A Semana Astrológica: desapega, que é bom!

Visualplaygrounds - Reprodução
Visualplaygrounds – Reprodução

Semana se 25 a 31 de julho

Semana de Lua minguante, que sugere os providenciais desapegos, análises, avaliações e eliminações.

Depois de ficarmos muitas semanas aconchegados em Câncer, como num cocoon de proteção, mas também de dramas, temos por estes dias energias mais fogosas e estimulantes, que nos estimulam à ação e a nos conectar com nossa intuição e fé. O Sol segue pelo primeiro decanato de Leão e fecha a semana em trígono a Saturno e quincunce a Netuno, exatos já na segunda, dia primeiro de agosto.

Reprodução
Reprodução

Mas quem brilha mesmo é Mercúrio, que conversa com meio mundo de outros planetas: faz trígono a Urano, quincunce a Quíron, quadratura a Marte e depois, já de Virgem, sesqui-quadratura a Plutão. Sim, Mercúrio ingressa em Virgem no sábado, onde viverá sua próxima retrogradação, de 30 de agosto até 22 de setembro, um das retrogradações mais longas dos últimos tempos. Todos esses contatos Mercuriais sugerem que os próximos dias estão super movimentados, tanto mental quanto verbalmente, aliás, com propensão a muitas discussões e problemas na comunicação em geral, não só em termos técnicos, mas, principalmente,  nas interações interpessoais, que estão sujeitas a altos e baixos, a altercações, atritos, controvérsias, polêmicas e dissenções… Botemos as barbas de molho e analisemos, antes, se vale mesmo a pena comprar certas brigas – às vezes elas são completamente desnecessárias! Mercúrio em Leão é muito subjetivo e às vezes pode se tornar ultra-inflexível nos pontos de vista, principalmente quando em quadratura a Marte em Escorpião, quadratura fixa, o que requer cautela, especialmente no trânsito, onde podemos nos envolver tanto em acidentes quanto em brigas tolas, se não estivermos atentos! Lembremos disso! No mundo, podemos ter mais notícias sobre violência, infelizmente – vamos esperar que não! Com tanta movimentação, a mente pode ficar atulhada e meio caótica e faz-se necessário filtrar entre o que é útil e o que é dispensável. Mercúrio entra em Virgem na hora certa para nos ajudar nesse filtragem!

Reprodução
Reprodução

Vênus em Leão faz trígono a Urano (exato na segunda, 1°), sugerindo um período propício a sair da rotina afetiva e se tentar coisas novas nas relações; a experimentar, a viver os afetos de forma mais livre e menos ortodoxo, menos tradicional. Na semana que vem ela fará quadratura a Marte, indicando um período mais apaixonado, estimulante, mas também mais crítico para os relacionamentos. Nos negócios, Vênus em trígono a Urano sugere um bom período para se investir em tecnologia e em empresas progressistas.

@Craola - Reprodução
@Craola – Reprodução

Urano entra em retrogradação a 24°30’ de Áries, propiciando um período de assimilação e revisão das últimas inovações e mudanças que ocorreram no mundo. Como rege a tecnologia, a retrogradação de Urano indica revisão nos lançamentos tecnológicos recentes, correções necessárias que podem levar a futuros upgrades de muitos produtos. Em termos sociais e políticos, algumas mudanças que foram colocadas nos últimos meses tenderão a ficar em standby, talvez por requererem ajustes ou melhor assimilação por parte do coletivo. Há muitos desafios a serem digeridos e ajustados. A retrogradação de Urano também simboliza um período de incubação e gestação de ideias e de novas mudanças radicais a serem trazidas à tona quando ele voltar ao movimento direto, em 30 de dezembro.

balsamic bookpaperscissors
Bookpaperscissors – Reprodução

A Lua abre a semana na fase disseminadora, em Áries. Torna-se minguante em Touro, tagarela doidamente em Gêmeos e fica Balsâmica em Câncer. A Lua será Nova em Leão na terça-feira, dia 2 de agosto.

Reprodução
Reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 25 de julho – A Lua está em Áries, na fase Disseminadora. Hoje ela abriu o dia em trígono a Saturno em Sagitário e durante o dia faz sesqui-quadratura ao seu dispositor Marte, quadratura a Plutão e trígonos a Vênus e Mercúrio em Leão. A Lua ainda se indispõe com Júpiter em Virgem. Os céus nos propiciam um dia cheio de dinamismo, com oportunidades de transformarmos nossas atitudes decidida e destemidamente. A princípio, podemos nos sentir bloqueados pelos outros ou pelas circunstâncias, até nos darmos conta de que os bloqueios dependem da nossa percepção interna de como as coisas são ou deveriam ser, ou seja, dos nossos próprios paradigmas, e de que o ponto chave é a mudança interna, a ampliação da nossa visão. E essa percepção de que a mudança real depende, na verdade, de nós mesmos fica cada vez mais clara, a não ser que queiramos permanecer reclamando dos outros e de como atrapalham nossas vidas, dando-lhes o poder de nos bloquearem, de nos impedirem de ser o que queremos ser. Os outros só fazem conosco aquilo que nós deixamos; ninguém é responsável pela forma como eu me sinto e como eu ajo, somente eu sou responsável por isso e quando nos damos conta dessa verdade cristalina, nos empoderamos e viramos sujeitos e agentes de nossas vidas ao invés de figuras passivas e reagentes às circunstâncias. Podemos assimilar essa percepção e ainda disseminá-la, propagá-la com nossas atitudes e exemplos, porque também somos responsáveis pelas vibrações que emitimos no nosso entorno, pela qualidade da contribuição individual que damos ao mundo – então, o que estamos disseminando? Em termos práticos, o dia está dinâmico e traz a chance de encararmos os problemas aberta e honestamente. Há muita energia e estamina que deve ser canalizada adequadamente, para que não criemos problemas para nós mesmos.

Banksy - Reprodução
Banksy – Reprodução

TERÇA-FEIRA, 26 de julho – A Lua ingressou em Touro às 12h38min de onde fez quadratura ao Sol em Leão, entrando na fase minguante. O Minguante é a fase propícia para análises, avaliações e reavaliações, para vermos o que fica e o que vai embora da vida da gente. Essa fase minguante sugere que reavaliemos quais valores e posições rígidas que nós ainda carregamos que estão atrapalhando a expressão plena de nossos potenciais criativos, a vivência da nossa alegria genuína e o viver pelo centro do nosso coração. Quais literalismos impedem de seguir nossa intuição e alcançar a visão maior da nossa própria luz? Porque o real tem que ser apenas o palpável? O que sentimos é real, embora não seja, necessariamente, palpável, visível, audível ou tocável, ou pelo menos, nem sempre. O desafio do período é nos desfazermos dos literalismos, do pragmatismo limitante, que cerceia a criatividade ao invés de lhe prover condições de manifestação salutar. Outro desafio igualmente vital é nos desapegarmos do nosso orgulho e senso de auto-importância, rigidez e inflexibilidade que impedem o livre fluir dos sentimentos do/para o coração. A Lua Minguante também favorece os desapegos diversos, de coisas, situações, pessoas, relações, que já não fazem sentido na nossa vida. Em se tratando de Touro, é hora de se conscientizar que “não há problema nenhum em possuir coisas, o problema é quando elas possuem você!” É hora de abrir mão do sentimento de posse que, ao contrário do que intencionávamos, não assegura nem a companhia, muito menos o amor do outro, mas talvez até o afaste. Nos próximos sete dias, vamos exercitar a arte do desapego!

Do Uol - reprodução
Do Uol – reprodução

QUARTA-FEIRA, 27 de julho – A Lua minguante em Touro faz quincunce a Saturno, sextil a Netuno, trígono a Plutão e ainda fecha a noite em trígono também a Júpiter, formando um Grande Trígono de Terra com este e Plutão. Dona Lua briga com a comadre Vênus, dona da casa que ela aluga atualmente. Mercúrio em Leão está em trígono pleno a Urano e em quincunce a Quíron e o Sol Leonino segue muito próximo ao trígono exato a Saturno, que por sua vez continua em quadratura a Netuno. As influências do dia propiciam um bom aterramento para as análises e avaliações que precisamos fazer. Se precisamos de praticidade e realismo, disso a Lua Taurina entende realmente e coloca esses recursos à nossa disposição. O Grande Trígono em Terra traz a oportunidade de trabalharmos de forma segura e sólida sobre assuntos e situações que exijam bom senso e pragmatismo, como planejamentos financeiros, por exemplo. Os sentidos também estão aguçados e bastante estimulados, de modo que sentimos mais intensamente, os cheiros, os sabores, as texturas e até mesmo as cores e os sons do nosso entorno. As experiências são mais vívidas, de modo que tanto o prazer quanto a dor são vividos mais intensamente. E se o corpo está vibrante com tantas sensações, a mente não fica atrás e também está alerta e aberta a novidades e ideias estimulantes. Queremos conversar e debater, com entusiasmo, algo que acabamos de aprender ou que queremos conhecer e assimilar. Pessoas que encontramos hoje poderão, de fato, nos colocar em contato com ideias frescas e inovadoras, sendo elas mesmas, diferentes e talvez até um pouco excêntricas, bastante diversas do tipo de público com o qual costumamos dialogar. Surpreendentemente, mesmo os mais preconceituosos e ressabiados podem estar abertos a esses encontros, de maneira que sim, há boas possibilidades de dialogarmos sem ficarmos tão defensivos contra o novo. À noite o clima talvez fique um pouco mais tenso, mas somente se não houver maturidade e respeito nas interações. A sensualidade favorece aos casais.

Kike Ibanez - Reprodução
Kike Ibanez – Reprodução

QUINTA-FEIRA, 28 de julho – A Lua Taurina torna perfeito o trígono a Júpiter nas primeiras horas do dia. Depois ela faz sextil a Quíron em Peixes, mas quadra Mercúrio em Leão (ainda está se separando da quadratura a Vênus), enquanto se opõe a Marte em Escorpião, formando uma T-Square Fixa, da qual Mercúrio é o foco. A Lua fica vazia de pois da oposição a Marte, às 12h15min e ingressa em Gêmeos às 15h17min, de onde faz sesqui-quadratura a Plutão. Urano estaciona às 18h07min para entrar em retrogradação nesta sexta-feira. A manhã traz muitas tensões que sugerem desacordos e desentendimentos diversos. Estamos irritadiços e com o humor bastante volátil porque vontades e necessidades estão antagônicas e essas discrepâncias podem ser vivenciadas como contendas e hostilidades reais, em que outras pessoas parecem atrapalhar nosso caminho de propósito! A menor bobagem pode nos alterar e ser o estopim para chamar alguém no braço – talvez não literalmente na maioria dos casos, mas ainda assim, atritos podem ocorrer.  A possibilidade de nos envolvermos em debates ou discussões acaloradas é grande, mas os resultados são tanto imprevisíveis quanto potencialmente destrutivos, porque podemos agir precipitadamente e dizer e fazer coisas das quais nos arrependeremos depois. Ocorre que nos sentimos como que encurralados, num beco sem saída, seja pelas opiniões contrárias às nossas, seja por causa das circunstâncias incompatíveis com nossas expectativas. O que não percebemos é que o mundo não necessariamente está contra nós, mas antes, nossos sentimentos e sensações nublam a lucidez; nossa visão das coisas e das situações está por demais subjetiva e afunilada e assim, só percebemos nosso próprio ponto de vista e tentamos impô-lo ao outro, a qualquer custo: só nós sabemos, só nós manjamos das coisas, afinal, nós sabemos tudo! Se o outro também estiver num dia de intolerância, já sabemos onde isso vai dar. O que precisamos mesmo é nos acalmar, respirar fundo e olhar para dentro das nossas próprias frustrações para identificar onde começam toda essa raiva e infelicidade. Que bicho nos mordeu? Talvez nosso próprio orgulho e estreiteza de pensamento… Mas isso tem conserto! Faremos melhor se tirarmos algumas horas, ali, entre o meio dia e o meio da tarde, para conversar com nossos botões e tentar chegar a um consenso conosco mesmos, porque é exatamente aí que a encrenca tem sua origem! E claro, uma dose cavalar de humildade para admitir que erramos também pode ajudar, e muito!

Reprodução
Reprodução

SEXTA-FEIRA, 29 de julho – De Gêmeos, a Lua minguante conversa com o Sol mas trava um embate confuso com Saturno e Netuno, formando a já conhecida T-Square mutável. A Lua ainda faz quincunce a Plutão e quadratura (aspecto exato amanhã) a Júpiter. O regente da Lua, Mercúrio, está em quadratura plena a Marte em Escorpião. Urano entra em retrogradação às 18h07min. Apesar do desejo de tagarelar freneticamente, hoje uma espécie de sensor interno nos impede de verbalizar pensamentos desenfreados. Há uma certa insegurança que nos faz temer o julgamento alheio – com o qual talvez tenhamos mesmo que nos haver em algum momento – mas o principal é que sentimo-nos isolados e solitários e com tantas ideias e emoções desconexas dentro de nós, sentimos que precisamos muito nos comunicar, mas, contraditoriamente, nos sentimos incapazes de alcançar alguém com quem interagir. Isso nos faz sentir miseráveis e talvez muito infelizes, meio tristes e depressivos, como cachorro que perdeu o osso.  Como ontem, continuamos irritadiços e predispostos a briga e isso torna tudo mais complicado porque, quando criamos coragem para ir até o outro, talvez digamos a coisa errada, na hora errada, ou então o outro está sem tempo ou indisponível para nós… Ficamos amuados e emburrados, ou, na pior das hipóteses, resolvemos revidar com o sarcasmo mais ferino e, levianos, nem nos importamos se no fundo não tínhamos mesmo intenção de ferir, simplesmente berramos nossa insatisfação e miséria sobre o outro. A verdade é que continuamos muito subjetivos, vendo o mundo sob nossas próprias lentes meio sujas, ou, quando nos abrimos para outras perspectivas, fazemo-lo sem critérios e nos contaminamos com coisas demais que perturbam ao invés de ajudar. É possível também que, como mecanismo de compensação, ao nos sentirmos solitários e isolados, viramos falastrões ou boquirrotos que incomoda a todos ao redor e que acaba por levar um pito em algum momento, piorando a ansiedade. Portanto, antes de qualquer coisa, é essencial acalmar a mente e o coração e nos questionarmos sobre a fala compulsiva e também sobre o porquê da mordacidade. Por mais que Gêmeos goste de comunicar e bater pernas por aí, a Lua está minguante e demanda cautela no abrir da boca, especialmente quando Mercúrio está tão obtuso e subjetivo. É melhor conter um pouco nossa tagarelice e assuntar a voz interna.

Do Etsy - Reprodução
Do Etsy – Reprodução

SÁBADO, 30 de julho – Mercúrio ingressa em Virgem às 15h19min. Antes disso, a Lua Geminiana, disposta pelo mesmo Mercúrio, faz quadratura a Júpiter em Virgem, mas se harmoniza com Vênus em Leão e com Urano em Áries. Fica vazia às 08h48min, depois deste aspecto. Faz quadratura a Quíron e quincunce a Marte e ingressa em Câncer, seus domínios, às 18h09min, de onde faz semi-quadratura ao Sol, tornando-se Balsâmica – tempos, portanto, o dia todo de Lua vazia. O dia traz a possibilidade de avaliarmos a qualidade e as motivações das nossas últimas interações e mesmo os eventuais problemas que tenhamos tido recentemente na comunicação. Talvez, ao invés de falar pelos cotovelos, seria melhor nos desligarmos um pouco do mundo: deixar WhatsApp um pouco de lado, assim como outras formas de comunicação que, se por um lado são maravilhas da tecnologia, por outro nos dispersam e desgastam nossas energias. Além do mais, há grande propensão à falta de tato e assim, podemos mais magoar do que interagir saudavelmente com as pessoas. Há tantas outras formas de comunicarmos nossas ideias, porque não explorá-las? A Lua está balsâmica e vazia em Gêmeos por todo o dia e essas não são influências promissoras de uma comunicação harmoniosa. Melhor mesmo é fazer jejum verbal e das demais atividades que exijam grande objetividade – não nós a temos hoje! Em vez disso, dia está propício para escrever e explorar novos conceitos e abstrações… Confrontar nossas próprias ideias, ao invés de empurrá-las sobre os outros, que tal isso, para variar?

Rhads600_892 - Reprodução
Rhads600_892 – Reprodução

DOMINGO, 31 de julho – O Sol em Leão está em trígono a Saturno em Sagitário, exato na madrugada de segunda. Vênus também está em trígono a Urano em Áries, mas já se aproxima da quadratura a Marte em Escorpião. Enquanto isso, a Lua Canceriana e Balsâmica faz quincunce a Saturno e trígono a Netuno, além de oposição a Plutão e sesqui-quadratura a Marte em Escorpião. Um dia sui generis.  A princípio conseguimos nos sentir em paz com nossas obrigações e rotina, inclusive as familiares; ao mesmo tempo, estamos abertos a experimentações diversas, a encontros inusitados e a olhar valores diferentes dos nossos com um pouco mais de tolerância e benevolência, ao contrário do climão que tinha se estabelecido nos últimos dias. Contudo, com o correr do dia, o clima vai esquentando: as emoções ficam mais intensas e nós ficamos um tanto propensos aos dramas. Precisamos canalizar toda a sensibilidade e a intensidade emocional em alguma atividade criativa ou então corremos o risco de criar atritos desnecessários num dia que tinha tudo para ser uma quebra na rotina insossa da domingueira. Podemos, por exemplo, nos engajar em hobbies criativos. Em termos afetivos, as influências sugerem muitas contradições que, se não forem bem gerenciadas, podem trazer problemas aos casais. Ocorre que um lado quer sim, sair da rotina, experimentar, correr riscos, tentar algo novo e talvez até sair só, sem ser casal; mas o outro lado talvez queria um romance tradicional, mais do mesmo, feijão com arroz revisitado de muita paixão entrega, com direito a declarações e tudo o mais… Antes que alguém fique se sentindo lesado ou asfixiado, o melhor é partir para a boa e velha conversa, aberta e honesta, colocando o que se sente, sem acusar o outro pelo que se sente. Alcançado o entendimento, pode-se até descobrir que é possível fazer o que os dois querem, em momentos diferentes, ou porque não, criando uma opção híbrida que agrade a ambos… Por que não tentar?

Pessoas lindas, desculpem a publicação tardia de A Semana. Não sei o que se passa comigo, mas a minha semana está bem caótica e desconjuntada. Muitas coisas se atropelando, de forma que só consegui publicar agora. Uma hora dessas eu me organizo e passo a publicar já no sábado 😉

Desejo uma semana linda e pacífica para você! Que seja colorida de luz e harmonia!

Reprodução
Reprodução

Lua Cheia em Capricórnio – Pertencer para se individuar

full moon capricornio - three rivers deepO ciclo iniciado em Câncer culminou nesta terça-feira, às 19h56min no horário de Brasília e às 23h56min no horário de Lisboa, com a Lua sendo Cheia a 27°40 de Capricórnio.

Com as lunações ocorrendo no eixo Câncer-Capricórnio necessariamente falamos das questões parentais, a mãe (Câncer) e o pai (Capricórnio). Câncer cuida da família porque ela é a base da sua nutrição enquanto Capricórnio faz isso por causa do senso de dever e por causa da segurança e do status que uma família sólida e bem estruturada confere.

Reprodução
Reprodução

Mas Capricórnio também é o signo que simboliza a realização de nossas ambições, depois de escalarmos aquela alta escada ou montanha de obstáculos com tenacidade e determinação. E se nascemos numa família e lá somos cuidados, nutridos, educados e lá recebemos nossa herança genética , material e psicológica, é em Capricórnio que decidimos o que fazer com tudo isso e vemos onde isso nos levará. Em Capricórnio precisamos amadurecer e nos fortalecer, material e emocionalmente, tornarmo-nos resilientes, autossuficientes, fortes, determinados, em contraponto à suavidade e vulnerabilidade emocionais de Câncer.

Lua Cheia em Capricórnio - Brasília, 19 de julho de 2016, 19h56min
Lua Cheia em Capricórnio – Brasília, 19 de julho de 2016, 19h56min

Olhando o mapa levantado para Brasília vemos que Sol e Lua se separam da quadratura a Urano em Áries, que ainda é foco de uma T-Square Cardinal. A Lua também se separa de sextis a Marte em Escorpião e a Quíron em Peixes, com quem o Sol ainda está em trígono e que também estão em trígono entre si, formando, no final, uma configuração Pipa. De modo geral, esses aspectos sugerem que integremos nossas necessidades e propósitos de pertencer a uma família, honrando nosso passado e memória, vivenciando nossos sentimentos de forma autêntica, reconhecendo nossas vulnerabilidades, ao mesmo tempo em que trabalhamos séria e comprometidamente para pertencer também a uma sociedade, construindo o presente disciplinadamente e planejando o futuro cautelosamente, desenvolvendo, no processo, autossuficiência e maturidade (Sol em Câncer x Lua em Capricórnio). Mas nada disso pode ser feito sem se levar em conta nossos desejos individuais, nosso impulso de liberdade e de independência – ou seja, o pertencimento à família e à sociedade não pode ser desculpa para não nos realizarmos individualmente ou para nos deixarmos engolir por regras e tradições (Urano em Áries). Os aspectos a Marte indicam que a força executiva e vontade pessoal estão alinhadas com os propósitos da consciência (Sol) e com as necessidades da alma (Lua). Quíron nos fala que também estamos cientes das vulnerabilidades, nossas e dos outros, com as quais precisaremos lidar nas próximas duas semanas.

Reprodução
Reprodução

O regente da Lua Cheia, Saturno, está em quadratura a Netuno desde 2014, configuração que se estende até o fim deste ano. Saturno também recebe os trígonos de Mercúrio e Vênus em Leão. Saturno nos lembra que o fato de precisarmos ser pragmáticos, realistas, disciplinados e focados, não quer dizer que tenhamos que abrir mão da nossa visão criativa e da nossa imaginação. Na melhor das hipóteses, Saturno-Netuno indicam o potencial de integrarmos a faculdade do sonhar com a capacidade realizadora dentro de nós, então, mesmo cientes das muitas limitações com que precisamos lidar, ainda trabalhamos para manifestar e concretizar esses sonhos. Um bom exemplo de como essa configuração pode se manifestar positivamente é no balé ou em outras danças e artes em geral. Num espetáculo, vemos apenas a beleza, a leveza e fluidez dos bailarinos, mas por trás de toda aquela beleza e graça, há horas incontáveis de treinos exaustivos, de disciplina e renúncia, de dor e cansaço, que o bailarino abraça com determinação em nome da sua arte, porque na sua imaginação ele tem um sonho, uma imagem do quão bom ele pode ser.

Reprodução
Reprodução

Mercúrio e Vênus ainda sinalizam que podemos ativar nossa rede de contatos a se engajar com nossos ideias, apoiando de longe ou de perto. Entretanto, alguns pontos requerem cautela: além do trígono a Saturno, Mercúrio e Vênus estão ambos em quincunce quase exato a Netuno. Isso nos sugere que precisamos combater as ideias e desejos fantasiosos, ou aqueles sonhos que não são fortes o suficiente para nos fazer levantar da cadeira e entrar em ação – cruzamos os dedos e esperamos que tudo dê certo, sem levantar uma palha para realizar nada! No final, isso não são sonhos, são apenas ilusões que não temos coragem de dar o devido nome e que só nos levarão a desapontamentos; precisamos também nos atentar para possíveis promessas falsas, que tendem a não se concretizar cujos resultados, novamente, podem ser apenas decepção. Essa influência ainda sugere um potencial de caos, movido pela confusão mental, pela intranquilidade e desordem de interesses, de forma que dizemos sim para uma coisa, esquecendo que já estávamos comprometidos com outra – o resultado é uma divisão na energia que nos desgasta e nos faz sentir mal conosco mesmos.

Bird Nightmare - Mick Ryan - Reprodução
Bird Nightmare – Mick Ryan – Reprodução

O Símbolo Sabiano do grau 28 de Capricórnio (27°00’ a 27°59’) traz a imagem de “um grande aviário”. Lynda Hill, astróloga americana especializada nos Símbolos Sabiano comentando sobre este simbolo, diz que se é grande o aviário, podemos supor que há muitos pássaros vivendo ali e que há muita atividade e ruído durante o dia, mas à noite há silêncio e quietude. A situação sugere que é provável de haver muita conversa, tagarelice e movimento ao redor e, se por um lado nada há de prejudicial, por outro, nada também está sendo realizado. Será que é por causa do nível de confusão mental que há? Talvez seja porque as coisas mudam muito rapidamente e há muito barulho e distrações. Muitas ‘vozes’ podem ser ouvidas num ‘Grande Aviário’, mas pode ser difícil discernir uma voz em particular. “Este símbolo aponta para situações em que muitas pessoas, como pássaros empoleirados, falam ao mesmo tempo, tendo muito a dizer. Outra coisa, embora você seja capaz de de vagar um pouco, você na verdade está engaiolado dentro de uma determinada realidade. Este símbolo pode ser a imagem da burocracia, governo e grandes negócios”.

Desconheço o autor - Reprodução
Desconheço o autor – Reprodução

A meu ver, este símbolo nos relaciona tanto a configuração Saturno-Netuno quanto àquela de Mercúrio-Netuno: há possibilidades de vaguearmos por aí, de falarmos e ouvirmos, mas no fundo, não estamos fazendo muita coisa e talvez nos ressintamos da nossa realidade, que é sentida como uma gaiola. Nas próximas duas semanas precisamos ficar atentos para esse movimento de vagar e dispersar, ao invés de nos concentrar na realização prática dos nossos objetivos, como requer a Lua de Capricórnio. Tendo isso em mente, podemos  assumir nosso lugar ao sol e na ordem da vida, nossa posição social, com integridade, sabendo de todo o esforço e empenho que empregamos para chegar aqui.

Reprodução
Reprodução

Por último, conscientizarmo-nos da individualização do ser, do trilhar um caminho próprio forjado a partir do senso de pertencimento ao núcleo familiar e a esta sociedade à qual pertence esse núcleo, um pertencimento que, quando autêntico e saudável não bloqueará nem impedirá a realização individual, mas antes funcionará como sua base. O conflito, afinal, forja o caráter e longe de ser negativo, pode ser, muitas vezes extremamente positivo.

Mesmo com atraso, ouso dizer, feliz Lua Cheia para você! Que você tenha a garra e a determinação caprinas necessárias para a realização de suas ambições e objetivos!

Reprodução
Reprodução

A Semana Astrológica: sobre os pés de quem você se sustenta?

Fernando Tavares - Reprodução
Fernando Tavares – Reprodução

Semana de 18 a 24 de julho – Frutificação, iluminação, crises e concretização de objetivos.

Esta semana vemos a culminação do ciclo que começou em Câncer e que prima pela expressão dos sentimentos. É semana de Lua Cheia, em Capricórnio, ocorrendo na terça-feira à noite. Uma Lua Cheia quem nos questionar sobre nossa resiliência e maturidade; que vem pedir que balanceemos as demandas profissionais e as exigências da vida familiar e privada… Mas que também não deixemos de focar em nós mesmos como indivíduos, afinal de contas, precisamos estar no topo das nossas próprias prioridades! Sobretudo, ela nos chamar a nos sustentar sobre nossos próprios pés e não esperar que outros nos deem o que devemos prover por nós mesmos.

Reprodução
Reprodução

O Sol ingressa em Leão na sexta-feira, inaugurando o ciclo do “auto-interesse” sem culpas ou desculpas. Como já temos Mercúrio e Vênus em Leão, os Leoninos ficam realmente sendo o centro das atenções pelas próximas semanas! Mas, de modo geral e não só para os Leoninos, é hora de nos conectar com o poder de nossa própria individualidade e buscar nos destacar no mundo. Brilhar pra valer! Focar em nossa visão criativa, iluminando, no processo, os potenciais criativos daqueles que nos cercam, sem temer a concorrência ou o brilho do outro. É o período do ano de descobrir qual o desejo maior do nosso coração e buscar realizar esse desejo, com coragem, honra, lealdade e alegria. E quando fazemos isso verdadeiramente, inspiramos os outros a também seguirem seu caminho único e individual. Negativamente, precisamos nos dar conta do orgulho e arrogância  – quem sabe até esnobismo – que nos fazem achar que somos melhores que outros; da profunda insegurança que pode nos fazer buscar o aplauso e a aprovação de uma audiência compulsivamente; e ainda a tendência a usar os outros e lhes roubar ideias, ou “pegar emprestado”, sem dar os devidos créditos – sim, Leão pode ser o maior de todos os plagiadores e o faz tão bem que ele mesmo chega a acreditar que as ideias são suas quando na verdade foram copiadas/roubadas. O Sol em Leão também sinaliza um período de dar atenção à criança interna, aquela que todos temos e que anseia por vir à tona para nos dizer o que nossa alma realmente quer! E é tempo de brincar, e rir, e ser espontâneos e ser, apenas nós mesmos!

Reprodução
Reprodução

Mercúrio em Leão faz trígono a Saturno nesta semana, sinalizando que a mente torna-se mais conservadora e austera, voltada para a tradição e a sobriedade. Uma influência boa para planejamentos de longo prazo e para burilar algumas ideias cuja factibilidade não tínhamos certeza. Contudo, Mercúrio também faz quincunces a Netuno e a Plutão, sinalizando uma semana propensa a notícias confusas e de origem ou motivação obscuras na mídia; problemas na comunicação,  defeitos técnicos em máquinas e computadores em geral – para você ter uma ideia, vou contar o que houve comigo hoje, chega a ser surreal: desde ontem a internet de casa estava oscilando muito e super lenta. Hoje pela ficou brincando de esconde-esconde a manhã toda, até que morreu de vez. Liguei para o atendimento da operadora e haja esperar. Expliquei do que se tratava e a atendente abriu o chamado; pediu para desligar tudo e religar depois de alguns minutos; fez todos os testes e procedimentos possíveis e nada funcionava. Agendou então a visita técnica para o dia seguinte, no caso, amanhã.  Ok, paciência! Já coloquei um anúncio lá página de que não iria conseguir publicar A Semana hoje… Depois de um tempo olhei pela janela e vi um carro da operadora estacionado na frente do prédio. Desci para ver se localizava  o funcionário e qual não foi minha surpresa quando encontro uns cinco homens no térreo mexendo na caixa de fiação/comunicação. Explicaram que estavam fazendo manutenção técnica, por isso estava tudo desconectado, já que estavam substituindo a antiga fiação por nova – dali a uma hora mais ou menos ficaria pronto… Detalhe, a central de atendimento não sabia disso. Um tempo depois a internet voltou e ficou algumas horas funcionando normalmente; eu já ia cancelar a visita técnica quando caiu de novo. Vou lá embaixo e os homens estão mexendo novamente… Testes, testes… Então, lembrei de Mercúrio nessa conexão dúbia com Netuno e que simboliza esse tipo de confusão. Então, é preciso ter paciência e verificar as várias possibilidades do que pode estar acontecendo. Em termos mais pessoais, essas influências podem significar oscilações mentais, dispersão e devaneios que tornam os dias improdutivos, caso não fiquemos atentos. Precisamos incluir na nossa agenda diária aqueles momentos de vaguear à toa, seja física ou mentalmente, para lidar com a inquietude e a dispersão sem que elas se tornem um problema. Damos ao deus aquilo que ele pede de bom grado e então ele não precisará tomar de nós… Mercúrio fica em Leão até o dia 30 de julho, quando entra em Virgem, onde ficará por 42 dias, devido à retrogradação, uma das mais longas dos últimos tempos – de 30 de agosto a 21 de setembro.

Reprodução
Reprodução

Vênus segue o mesmo caminho trilhado por Mercúrio e conversa harmoniosamente com Saturno, mas se desentende com Netuno e Plutão. Isso sugere que primeiro queremos estabilidade e tranquilidade nas relações, mas depois ficamos em dúvida porque a pessoa diante de nós não é exatamente aquilo que sonhávamos em nossos sonhos dourados… Há propensão também a criarmos expectativas altas demais quanto às pessoas, quanto às relações ou quanto aos rendimentos dos investimentos que queremos fazer, portanto, é melhor nos precavermos e prestarmos atenção a nós mesmos para identificarmos quando fazemos isso – isso evitará muitos dissabores e decepções ali na frente! Vênus fica como foco de um Yod-Dedo de Deus por um dia (sexta-feira), fazendo quincunce separativo a Netuno e aplicativo a Plutão, um dia que pode ser crítico para os relacionamentos e investimentos materiais e que vai requerer maior cautela nessas áreas – evitar ações precipitadas ajuda bastante!

full moon capricornio - three rivers deep
Three Rivers Deep – Reprodção

A Lua abre a semana na fase Corcunda, já super grávida no Céu. É Cheia na terça-feira, às 19h56min no horário de Brasília e às 23h56min no horário de Lisboa, a 27°401 de Capricórnio. Segue cheia de ideais humanitários por Aquário e torna-se Disseminadora em Peixes no sábado. Fecha a semana já em Áries, tornando o domingo um dia dinâmico e particularmente ativo. Conversa com todos os demais corpos celestes na sua jornada relacional.

Mike Campau - reprodução
Mike Campau – reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 18 de julho – A Lua está em Capricórnio, Corcunda e prestes a ser cheia. Hoje ela faz quincunce a Vênus e Mercúrio em Leão, além de conversar reservadamente com Netuno em Peixes e unir-se mais tarde a Plutão. Segundona começa e lá vamos nós nos arrastando para mais uma semana, um dia de trabalho… Certo? ERRADO! Hoje é dia de trabalhar, MUITO! Focada e resolutamente, a despeito das agulhadas de dúvidas que algumas brincadeiras ou mesmo alguma preguiça retardada da domingueira possam nos trazer – na verdade, é hora de recuperar o tempo que porventura tenhamos perdido e nos concentrar com afinco em nossos objetivos! Ao invés de lamentar a montanha de trabalho e a renúncia do brincar, podemos tornar o próprio trabalho a grande brincadeira! Quem disse que não pode ser divertido? Quem disse que tem que ser sisudo e austero? Ao contrário, o trabalho, mesmo aquele que não é a nossa grande paixão, pode se transformar em algo a que nos entregamos de corpo e alma, pelo qual damos o nosso melhor, com o qual nos comprometemos decididamente. Não pelo chefe, não pelo cliente e não somente pelo dinheiro que paga as contas e a sobrevivência, não apenas pelos objetivos de ordem material, mas por aquilo que ganhamos com ele num sentido mais amplo, por aquilo que nos tornamos quando damos nosso melhor: pessoas melhores que ultrapassam suas dificuldades, vencem desafios e vencem a si mesmas ao vencer suas fraquezas, defeitos, preguiça e hesitação. Como diz John Ruskin, “a maior recompensa do trabalho, não é o que ganhamos com ele, mas aquilo em que ele nos transforma”.

Reprodução
Reprodução

E a criatividade, por que tem que ser antagônica com o trabalho, mesmo naquelas atividades mais previsíveis e rotineiras? A criatividade não quer dizer, sempre ou necessariamente, pintar e bordar, mas antes, é colocar nosso jeito único, nossa alma, naquilo que estamos fazendo, o que quer que seja isso. E por que não citar Freud? “Não posso imaginar que uma vida sem trabalho seja capaz de trazer qualquer espécie de conforto. A imaginação criadora e o trabalho para mim andam de mãos dadas; não retiro prazer de nenhuma outra coisa.” Assim, se nos faltava encorajamento para arregaçar as mangas e abraçar a segundona com galhardia, agora não falta mais! É dia de transformar nossa visão e nosso sentimento em relação ao nosso trabalho, para que ele nos traga mais satisfação e alegria, mesmo que ainda não seja aquilo que realmente gostaríamos de fazer. Enquanto não encontramos isso, damos o nosso melhor no que fazemos hoje – o que isso faz de nós? Indivíduos íntegros e conscientes de terem dado e feito seu melhor! !

Reprodução
Reprodução

TERÇA-FEIRA, 19 de julho – Mercúrio está hoje em trígono a Saturno em Sagitário, quincunce a Netuno e sesqui-quadratura a Quíron e seria a vedete do dia, não fosse pela Lua ficando Cheia à noite, em trígono a Júpiter e quadratura a Urano. A Lua fica vazia depois da oposição ao Sol, às 19h56min. O dia está inspirado de uma inspiração pragmática e realista, de um idealismo que podemos por em prática. Além disso, nosso pensar está sério e concentrado em assuntos também sóbrios e importantes. De modo geral, a influência é favorável para nos aplicarmos a tarefas que exijam concentração, foco e primor, as quais executamos até o fim. Mas há algumas influências que podem perturbar toda essa ordem, se não incluirmos poesia, imaginação e criatividade em todos esses planos: então, ao invés de um trabalho bem elaborado e refinado, poderemos ter algo inconcluso, caótico, de resultados duvidosos. Pode ser um dia bom também para organizarmos nosso ambiente de trabalho, nossos planejamentos e objetivos de longo prazo, desde que mantenhamos o foco, pois contraditoriamente, também há propensão a divagar em fantasias e devaneios irrealizáveis que dispersam a mente. Em termos práticos, há propensão a problemas na comunicação, falhas nas conexões de internet e problemas com tecnologia em geral. A Lua Cheia, já à noite, traz a culminação de um ciclo focado na nutrição da vida, na estruturação dos vínculos emocionais e amorosos, nutrição que nos ajuda a subir a escada das nossas ambições. Agora precisamos adicionar a responsabilidade por nós mesmos e nossas necessidades emocionais, ao invés de esperar que outros venham supri-las. A Lua Cheia ocorre em quadratura separativa a Urano, o que significa que traz em seu bojo, a possibilidade de integrarmos e conciliarmos demandas familiares, profissionais, ao mesmo tempo em que ousamos focar em nossa busca pessoal por maior liberdade e autonomia. Os dilemas que vinham se fazendo notar nas últimas semanas de maneira indireta, agora se clarificam com o estrondo de fogos de artifício mentais: Eureka! É isso! Tanto podemos ouvir a ficha caindo dentro de nós, quanto podemos ter um momento de epifania e perceber o que podemos fazer, quais são as saídas possíveis para integrar essas forças e dar-lhes a devida expressão! Fique atento às iluminações do dia de hoje! E não se iluda: elas podem vir disfarçadas de crises e conflitos!

Reprodução
Reprodução

QUARTA-FEIRA, 20 de julho – Vênus em Leão está em trígono pleno a Saturno em Sagitário hoje, mas também muito próxima do quincunce a Netuno. A Lua ingressa em Aquário à 00h11min, de onde se opõe a Vênus no fim do dia. A Lua também faz sextil a Saturno. A criatividade fica mais consistente, assim como a expressão dos nossos valores e desejos hoje. Conscientemente encaramos as relações com mais realismo e nos conscientizamos de que estabilidade também é um valor para nós. Contudo, ainda precisamos lidar com anseios não expressos e não clarificados, que talvez contradigam esses valores conscientes; ainda corremos o risco de criar expectativas irreais a respeito das outras pessoas com quem nos relacionamos e precisamos vigiar isso, para que não minem a construção e estruturação das relações que viemos cultivando nos últimos meses. Somado a isso, o fim do dia acentua algumas dessas contradições e questiona alguns dos valores que achávamos que já tínhamos clarificado. De modo prático, o dia favorece contatos sóbrios e socializações que não requeiram muita intimidade, especialmente física – nada de grude, por favor! Os investimentos também precisam ser conservadores e baseados na lógica e naquilo que já foi testado e que se provou confiável.

Reprodução
Reprodução

QUINTA-FEIRA, 21 de julho – A Lua Aquariana faz oposição ao Mercúrio Leonino e depois se indispõe com Júpiter em Virgem, mas se harmoniza com Urano em Áries. Fecha a noite fazendo quadratura a Marte em Escorpião e fica vazia depois deste movimento, às 22h57min. Vênus faz quincunce exato a Netuno. O dia está bastante incongruente e até desconcertante. Mente, corpo, espírito e alma estão desalinhados, brigando entre si e isso nos deixa indispostos, física e emocionalmente, irritados conosco mesmos e de maus bofes com o mundo. Há também uma insatisfação indefinível, uma sensação de desalento diante do real, que perde feio quando comparado às expectativas que criamos no passado acerca de nossos talentos e habilidades e que agora pesam um pouco na nossa autoestima ou acerca de situações e pessoas. Consequentemente, isso pode provocar desajustes também nas relações. Talvez demoremos a entender a raiz do problema e até que consigamos isso, podemos azedar nosso dia e o dos outros, portanto, vale ficar atentos a respeito das nossas próprias idiossincrasias, para que elas não criem mais problemas do que aqueles que já temos, os que são reais e não imaginários ou nascidos do nosso enfado de não conseguirmos lidar com nossas próprias inseguranças. Atenção também para não nos confundirmos com a névoa que penetra os desejos e nos faz querer o que não podemos ter, o inatingível, pessoas indisponíveis, o que muitas vezes é uma ótima maneira de não nos envolvermos de verdade com uma pessoa real, livre e disponível para nós.

Tirado de webnell.com - Reprodução
Tirado de webnell.com – Reprodução

SEXTA-FEIRA, 22 de julho – De Aquário a Lua faz quincunce ao Sol Canceriano e entra em Peixes às 05h36min. O Sol volta para casa e ingressa em Leão às 06h31min, iluminando e abrilhantando um pouco mais a vida dos Leoninos-Reis. A Lua faz quadratura a Saturno e conjunção a Netuno (exata no sábado). Vênus é foco de um Yod e Mercúrio está em quincunce pleno a Plutão. O Sol inaugura o período do ano em que nos autorizamos a brilhar, a ser mais criativos e centrar em nós mesmos. O dia está sensível e imaginativo, mas também sujeito a algumas inseguranças e dispersão. Precisamos nos sintonizar com nossos valores básicos, nosso caráter nuclear para não nos perdermos na incerta gerada pelo olhar ou julgamentos alheios ou mesmo pela nossa insegurança interior. Contudo, mesmos os valores básicos estão sob pressão e talvez careçam de clareza hoje ou talvez estejam meio sobrecarregados e coloridos por auto-imagens negativas, portanto, se nos pegarmos em crises de valores ou vacilantes e inseguros, seria melhor não tomar decisões drásticas por hoje e nem levar tão a sério essa voz interior excessivamente severa e julgadora. As oscilações mentais ou emocionais podem ser contornadas se encontrarmos algo que engaje nossa paixão, nossa sensibilidade e de preferência, que não tenha prazos curtos a nos pressionar. Podemos ter momentos de grande concentração e outros de muita dispersão assim, para evitar a improdutividade, podemos, nós mesmos, tirar pequenos intervalos que nos permitam ziguezaguear ativamente, estabelecendo um limite para tanto e, ao fazer isso, energizamos a mente e o trabalho/atividades não se tornam enfadonhos.

Reprodução
Reprodução

SÁBADO, 23 de julho – a Lua faz conjunção a Netuno nas primeiras horas do dia, enquanto se despede da quadratura a Saturno. A Lua passa o dia super ocupada e faz quincunces a Vênus e a Mercúrio em Leão, faz sextil a Plutão, oposição a Júpiter, conjunção a Quíron e sesqui-quadratura ao Sol, aspecto que a faz entrar na fase Disseminadora. O dia continua trazendo uma influencia forte de oscilação de humores, sentimentos, desejos, interesses. A sensibilidade continua aflorada, mais do que nunca e isso nos faz entrar em contato com coisas que não são nossas, inclusive as dúvidas e dilemas dos outros. Podemos nos conectar com a compaixão e a empatia e colocar aos outros em primeiro lugar, pensando no bem do todo… Mas então, uma voz lá no fundo pode sussurrar, em ressentimento, que estamos abrindo mão do nosso tempo em demasia e os nossos próprios interesses ficam em segundo plano; podemos nos vitimizar e anular em função de outros, sem ter clareza de que esperamos, no mínimo, o aplauso e o reconhecimento em retorno e quando isso não vem, ficamos frustrados e mal humorados. E então, sem perceber, podemos nos tornar críticos e destrutivos, atacando àqueles mesmos que nos propusemos ajudar, numa dinâmica perversa que os faz afundar – junto conosco – ao invés de trazê-los à superfície… O resultado é o caos emocional e também concreto. Tudo isso se estivermos inconscientes de nossas motivações mais profundas. Do contrário, se reconhecemos todas essas vozes internas e fazemos escolhas conscientes, podemos fazer os sacrifícios (seja de tempo, coisas, energia, etc) conscientemente, em nome do todo sim, mas sem a necessidade da autossabotagem ou da dinâmica da culpa.

Reprodução
Reprodução

DOMINGO, 24 de julho – A Lua Pisciana está conjunta a Quíron e depois faz trígono a Marte em Escorpião, ficando fora de curso depois, às 04h07min. Ingressa em Áries às 09h33min, de onde faz um inspirado trígono ao Sol. Vênus está em quincunce exato a Plutão. O sono é mais profundo e reparador na noite de sábado para domingo – para os mais caseiros. Para os baladeiros, convém pegar leve nos drinques e substâncias em geral porque nosso senso de controle e limites está meio roto e capenga e podemos afundar no escapismo fácil dos tragos a mais, que apenas adiarão o confronto com nossos dilemas. O dia, por outro lado, fica mais dinâmico e ativo e pede atividades ao ar livre e que primem pela liberdade de ação e de movimento e que permitam gastar a energia de alta voltagem que temos hoje. Cronogramas rígidos ou fechados não são recomendados porque ou apenas criarão irritações ou terão que ser revistos por inteiro, pois há muita impaciência, pressa e impulso e tendência a imprevistos de última hora. Esportes, aventuras, trilhas campestres, visitas ao parque e passeios ao ar livre em geral estão todos favorecidos! Tudo muito adequado a um domingo energético e dinâmico! Vamos aproveitar!

Que sua semana seja de luz, realização e beleza!!

A Semana Astrológica – A Força da Compaixão

Catrin Welz-Stein - Reprodução
Catrin Welz-Stein – Reprodução

Semana de 11 a 17 de julho: Potencial de crescimento e expansão, que precisa trazer em seu bojo, mudanças e inovações!

Semana do Quarto Crescente, que sinaliza um momento em que o impulso de realização fica mais consistente e maduro, enquanto nossos projetos ganham corpo e substância. A Lua oficializa o Primeiro Quarto já na segunda, a partir de Libra, exigindo que o impulso inicial de vinculação amadureça e ultrapasse a fase do mero apego e dependência infantis, indo para relações mais equilibradas, entre iguais.

Configuração Grande Trígono
Configuração Grande Trígono

Nesta semana o Sol forma um Grande Trígono de Água com Marte em Escorpião e Quíron em Peixes e o mais interessante é que todos estes trígonos – Sol-Marte, Sol-Quíron, Marte-Quíron – ficam exatos no mesmo dia, tornando a força deste Grande Trígono ainda mais potente. É momento de percebermos que nossa vulnerabilidade não necessariamente nos torna fracos, pelo contrário, pode agregar a força da compaixão e da empatia e nos lembra, de novo, que somente os verdadeiramente fortes conseguem ser gentis e conseguem proteger ao invés de atacar àqueles que são mais fracos e desamparados. Este Grande Trígono fica formado por toda a semana, indicando que nos próximos dias teremos à nossa disposição uma força gentil e compassiva, um entendimento de que todos temos problemas e isso, ao invés de nos separar, pode, na verdade nos unir. Quíron, aliás, fica super ativado durante toda a semana e isso indica que talvez estejamos mais suscetíveis e melindrosos, dolorosamente cientes de nossas precariedades e transitoriedade… Vale a pena refletir sobre Quíron e as limitações inerentes à condição humana. Como diz o Caetano, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é e nesta semana esses sentimentos agridoces tomam o palco central no nosso coração. Leia sobre mais Quíron.

 Sally Cotton on flickr - Reprodução

Sally Cotton on flickr – Reprodução

Em meio a toda essa sensibilidade o Sol também faz quadratura a Urano e, se por um lado isso ajuda a diminuir a carga excessivamente sentimental dos dias, por outro, adiciona imprevisibilidade às atitudes e a possibilidade de rupturas dramáticas nas relações familiares ou mesmo em questões individuais que não toleramos mais. Pode ser um ótimo momento para dar um basta em nossos próprios apegos e dependências, em nossos receios infantis ou mesmo em atitudes que já deviam ter ficado no passado, mas que ainda carregamos por acomodação ou medo. É um período propício para ousar ser diferentes e expressar nossa individualidade e nossas cores verdadeiras. Reconhecer que, mesmo com insegurança e receio, precisamos seguir em frente, não podemos simplesmente parar o tempo, voltar os ponteiros do relógio para trás, por mais apego que o Caranguejo tenha ao passado… Porque, se insistimos, vem a vida e nos mostra quem pode mais… Quanto mais resistimos, mais doloroso é… Então, abramo-nos às novidades! Podemos nos surpreender até conosco mesmos, descobrindo qualidades que nem sabíamos que existiam! O Sol ainda faz sesqui-quadratura a Saturno em Sagitário, o que complica um pouco as coisas, pois essas inseguranças e medos podem espreitar e nos surpreender em momentos improváveis, impedindo-nos de avançar com as liberações que tanto almejávamos. O negócio é achar um jeito de equilibrar a tradição com as inovações, assim as inseguranças ficam sob controle.

martelo
Configuração Martelo de Thor

Por falar nele, o Velho Saturno é foco de uma configuração chamada Martelo de Thor por toda a semana, entrando pela próxima. Essa configuração é formada por dois planetas em quadratura (ângulo de 90 graus) entre si, ambos também em sesqui-quadratura (ângulo de 135 graus) a um terceiro planeta, que vira foco da configuração. Não é uma configuração tradicional e não é reconhecida por todos os  astrólogos. A sesqui-quadratura corresponde a uma quadratura e meia (90 + 45 = 135) e é um aspecto de manifestação inconsciente. Sue Tompkins, astróloga inglesa, diz que geralmente há a presença de muitas sesqui-quadraturas (forças inconscientes) e trígonos (livre fluir da energia) em mapas de acidentes graves. Como é inconsciente, temos dificuldade de dar livre expressão e agir ativamente sobre ele.

Robby Cavanaugh - Reprodução
Robby Cavanaugh – Reprodução

No caso da configuração, Alice Portman, astróloga australiana, diz que é um padrão difícil, porque tende a sugerir criticismo severo dos outros, adicionando grande tensão interna. Essa tensão é jogada sobre o planeta que é o foco da configuração, o qual precisa ter pelo menos um aspecto fluente para dar vazão à referida tensão. Sendo um aspecto que sugere inconsciência, o criticismo de que nos sentimos vítima e que é percebido externamente é, a meu ver, originário nas dinâmicas internas, em que um censor ou juiz severo compactua para atrair uma audiência igualmente severa que exponha aquelas falhas que identificamos em nós. Assim, há uma grande pressão e a própria ideia de um martelo sugere pressão repetida sobre um mesmo ponto, que pode levar à exaustão ou a uma ruptura abrupta e inesperada. Outros astrólogos sugerem comportamentos extremistas (incluindo o potencial para a violência ou explosões) na semana em que ocorre a configuração ou mesmo em indivíduos que trazem essa formação no mapa natal. Neste caso, temos o Sol em Câncer em quadratura a Urano em Áries, ambos em sesqui-quadratura a Saturno em Sagitário – ou seja, três camaradas que naturalmente já não se dão muito bem e que têm questões a resolver, algumas delas, indiretas e não muito claras. Assim, a tensão e a pressão geradas pela necessidade de mudança interna e externa (Sol-Urano), descambam sobre o controlador e defensivo Saturno – que não quer mudar de jeito nenhum! Em termos práticos e mundanos, podemos ver indivíduos, grupos e instituições recorrerem a fanatismos, dogmatismo e doutrinação extremista e ultra-conservadora quando se virem pressionados por segmentos sociais mais modernos ou liberais. O resultado pode ser, portanto, o inverso do inicialmente esperado, ou seja, um recrudescimento do controle e o retrocesso de questões cruciais. Vamos observar!

Tirado de Abduzeedo - Reprodução
Tirado de Abduzeedo – Reprodução

Depois de também fazer trígono a Quíron, Mercúrio entra em Leão, reinado do Sol, na quarta-feira, dia 13. Lá fará conjunção a Vênus, que ingressa em Leão um pouco antes, na segunda-feira. Mercúrio em Leão fala muito de si mesmo e o “auto-interesse” deste posicionamento é famoso. Suas visões e percepções são altamente subjetivas e demora muito para que a pessoa perceba que nem todos compartilham de sua forma de pensar ou que o mundo lá fora não é exatamente igual ao que ele pensa. De modo geral, Mercúrio em Leão se expressa com confiança que, dependendo dos aspectos gerais, pode chegar ao autoritarismo. Orgulhoso, muitas vezes banca o “sabe-tudo”, irritando aos outros que ele presume não saberem nada. Mas às vezes, essa atitude “sabe-tudo” na verdade esconde uma grande insegurança e o receio de passar despercebido ou de ficar apagado enquanto outros brilham. A comunicação costuma ser dramática, a voz costuma ser enérgica e soar autoritária. Como qualidade favorável, não se pode esquecer que este é um posicionamento extremamente leal e, a não ser que este Mercúrio esteja muito mal aspectado por planetas pesados, dificilmente será dado a fofocas ou a falar mal dos outros, especialmente se estes “outros” forem seus amigos ou fizerem parte de seus círculo mais próximo. Durante os trânsitos de Mercúrio por Leão é comum um aumento de notícias envolvendo a realeza ou o setor bancário e joalheiro.

Coco Chanel, que tinha Vênus e o sol em Leão
Coco Chanel, que tinha Vênus e o sol em Leão

Já Vênus em Leão é orgulhosa e vaidosa por natureza. Além de se cuidar muito bem, pois detesta ser vista sob luzes negativas que desfavoreçam sua presença, também precisa admirar e se orgulhar do parceiro/a. Sim, ela vai se apaixonar por alguém à sua altura ou acima dela, se não houver admiração, não haverá atração, menos ainda, amor. Ela gosta de ser mimada e regalada, cortejada ricamente, com belos presentes e também com pompa e circunstância. Charmosa, classuda e elegante (a não ser que outros aspectos discordem ou sugiram ostentação), é preparada para circular em palácios e ambientes de grande estilo e poder – veja o exemplo de Coco Chanel, que tinha Vênus e o Sol em Leão e que fundou uma das grifes mais caras do mundo, sinônimo de classe e elegância! E sim, ela adora o poder! Adora uma bajulação e adora bajular, mas detesta falsidades! Sabe ser magnânima e generosa com aqueles que lhe são fiéis, assim como sabe ser, ela mesma, indiscutivelmente leal. Os romances serão dramáticos e trágicos porque ela gosta de grandeza, inclusive dos grandes sentimentos – aliás, romance é essencial, com cenários montados e mágicos e tudo o mais a que ela tem direito. Mesquinharia, não, please!!! Como os outros signos fixos (menos Aquário), há tendência à possessividade, especialmente com o Sol, regente dessa Vênus, trafegando Câncer – Câncer não é possessivo em si mesmo, é mais uma posse que nasce da carência e do medo do abandono. Tendo grande senso estético, Vênus em Leão é um ótimo posicionamento para o mundo das artes em geral, especialmente para o teatro e o cinema – onde, de quebra, ela também pode aparecer sob as luzes da ribalta em todo o seu esplendor! Em termos financeiros, é um bom posicionamento para negociantes de ouro, pedras preciosas, jóias em geral e também para o setor bancário, além de tudo o que tenha grife e seja sinônimo de luxo e realeza

Reprodução
Reprodução

Marte, agora direto, gradativamente vai recuperando força e velocidade para refazer alguns contatos pela terceira vez. Um desses contatos é o quincunce a Urano em Áries, um aspecto que fala de inconstância, imprevisibilidade, de atitudes erráticas e impulsivas, ou seja, um aspecto que carrega, em si mesmo as qualidades de Urano e também de Marte. Marte e Urano são ambos impulsivos e um tende a energizar o outro, seja de forma harmônica ou tensa. Assim, nossa energia executiva pode sofrer bastante nesta semana, pois estamos muito impacientes, rebeldes e, inconscientemente, suscetíveis à precipitação, o que pode causar problemas nas relações, já que podemos soar mais rudes, abruptos ou mesmo mais insensíveis do que imaginávamos. Temos também dificuldade de medir nossa força e assim, uma hora forçamos a barra empenhando força excessiva no que fazemos, e em outra, quando deveríamos agir mais energicamente, falhamos em aplicar nossa força mais consistentemente. Precisamos estar cientes de quais incongruências internas originam nossa inconstância e impaciência, para talvez nos antecipar e sanar problemas potenciais – de toda forma, em se tratando de Urano, não conseguimos ser previsíveis, portanto, este é um aspecto famoso por acidentes e fatalidades. Em se tratando de Marte-Urano, também há propensão a explosões de fúria intercalados por períodos de frieza glacial. Se nos sentimos inquietos por demais, precisamos achar uma válvula de escape onde jogar e conter nossa inquietude: esportes, atividades físicas e dança podem ajudar.

Reprodução
Reprodução

A Lua abre a semana inaugurando a fase do Primeiro Quarto, em Libra. Adensa os objetivos em Escorpião, sensibilizando-se ao participar do Grande Trígono em Água junto com Marte, Sol e Quíron. Torna-se Corcunda em Sagitário, fechando o domingo já em Capricórnio.

Reprodução
Reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 11 de julho – A Lua Libriana faz quincunce a Netuno em Peixes e sextil a Saturno em Sagitário. Mais tarde ela faz quadratura a Plutão em Capricórnio e formaliza a fase do Primeiro Quarto às 21h52min, ao fazer quadratura ao Sol Canceriano. O Primeiro Quarto acontece num clima de Grande Cruz Cardinal, envolvendo Urano e Plutão. Mercúrio faz quadratura a Urano e sesqui-quadratura a Saturno, ambos os aspectos exatos hoje. O dia está dinâmico e cheio de atividades que nos puxam em várias direções. Conflitos e crises diversos podem estourar em várias frentes: pessoais, relacionais,  familiares e profissionais, demandando ação certeira e resoluções rápidas, além da gestão dos conflitos, internos e externos. Não há tempo para indecisão e hesitação e se vacilarmos, seremos patrolados por outros mais sintonizados com o clima em questão. Sim, hoje temos que trocar o pneu com o carro em movimento, porque qualquer demora poderá nos fazer perder as vantagens que tínhamos conseguido anteriormente. Precisamos perceber quais de nossas atitudes, pensamentos, opiniões ou conceitos precisam de repaginação; onde ganharemos muito se ampliarmos nosso escopo de visão e de atuação… Se não percebermos por bem, teremos as coisas “desenhadas” ou, melhor dizendo, esfregadas na nossa cara. É hora também de amadurecer nosso impulso inicial: a energia que colocamos em vários projetos precisa ser maturada e os projetos agora enfrentam crises e desafios que testam sua validade e também o nosso empenho… Até onde estamos dispostos a ir para realizá-los? Parte dessa crise tem a ver com crescer e abrir mão de apegos e melindres, de sensibilidades desnecessárias e comportamentos imaturos nas relações e diante do mundo como um todo. PS: Não vale entrar em curto circuito – não há tempo para isso!

Rebecca Dautremer - Reprodução
Rebecca Dautremer – Reprodução

TERÇA-FEIRA, 12 de julho – Vênus ingressa em Leão às 02h34min. De Libra a Lua faz oposição a Urano em Áries e quadratura a seu tutelado, Mercúrio em Câncer, que vira foco de uma T-Square. A Lua fica vazia às 12h02min, depois da quadratura a Mercúrio mas ainda se irrita severamente com Quíron em Peixes. Ingressa em Escorpião às 17h53min, de onde faz quadratura à Vênus Leonina. Depois do dia puxado que tivemos ontem, demoramos a “desligar” e a cabeça segue a mil por hora, inquietações e ansiedade prejudicando o sono. Começamos o dia começa então, já meio tensos e predispostos ao confronto, com quem quer que seja. Mas o principal confronto ainda é conosco mesmos: o que escolhemos? Escolhemos privilegiar nossos desejos e objetivos pessoais, ou cedemos em nome da paz e da harmonia? Mas e daí, se cedemos, conseguiremos ficar em paz conosco ou nos sentiremos uma barata? O essencial aqui é ser honesto consigo próprio e achar o equilíbrio devido na relação com o outro e com o mundo. De qualquer maneira, apesar de toda a tensão e da pressão interna que sentimos, o dia oferece ótimos aprendizados sobre nossa capacidade de fazer escolhas. E escolhas, mesmo quando parecem erradas, trazem lições importantes sobre o que é valoroso para nós. O que é que motiva nossas decisões? Qual é nosso ponto de partida? Quando temos isso claro, decidir já não é tão complicado e mesmo que tais decisões sejam antipáticas para outros, estamos preparados para lidar com as consequências, damos conta de arcar com seu peso. À noite as interações ficam mais carregadas e profundas. Há propensão a ciúmes e possessividade e se não mantemos nossas inseguranças em cheque, podemos iniciar novos conflitos com a/o bem amada/o. Tendência a excessos à mesa ou nos gastos.

Tomaz Alan Kopera - Reprodução
Tomaz Alan Kopera – Reprodução

QUARTA-FEIRA, 13 de julho – A Lua está em Escorpião e faz trígono a Netuno em Peixes. O Sol forma um Grande Trígono com Quíron em Peixes e Marte em Escorpião, que vira a noite em quincunce exato a Urano. Mercúrio ingressa em Leão às 21h47min. Dia de profundezas emocionais, favorável para trabalhos densos que exijam grande concentração e estamina física, mental e emocional. Ótimo também para aprofundamentos terapêuticos e viagens ao centro de si mesmo. Os contatos são poucos, mas significativos. Estamos seletivos e escolhemos com cuidado nossos interlocutores, tanto pela importância das revelações, do peso das informações, quanto porque não temos interesse em discutir amenidades e superficialidades. De modo geral, o dia sugere o livre fluxo dos sentimentos, a conexão profunda com a vida ao redor e com pessoas que nos são caras, a ponto de termos experiências telepáticas. Bem utilizadas, essas influências ajudam a estreitar relações e laços. Do contrário, pode ser usada para chantagens emocionais e dramas fúteis e dispensáveis. Há ainda uma tensão acumulada, uma inquietude e pressão que não conseguimos definir, mas que podem causar problemas, caso não lidemos com elas adequadamente. Essas tensões exigem cautela no trânsito e em quaisquer outras situações que envolvam algum tipo de risco, como o manuseio de ferramentas ou máquinas pesadas – o risco de acidentes, explosões emocionais e acessos de raiva existe e é alto.

Molly Strohl, on Flickr - Reprodução
Molly Strohl, on Flickr – Reprodução

QUINTA-FEIRA, 14 de julho – Marte fica algumas horas em quinunce exato a Urano na virada da meia-noite – de quarta para a quinta. A Lua Escorpiana faz sextil a Plutão e a Júpiter e mais tarde ela se junta a Marte no quincunce a Urano, enquanto também entra na dança amorosa do Grande Trígono de Água formado por Sol-Marte-Quíron. A Lua fica vazia depois da conjunção a Marte, às 19h23min. A quadratura Sol-Urano está quase plena. Há um clima básico de cisão interna que nos arrelia e inquieta: parte de nós quer navegar nas águas densas da cumplicidade com o outro, dando livre curso à nossa compaixão e sensibilidade… Mas um outro lado percebe a sensibilidade como fraqueza  dissocia-se dos sentimentos e sensações, encastelando-se em conceitos abstratos e explicações ininteligíveis para reles mortais… A liberação de energia também é inconstante, hora estamos animados e ora estamos indispostos, de modo que o trabalho pode sofrer com isso. Impaciência e inquietude tiram o pior de nós e quando menos percebemos somos rudes ou mesmo grosseiros, estragando oportunidades ou projetos que levamos muito tempo cultivando… Mas tudo depende do gerenciamento que fazemos de nossas emoções, sentimentos e impulsos. Tudo depende de como gerimos o poder dos sentimentos, os nossos e os dos outros. Nós os contemos ou somos controlados por eles? Como usamos este poder? Para ferir e humilhar? Para curar e transformar? Usamos para nos aproximar das pessoas ou para manipulá-las? Aprofundamos as relações ou apenas as manobramos? Podemos expandir nossos sentimentos (os bons e os maus), podemos ampliar o seu poder, podemos ampliar o nosso poder, mas é essencial sabermos para quê, pois não podemos nos eximir das responsabilidades implicadas.

bloglovin1SEXTA-FEIRA, 15 de julho – A Lua abre o dia vazia em Escorpião. Ingressa em Sagitário às 06h14min, de onde se harmoniza com Mercúrio e Vênus. Finda a noite já próxima à conjunção com Saturno. O Sol está a menos de um grau da quadratura a Urano. O dia está mais leve, embora cheio de expectativa. Subjacente a toda a leveza e bom humor, a inquietação espreita e uma sensação de ameça nos cerca… Sabemos que logo algo nos será exigido e estamos tentando ganhar tempo… Mas hoje também ganhamos insights que podem nos ajudar a explorar novas possibilidades. Inclusive de como lidar com o novo e as novas estradas que se abrem diante de nós. Ao invés de temer, por que não trazer à tona nossos espírito de aventura, nosso lado mais explorador e encarar tudo como uma grande brincadeira? Quer abracemos, quer resistamos, a vida acontece, à nossa revelia “comigo” ou “sem migo”… E já sabemos que é muito mais divertido, produtivo, significativo e estimulante se participamos ativamente do processo, certo? Então, para quê resistir? Já sabemos que é inútil! Portanto, é dia de olhar para o futuro, essa estrada que se descortina à nossa frente e perceber o que ela pede de nós. Em termos gerais, o dia está mais leve e colorido, mais venturoso e animado, de modo que nos sentimos mais confiantes e otimistas para enfrentar os desafios que nos aguardam.

Brooke shaden Photography - Reprodução
Brooke shaden Photography – Reprodução

SÁBADO, 16 de julho – O Sol está em quadratura exata a Urano e em trígonos a Marte e Quíron, também quase exatos. A Lua faz conjunção a Saturno e sesqui-quadraturas sucessivas ao Sol – torna-se Corcunda – e a Urano, virando foco, junto com Saturno, de uma configuração Martelo de Thor. E hoje é dia de… Mudar! E ousar! E ao ouvir isso o Caranguejo saiu em disparada em seu movimento lateral e se escondeu na sua toca, jurando nunca mais sair… Mas para quê tanto drama e receio? Medo de quê? De mudar, de sair da nossa zona de conforto, como dizem por aí… O dia (e a semana) pede que saiamos da rotina insossa, que façamos algo diferente e inovador, que criemos coragem para jogar fora aquelas atitudes (e otras cositas mas) velhas e rançosas que já não causam nenhuma emoção positiva no nosso coração. O que é requerido de nós hoje é que nos conscientizemos do desejo de mudança que preenche nossa alma, mas que o ego jura que não sente. Que vamos ao encontro do inusitado, que ventilemos a vida e a enchamos de novos ares! É isso ou podemos nos confrotnar com todo tipo de problemas chatos e esquisitos por aí: conflitos de ego; gente cerceando nossa liberdade ou desobedecendo descaradamente (como ousam???) nossas ordens/instruções; acidentes que não precisariam acontecer, caso estivéssemos mais atentos à nossa inquietude… Reconheçamos nosso desejo de liberdade, de expressarnos autenticamente, de sair da rotina, para variar… Mesmo dentro das estruturas existentes, às vezes é possível fazer mudanças formidáveis. O principal é descobrirmos o que nos incomoda em nós mesmos, na nossa vida atual e atividades em geral. Identificado o problema, tomar atitudes para mudar o estado de coisas que o criam. Em termos práticos, o dia está sujeito a muitos imprevistos, surpresas, oscilações de humor, alterações abruptas de planos, colapsos e avarias em maquinários em geral, problemas com computadores e sistemas de tecnologia. Como lidar com isso? Com muita flexibilidade e bom humor!  😀

Jon Jaylo - Reprodução
Jon Jaylo – Reprodução

DOMINGO, 17 de julho – O Sol faz trígonos exatos a Marte em Escorpião e a Quíron em Peixes e Marte, por sua vez, também faz um trígono pleno a Quíron, de modo que temos formado um Grande Trígono de Água exato por minutos (menos de um grau). O Sol ainda está muito próximo da quadratura a Urano e os dois estão em sesqui-quadratura a Saturno. A Lua Sagitariana faz trígono a Urano e fica vazia após esse aspecto, às 05h58min. Ao longo do dia ela ainda faz quadratura a Quíron e quincunce ao Sol e ingressa em Capricórnio às 16h33min. Depois de toda a polvorosa do sábado, dos imprevistos e surpresas, o domingo traz um pouco de calmaria que chega  doce e suaviza o coração. Estamos reflexivos e buscando o sentido maior de tudo o que passamos, tentando apreender qual o próximo movimento, onde a próxima aventura nos levará. Além do clima filosófico, sentimos uma abertura psíquica que nos coloca em contato com um lado mais sensível e que nos permite integrar nossa maior fortaleza com nossa vulnerabilidade, de modo que ficamos menos arrogantes, mais gentis, mas também mais inteiros. Em termos práticos, o dia está sensível e favorável aos encontros com pessoas mais íntimas, em quem confiamos e com quem nos sentimos à vontade para ser nós mesmos, sem máscaras ou defesas. Nesse clima de profunda intimidade e apoio mútuo, um pode jogar luz sobre os dilemas do outro, e então ganhamos em perspectiva, tendo a visão externa do outro. Um cuidado porém: como essa influência é muito passiva, talvez acabemos por não utilizá-la e nos afinamos mais com as incongruências do dia… Essas incongruências sugerem falta de tato e insensibilidade, que podem contradizer nossas melhores intenções.

Que sua semana seja de inovação, sensibilidade e amorosidade!

Catrin Welz-Stein - Reprodução
Catrin Welz-Stein – Reprodução

A Semana Astrológica – Tempo de sentir!

Reprodução
Reprodução

Semana de 04 a 10 de julho – Tempo de renovação dos sentimentos, renovação dos propósitos e da vida!

A semana já começa com uma Lua Nova, novinha em folha! A Lua Nova de Câncer que ocorre na segunda-feira, dia 04 às 08h01min no horário de Brasília e às 12h01min no horário de Lisboa. O ciclo de Câncer é o período que nos chama a viver nossos sentimentos, a expressar nossa sensibilidade, sem nos afogar nela, sem recorrer aos dramas desnecessários. É o período de nos conectar com nossa criatividade mais profunda, com o poeta e a parteira em nós, com o arquétipo da mãe e do seu bebê… E você como anda a sua maternagem? Já aprendeu a ser mãe para seu bebê faminto? O coração fica florido de amorosidade – vamos vivê-la? Proponho um desafio: Vamos tentar ser mais afetuosos, não só com aqueles próximos a nós, mas com todas as pessoas que encontrarmos em nosso caminho, mesmo aquelas com quem temos dificuldades? Sejamos gentis também com nosso planeta, que tanto nos dá e que só recebe de volta o descarte do nosso lixo… Amorosidade com a vida!

John Brosio - Reprodução
John Brosio – Reprodução

O Sol enfrenta por estes dias o poder de Plutão através de uma oposição. Aliás, Mercúrio entra junto nessa briga, uma vez que faz Conjunção Superior ao Sol no mesmo dia da oposição a Plutão. Esta oposição vem nos lembrar dos desafios crus e viscerais que os Cancerianos (e também Arianos, Librianos e Capricornianos) do segundo decanato de Câncer estão enfrentando: uma morte simbólica, tão dolorosa, que por vezes se pensa que estamos morrendo de verdade. Vemos nosso mundo ruir e desmoronar e descobrimos que já não somos quem pensávamos ser! Precisamos identificar o que morreu em nossas vidas para que possamos proceder com o renascimento e a regeneração. É difícil mas assim como a serpente, precisamos trocar de pele muitas vezes. E… Pasme! O caranguejo também troca de casca! No vídeo abaixo você pode ver um caranguejo trocando o exoesqueleto, ou, dito de outra forma, parindo a si mesmo, por assim dizer, abandonando a casca antiga e saindo para o mundo com uma roupagem novinha em folha!

Esta é uma semana sujeita a conflitos de poder, colapsos e desarranjos na área familiar; conflitos internos intensos quanto ao eixo família-trabalho e colapsos em geral que podem nos deixar na mão na hora mais inadequada, somente para nos obrigar a ver que podemos viver e passar sem a tal coisa e, a partir disso, percebemos que está na hora de deixar as velharias para trás – sim, são colapsos necessários! As ideias precisam passar por transformações e nossos propósitos também.  O Sol também se afina com Júpiter, sugerindo maior otimismo e a oportunidade de revisar estes propósitos, refinando-os para nos certificarmos de que estamos no caminho certo. Este aspecto também nos enche de idealismo e generosidade, que precisa ser filtrado para que não apostemos cegamente que tudo vai dar certo sem esforço – não é bem por aí, ainda precisamos fazer nossa parte! O melhor disso tudo é que conseguimos perceber o caminho, a visão maior daquilo que realizamos e isso é importante para entendermos o processo e o nosso papel dentro dele.

Reprodução
Reprodução

Mercúrio em Câncer fica mais sensível e amável ao contactar Netuno por trígono – a mente acessa formidável criatividade e a comunicação fica mais compreensiva, já que estamos mais empáticos, altruístas e generosos. Contudo, em alguns momentos tanta empatia e altruísmo pode nos pesar um pouco, e nos descobrimos fazendo algum melodrama ou tramando alguma estratégia indireta para nos safar de compromissos que antes pareciam razoáveis, portanto, precisamos ter clareza da necessidade de independência para não nos asfixiarmos com as regras obrigações que nós mesmos criamos. Mercúrio faz uma Conjunção Superior (o Sol fica entre a Terra e Mercúrio) ao Sol e fica algumas horas em conjunção Cazimi entre a quarta e a quinta-feira. Mercúrio entra na fase Epimeteus de seu ciclo, a fase em que colhemos os resultados de todas as experiências e experimentações feitas e vividas desde nove de maio, quando da última Conjunção Inferior (com mercúrio entre a Terra e o Sol)… Estas últimas semanas foram de correr riscos e aventurar-nos na experimentação de novas idéias e conceitos. Agora verificamos quais são seus resultados e colhemos estes resultados. A conjunção Superior de Mercúrio e Sol se dá no grau 16 de Câncer (15 – 15°59’). O Símbolo Sabiano destre grau coloca a imagem seguinte: “uma pessoa estudando uma mandala diante de si, com a ajuda de um livro muito antigo”. Segundo Lynda Hill, este símbolo nos fala da capacidade de entender sistemas complexos e aplicá-los na vida diária, de perceber saídas alternativas e criativas para os impasses que vivenciamos, os paradigmas que atualmente nos aprisionam e que já exaurimos. Mas não se trata de abandonar a tradição, antes, temos que honrá-la e decifrar seus significados ainda não compreendidos suficientemente, assim conseguimos interpretar seu sentido, descobrindo as respostas que precisávamos para as próximas dez semanas.

Reprodução
Reprodução

Depois de morrer e renascer no confronto com Plutão, Vênus agora nos faz despertar para novos valores e uma maior flexibilidade na vivência de nossas relações afetivas e na gestão dos nossos bens. Esta semana promete ser bastante romântica e apaixonada, visto que Vênus faz trígono a Marte em Escorpião e forma um Grande Trígono em Água, já que também se harmoniza com Quíron. Mas essa quadratura a Urano pode significar que temos que lidar com alguns desafios na livre expressão da afetividade. Encontramos a pessoa certa, mas não é o momento certo e ela “é tirada” de nós, de alguma forma (sentimos que ela é tirada se estamos por demais inconscientes dessas ambivalências) – talvez até nos envolvamos em algum triângulo amoroso que testa que testa nosso desapego e civilidade. Temos que deixar ir. E aqui nos lembramos aquela frase de Richard Bach: Se amamos algo, deixemo-lo livre. Se voltar, é porque é nosso, se não voltar, nunca foi. No meio disso tudo, Esse idílio amoroso entre Vênus e Marte fica atrapalhado porque se Vênus faz quadratura a Urano, Marte faz quincunce a ele, exato semana que vem… Realmente, o amor é recíproco, mas a ocasião talvez nos deixe na mão… Tenhamos paciência, haverá outras oportunidades e outros encontros mais venturosos… Outra maneira possível de essa configuração se manifestar é no velho dilema de nos sentirmos divididos entre a intimidade de uma relação amorosa e preservar nossa liberdade e individualidade… Essa é velha e já sabemos que é possível achar conciliação!

Wednesdaym0rning - Reprodução
Wednesdaym0rning – Reprodução

A semana é colorida por um Grande Trígono de Água formado por Vênus em Câncer, Marte em Escorpião e Quíron em Peixes. Com o passo rápido de Júpiter em Virgem, esse Grande Trígono torna-se uma Pipa. Por falar em Júpiter, também temos outra configuração formada por toda a semana, um Triângulo Místico (duas oposições, dois trígonos e dois sextis) entre Júpiter e Plutão e Sol-Mercúrio e Netuno (trígonos); Sol-Mercúrio fazem sextil a Júpiter e Netuno também faz sextil a Plutão. Todas essas configurações tornam a sensibilidade mais aguçada e aflorada e, além de propiciar maior empatia e proximidade com nossos pares, amigos, amantes, familiares, também nos permite grande dinamismo na resolução de problemas e situações diversas que formos encontrando ao longo dos dias. Júpiter é ponto focal, crucial na expressão de todas essas energias e simboliza que precisamos ter fé, generosidade, entusiasmo, sem tirar os pés do chão, porque esse otimismo precisa ser centrado na realidade.

Reprodução
Reprodução

A Lua é Nova já na segunda-feira, inaugurando o ciclo Canceriano. Entusiasma-se em Leão, torna-se Crescente em Virgem e fecha o domingo já em Libra, buscando equilíbrio e beleza! Nessa jornada ela conversa com todos os demais corpos celestes, harmoniosa ou belicosamente.

Christian Schloe Digital Art - Reprodução
Christian Schloe Digital Art – Reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 04 de julho – A Lua Canceriana, poderosa em seus domínios, faz conjunção a Mercúrio, quincunce a Saturno em Sagitário e trígono a Netuno em Peixes, para depois fazer conjunção ao Sol dando início a um novo ciclo lunar, que ocorre às 08h01min, a 12°53’ de Câncer.  Mais tarde a Lua se harmoniza com Júpiter e fecha o dia em conjunção a Vênus. Enquanto isso, Mercúrio faz quincunce partil a Saturno. É dia da Lua e ela se renova em Câncer, signo de sua dignidade. A Lua Nova ocorre em conjunção a Mercúrio e a Vênus (ampla), em oposição a Plutão, trígono a Netuno e sextil a Júpiter, sinalizando um ciclo em que nossa força vem da compaixão, da sensibilidade e dos sentimentos profundos que nos permitimos sentir e vivenciar. Admitir que precisamos do outro sem que isso se torne dependência ou manipulação; assumir e vivenciar nossa profunda sensibilidade sem nos deixar sufocar ou destruir por ela; viver e sentir a vida intensamente, sem recorrer aos dramas desnecessários para nos sentir vivos. É um ciclo que nos convida a nos conectarmos com nossa alma mais profunda, descermos às profundezas abissais de nós mesmos e lá encararmos algumas verdades duras a nosso próprio respeito e a respeito dos laços afetivos que mantemos na vida. Um momento que pede que transformemos as relações de dependência doentia em relações de cumplicidade saudável. Ao longo do dia a Lua completa a conjunção a Vênus e o sextil a Júpiter, enquanto Mercúrio formaliza o quincunce a Saturno. É um dia para sentirmos onde queremos apostar nossas fichas nas próximas semanas: arar a terra determinadamente e então, farejar, intuir, conjecturar, selecionar nossas melhores sementes aguardando a hora certa de lançar lançá-las ao solo arado do nosso coração e do mundo.

Reprodução
Reprodução

TERÇA-FEIRA, 05 de julho – Mercúrio em Câncer faz trígono pleno a Netuno em Peixes. Por sua vez, a Lua, também em Câncer, faz trígono a Marte em Escorpião e a Quíron em Peixes, formando um Grande Trígono em Água, do qual também faz parte a Vênus Canceriana – o Grande Trígono vira Pipa devido ao sextil a Júpiter. A Lua também faz quadratura a Urano em Áries, ficando vazia depois, às 03h30min. Ingressa em Leão às 13h28min. Mais um dia em que a sensibilidade está aguçada e afiada, farejamos as melhores oportunidades e vamos atrás delas decisivamente. O pensamento não está tão racional e talvez seja melhor seguir o “instinto” sem questionar se A+B = C de forma lógica, porque não necessariamente vamos encontrar razões ou explicações lógicas para o que nos acontece ou para o que fazemos hoje, o que não quer dizer que haja algo de errado com isso. Contudo, há um conflito emocional intenso, que pode se refletir em dilemas concretos entre nossa vida mundana versus a vida doméstica/familiar ou entre o impulso para a intimidade versus o desejo de sair e correr o mundo sozinho. Quanto a isso, podemos lembrar que  não precisamos tomar decisões definitivas. O que quer que escolhamos hoje, podemos suprir a outra necessidade amanhã, ou depois ou um outro dia qualquer. Viver e sentir o conflito intensamente sem procurar fugir dele, senti-lo na carne agudamente, pode nos ajudar a encontrar a melhor resposta para hoje e de quebra, ainda nos fazer sentir mais vivos do que nunca! A vivência plena dos sentimentos está mais do que favorecida hoje!

Wrongturnoninsanitylane - Reprodução
Wrongturnoninsanitylane – Reprodução

QUARTA-FEIRA, 06 de julho – Vênus em Câncer está em trígono pleno a Marte em Escorpião, que está em quincunce a Urano, que recebe quadratura de Vênus. Enquanto isso Mercúrio faz uma Conjunção Superior ao Sol, ficando Cazimi por algumas horas, adentrando a madrugada de quinta. De Leão, a Lua faz trígono a Saturno e quincunces a Netuno e a Plutão. Dia de profundo romantismo e grande sensibilidade afetiva. Estamos aptos a expressar nosso afeto e carinho com sinceridade e a compartilhar de nossas expectativas com o bem amado. Contudo, podemos nos deparar com situações que obstruem o livre fluir dos afetos, como encontrar a pessoa certa na hora errada: as duas pessoas se gostam, sentimentos são recíprocos, mas há situações externas atrapalhando, impedindo a relação – talvez uma das pessoas esteja ainda envolvida com outra, ou magoada por uma relação anterior mal-sucedida, ou ambas se encontram quando uma está de mudança para muito longe… Qualquer que seja a situação, há um gosto agridoce na boca, uma sensação de frustração pois há um grande potencial de algo maravilhoso se desdobrando diante de nós, mas alguma coisa é menos que perfeita e a realização talvez não se complete a contento… Talvez Mercúrio possa nos ajudar a encontrar saída para estas situações de impasses aparentemente insolúveis. Mercúrio Cazimi, em conjunção superior ao Sol pode nos ajudar a entender o compreender estes sistemas complexos que são as redes pelas quais a vida opera… Embora talvez ainda falhemos em apreender o sentido mais profundo por nós mesmos, podemos recorrer aos mistérios antigos que estão à nossa disposição para sair da “caixa” fechada em que nos encontramos. Conhecimentos tradicionais, conhecimentos ocultos, psicologia e a própria astrologia podem oferecer pistas preciosas.

John Casey - Reprodução
John Casey – Reprodução

QUINTA-FEIRA, 07 de julho – Mercúrio ainda está Cazimi nas primeiras horas do dia (até as 06h da manhã) e junto com o Sol se opõe a Plutão em Capricórnio, aspecto exato hoje, enquanto Vênus faz quadratura, também exata, a Urano em Áries, estando ainda muito próxima do trígono a Marte, que recebe a quadratura da Lua Leonina. A Lua também faz trígono a Urano, ficando vazia após este contato, às 09h08min. Ingressa em Virgem às 19h41min, de onde faz semi-quadratura ao Sol, entrando na fase Nova-Crescente. De Virgem a Lua também faz sesqui-quadratura a Plutão. Esta é uma boa noite para prestarmos atenção aos nossos sonhos, que podem nos revelar soluções radicais para muitos dos dilemas da vigília. O dia oferece a possibilidade de rompimentos com situações que se arrastavam sem solução. É hora botar as cartas na mesa, primeiro conosco mesmos, depois com o outro. Os dilemas afetivos são parte desta dinâmica que nos tira o sono, mas não são os únicos. Precisamos encarar algum tipo de morte em nossa vida, algo que já intuíamos há algum tempo, mas que só agora se revela frontalmente para nós: a apatia diante de alguns propósitos que já não engajam nosso coração; aquela parte de nós que já não faz muito sentido; uma forma de comunicar e de nos expressar que precisa ser transformada… Temos a clareza e a possibilidade de fazer muitas mudanças que antes apenas aventávamos, mas que parecia fora do nosso alcance, ou para as quais carecíamos de força ou vigor. O dia é hoje, para mudar mais um pouco, para nos transformarmos mais um pouco, na direção daquilo que queremos ser. As relações O mesmo se aplica aos relacionamentos, que precisam ser sacudidos. É um bom momento para falar das insatisfações e ser honestos um com o outro – tendo por base o afeto e a cumplicidade que ainda une o casal, pode-se chegar ao entendimento. Apenas precisamos ter cuidado com a grande impaciência que nos acomete, porque isso pode estragar tudo e ao invés de uma saudável transformação, podemos implodi-la de uma vez só.

Reprodução
Reprodução

SEXTA-FEIRA, 08 de julho – A Lua Virginiana faz quadratura a Saturno em Sagitário e oposição a Netuno em Peixes, formando uma Cruz T da qual Saturno é o ponto focal. Dona Lua ainda se indispõe com Urano em Áries. Enquanto isso, Vênus conversa profunda e amorosamente com Quíron em Peixes por um trígono que está exato hoje e Mercúrio também acena, todo sensível, para Júpiter em Virgem, em sextil partil. A Lua fecha a noite já em conjunção a Júpiter e faz um belo par no céu noturno. Dia de focar na produtividade, arregaçar as mangas e lançar-se ao trabalho com afinco. Temos grande eficiência, meticulosidade e industriosidade a nosso favor. Só precisamos acautelar-nos contra o sabotador interno que nos distrai com preocupações e medos infundados e que alimenta nosso lado workaholic, fazendo-nos ir aos extremos do perfeccionismo e do criticismo. Se mantivermos essas vozes internas em cheque, o dia pode ser, de fato bastante proveitoso porque além de tudo, unimos o senso de ordem com uma sensibilidade especial que nos coloca em contato com as necessidades de outros e estimula e amplia nossos valores fundamentais de forma a incluir uma perspectiva do todo na nossa forma de ver o mundo e de executar o trabalho que fazemos, tendo a visão maior de que oferecemos um serviço que vai reverberar beneficamente no conjunto e que por isso mesmo, devemos colocar nosso melhor e ofertá-lo com sinceridade e amor – isso dará um sentido ainda maior ao que quer que estejamos fazendo. À noite este sentido maior fica ainda mais palpável e traz uma satisfação e plenitude que nos preenchem de graça e alegria. E vamos olhar para o céu porque lá fora a noite está linda, a colcha celestial enfeitada com Lua e Júpiter!

Reprodução
Reprodução

SÁBADO, 09 de julho – Em Virgem a Lua faz conjunção a Júpiter, afinando-se depois com o Sol e com Mercúrio por sextil e depois com Marte, por trígono. Sol e Mercúrio se afastam da oposição a Plutão e se aproximam da quadratura a Urano. Um dia para aproveitar a folga e cuidar dos nossos rituais, da nossa rotina, colocando tudo no lugar, de forma simples e prazerosa. Esse ordenamento das coisas exteriores e prosaicas nos ajuda a ordenar pensamentos e emoções e traz também uma agradável sensação de “tudo está no seu lugar”, pelo menos por hoje. Temos uma trégua na simplicidade do dia e ela nos fortalece e revigora, porque nos sentimos encaixados, em paz conosco mesmos, uma variação muito bem vinda em relação aos inúmeros conflitos internos e externos que temos enfrentado nos últimos meses. Hoje podemos descansar e nos deleitar nas coisas simples, regozijando-nos em nossos hobbies artesanais, em cuidar do corpo, da nossa saúde e do nosso bem estar. O céu está favorável – vamos aproveitar?

Reprodução
Reprodução

DOMINGO, 10 de julho – O Sol Canceriano está em sextil exato a Júpiter em Virgem e Mercúrio em trígono a Marte em Escorpião, aspecto partil. A Lua, Crescente em Virgem, conversa timidamente com Vênus e tira o fone do gancho depois disso, ficando vazia às 00h30min. Ingressa em Libra às 05h33min. Mercúrio está em trígono pleno a Marte e em quadratura a Urano, aspecto quase exato. O dia traz boas oportunidades de nos juntarmos àqueles que amamos e que nos são caros, família, amigos e afins, apenas pelo prazer de estar juntos. Estamos otimistas e animados, generosos e calorosos em relação às pessoas que nos cercam e de modo geral, estamos otimistas com a vida e de fato, o dia está favorável também a refletirmos sobre nossa vida, nossos objetivos e propósitos e fazermos uma revisão básica para saber se estamos no caminho certo. A mente demanda que incorporemos elementos de inovação, que nosso tradicionalismo cauteloso seja flexível e agregue novas ideias e possibilidades, que abramos algum espaço, em todos esses planos e projetos, para experimentar algo diferente que amplie nossos horizontes e nos faça enxergar para além das fronteiras que julgávamos não ultrapassáveis. Em termos práticos, os bate-papos e interações ficam sujeitos a alguns conflitos de opinião, mas , embora conflitantes, não precisam ser desagradáveis, ao contrário, como pessoas civilizadas somos perfeitamente capazes de discordar sem tornar o discordante um inimigo, certo, produção? Pelo menos assim deveria ser, visto que uma pessoa não é a opinião que ela expressa e enquanto isso estiver claro para todos, seguiremos dialogando e respeitando as ideias uns dos outros, mesmo quando elas forem muito divergentes das nossas.

Que sua semana seja de beleza e profundo contentamento!

Reprodução
Reprodução