Arquivo da tag: grude

A Semana Astrológica – Costurando Novas Possibilidades

Reprodução

A SEMANA DE 21 A 27 DE AGOSTO – Semana de recomeços, de lançar intenções potentes de uma nova vida!

A semana mais aguardada do ano traz eclipse total do Sol, Saturno voltando ao movimento direto e recebendo sextil de Júpiter! Pois é! Muitas novidades e movimentos importantes!

Reprodução

Na segunda tivemos a Lua Nova e Eclipse Total do Sol a 28° de Leão, a segunda lunação consecutiva neste signo. Na segunda também tivemos o Sol em trígono a Urano, aspecto forte na lunação, sinalizando um olhar para o futuro, uma expectativa de como podemos nos modificar e mudar a vida e os rumos de forma harmoniosa, sem precisar ser na dor. No mesmo dia o Sol esteve em quincôncio a Quíron, falando também de dor, uma dor que até tentamos, não podemos ignorar permanentemente. Exatamente a dor daquilo que não podemos mudar. Mas, muitas vezes, aquilo que causa desconforto e dor, é parte integral do que somos e se finalmente conseguíssemos mudar, talvez já não seríamos os mesmos.

Reprodução

Depois de ter essas conversas com Quíron e Urano e de ser eclipsado, o Sol ingressa em Virgem, inaugurando o tempo de vermos a vida em detalhes minuciosos e preciosos; de organizarmos nossa rotina, nossos métodos; de revalorizarmos nossa relação com o trabalho diário, nosso ofício sagrado; É o tempo de estar a serviço, de ser útil e prestativo; e também é o tempo de cuidar dos ritmos orgânicos, do corpo, da saúde, física e mental; é tempo de purificação e de buscar viver com mais inteireza e integridade!

Reprodução

Já em Virgem, o Sol recebe a conjunção de Mercúrio, Conjunção Inferior, visto que Mercúrio está retrógrado. Sobre esta conjunção, Erin Sullivan diz que “Mercúrio está voltando para casa para checar seu status; sandálias viradas para trás, o deus Hermes faz um esforço valente para se harmonizar com o Deus Apolo, para propor alguma reparação pelo roubo do gado de Apolo” – para entender melhor essa “treta” entre Hermes e Apolo, leia este artigo.  Este é o momento em que Mercúrio, porta-voz do Sol e da consciência, reconecta-se com a vontade solar e uma semente é plantada nessa fase escura (Mercúrio está invisível no céu), complementa Sullivan. “Marca um tempo de descanso e recuperação, reduzindo ação iniciatória (e egoica) e permitindo que o inconsciente trabalhe. Do ponto de vista do Sol, essa é uma conjunção de Mercúrio com a Terra”, portanto, de sondar como manifestar os conceitos de forma palpável. A Conjunção Inferior também marca o fim da fase Epimeteus de Mercúrio e o início da fase Prometeica, de juntar novos recursos. Mercúrio fica Cazimi das 13h59min até as 21h36min do sábado. Mercúrio Cazimi simboliza um momento de genialidade e de grandes insights!

Reprodução

Mercúrio, além de fazer a Conjunção Inferior, também volta aos domínios do Sol, Leão. Continua retrógrado, sinalizando um tempo de revisões e análises, de revermos decisões, ações e atitudes passadas, na área de vida onde temos Virgem/Leão no mapa. No domingo ele fará conjunção a Marte no mesmo grau em que tivemos o eclipse na segunda. Mais: Mercúrio estaciona e volta ao movimento direto no dia cinco, neste mesmo grau. Situações ou eventos simbolizados pelo eclipse e que tenham ficado em standby por causa da retrogradação de Mercúrio, podem agora se manifestar.

Emile Friant – Woman with a Lion – Reprodução

Vênus faz quadratura a Urano e trígono a Quíron na quinta-feira, sugerindo eventos inesperados e chocantes na esfera das relações, eventos que são o estopim para possíveis rupturas. Tais rupturas só ocorrem se estamos muito inconscientes da monotonia da relação e do desejo de renovação e novidade. Essas crises podem trazer revelações importantes e ser uma boa oportunidade para nos curarmos das feridas causadas por eventos passados, já que agora temos mais maturidade para perceber nossa própria contribuição nos eventos e, finalmente, nos liberar da amargura. Vênus ingressa em Leão no sábado, trazendo tempos de alegria e mais prazer para os leoninos. Em Leão Vênus é estilosa, criativa e tem um gosto apurado, olho clínico para as coisas de valor – a não ser que esteja muito mal aspectada. É também orgulhosa e opiniosa. Precisa admirar e se orgulhar da/o parceira/o para poder amar e se entregar. Gosta de drama, porque sem um pouco de cor e drama, a vida fica meio insossa. É leal, corajosa e foca na alegria. Pode ser também possessiva.

Reprodução

Marte faz trígono a Saturno e é a ponte da vez que propicia um diálogo ainda mais fluido entre Saturno e Urano. Ao fazer estes contatos, Marte tempera sua ação com uma boa dose de cautela, foco, disciplina e estratégia, para poder fazer os movimentos necessários, planejadamente, sem riscos desnecessários ou com riscos calculados. Marte ingressa em Virgem no dia cinco de setembro.

Reprodução

Júpiter faz sextil a Saturno (domingo), aspecto que vem sendo ensaiado desde outubro do ano passado, com Júpiter ficando a poucos minutos da exatidão do aspecto, mas sem nunca completá-lo. Essa conversa entre os dois aponta um tempo de costurar novas possibilidades e achar brechas por onde possamos nos elevar acima das dificuldades – quais as saídas possíveis para as limitações e problemas presentes? O aspecto fala da perspectiva de cooperação entre dois princípios também antagônicos – a exemplo de Saturno-Urano. Buscamos nos expandir e crescer, mas sem oba-oba, com realismo, prudência e cautela. Não acreditamos em crescimentos mirabolantes e nem em promessas mágicas. “Estamos muito interessados naquilo que poderia ser, mas tal interesse é bem balanceado com aquilo que já é; não somos nem idealistas, nem excessivamente conservadores” (Robert Hand). Assim, há oportunidades de verificar onde queremos crescer e acessarmos nossas limitações e reais capacidades. Nosso otimismo é temperado de realismo, de modo que, como diria Suassuna, temos um “realismo esperançoso”.  De qualquer forma, Saturno também está em quadratura a Quíron e, falando num contexto de Brasil, esse aspecto não é páreo para todo o desmantelo que estamos vendo. Traz a oportunidade de nos levantarmos e fazermos algo, dentro de nossas possibilidades – mas será que o faremos? Pois é, contradizendo a mim mesma, pessoalmente falando, tá difícil manter um otimismo esperançoso nos dias atuais. Mas ainda estamos vivos e enquanto há vida, há esperança!

É importante notar que tanto Júpiter quanto Saturno estarão diretos quando da ocorrência deste sextil. Sim, Saturno volta ao movimento direto na sexta-feira! Chega de revisar quem é que tá devendo, vamos logo partir para as cobranças! Essa é a última fase retrógrada de Saturno em Sagitário, já que ele entra em Capricórnio em dezembro e não volta mais ao Signo do Arqueiro. Portanto, é hora de arregaçar as mangas e voltar ao trabalho, sem desculpas! O período de dormência e elucubração sobre as tarefas acabou, agora é atacá-las sem mais demora. Veja onde você tem Saturno no seu mapa para saber onde precisa encarar o trabalho final de amadurecimento da visão espiritual, onde precisa definir melhor suas crenças, sua filosofia; onde precisa estruturar a visão e a perspectiva de um futuro mais amplo.

Reprodução

A Lua abriu a semana ainda na fase Balsâmica, já em Leão e se renovou às 15h30min, na lunação que foi também Eclipse total do Sol. Ingressou em Virgem no mesmo dia. Entra na fase Semi-Crescente em Libra, na sexta-feira e fecha a semana em Escorpião. Faz aspectos a todos os demais corpos celestes durante sua caminhada para coletar impressões e disseminar os propósitos do Sol.

Reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 21 de agosto – Eclipse Total do Sol – O Sol está hoje em trígono a Urano em Áries. A Lua Balsâmica Leonina abriu o dia conjunta a Marte e em trígono a Saturno. Ao longo do dia faz conjunção ao Nodo Norte, quincôncio a Quíron, trígono a Urano e, finalmente, conjunção ao Sol, na lunação mais potente do ano, porque é um Eclipse Total do Sol. A Lua fica vazia depois da conjunção ao Sol, às 15h31min. Ingressa em Virgem às 17h25min e faz sesqui-quadratura a Plutão à noite. É dia de eclipse e há uma sensação de expectativa no ar, expectativa que se mistura com ansiedade. O dia traz uma energia potente de renovação, mas para nos renovarmos, precisamos primeiro deixar para trás o medo, os erros passados, a preguiça, o “amanhã eu faço”, o postergar da vida… A vida não acontece amanhã, nem daqui a pouco. Ela está acontecendo AGORA e o agora é a única coisa que temos, que podemos mudar, estando plenamente conscientes. A consciência hoje é momentaneamente eclipsada, para que possamos acessar em maior profundidade os anseios verdadeiros da alma, mas só conseguiremos nos conectar com esses anseios verdadeiros, se estivermos devidamente centrados, serenos e ancorados, na nossa luz interior, porque se estivermos voltados para fora somente, para as influências exteriores, corremos o risco de simplesmente nos alinhar com vibrações baixas, de confusão, de medo, de descontrole e podemos espiralar no caos no mundo. A luz externa está apagada, para que a interna possa brilhar mais intensamente. Qual é a sua luz? Qual a potência? Qual seu propósito? A quem ou ao quê ela ilumina? Qual a sua utilidade? Ela está sendo bem utilizada ou está sendo desperdiçada? Uma coisa muito positiva sobre este eclipse, é que ele acontece conjunto ao Nodo Norte da Lua, simbolizando um momento único e uma grande oportunidade de nos alinharmos com nosso destino e propósitos mais nobres. O que quer que aconteça, traz em si, a semente do futuro, da evolução e de uma maior consciência; o que quer que aconteça, acontece para nos levar a dar nosso melhor, a superar nossas limitações e nossos apegos ou amarrações ao passado, à insegurança e à acomodação. Nisso precisamos confiar! Marte traz o poder da vontade de aço, da determinação, então, aproeveite e veja aquela situação muito difícil de mudar, com a qual você vem lutando já há tempos e foque na mudança positiva dessa situação; tome posse da energia marciana e coloque-a a seu favor! Vista a armadura do guerreiro nobre e gentil e lute com seus demônios e com aquilo que precisa combater em si mesmo, para ter uma vida melhor, mais íntegra, mais plena, em qualquer que seja a área que precisa ser trabalhada. O eclipse simboliza o momento em que aquilo que estava latente e que vinha sendo “preparado” já há algum tempo, chega à maturação, ao ponto de eclosão e pode vir à luz, porque agora estamos prontos para ver e para lidar com isso – ou talvez, simplesmente, porque PRECISAMOS lidar com isso! O melhor que podemos fazer é buscar nos centrar para nos alinhar com as vibrações mais elevadas, meditar sobre qual é o nosso destino e propósito maior e permanecer nesse estado de presença plena em nós mesmos. Em termos práticos, para estar mais tranquilo e centrado, durante estes dias, evite álcool ou outras substâncias que alteram a consciência; evite/diminua a cafeína, que é excitante e estimulante e aumenta a ansiedade; medite; ancore-se com exercícios de enraizamento, respiração, visualização; ande descalço na terra; emane vibrações de serenidade, de amor e gentileza para você mesmo, os outros ao seu redor e o planeta; ache seu ponto de equilíbrio e permaneça nele!

Reprodução

TERÇA-FEIRA, 22 de agosto – O Sol ingressa em Virgem às 19h21min. A Lua está renovada, também em Virgem. Fez conjunção a Mercúrio logo cedo e agora à tarde se opõe a Netuno, faz sesqui-quadratura a Urano e, à noite, trígono a Plutão. Marte está em trígono exato a Saturno. Vênus se aproxima do trígono a Quíron e da quadratura a Urano. O dia começou ligeiro, com a manhã (ou o despertador) nos sacudindo da cama e nos alertando para compromissos e tarefas diversos. Uma coisa emenda na outra e isso nos ocupa muito por boa parte do dia, o que é ótimo, desde que estejamos realmente inteiros nas atividades. À tarde nossa industriosidade cede e nos sentimos um tanto desanimados, à mercê de devaneios, sentimentos confusos, uma certa indisposição e até sono. O humor e as sensações oscilam e muito da ansiedade que andamos reprimindo pode agora ressurgir e nos deixar amedrontados, ansiedades indefinidas, receios de julgamentos ou opiniões alheias, suscetibilidade extrema… elemntos que podem atrapalhar não só  aprodutividade mas o clima no ambiente de trabalho e consequentemente, as relações, que ficam permeadas de inseguranças, suspeitas sobre o que outro está pensando/sentindo a nosso respeito. Contornamos isso ao pegar de volta as possíveis projeções que tenhamos jogado sobre outros; recolher para nós os receios e ansiedades sobre opiniões alheias, assim como nosso próprio criticismo e julgamentos. Estudar tais elementos para descobrir suas origens e assim evitar que contaminemos as relações com questões, dúvidas e inseguranças que são nossos. Se conseguirmos lidar com tais inseguranças, podemos nos sintonizar com outras forças, mais positivas e resilientes; com a capacidade de trabalhar com paciência, diligência e disciplina e resolver coisas bastante intrincadas que requeiram cuidado e tempo. O Sol ingressa em Virgem, inaugurando o tempo de vermos a vida em detalhes minuciosos e preciosos; de organizarmos nossa rotina, nossos métodos; de revalorizarmos nossa relação com o trabalho diário, nosso ofício sagrado; É o tempo de estar a serviço, de ser útil e prestativo; e também é o tempo de cuidar dos ritmos orgânicos, do corpo, da saúde, fisica e mental; é tempo de purificação e de buscar viver com mais inteireza e integridade!

Reprodução

QUARTA-FEIRA, 23 de agosto – O dia é de Mercúrio, que está exaltado e regendo Sol e Lua – todo poderoso, mas recluso, porque retrógrado. A Lua Virginiana abre o dia harmonizada com Plutão, mas arruma treta com Saturno logo cedinho, além de fazer, mais tarde, oposição a Quíron e formar, assim, uma ampla T-Square Mutável. A Lua faz ainda sextil a Vênus e fica vazia depois deste aspecto, às 17h04min. Ingressa em Libra às 22h05min. Lua e Vênus ficam, então, em recepção mútua. Estamos cheios de dedos, em cólicas, porque sentimo-nos cobrados e julgados, numa pressão que cria preocupações e ansiedades e que nos faz sentir expostos e inseguros e, em tal estado de espírito, tentamos controlar a tudo e a todos para recuperar um mínimo da sensação de segurança que é tão necessária. Mas isso apenas nos afasta e isola mais dos outros, que se sentem criticados e indignos de confiança e, dessa forma, as relações ficam ainda mais desastradas e complicadas, quando na verdade, queríamos apenas nos assegurar de que tudo saísse como o previsto. É um círculo vicioso, em que eu critico ou julgo e o outro se defende e critica de volta, deixando um clima pesado e ressentido, que perturba a todos. Tudo pode ser evitado, ou pelo menos minimizado, se permanecermos flexíveis e empáticos para com as limitações dos outros – e para com as nossas também – afinal, ninguém é perfeito e por mais que tenhamos a excelência como meta, perfeição é uma coisa diferente e, além de muito chata, paradoxalmente, também muito limitante. Portanto, é dia de nos sintonizarmos com a gentileza e a benevolência, de ter a elegância de perceber e louvar o esforço do outro, mesmo que as coisas não estejam exatamente como esperávamos. Em tempo: vale ficar atentos para não jogarmos o jogo de diminuir o outro para nos sentir melhores, já que talvez estejamos nos sentindo meio por baixo. Melhor conter a irritação e o criticismo e verificar o que ele conta sobre nós mesmos.

Reprodução

QUINTA-FEIRA, 24 de agosto – Saturno estaciona a 21°10’ de Sagitário, às 09h09min (Brasília) para voltar ao movimento direto. Vênus em Câncer está em quadratura Plena a Urano em Áries e em trígono a Quíron Peixes, além de ainda fazer uma sesqui-quadratura a Netuno, também em Peixes. A Lua Libriana, regida por Vênus – ambas estão em recepção mútua – também faz quincôncio a Netuno e fecha a noite já em quadratura a Plutão. O dia está sujeito a chuvas e trovoadas, aguaceiros e tempestades – pelo menos no âmbito das relações afetivas! O foco hoje está nas relações. É dia de confrontos entre a nossa faceta mais tradicional, doce e romântica e o outro lado mais radical, livre e selvagem. Os dois gritam alto para se fazerem ouvir dentro de nós e a quem damos ouvido? O lado que estiver se sentindo ignorado e suprimido pode nos criar problemas hoje e o problema aparece travestido de namorada/o. Se eu sou grudenta/o, deixo de viver minha vida para viver a do outra/o e não percebo minha necessidade de espaço e tempo para mim, talvez a/o outra/o vá embora para que eu possa me dar conta disso; ou vice-versa: se eu tenho dificuldade de me comprometer, talvez o outro me pareça excessivamente possessivo e carente, me obrigando a lidar com esse aspecto de mim mesmo – mas claro, é provável que apenas acusemos o outro de ser carente, grudento ou o oposto, de insensível, frio, não comprometido, etc. O quanto estamos conscientes de nossas contradições? O quanto estamos dispostos a trabalhar para integrar esses desejos tão díspares? Ou será que queremos tanto um relacionamento que abrimos mão de ser nós mesmos e de expressar nossa individualidade? É o dilema que Vênus enfrenta hoje! No fundo, queríamos mesmo não ter que escolher nada e apenas ceder, abrir mão da luta e nos perder no outro… mas isso, além de não resolver, faz com que permaneçamos imaturos emocionalmente e inaptos a viver relações verdadeiramente significativas. Saturno estacionário ajuda a ver essas – e outras – questões com mais acuidade, exatamente porque estão muito agudas. A casa em que Saturno estaciona no mapa natal – e planetas que fazem aspecto ao grau 21° de Sagitário – é a área onde precisamos estar atentos para percepções agudas da realidade, como não a tínhamos percebido antes.

Reprodução

SEXTA-FEIRA, 25 de agosto – De Libra a Lua quadra Plutão e faz semi-quadratura ao Sol, entrando na fase Semi-Crescente. A Lua também faz conjunção a Júpiter, e sextis a Saturno e a Marte – atenção para a linda conjunção no céu noturno! O Sol faz sesqui-quadratura a Plutão. Saturno volta ao movimento direto em Sagitário. É tempo de emergir para a realidade, depois de ficarmos imersos em muitas revisões das estruturas que nos dão segurança – ou deveriam dar. A realidade é brutal, mas precisamos lidar com ela e se não gostamos, precisamos trabalhar para modificá-la – para isso temos a ajuda e os insights de Júpiter e Urano. que nos dizem para acordar para essa realidade, mas precisamos nos mexer, porque não vão fazer nada por nós, sozinhos, não. O que é seguro e válido, permanece, o que é falso e desprovido de sentido, deve ser deixado para trás e substituído, ou talvez nem seja necessária substituição nenhuma, como no caso em que o conceito todo perdeu o sentido – isso tudo deve estar claro para nós, depois de tantos meses de retrogradação. Depois de ousarmos olhar-nos no espelho da verdade e de perceber aspectos menos nobres ainda não assimilados (sempre vai haver algum), podemos trabalhar sobre tal aspecto com afinco e nos regozijar com os resultados, a consciência de não termos fugido à luta conosco mesmos, uma luta conscienciosa, travada com honestidade, disciplina e honra. E podemos então nos rejubilar com a tarefa cumprida, que certamente adiciona valor ao que somos e à forma como nos vemos! Nada como festejar e celebrar depois do dever cumprido, é o recado de Lu/Júpiter + Saturno e Marte!

Reprodução

SÁBADO, 26 de agosto – Vênus ingressa em Leão à 01h30min. A Lua, regida por Vênus, faz quincôncio a Quíron e oposição a Urano, fiando vazia depois deste aspecto, às 02h40min. Ingressa em Escorpião às 05h53min. Mercúrio faz a Conjunção Inferior ao Sol e fica Cazimi das 13h59min até as 21h36min. A madrugada de sábado pode trazer inquietude, ansiedade relacional, conflitos, que reverberam da nossa dificuldade de nos aceitar – e aos outros – com nossas muitas discrepâncias. Tais conflitos podem ser assimilados e digeridos no sono posterior, de modo que pela manhã, estamos mais cientes de nossas contradições, querendo perscrutá-las mais de perto. O dia traz então uma atmosfera densa e propícia para atividades que demandem investigação, concentração, pesquisa. É dia também de tirarmos alguns minutos para relembrarmos dos nossos propósitos, desejos, projetos, para relembrarmos de quem somos nós e do que queremos nos tornar e assim, tendo lembrado de tudo isso, verificar os recursos e mecanismos mentais e intelectuais que vamos precisar para tornar essa tarefa mais compreensivel e executável no mundo. Dia de insights e ideias novas sobre a organização da vida, o ordenamento do cotidiano, a sacralidade do corpo – para quem estiver atento e aberto!

DOMINGO, 27 de agosto – Júpiter está em sextil pleno a Saturno. A Lua Escorpiana faz trígono a Netuno, sesqui-quadratura a Quíron, sextil a Plutão e passa boa parte do dia como Ponto Médio entre Júpiter e Saturno. O dia traz humores estranhos e instáveis, emoções em falso, ora sobem ora despencam vertiginosamente, deixando aos outros e a nós mesmos, confusos. Há tendência a desentendimentos entre mulheres que convivem proximamente, porque as diferenças parecem estar mais realçadas hoje. Contudo, é necessário, exercer a tolerância e a empatia, exatamente quando nos sentimos mais irritadiços e indóceis, porque é fácil viver as relações quando tudo está bem com o outro e conosco mesmos; mas as relações também se fortalecem quando enfrentam desafios, dependendo de como tais desafios são encarados. De modo geral, é dia de olhar com paciência e perseverança para nossas metas e objetivos de desenvolvimento pessoal, especialmente se no momento eles parecem um pouco fora de alcance. Traçar planos sóbrios e realistas de como realizar essas ambições e metas e traçar junto um cronograma de ações, para não ficarmos somente no papel a ser engavetado depois de ter cumprido a missão de acalmar as ansiedade do ego e até da alma. Um plano de ação só funciona se a ação realmente for executada e o dia está perfeito para traçarmos os planos, nos comprometermos com ele e entrarmos em ação tão logo seja possível! Costurar novas possibilidades de ter um pequeno céu na vida diária. Não desperdicemos o momento!

Desejo uma ótima e serena semana para você!

Reprodução

Vênus em Câncer: parteira e mediadora.

Arnold_Böcklin-Venus-Anadyomene-venus rising from the sea-1872
Arnold Böcklin – Venus Anadyomene Venus   elevando-se do mar Reprodução

Assim como em Virgem, Câncer é outro posicionamento de Vênus pouco explorado e sujeito a clichês e frases feitas: boa cozinheira, grudada na mãe, sensível e cuidadora, sentimental, etc., etc. Mas será que é só isso? Confesso que tendo eu mesma Vênus em Câncer – e eu adoro minha Vênus! – essas definições sempre me frustraram. Não porque não sejam verdadeiras – olha, pode apostar que eu sou uma excelente cozinheira, algumas das minhas especialidades são famosas aqui pelas bandas de Cuiabá, quem provou que o diga – mas porque acho que são superficiais, só contam parte da história.

Câncer é sim, um signo romântico, sensível e compassivo, de natureza introspectiva e de sentimentos profundos. Vênus aqui busca vínculos duradouros, expressa afeto cuidando e nutrindo de formas diversas, fazendo o outro sentir que pertence, seja ao redor de uma mesa abundante, seja ao oferecer compreensão e colo num momento difícil ou mesmo através do riso compartilhado – sim, ela tem humor! E você já viu coisa que favoreça mais o criar laços do que o riso compartilhado? Rir junto das mesmas coisas definitivamente une as pessoas, às vezes mais do que compartilhar momentos tristes ou lágrimas (1).

erika craig
Erika Craig – Reprodução

Tímida, quando atraída por alguém, vai “comer pelas beiradas” e dificilmente usará a abordagem direta – a não ser que haja outros posicionamentos no mapa indicando o contrário – por receio de se machucar. Sim, pode ser um posicionamento defensivo e o receio de se entregar existe porque o indivíduo sabe que uma vez entregue, não tem volta: a entrega é profunda, por inteiro, corpo e alma – daí a necessidade de se preservar, porque da mesma maneira, se a entrega é tão profunda, as marcas serão indeléveis e caso a relação dê errado, será muito difícil se desvincular e superar a perda. Não existe estar “mais ou menos envolvido com alguém”, ou se envolve ou não – algo muito diferente da Vênus Geminiana. Vulnerável, vai fazer muito para esconder o que realmente sente para não se expor e só se revelará realmente se se sentir em águas seguras.

homem e mulher
Reprodução

Segurança emocional, vínculos duradouros, pertencimento, compaixão, intimidade profunda são certamente valores desta Vênus tão tenaz quanto sensível. Mas para além dos vínculos afetivos e dos sentimentos profundos, o que mais expressa e significa essa Vênus? Vênus em Câncer, diz Liz Greene (2), é uma parteira, uma mediadora que se conecta com os reinos oceânicos da imaginação e que busca trazer à luz e dar forma a essa riqueza oceânica de imensa e infinita criatividade. Ela tem uma conexão profunda com esses tesouros ancestrais e oceânicos e quer ser amada de maneiras várias que a ajudem a manter essa conexão, a trazer toda essa fecundidade à luz, que a ajudem a ser essa parteira que dá vida a esses elementos incorpóreos, a mediar os reinos invisíveis para o reino do visível. Dar forma à incomensurável criatividade e imaginação. Esse é o seu valor mais profundo: a fecundidade da natureza e da vida, por isso seu instinto de proteção é tão aguçado.

Robert Hagan, Australia
Robert Hagan, artista australiano – Reprodução

Câncer é regido pela Lua e Lua e Vênus têm muitas afinidades: as duas querem vinculação, as duas são gregárias, portanto, não é à toa que a Lua está exaltada em Touro. A Lua é o luminar que representa tanto os sentimentos quanto o corpo, e em Câncer, Vênus conecta-se de forma visceral, tanto a partir do sentimento quanto a partir do contato físico, do corpo – daí sua sensualidade também enorme, embora não tão explícita quando em Touro – porque o corpo é o templo do sentir e através do qual, sendo ela parteira, tantos “filhos” e criações são paridos, sejam filhos de carne e osso, sejam eles poemas derramados, canções enlevadas ou telas carregadas de sentimentos, não importa, o importante é que serão conteúdos que tocam o cerne da alma das pessoas de uma forma difícil de definir – como indefinível e misteriosa pode ser também essa Vênus.

Reprodução
Reprodução

Câncer é o signo também da memória e aqui Vênus guarda lembranças preciosas de todas as relações. Gosta de guardar objetos de valor sentimental e às vezes pode ser difícil se desfazer deles, assim como pode ser difícil esquecer os amores. Há grande dificuldade de se desapegar dessas recordações palpáveis, como cartas, presentes, bilhetes, uma flor, um artefato qualquer que lembre aquele encontro ou aquele dia especial… E como tal, vai ter dificuldade de dizer adeus, apegada a todas essas lembranças. Às vezes, Vênus em Câncer luta para esquecer um amor que não deu certo, uma relação desfeita, mas sabota a si mesma porque apega-se ao próprio sofrimento, porque paradoxalmente sente que depois de tudo terminado, o sofrimento que restou é a única coisa que a liga ao bem amado, agora fora do seu alcance… Até que ela perceba que se apega ao sofrimento como forma de manter viva a memória do amor perdido, chorará rios de lágrimas, delongando, desnecessariamente, sua dor. É, definitivamente desapego não é o seu forte (2).

Reprodução
Reprodução

Dependência emocional pode ser um problema, mas apenas se o indivíduo não descobriu e solidificou um senso de valor e auto-estima próprios; se a parteira não está de fato trazendo `à luz vida nova, se não é a medium, o canal que contribui de uma forma toda sua com a beleza no mundo. É necessário manifestar o potencial criativo, sentir-se fecunda e doadora de vida, sentir que tem valor em si mesma, independente do outro estar ou não na sua vida. Porque dependência emocional e apego estão diretamente relacionados com falta de autoconfiança e de auto-estima sólida e saudável. A dependência também é equilibrada caso haja Fogo e Ar suficientes no mapa ou um Saturno ou Urano fortes para contrabalançar uma possível necessidade excessiva de vinculação, se for o caso – para traçar um retrato completo de Vênus, ou de qualquer outro planeta, sempre é preciso levar em conta signo, casa e os aspectos. Vênus em Câncer ligada a Urano dá uma coloração bem diferente, assim como aspectos a Plutão ou a Saturno, e assim sucessivamente.

Christian Schloe voyage
Christian Schloe – Voyagem – Reprodução

Em termos práticos, Vênus em Câncer costuma gastar dinheiro criando um lar aconchegante, agradável, um verdadeiro ninho, já que tem talento de sobra para tanto e se outros aspectos no mapa concordarem, pode até dispensar o decorador. Pode ser sim, ótima cozinheira e cuida dos outros nutrindo-os literal ou figurativamente, mas isso também vai ser expressão dessa conexão com a natureza profunda das coisas, um ato criativo que se disfarça de prosaico. Segurança financeira é importante, tanto quanto a emocional e dependendo do resto do mapa, também pode ser ótima poupadora, tendo um feeling admirável para saber a hora de investir e a hora de esperar.

Vênus trafegando por Câncer favorece especialmente aos Cancerianos de Sol, Lua ou Ascendente. É um período propício para dar uma repaginada no visual, para encontrar amigos e ganhar presentes; para embelezar o lar e fortalecer os laços amorosos.

E você, que tem Vênus em Câncer, se reconheceu nesta descrição? Deixe aqui seus comentários!  E viva essa Vênus romântica, mas também extremamente rica, possuidora de grandes tesouros escondidos, inescrutáveis e inefáveis!

journeytothegoddess
Reprodução de Journeytothegoddess

Fontes:

(1) Sue Tompkins – The Astrologers Handbook – Flare Publications

(2) Liz Greene – Venusian Mysteries – Seminário proferido no CPA, no Outono de 2009, Londres, UK

(3) Stephen Arroyo – Chart Interpretation – ACRCS Publications