são simbolizados por uma quadratura que fica ativa durante praticamente todo o ano, entre Saturno e Netuno, dois planetas cujo ciclo simboliza grandes mudanças sociais e coletivas, especialmente nos âmbitos político, econômico e espiritual. Esta é uma quadratura minguante, a última de um ciclo que começou em 1989/90, portanto, seus temas reverberam dos acontecimentos que tomavam lugar naqueles anos. Você lembra o que estava acontecendo entre 1989 e 1990 em termos sociais e políticos? E na sua vida pessoal? Saturno representa todos os tipos de estruturas: políticas, econômicas, sociais, espirituais; representa o status quo, a tradição, o conservadorismo, os sistemas estabelecidos; representa  a necessidade de segurança, de ordem, de regras; Saturno representa ainda o princípio da realidade com todos os seus limites e barreiras, entre muitas outras coisas. Já Netuno simboliza a dissolução e fragmentação de tudo aquilo que Saturno defende: uma fragmentação literal e figurativa dos sistemas de poder econômico, político, social, espiritual; a desconstrução de tudo o que está posto, de forma insidiosa e quase imperceptível, mas definitiva e irrevogável.

Reprodução

Reprodução

Enquanto Saturno representa a realidade, Netuno representa a ilusão e a fantasia, os escapismos vários que usamos para nos evadir da dureza da realidade, como álcool, drogas, religião, vícios em geral, visões fantasiosas; também representam mudanças significativas nas indústrias do cinema, da arte e da música. Assim, quando colocamos os dois juntos, percebemos que este é um ano de muitas desilusões, de nos defrontarmos com as ilusões que criamos ao longo dos últimos 25 anos, as mentiras nas quais resolvemos acreditar porque eram confortáveis. São dois planetas lentos e pesados e quando em aspecto tenso simbolizam um tempo pesado, de desesperança generalizada e depressão coletiva; o levantar dos véus que turvavam a visão da realidade tal qual ela é. Portanto, 2016 é um ano de se encarar a realidade e, se por um lado isso pode sim significar um ano pesado e sombrio, por outro, traz a promessa de vivermos com maior maturidade e responsabilidade, de pararmos de postergar os grandes problemas da humanidade, como as questões ambientais, para tomarmos providencias reais e efetivas no que tange a estes assuntos – é como diz aquela frase famosa, “o bom de se estar desiludido é que você está fora da ilusão e veio para a realidade” (Sri Sri Ravi Shankar). Este ciclo também está ligado à morte de figuras proeminentes nas indústrias do entretenimento, das artes e da música.

Quer saber em que casas do seu mapa natal esta configuração cai, quais áreas de vida são afetadas e qual a repercussão na sua vida pessoal? Agende uma consulta comigo: psicologica.astrologia@gmail.com

yuumei deviantart

Yuymei – on Deviantart – Reprodução

Outro fator muito importante nesta equação é que Júpiter, que trafega o signo de Virgem de agosto de 2015 a setembro de 2016, estará em oposição ampla a Netuno em Peixes e em quadratura a Saturno em Sagitário por boa parte do ano, formando uma configuração de Cruz Mutável e adensando os temas já mencionados. Os ciclos de Júpiter e Saturno também são muito importantes coletivamente porque falam de mudanças expressivas na economia, períodos de picos ou de declínio econômicos; indicam grandes mudanças nas leis, na administração pública e nos governos em geral. Neste caso, com Júpiter em quadratura a Saturno – e esta também é uma quadratura minguante, de fechamento de ciclo –  seremos confrontados com a expansão irresponsável que temos empreendido nas últimas décadas e a tendência é de retração econômica e de recessão, além de um cenário político bastante conturbado e caótico, devido à influência de Netuno. Sensação geral de grande ressaca, depois de muitos excessos e exageros! Júpiter expande e multiplica tudo o que toca, então podemos prever dois cenários possíveis: negativamente, pode haver um aumento nessa sensação de desilusão e desesperança simbolizados por Saturno-Netuno, porém, por outro lado, Júpiter pode fazer o contraponto e manter acesa a nossa fé e otimismo diante das dificuldades, embora aqui seja necessário cautela para não resvalarmos na tentação de dourar a pílula e fingir que está tudo bem, quando na verdade não está. É preciso ter muita lucidez e pragmatismo para mantermos o equilíbrio emocional, financeiro e mental ao longo de todo o ano, cuidando para nem cairmos no desespero nem na histeria. A partir de setembro Júpiter ingressa em Libra, um signo Cardinal, trazendo maior dinamismo e resoluções, porém, outros desafios representados pelos aspectos que Júpiter fará a Urano e Plutão.

coostuffdirectoryPor falar neles, a quadratura Urano-Plutão que tem estado ativa desde 2010 e que embora não fique mais exata, ainda continua muito próxima em alguns períodos do ano, será ativada pelo trânsito de Júpiter em Libra. Isso sugere que as transformações profundas e radicais ainda estão nas pautas coletiva, social e individual. Esta configuração também simboliza mudanças drásticas em termos globais e sociais, rupturas, crises e necessidade de transformação nos paradigmas vigentes sociais, tecnológicos, políticos e éticos. Mudanças climáticas como consequência da ação humana também estão implicadas aqui.

Paciência, muita paciência

Borzui - Reprodução

Borzui – Reprodução

Marte ficará retrógrado de 17 de abril a 29 de junho, entre os signos de Sagitário e Escorpião, pedindo que tenhamos muita paciência e jogo de cintura neste período, trabalhando a gestão de conflitos e da agressividade. Isso é especialmente válido para os Arianos e Escorpianos, regidos por Marte e também para os Sagitarianos, por onde trafegará este planeta no ciclo retrógrado. Essa retrogradação de Marte é acompanhada pelas retrogradações também de Mercúrio em Touro, de Saturno em Sagitário, de Netuno em Peixes e de Plutão em Capricórnio, portanto, propensão maior a atrasos e entraves no dia a dia – boa parte do céu estará em marcha a ré, tornando este um dos períodos mais críticos do ano! Os outros dois períodos também bastante tensos são as temporadas de eclipses, que ocorrem neste ano nos meses de março e setembro. Falamos dos eclipses mais abaixo.

Ingressão do Sol em Áries

ingressao

Ingressão do Sol em Áries – 20 de março de 2016, 01h30min, Brasília-DF

O Sol ingressa em Áries no dia 20 de março, à 01h30min, no horário de Brasília (04h30min no horário de Lisboa). No mapa levantado para o Distrito Federal, algo que chama a atenção imediatamente é Plutão em conjunção ao Ascendente em Capricórnio, em quadratura a Urano, que está em conjunção exata ao fundo do Céu, a base que sustenta a nação. Isso sugere um ano de transformações profundas, inesperadas, radicais, que deverão sacudir não somente as bases deste país, mas também a forma como nos percebemos, nossa identidade como povo. Terremotos políticos, tsunamis econômicos poderão trazer muita instabilidade, mas também poderão trazer muitas verdades à tona, desenterrando defuntos velhos que estavam escondidos, segredos de estado, maracutaias muito bem escamoteadas a emergirem dos escombros, propiciando uma grande limpeza e purificação da alma coletiva. Uma demolição dos modelos vigentes até então para que uma reconstrução possa ocorrer. Essa configuração também traz a oportunidade de assumirmos nossa responsabilidade individual pela grande sombra do país, de percebermos nossos pequenos pecados pessoais como parte essencial da trama do grande tecido que é a alma da nação, a identidade do país. Realmente, este país precisa se reinventar completamente, empoderando-se em sua criatividade e admitindo sua tendência regressiva na busca por salvadores milagreiros; encarando seus podres sem disfarces, mas também sem complexo de vira-latas – só poderemos nos ver de modo mais realista, que é o que pede um Ascendente em Capricórnio, quando admitirmos nossa sombra e igualmente nossa luz.

Desconheço o autor - Reprodução

Desconheço o autor – Reprodução

O regente deste Ascendente, Saturno, está a 16° de Sagitário, como foco de uma T-Square mutável dupla, ao fazer, quadraturas a Júpiter em Virgem de um lado e a Netuno e Quíron em Peixes de outro – configuração da qual já falamos acima. Mais do que nunca é preciso confrontar a realidade, abrir mão das fantasias infantis de que alguém virá nos salvar e colocar o país nos eixos “finalmente”. Não, ninguém virá nos salvar, nós é que precisamos dar o salto de consciência e maturidade política e social de uma vez por todas. Democracias saudáveis pressupõe responsabilidade, civilidade, cidadania e não líderes populistas e demagogos que se arvoram de salvadores da pátria. Saturno, foco dessa configuração, está na casa 11 do mapa, a casa das instituições sociais e políticas, do serviço civil, assim como dos sonhos coletivos de longo prazo, as ambições e ideais do país. Saturno aqui implica, diretamente, a necessidade de reavaliarmos quais são estes sonhos e ideais, de pararmos de fantasiar e passarmos a planejar nossos sonhos, se queremos vê-los realizados. Sim, transformar sonhos em metas com cronogramas e prazos de execução. Júpiter, um dos braços da T-Square está no portal entre as casas 8 e 9, mas voltando para a casa 8, visto que está retrógrado, implicando que nossa expansão e crescimento passa, necessariamente, por encararmos nossos equívocos legislativos, por revermos nossas leis, muitas delas bonitas mas inefetivas e ineficazes e por reavaliarmos leis que nunca saem do papel e que só servem para causar suspiros de frustração. Netuno, o outro braço da T-Square, está no fim da casa 2, conjunto a Vênus, sugerindo cautela e cuidado na gestão dos bens, commodities e valores em geral do país – isto também vale para o plano individual de quem mora no Brasil. Há grande risco de termos nosso patrimônio vendido a preço de banana de novo, porque “o que é meu é nosso”, mas o problema é que para o outro, o que é dele é só dele mesmo. Risco também de nos endividarmos mais ainda, individual e coletivamente, levados por fantasias e ilusões de que “as coisas vão melhorar”, o que usamos de forma irresponsável para justificar gastos e desmandos, especialmente porque Vênus e Netuno estão ambos em oposição a Júpiter na casa 8, a casa dos empréstimos, a casa do “dinheiro dos outros”, avisando que este NÃO é um ano favorável para se contrair empréstimos, nem em nível individual – a não ser que o mapa pessoal do sujeito diga o contrário – nem em termos de nação, portanto, não é uma boa hora para passar o chapéu e pedir ajuda porque o custo lá na frente pode ser alto demais  – por isso, cuidado, muito cuidado! Quem se vir obrigado a contrair empréstimos ou dívidas, faz bem em ler todas as minúncias e letras pequenas dos contratos assinados. É preciso muita sobriedade, muito pé no chão para se conseguir algum crescimento. Em suma, enquanto não despertarmos para o que somos como país, para nossos problemas reais e para nosso quinhão de responsabilidade pessoal nisso tudo, não transformaremos nada, continuaremos a chapinhar no lamaçal de relamações contra políticos, instituições, governos, partidos, impostos, etc. Em vão.

Christopher Ulrich - Reprodução

Christopher Ulrich – Reprodução

Este mapa tem uma formação de Locomotiva, liderada pela Lua em Leão. O povo é soberano e é a mola e o motor da mudança. É o povo que vai determinar o ritmo da transformação e precisará achar maneiras de inovar, de transformar, de progredir, de implementar o novo, sem destruir aquilo que ainda serve, que ainda é útil, que ainda funciona – aliás, um dos grande problemas dos governos no Brasil é desmantelar os programas do governo anterior, independentemente de terem funcionado ou não. Temos a oportunidade de agregar e conciliar o velho e o novo, visto que a Lua forma um Grande Trígono de Fogo com Saturno em Sagitário (o Velho) e Urano em Áries (O Novo). Mortalidade feminina e especialmente relacionada à reprodução será assunto de destaque neste ano, uma vez que a casa 8 rege a morte e a Lua rege as mulheres, além de reger o povo. É possível que haja aumento nas estatísticas de morte feminina, inclusive por problemas cardíacos – mulheres, cuidem-se!

Saturno ganha mais destaque ainda por estar no Ponto Médio (orbe de 4°44’ graus) entre o Sol (o país e seu presidente) e a Lua (o povo), indicando que todos precisamos ser realistas, povo e governo e que é preciso chegarmos a um consenso a respeito do que é possível e do que não é, com honestidade e lisura. Tanto o povo (Lua) quanto a presidente (o Sol) precisam ser realistas, responsáveis, corretos, disciplinados e maduros quanto aos ideais e sua consequente concretização. É isso ou o povo vai para um lado e o país para outro – caos generalizado.

Pawel Kuczynski - Reprodução

Pawel Kuczynski – Reprodução

O Sol, ponto central deste mapa – afinal é o mapa da  sua ingressão – está na casa 3, a casa das comunicações e telecomunicações, correios, do comércio, dos transportes, das estradas e rodovias, escolas, educação, liberdade de expressão, pronunciamentos oficiais e países vizinhos. Este Sol está um tanto isolado e faz apenas um trígono aplicativo a Marte em Sagitário, na casa 11 enquanto aguarda a conjunção de Mercúrio, que ainda está em Peixes. Isso sugere uma continuidade na dificuldade de comunicação entre a Presidente e seu povo. Ela consegue dialogar com alguns setores do governo, mas de modo geral segue bastante isolada. A imprensa continua tendo papel fundamental na ordem do dia, ditando o que é e o que não  é importante, talvez brilhando mais que a própria presidente. De toda forma, as comunicações e a educação ganham papel de destaque neste ano, assim como a importância da eficiência logística (rodovias, ferrovias, vias marítimas e aéreas) para o crescimento da economia e aqui há dois cenários possíveis: reestruturação da malha logística e do sistema educacional ou surgimento de greves diversas nestes setores mencionados. Contudo, mais uma vez Mercúrio está em Peixes, enquadrado por Quíron e pelo Sol. Mercúrio em Peixes é geralmente confuso na comunicação e tende a confundir alhos com bugalhos, somando-se à presença de Quíron, temos mais um ano em que a imprensa e a mídia deitam e rolam contando e divulgando apenas o que é do seu interesse – em muitas situações, contando mentiras deslavadas, com o intuito primeiro de confundir e enganar a opinião pública. Tsunamis de informações inúteis que desinformam ao invés de informar – um verdadeiro desserviço ao público.

Eclipses

Eclipses de Março

Reprodução

Reprodução

O eixo nodal trafega de trás para frente e atualmente transita a polaridade Virgem (Nodo Norte) e Peixes (Nodo Sul). Assim, os eclipses neste ano caem primordialmente neste eixo de signos, com um eclipse lunar acontecendo ainda em Libra, o eixo anterior. Anualmente temos duas temporadas de eclipses. A primeira temporada neste ano é inaugurada por um Eclipse Total do Sol acontecendo a 18°56’ de Peixes, às 23h54min do dia oito de março (01h56min do dia nove no horário de Lisboa). Os eclipses não são eventos isolados. Eles pertencem a famílias, chamadas Séries Saros, que compreendem mais de 70 eventos, durando muitos séculos, milhares de anos. Estas famílias têm sua dinâmica própria e têm um mapa natal, o mapa do primeiro eclipse da família em questão, a partir do qual interpretamos quais os temas centrais de cada série. Eu escrevi um artigo bastante extenso e exclusivo sobre a dinâmica e a natureza dos eclipses. Você pode ler este artigo aqui. Este eclipse de oito de março pertence à Série Saros 130, uma família que começou em 20 de agosto de 1096 e, de acordo com a Dra. Bernadette Brady, astróloga inglesa estudiosa de eclipses, esta série fala de finalizações, conclusões e separações. Indivíduos com planetas entre os graus 13 e 24 dos signos mutáveis (Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes) sentirão mais fortemente estas influências. No mapa do eclipse atual, Sol e Lua estão em conjunção próxima a Quíron em Peixes, em oposição a Júpiter em Virgem e quadratura a Saturno, apontando muitas desilusões e verdades duras e difíceis de serem digeridas, mas ao mesmo o potencial de nos curarmos da tendência ao auto-engano. Este eclipse cai em oposição ao Ponto Médio entre o Sol e o Mercúrio natais do mapa da independência do Brasil, na casa 7, implicando possíveis imbróglios diplomáticos ou saias justas delicadas, que exigirão muita cautela na condução de sua elucidação. Caindo em oposição ao Sol natal do mapa do Brasil, tem implicâncias diretas sobre a presidente. O Sol é eclipsado, indicando diminuição de sua potência, vitalidade e visibilidade, em outras palavras, um possível enfraquecimento. Este eclipse não será visível no Brasil, apenas em partes da Austrália e Sudoeste da Ásia.

Tim Lukerman

Tim Lukerman

O Eclipse Total do Sol é seguido de um Eclipse Penumbral da Lua a 03°17’ de Libra, no dia 23 de março, que pertence à Série Saros 142, iniciada em 19 de setembro de 1709. Neste mapa do primeiro eclipse, ocorrido em 1709, a Lua Cheia faz quincunces a uma conjunção Urano-Plutão em Leão, sugerindo grande instabilidade e insegurança causada por inquietude social e mudanças coletivas. Há também uma conjunção Sol-Mercúrio, com Mercúrio fazendo quincunce exato a Netuno em Áries, indicando problemas na comunicação, engôdos e incertezas. No mesmo mapa Vênus e Marte estão em conjunção em Libra, em oposição a Netuno e todos em quadratura a Quíron em Capricórnio: incertezas e instabilidade também na economia. Pessoas com planetas entre os graus zero e 8 dos signos Cardinais (Áries, Câncer, Libra e Capricórnio) sentem mais intensamente as influências deste eclipse lunar, que será visível apenas no Pacífico, em partes da Ásia e no Oeste das Américas.

Eclipses de setembro

ULC by yd84 - Reprodução

ULC by yd84 – Reprodução

A segunda temporada de eclipses do ano começa com o Eclipse Anular do Sol em 1° de setembro, a 09°21’ de Virgem. Este eclipse vem novamente ativar a quadratura Saturno-Netuno, pois ocorre em oposição de pouco mais de um grau a Netuno e os três, Sol, Lua e Netuno em quadratura a Saturno a 10 de Sagitário, com a adição de Marte em conjunção a Saturno, ambos focos da T-Square. Mais enfrentamentos duros da realidade, com desdobramentos políticos, civis, econômicos e também religiosos. A Dra. Brady, falando sobre esta Série de eclipses fala exatamente sobre isso, que “esta série trata de realismo, de botar os pés na terra. O indivíduo se torna consciente de uma situação antiga, percebendo-a como ela de fato é, em oposição ao que ele achava que era previamente.  Pode ser um período construtivo de encarar e lidar com a realidade”. Este é o potencial, se é difícil e amargo este remédio, ele contudo traz a cura: o fim das ilusões. Este eclipse cai mais uma vez no eixo das casas 1/7 do mapa natal do Brasil, com Saturno na casa 10, indicando que nossa imagem no mundo lá fora também pode ficar meio arranhada, o mundo vendo quem realmente somos, tanto para o pior quanto para o melhor. Pessoas com planetas natais entre os graus 04 e 14 dos signos Mutáveis (Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes) sentem mais intensamente a potência deste eclipse, que será visível em partes da África, especialmente África Central e no Oceano Índico.

Kris Kuksi - Reprodução

Kris Kuksi – Reprodução

No dia 16 de setembro temos o último eclipse do ano, um Eclipse Penumbral da Lua, ocorrendo a 24°20’ de Peixes. Diferentemente dos anteriores, este eclipse não envolve Saturno-Netuno, apesar de ocorrer em Peixes. Mas forma uma T-Square, da qual Marte é novamente o foco, a 23 de Sagitário. Isso indica que questões legais, legislativas e espirituais serão o foco do período – manifestações apaixonadas de fé, fanatismo religioso, com verdadeiros “cruzados” modernos saindo às ruas dispostos a atos violentos para defender sua fé e isso é algo que vale para todo o mundo, não somente para o Brasil – aliás, as implicações dos eclipses são globais e o que vale para o Brasil é apenas a interpretação dos aspectos que faz aos planetas natais do mapa do país. Por falar nisso, o eclipse cai em oposição exata ao Mercúrio natal do Brasil, implicando novamente questões delicadas nas comunicações e na diplomacia. Antagonismos, beligerâncias, vitimismos e até mesmo explosões de violência são passíveis de acontecer. Este eclipse pertence à Série Saros 147, iniciada a dois de julho de 1890. No mapa de início da Série 147, Sol e Lua formam um dueto, quer dizer, só interagem um com outro e não conversam com mais ninguém no mapa, indicando extremismo e tendência a se perceber as coisas sob pontos de vistas unilaterais, o que dificulta a conciliação e as negociações. O eclipse será visível no Leste da África e da Europa, em toda a Ásia e parte da Austrália. Será parcialmente visível na costa do Sudeste e do Nordeste do Brasil.

Quais as repercussões destes eclipses na sua vida pessoal? Quais áreas de vida são afetadas? Que desafios e oportunidades eles trazem para você? Descubra agendando uma consulta comigo: psicologica.astrologia@gmail.com

Reprodução

Reprodução

Então, já me perguntaram, afinal, 2016 está pior ou melhor do 2015? Eu diria nem pior e nem melhor, está diferente. 2014 e 2015 foram anos mais dinâmicos, dinamismo esse simbolizado pela quadratura Urano-Plutão em Áries e Capricórnio, dois signos cardinais, de ação e resolução. Então foram dois anos de muitas crises, mas também de decisões, de ação e de desenvoltura. Já 2016 é um ano de uma quadratura Saturno-Netuno, que traz sensação de confusão, falta de direção, falta de foco e muita letargia e apatia, então, pode ser sentido como mais difícil e mais pesado, porque temos a sensação de que tudo é muito lento e cansativo e temos dificuldade de divisar os resultados, que só ficarão mais claros bem mais à frente. Por outro lado, o fato de a quadratura Urano-Plutão já estar se desfazendo, diminui a pressão e a intensidade das coisas.

Concluindo, 2016 tende a ser um ano pesado, mas que traz muitas oportunidades de amadurecermos como pessoas, como nação e como espécie habitante deste planeta – o planeta certamente se fará ouvir de forma estridente. Ao mesmo tempo em que há este clima de desesperança, confusão e perda de rumo, também há a chance de vivermos de forma mais coerente com nossos recursos, mais alinhados com nossa fé – perseverar na fé é um desafio. Chamados seremos a separar o joio do trigo e a fantasia de sonho e a empreender os esforços necessários para tornar estes últimos realidade. Sem oba-oba, com os pés bem firmes no chão.  É um ano de ganharmos mais consciência, de nos responsabilizarmos por tudo o que emanamos no mundo, pelas nossas atitudes concretas e também pela nossa vibração, que certamente faz toda a diferença. É tempo de agirmos mais criativamente, a partir do coração e do centro da nossa coragem!

Quer saber quais os desafios e oportunidades de 2016 para você, especificamente? Agende uma consulta comigo: psicologica.astrologia@gmail.com

Saatchiart - Reprodução

Saatchiart – Reprodução

Abaixo segue um calendário com os eventos astrológicos mais importantes de 2016:

Datas e ciclos importantes:

Janeiro, 5 a 26 – Mercúrio retrógrado de 01° de Aquário a 14° de Capricórnio

Janeiro – todo o mês – conjunção de Júpiter ao Nodo Norte da Lua em Virgem

Fevereiro, 23 – Júpiter retrógrado em Virgem faz oposição a Quíron em Peixes

Março, 6 – Júpiter Rx em quincunce a Urano

Março, 8 – Eclipse total do Sol a 18° de Peixes

Março, 16 – Júpiter Retrógrado em trígono a Plutão

Março, 20 – Ingressão do sol em Áries – Equinócio do Outono no Hemisfério Sul e da Primavera no Hemisfério Norte – Ano Novo Astrológico

Março, 23 – Eclipse Penumbral da Lua a 03° de Libra

Março, 23 – Júpiter Rx faz quadratura exata a Saturno

Março, 25 – Saturno entra em retrogradação

Abril, 17 – Marte entra em retrogradação a 8° de Sagitário

Abril, 18 – Plutão entra em retrogradação a 17° de Capricórnio

Abril, 28 – Mercúrio entra em retrogradação a 23° de Touro – Haja paciência! Messsssmo!

Maio, 9 – Júpiter retorna ao movimento direto a  13°15 de Virgem

Maio, 22 – Mercúrio retornar ao movimento direto a 14° de Touro

Maio, 26 – Júpiter, direto, faz quadratura exata a Saturno

Junho, 13 – Netuno entra em movimento retrógrado

Junho, 18 – Saturno, retrógrado, faz quadratura exata a Netuno

Junho, 20 – Ingressão do sol em Câncer – Solstício de Inverso no Hemisfério Sul e de Verão no Norte

Junho, 26 – Júpiter, direto, faz trígono exato a Plutão

Junho, 29 – Marte volta ao movimento direto a 23° de Escorpião

Julho, 29 – Urano entra em movimento retrógrado a 24° de Áries

Agosto, 12 – Júpiter, direto, faz oposição a Quíron

Agosto, 13 – Júpiter faz quincunce exato a Urano

Agosto, 13 – Saturno retorna ao movimento direto a 09° de Sagitário – o primeiro decanato de Sagitário está livre de Saturno a partir de outubro

Agosto, 30 – Mercúrio entra em retrogradação a 29° de Virgem

Setembro, 1° – Eclipse Anular do Sol a 09° de Virgem

Setembro, 09 – Júpiter ingressa em Libra, às 08h19min no horário de Brasília

Setembro, 10 – Terceira e última quadratura exata de Saturno a Netuno

Setembro, 16 – Eclipse Penumbral da Lua a 24° de Peixes

Setembro, 22 – Mercúrio volta ao movimento direto a 14° de Virgem – em cima do Sol Natal do Brasil

Setembro, 22 – Ingressão do Sol em Libra – Equinócio da Primavera no Hemisfério Sul e do Outono no Hemisfério Norte

Setembro, 26 – Plutão retornar ao movimento direto a 14° de Capricórnio

Outubro, 23 – Júpiter em Libra faz quincunce a Netuno em Peixes

Novembro, 10 – Saturno faz semi-sextil a Plutão

Novembro, 20 – Netuno retorna ao movimento direto a 14° de Peixes

Novembro, 24 – Júpiter em Libra faz quadratura exata a Plutão

Dezembro, 19 – Mercúrio entra em retrogradação a 15° de Capricórnio

Dezembro, 21 – O Sol ingressa em Capricórnio – Solstício de Verão no Hemisfério Sul e de Inverno no Hemisfério Norte

Dezembro, 25 – Saturno faz trígono exato a Urano

Dezembro, 26 – Júpiter faz oposição a Urano

Dezembro, 29 – Urano retorna ao movimento direto.

Lua Nova em Aquário – Tempo de Despertar!

new christian

Christian Schloe – Reprodução

A Lua é Nova a 19°15’ de Aquário hoje, 08 de fevereiro, às 12h38min no horário de Brasília e às 14h38min no horário de Lisboa. É tempo de renovar nossas intenções, de recomeçar e plantar novas sementes de justiça, igualdade, liberdade. De projetarmos um futuro mais promissor na área e nos assuntos do mapa natal em que cai esta Lua Nova e de revermos, de modo geral, nossos grandes sonhos, nossos projetos de longo prazo, estabelecendo metas e prazos para eles, para que sejam não somente sonhos vagos perdidos nas brumas de “um dia” num futuro distante, mas planos factíveis e estruturados, com os quais nos comprometemos e pelos quais trabalhamos. Aquário também é o signo das amizades, dos grupos e networking, sugerindo um período de renovação nestes assuntos, de renovação e novas oportunidades de expansão das nossas conexões.

Reprodução

O ciclo de Aquário é o ciclo do despertamento, de acordarmos para a realidade bruta em que vivemos e também despertarmos para as mudanças que precisam ser empreendidas, ativa  e conscientemente. Este tema é particularmente enfatizado pelos aspectos que a Lua Nova faz a Saturno e a Urano, seus dois dispositores. O sextil a Saturno é amplo, mas ainda assim, representa a habilidade de fazermos o que tem que ser feito com sobriedade, disciplina e responsabilidade; de trazermos o progresso (Aquário) com sabedoria, de forma planejada e estruturada (Saturno); respeitamos a tradição, porque vemos que ela tem seu valor e tem muito a nos ensinar; encaramos a realidade sem disfarces, com maturidade, sem vitimismos. Tudo isso está latente e demandará esforços, mas está previsto em potencial. Já o sextil a urano, aspecto mais próximo, simboliza o surgimento de novas ideias, progresso e inovações que podem ser integrados à vida de maneira coordenada e harmoniosa, sem necessidade de crises traumáticas; podemos, por exemplo, “construir o novo sobre as fundações daquilo que era velho”, ou seja, aproveitando o que ainda serve, sem refutar só pelo gosto da rebeldia. Colocando os dois juntos, Saturno e Urano, temos o melhor de dois mundos, do velho e do novo, convivendo harmoniosamente – isso tudo em potencial, e´claro, se seremos capazes de trazer este potencial à fruição, depende exclusivamente de nós.

Reprodução

Reprodução

Entretanto, o ciclo também traz em sua semente potenciais de conflitos – e é bom que assim seja porque é o conflito que nos faz crescer! Lua e Sol fazem quadratura a Marte em Escorpião, uma quadratura de menos de um grau, ou seja, muito próxima! Este aspecto implica dificuldade em gerenciar nossa energia, inclusive física, em alguns momentos trabalhando em excesso, em outros ficando muito desmotivados; há dificuldade também em alinhar os objetivos com as habilidades e competências necessárias para executá-los; há insegurança quanto à nossa capacidade de realizar tudo a que nos propomos, o que agrega inquietude, instabilidade, incerteza. Sobretudo, há muita irritação e propensão a conflitos e a nos sentirmos ofendidos e melindrados excessivamente, ficamos no modo defensivo, reativos e prontos para briga, o que não só demanda muita energia, como cria uma atmosfera tensa ao nosso redor, gerando desgaste e estresse desnecessários. Em termos mais positivos, o aspecto nos obriga a fazer ajustes e a nos observar mais cuidadosamente, a observar onde somos intempestivos e imaturos, com chances de nos refrearmos antes de uma ação impensada. Também temos coragem e vigor e enfrentamos as dificuldades com destemor. Mas é preciso controlar a impaciência e a irritação, canalizando-as em atividades onde possam ser transformadas em combustível; é preciso cabeça fria e muita maturidade para não levarmos as coisas para o lado pessoal em demasia. É exigido de nós conciliar a fria racionalidade que clareia a mente, com a paixão que motiva e incendeia o coração.

Lua Nova em Aquario 16Há ainda um quincunce a Júpiter, aspecto aplicativo e muito potente, que vem enfatizar a insegurança e a incerteza. Precisamos nos expandir para além das fronteiras do que já dominamos, mas isso parece colocar em risco nossa segurança. A discrepância entre as duas necessidades igualmente importantes faz surgir a instabilidade nos nossos impulsos: ora avanço, ora retrocedo, ora faço demais, ora não faço nada. A melhor forma de contornar essa instabilidade e insegurança é planejar cuidadosamente o que queremos realizar antes de entrar em ação e botar a mão na massa. Analisar, estudar, imaginar, conceber, projetar, planejar… Levar o tempo que for necessário, considerando todos os prós e contras, pode nos ajudar a lidar com os possíveis reveses e com nossa própria insegurança.

change

Reprodução

Saturno, regente de Aquário, está em Sagitário, em quadratura a Netuno por todo o ano e requer que deixemos cair por terra nossas crenças fajutas e limitantes, nossas ilusões e encaremos a realidade, pois só assim conseguiremos diferenciar entre sonhos possíveis e fantasias irrealizáveis. Urano, o outro dispositor da Lua, está em Áries, ainda em quadratura a Plutão, indicando que ainda há muito a ser feito na direção de se construir este mundo novo, um longo caminho de transformação individual e social até que possamos divisar a utopia da justiça social.

Pandora - Jules Joseph Lefbvre - Reprodução

Pandora – Jules Joseph Lefbvre – Reprodução

Todos estes aspectos contraditórios me lembram a famosa Caixa de Pandora, no mito de Prometeus, um dos mitos do signo de Aquário. Pandora foi criada por Hefesto e Atena, por ordem de Zeus, e enviada a Epimeteu, irmão de Prometeus. Prometeus, temendo a vingança de Zeus por haver roubado o fogo dos deuses, havia recomendado a seu irmão que não recebesse nada vindo de Zeus, pois já sabia que poderia ser problema, e, de fato, Epimiteu a recusou a princípio, mas depois, preocupado com o destino do irmão que fora preso no tártaro, Epimeteu decidiu tomá-la como esposa. Pandora abriu a caixa, que Prometeus, novamente, havia instruído que não fosse aberta jamais, pois nela ele havia aprisionado todas as dores que pregueiam a humanidade: velhice, trabalho, doença, insanidade, vícios e paixões. Pandora abriu a caixa e soltou todas as pragas. Mas também havia Esperança, que impediu que a humanidade cometesse suicídio em massa – alguns argumentam que esperança é a maior de todas as pragas, pois nos mantém em expectativa. Então, temos sim, muitas dificuldades, como parte da vida e da condição humana. Mas também temos esperança e promessas de renovação.

Reprodução

Reprodução

O Símbolo Sabiano para o grau 20 de Aquário (19°00’ – 19°59’) traz uma imagem que confirma os bons augúrios para este ciclo: “Uma grande pomba branco trazendo uma mensagem”. Primeiro, a simbologia da pomba é geralmente muito positiva e umas associações mais imediatas é com o Espírito Santo. A pomba é um símbolo de paz, uma mensageiro de paz e uma das primeiras referências a esse tema é a passagem bíblica em que Noé solta uma pomba branca após o dilúvio, para que encontrasse terra firme. A pomba também é um dos símbolos de Afrodite, a deusa do amor e neste caso ele é símbolo de harmonia e realização amorosa. E o pombo, por sua capacidade de retornar ao ninho e de encontrar o caminho de volta, mesmo em longas distancias, já foi muito utilizado como mensageiro.

white-dove-message-244x176-custom

Reprodução

Dessa imagética depreendemos auspícios benéficos. Recebemos uma mensagem positiva, de alegria e contentamento. “Uma grande pomba branca”, diz Lynda Hill, “traz mensagens, possivelmente aquelas pelas quais estivemos esperando. Talvez tenhamos que resolver nossa situação confiando em mensagens de paz que vêm do nosso centro espiritual. Elas devem ser oferecidas com gentileza e sem malícia. Pode indicar que somos vistos como salvadores ou alguém que precisa ser salvo, já que em alguns momentos nós somos aqueles que ‘trazem a mensagem’ e em outros, somos aqueles que a recebem. Qualquer que seja a nossa situação, há alívio e conforto quando assimilamos a mensagem que é revelada”. Assim, este símbolo fala de um novo tempo, de conseguirmos, finalmente, receber e apreender a mensagem que esperávamos, aquilo que precisamos fazer. Mostra ainda que há esperança no meio de todas as dificuldades e desafios e que em tempos duros, precisamos confiar em nossa alma e nos voltarmos a ela em busca de conforto e orientação. Confiar no espírito, na intuição.

O Julgamento – Arcano XX do Tarô – Reprodução

Este símbolo também me lembra do Arcano 20 do Tarô, o Julgamento. Traz anúncios e notícias auspiciosas, mudança, renascimento e renovação, após um longo período de sombras e dificuldades. Temos a chance de levar a paz, de ser a paz aonde formos; ao invés de levar angústia e conflito, levamos a harmonização de que tanto precisamos e que é tão necessária no mundo. Renovação, celebração, boas notícias, esperança e, a capacidade de implementar as inovações em consonância com um planejamento cuidadoso e eficiente. A pomba da paz nos acena com boas possibilidades. O que faremos com elas? Depende de nós fazer essas mensagens de paz e esperança manifestadas no real.

Pessoas com planetas e ângulos entre os graus 15 e 25 dos signos fixos (Touro, Leão, Escorpião e Aquário) sentem mais fortemente as energias potentes desta Lua Nova.

Feliz Lua Nova para você! que seja de renovação e bons augúrios!

Reprodução

Reprodução

%d blogueiros gostam disto: