Archive | maio 2016

A Semana Astrológica: Esbandalhados

Ming Inspirational Art - Reprodução

Ming Inspirational Art – Reprodução

Semana de 30 de maio a 05 de junho

Semana caótica, de grande ansiedade, dispersão e desânimo, mas propícia a limpezas e finalizações.

Depois de um mês afastada, estou de volta! Agradeço a todos pelos pelos bons sentimentos e vibrações elevadas. A vida dá suas voltas e revezes e a gente tem que se ajustar… Aos poucos as coisas vão entrando nos eixos.

areia movediça

Reprodução

Esta semana começa com a Lua Minguante – ficou minguante no domingo, 29, em Peixes – e se renova na Lua Nova de Gêmeos à 00h00min (sim, pontualmente!) do domingo, dia 05. A fase lunar convida a reflexões, avaliações e eliminações daquilo que não serve mais… Mas no geral é uma semana caótica, nebulosa, complicada, que se arrasta como se andássemos em areia movediça – quanto mais tentamos sair, mais afundamos. Esbandalhados ficamos e neste caso, só muita resiliência e centramento para combater tanto desânimo e dispersão! O Sol, que ingressou em Gêmeos no dia 22, defronta-se com vários desafios capciosos, armando uma Grande Cruz Mutável ao se opor a Saturno em Sagitário e quadrar Netuno em Peixes e Júpiter em Virgem. Todos estes desafios também são enfrentados por Vênus, que segue o Sol de perto – tendo ela ingressado em Gêmeos no dia 24 – já preparando-se para a Conjunção Superior Sol-Vênus que acontecerá na segunda, dia 6.

Antonio Mora, artista espanhol - Reprodução

Antonio Mora, artista espanhol – Reprodução

Júpiter acabou de formalizar a quadratura a Saturno, uma quadratura minguante, a última deste ciclo de aproximadamente 20 anos (19,9 anos, precisamente). Uma quadratura que simboliza os tempos de crise econômica, moral, religiosa e política que atravessamos. Na esteira dessa quadratura Sol e Vênus engrossam o angu e formam uma Grande Cruz, pois fazem, ambos, quadratura a Netuno em Peixes, oposição a Saturno em Sagitário e quadratura a Júpiter em Virgem. Esta Grande Cruz fica formada por toda a semana, avançando até meados de junho. Um período que requer muita cautela da nossa parte, pois nada está claro, tudo se confunde e se mistura num caleidoscópio de muitas cores e borrões confusos… Um cenário vai se desenhando à nossa frente, que culminará nos próximos dias: a mediação de sonho e realidade dentro de nós; a integração de limites responsáveis que não nos impeçam de crescer e de expandir nossas ideias e ideais; sonhar com os pés no chão ou manter-nos ancorados enquanto deixamos nossa imaginação voar e alimentar nossa criatividade… No meio disso tudo, podemos incorrer no equívoco de nos ocupar em demasia ou de, egoicamente, espiralar em verborragias vazias que apenas denunciarão a inflação desse mesmo ego descompensado. Entramos em um período frenético de atividades diversas, mas que precisam ser bem administradas para que sejam proveitosas, do contrário, apenas nos causarão desgaste e chateações, deixando-nos ainda mais vazios ao final e pior, sem termos realizado nada de efetivo. É preciso buscar estímulos mentais com sabedoria: estímulos que alimentem e expandam nosso conhecimento e não apenas ocupem espaços e causem preocupações inúteis e tolas.

Clara Lieu - Reprodução

Clara Lieu – Reprodução

Todas essas ideias que surgem agora, nascem do confronto de muitos dissabores e decepções; de termos apostado alto em fichas enferrujadas, ocas, sem lastro… A T-Square Júpiter-Saturno-Netuno está super ativada por esses dias, indicando, mais do que nunca, o momento em que a esperança e as ilusões são fragmentadas irrevogavelmente: o que nos resta agora? Por Deus, onde é que fomos amarrar nosso burro? Essa é a hora da verdade, e de ainda permanecer atentos aos possíveis engôdos que nos espreitam logo ali, que podem ser engendrados e fertilizados exatamente por esses desenganos; de prestarmos atenção às estórias bonitinhas que vão sendo contadas, mas que ainda escondem o ranço de velhas práticas, que já deveriam ter sido, há muito ultrapassadas… Deixar que as ilusões sejam fragmentadas e que sejamos nós também, fragmentados em nossa infantilidade e desejos de que uma mãe salvadora cuide de nós… Desconstruir as ilusões e engôdos é o passo necessário para que a reconstrução aconteça.

Reprodução

Reprodução

É realmente necessário sentar o pé no chão na hora de desenhar essas novas ideias e ideais e nos assegurar de que tenham lastro ou continuaremos a chapinhar neste lamaçal hediondo. Não nos deixar abater pelos cenários sombrios, mas nos imbuir de um otimismo mais pé no chão ou um realismo mais esperançoso no enfrentamento da realidade dura diante de nós e dos desafios que nos aguardam. Em tempo: este cenário astrológico também está mais que favorável para novos engôdos sejam arquitetados diante do nosso nariz, com nossa anuência, sem que nos demos conta, talvez até, aplaudindo de pé. Todo cuidado é pouco! No momento, na dúvida sobre o que fazer, é melhor não fazer nada e aguardar até o caminho esteja mais claro e limpo, porque com todo esse nevoeiro, o risco de cair no precipício é enorme!

Reprodução

Reprodução

Mercúrio, atual regente do Sol e de Vênus, voltou ao movimento direto e gradualmente vai recuperando terreno e retomando sua boa forma. Agora é o momento de decidir o que fazer com todas as lembranças, memórias, papéis e quaisquer outras coisas que tenham emergido dos recantos da nossa mente e gavetas revisados. Mercúrio está em Touro e faz trígono a Plutão, formando um Grande Trígono de Terra, pois ainda se afasta de outro trígono a Júpiter. Felizmente para nós, com Mercúrio em Touro e envolvido nesse Grande Trígono, temos algum enraizamento e ponderação para nos suprir de um pouco de cautela neste cenário de Grande Cruz nebuloso… A energia super móvel, frenética e mutável fica menos desgovernada e errática, permitindo-nos contar um, dois ou três antes de simplesmente agir precipitadamente.

Reprodução

Reprodução

Vênus, planeta que simboliza valores, desejos, relacionamentos, geração de dinheiro e recursos, está envolvida nessa Grande Cruz Mutável já mencionada, indicando que precisamos ter muita prudência na abordagem dessas áreas de vida pelas próximas semanas. As informações estão desconexas, bagunçadas e muito obscuras, portanto, os investimentos de risco devem ser evitados, especialmente aqueles que pareçam oferecer dividendos fabulosos… Vale aquela velha máxima: se parece ser bom demais para ser verdade… Ou ainda, quando a esmola é muita… Na esfera das relações a coisa não está muito diferente. Nossa autoestima está meio combalida pois temos muitas dúvidas acerca de nossas capacidades e valores… Especialmente, nossos critérios estão meio frouxos e nos deixamos levar pelas marés. Há grande propensão a fofocas, maledicências, leviandades e promiscuidade e nosso senso de valor oscila feito gangorra. Assim, talvez seja bom não julgar o livro pela capa e aguardar cenas dos próximos capítulos para se ter uma visão mais geral do cenário, antes de tomar atitudes das quais nos arrependamos depois.

670px-Stop-Being-Passive-Aggressive-Step-9-Version-2

Reprodução

Marte segue retrógrado e já retornou à densidade de Escorpião, obrigando-nos a lidar com nossas frustrações, antigas e velhas; com os rancores e ranços e também com a impotência… paciência e tolerância são as armas e ferramentas para o período porque estamos mais reativos e defensivos e com tal espírito ficamos mais propensos a discussões e conflitos… O ego está frágil e vale nos questionar, antes de entrar na briga, se vale mesmo a pena comprar confusão… Podemos treinar nossa raiva e domesticá-la, para que ela esteja a nosso serviço e não o contrário. Agressividade passiva também não é muito aconselhável – bom mesmo é a honestidade de sentimentos para consigo e com os outros, aprender a dizer não sem morrer ou temer ser morto por causa disso.

Alex Ruiz - Starry Night - Reprodução

Alex Ruiz – Starry Night – Reprodução

A Lua abre a semana na fase Minguante em Peixes. Viaja ligeira por Áries, onde se torna Balsâmica na quarta-feira. Reconforta-se em Touro e se renova em Gêmeos, na Lua Nova no domingo, 5. Faz contatos com todos os demais corpos celestes, fluidos, harmônicos ou tensos, simbolizando as alterações de humores e atividades da vida aqui na Terra.

Reprodução

Reprodução

A SEGUNDA-FEIRA está um tanto atípica. A Lua ficou minguante ontem, em Peixes e por Peixes navega essa Lua que vai desinflando tristonha e nostálgica. A Lua hoje está envolvida na Grande Cruz Mutável, afastando-se ainda da quadratura a Saturno e oposição a Júpiter em Virgem. Dona Lua faz a conjunção melindrosa a Quíron e depois trígono a Marte retrógrado em Escorpião, ficando vazia às 20h11, depois deste contato. Ingressa em Áries às 22h10min. Mercúrio em Touro está em trígono pleno a Plutão em Capricórnio e junto com Júpiter formam um Grande Trígono em Terra, que desemboca em Netuno, formando uma Pipa ampla. Dia nostálgico, modorrento, que demora a engrenar. A atmosfera está meio preguiçosa e lenta, de modo que precisamos argumentar conosco mesmos para nos convencer a pegar no batente, arrebanhando toda a nossa disposição adormecida nos músculos e articulações. Uma boa maneira de acordar nossa energia é estimulando nossa imaginação e criatividade, mover nossa sensibilidade e não a força bruta. Não é dia de se cobrar objetividade absoluta pois daremos com os burros n’água… É melhor e fluir, intuindo e captando as correntes invisíveis e farejando o melhor caminho, o método mais eficaz… A abordagem frontal e rígida só nos deixará frustrados… A Lua míngua em Peixes e sugere que reflitamos sobre as ilusões que ainda guardamos como bens preciosos, como gemas raras, mas que impedem que vejamos com clareza nossas reais possibilidades. Assim, a Lua pede que abandonemos essas fantasias e ilusões que toldam nossa racionalidade e objetividade e, consequentemente, atrapalham nossa atuação efetiva no mundo e na realização de nossos desejos e propósitos. Abandonar ilusões, escapismos, vitimismos, lamúrias e lamentações, para podermos nos apoderar de nossa força e nos responsabilizarmos pelo nosso presente – só assim estaremos aptos a desenhar e de fato construir um futuro mais promissor. Dia propício a reflexões, avaliações e eliminações.

Society6 - Reprodução

Society6 – Reprodução

A Lua Minguante está em Áries na TERÇA-FEIRA, de onde se harmoniza com Vênus e com o Sol em Gêmeos e, bem mais tarde, também com Saturno em Sagitário, enquanto se irrita com Júpiter em Virgem. A Lua também se indispõe com Marte, seu dispositor,  retrógrado em Escorpião. Sol e Vênus estão já perto da quadratura a Netuno. Mercúrio segue seu trígono muito próximo a Plutão. O dia está bastante ativo e mais dinâmico, mas também um tando irritadiço. Queremos e precisamos fazer muitas coisas mas nos deparamos com os velhos obstáculos com os quais temos lidado nas últimas semanas e que hoje ficam ali irritando, como um espinho encravado do qual havíamos esquecido e que de repente se faz perceber dolorosamente. Ressentimento e talvez até um pouco de amargura provenientes da frustração crônica podem azedar um pouco o humor… Mas só se deixarmos, porque há mais influências positivas que podem melhorar nossa disposição de ânimo, se assim o permitirmos. Essencial é lembrar que nada é permanente, nada dura para sempre, nem o bom nem o ruim, nem as alegrias nem os desapontamentos. Assim, podemos cavar dentro de nós em busca de nossa resiliência e recuperar também um pouco do nosso bom humor e graça, do espírito de curiosidade e lembrar que, se estamos abertos e atentos, podemos nos surpreender com pequenas dádivas e milagres que às vezes tomamos por garantido e que, por isso mesmo, deixamos de valorizar. Mesclar a curiosidade infantil saudável com a sabedoria de quem já viu e vivenciou muita coisa pode nos dar a serenidade necessária para aplacar a impaciência, a irritação e até mesmo essa fúria surda que inflama o fígado!

Brooke Shaden Photography - Reprodução

Brooke Shaden Photography – Reprodução

Ainda em Áries, a Lua Minguante faz quadratura a Plutão na QUARTA-FEIRA, fazendo conjunção a Urano mais tarde, aspecto depois do qual fica vazia, às 12h44min. A Lua ainda faz sesqui-quadraturas a Júpiter e a Saturno, quincunce a Marte em Escorpião e semi-quadratura ao Sol, tornando-se Balsâmica. A Lua ingressa em Touro às 23h47min. O Sol está em quadratura plena a Netuno em Peixes e como também faz quadratura a Júpiter e oposição a Saturno, temos uma Grande Cruz Mutável. O dia está pesado, carregado como um céu tempestuoso de nuvens escuras prestes a desabar sobre nossas cabeças. Nossos ombros decaem sob o peso de desapontamentos com que não conseguimos lidar, de cobranças que não damos conta de atender e de expectativas que talvez não realizemos jamais, o que só aumenta nosso desamparo e frustração. Nosso frágeis sonhos de papel jamais chegarão às alturas que vislumbrávamos. É um desgosto profundo, tanto pelas decepções evidentes quanto por outras mais sutis, que nem conseguimos dar nome e nesse espírito talvez deixemos vazar pelos poros nossa frustração, dando socos e pontapés no ar, para fazer o mundo saber de nossa raiva e dissabor… Mas será que adianta? Quem disse que a decepção é só nossa? Olhemos em volta: o mundo está desapontado com essa humanidade que vive a meter os pés pelas mãos, hipnotizada pelo próprio umbigo, na mania de grandeza que nos leva a todos ao caos. Precisamos ter cautela porque as energias hoje estão voláteis e tempestuosos, motivadas para a ação, mas uma ação que nasce do caos e da desconexão de ideias e sentimentos, o que apenas nos leva à precipit-ação, ação precipitada, impensada e fadada ao desastre. Assim, antes de sairmos atirando para todos os lados para exacerbar nossa frustração, vale contar até 10, até 100 para não destruirmos de vez o pouco que nos resta de sustentação. A Lua fica vazia depois de Urano e torna-se Balsâmica nessa energia: maior ênfase no olhar para o futuro. Que possamos aprender com nossos erros e desilusões e olhar para o futuro com este espírito reformador e honesto, que entende que reformar o mundo só é possível quando reformamos a nós mesmos.

Brooke Shaden Photography - Reprodução

Brooke Shaden Photography – Reprodução

A Lua está Balsâmica em Touro, isolada e sem aspectos por muitas horas na QUINTA-FEIRA. Pelo meio do dia ela começa a acenar para Netuno em Peixes, fazendo também um trígono a Júpiter e formando um Grande Trígono de Terra que se estende até parte do dia seguinte. Mas a Lua também se indispõe com a aspereza de Saturno. Vênus está em quadratura quase exata a Netuno e o Sol em oposição quase plena a Saturno. Estamos ensimesmados hoje, de poucas palavras e gestos econômicos – e é bom mesmo porque em tempos de Grande Cruz Mutável, quem fala demais dá bom dia a cavalo! É dia de manter a porta fechada, de ponderar, com vagar e paciência sobre nossas atitudes, passadas e presentes, para podermos modificar aquilo que deu prejuízo ou não saiu a contento. A Lua Taurina oferece porto seguro para as naus perdidas nos mares revoltos e desalentados pelos quais navegamos atualmente. Parar e digerir os borbotões de desejos frustrados, pensamentos caóticos, objetivos dispersos e perspectivas tumultuadas pode nos fazer bem e ás vezes, quando não sabemos o que fazer, é melhor mesmo não fazer nada, ao invés de desperdiçar energia e recursos em empreitadas inseguras e incertas. Devagar e sempre, a pressa pode apenas nos levar a precipitações. Recolhamos nossas velas e aproveitemos o isolamento para ruminar e observar o rumo dos ventos, antes de nos lançar ao mar bravio novamente!

Reprodução - Desconheço o autor

Reprodução – Desconheço o autor

O Sol Geminiano faz oposição exata a Saturno em Sagitário e Vênus faz quadratura plena a Netuno em Peixes na SEXTA-FEIRA. A oposição Vênus-Saturno também fica exata hoje. Para compensar esse clima sombrio, a Lua Taurina faz conjunção a Mercúrio e trígono a Plutão e o Grande Trígono de Terra que inclui Júpiter talvez nos ajude a encarar o peso do dia com pragmatismo e pé no chão. A Lua se opõe a Marte em Escorpião já à noite e fica vazia às 20h04min. O dia está tenso, melindroso, sensível e pesado.Sobra insegurança e incerteza, faltam esperança, otimismo e confiança. Estamos agudamente conscientes de nossas limitações e impedimentos, assim como não temos como fugir dos obstáculos impostos por outros ou pelo próprio ambiente e realidade em que nos encontramos. São cruas e aleijantes as sensações de desamparo e vulnerabilidade e na tentativa de esconder nossa insegurança, ilhamo-nos e isolamo-nos dos outros, amargando uma solidão fria e dura, ressentidos de tal isolamento, percebendo, só muito depois, que engendramos a realidade que mais temíamos. Receando rejeição, fazemo-nos de fortes e autossuficientes, embora por dentro, estejamos ansiando por contato e conforto. Precisamos nos dar conta de que essas vicissitudes são causadas por nós mesmos e por nossa inabilidade de nos comunicar e nos permitir ser alcançados e tocados pelos nossos pares. Nossa tarefa principal é não nos deixar abater ou esmagar por essas limitações, antes, crescer e amadurecer com elas. Também precisamos lidar de forma madura com o conflito entre as obrigações e deveres e as necessidades e desejos, que hoje parecem mais discrepantes do que nunca. Os deveres e comprometimentos nos quais estamos enredados parecem nos puxar para baixo e nos impedir de ser quem somos e de fazer o que queremos, mas isso pode ser também uma perspectiva excessivamente sombria, um recorte de um dia particularmente carregado, mas cujo clima e efeito também não durarão para sempre. É preciso negociar, conosco mesmos, nossas expectativas, desejos e obrigações; negociar com os outros e suas necessidades; negociar com a vida, com aquilo que queremos dela e com aquilo que estamos dispostos a entregar para conseguir tais intentos. Se formos honestos conosco e com os demais, podemos achar maneiras de contornar as dificuldades e encontrar saídas para os dilemas que hoje parecem insolúveis.

Fxnc on flickr - Reprodução

Fxnc on flickr – Reprodução

A Lua ingressa em Gêmeos à 00h02min do SÁBADO. O Sol e Vênus confrontam os exageros instilados por Júpiter. A Lua vem adicionar frenesi à Grande Cruz Mutável ao fazer quadraturas a Netuno e Júpiter e oposição a Saturno. Faz conjunção a Vênus e se renova no limiar do novo dia. O dia está para lá de caótico. Está errático, sujeito a muitas inconstâncias, idas e vindas, altos e baixos, assim como nosso humor disposição. Debulhamo-nos em muitas direções, querendo alcançar o inalcançável só para nos frustrar e perder tempo e o ânimo. Calma! Vejamos a alma do caos e fluamos com ele, que talvez tenha o que nos ensinar… Contemos, a exemplo de Leocádio: “Um, dois, três, quatro, cinco…” E Leocádio explica: “Fui ensinado a não ter pressa, por isso conto. Tanto na ida quanto na volta, não se afobe, vá com calma. Uma hora sempre me perco, não a ponto de errar o caminho, mas de me enganar com os números… Ficar atento é bom, filho, porque você chega livre de aborrecimento, mais cedo e sequinho em casa… Minha mãe é assim…” (trecho do conto Igualzinho Ontem, de Aleksandro da Costa, do blogue Doam-se Palavras). Assim como Leocádio, é melhor não ter pressa e não se afobar, ir com calma, ir com alma, para evitar aborrecimentos, que hoje são tão certos como dois e dois são quatro, se insistirmos em nos apegar a qualquer coisa. Na dúvida, contamos os passos, a respiração, as horas, tudo para conter a afobação e não nos perdermos nos entulhos de nossas emoções e sentimentos desencontrados, babélicos, delirantes… É dia de ficar atentos, de observar, de flanar sem ansiedade, sem se apegar a pensamentos ou eventos aparentes, alegres ou tristes, qual meditante sábio que aprendeu a deixar vir e deixar ir, sem prender, sem apegar-se, sem grudar-se, a sentimentos, pensamentos, desejos, a fatos, a nada… Sem julgar, sem esperar, sem querer, sem desejar… Apenas ser. E na observância neutra da vida, respirar e esperar a hora certa de agir, depois de muito meditar e elucubrar, sabendo que tudo está incerto, e nada está deserto, ao contrário da canção do Roberto. Calma e cautela. Respiração e contenção. Centramento. São as pedidas do dia.

silencio natgeoA Lua é Nova exatamente à 00h00min de DOMINGO, a 14°53’ de Gêmeos, em conjunção muito próxima a Vênus, oposição a Saturno, quadratura a Júpiter e a Netuno e quincunce a Plutão. Ao longo do dia a Lua se afina com Urano em Áries e fica vazia depois, às 13h49min. Ela ainda faz quadratura a Quíron e quincunce a Marte. Esta Lua Nova sinaliza muitos desafios e indica um ciclo que alongará a sensação de caos, desânimo e dispersão que ora nos acomete. Felizmente Mercúrio, regente da Lua Nova, está em Touro, formando um Grande Trígono de Terra com Júpiter e Plutão, oque pode propiciar algum centramento e contenção para toda essa dispersão. O dia fica nervoso, agitado e sujeito a muita atividade mental e verbal, o que pode nos deixar exaustos emocional e mentalmente, caso embarquemos nesse frenesi. Lazer e atividades que nos coloquem em contato com a natureza, em que possamos caminhar e por os pés na terra podem ajudar a canalizar e aterrar toda a energia mental e minimizar a afobação. A tarde está sujeita confrontos dolorosos, trocas verbais ingratas originadas de fragilidades mal administradas, mas que podem ser contornadas ou evitadas, caso nos observemos com atenção, antes de reagir, defensivos, a iniciativas que podem até ser neutras ou bem intencionadas. O contrário também é verdadeiro: se não sabemos o que dizer para suavizar e confortar a dor do outro, é melhor ficarmos quietos, em lugar de correr o risco de piorar a situação… Comunicar, falar o que nos vai na alma é bom, desde que seja para transformar positivamente, que seja para nos aproximar e não apenas para desembocar sobre outros, já alquebrados, nossas ansiedades vorazes. Falar é bom, mas nem sempre é essencial. A companhia às vezes é suficiente e a presença muitas vezes dispensa palavras.

Que sua semana seja leve, centrada e de muita serenidade!

Reprodução

Reprodução

COMUNICADO

Caríssimos,

Meu padrasto faleceu ontem pela manhã, 30/04. Minha mãe está muito abalada e precisa do meu apoio neste momento difícil. Assim, estarei ausente da página e do blogue até o final de maio.
Se você sentir vontade, faça uma prece em seu coração por ele e por ela.

Agradeço imensamente todas as vibrações positivas!

Agradeço pela compreensão.

Maria Eunice Sousa

 

%d blogueiros gostam disto: