Arquivo da tag: Liberdade

Lua Nova em Libra – Abra portas e janelas!

Reprodução

A Lua Nova de hoje (19 de outubro de 2017, 17h13min para Brasília e 19h13min para Lisboa) anuncia um novo ciclo de muitas surpresas, notícias e acontecimentos inesperados, guinadas repentinas nas decisões e atitudes, possibilidade de rupturas diversas e necessidade de renovação e de recorrermos à nossa inventividade, mais do que nunca! Isso vale para a vida de um modo geral, mas principalmente para os relacionamentos amorosos e parcerias de negócios.

Desconheço o autor – reprodução

O ciclo de Libra sinaliza um período do ano em que precisamos nos concentrar mais nas nossas relações, de sair um pouco de nós mesmos e focarmos na alteridade; um período de maior busca de equilíbrio nas trocas e nas relações laterais, entre iguais. E Libra é um signo que vê as relações de forma muito civilizada, sem grudes, sem excessos de emocionalismos, sem derramamento exagerado de sentimentos. Não é sobre amor ou sentimentos, é sobre equidade, parceria, lateralidade; sobre como lidar com quem está ao meu lado – nem na minha frente, nem atrás, nem acima, nem abaixo, mas ao lado: um outro igual a mim.

Lua Nova em Libra – Brasília, 19 de outubro de 2017, 16h13min.

No mapa desta lunação, vemos Lua e Sol a 26°35’ de Libra, em oposição exata – apenas a três minutos de distância do aspecto partil – a Urano, que está retrógrado a 26°31’ de Áries. Lua e Sol acabaram de fazer o aspecto exato e, embora muito próximos ainda, já estão se separando dele. Lua e sol também se separam de um sextil a Saturno em Sagitário e ainda fazem sesqui-quadratura a Netuno e quincôncio a Quíron, ambos em Peixes – o único aspecto aplicativo, que ainda vai acontecer é a sesqui-quadratura a Netuno. Estes aspectos separativos nos sugerem que estamos num momento/ciclo de despertar para nossas verdades relacionais e de enxergarmos com mais nitidez e lucidez (Urano) as nossas dinâmicas afetivas (Libra); de nos responsabilizarmos pelas relações que atraímos e criamos (Saturno); e como as experiências difíceis, feridas e mágoas anteriores impactam nas nossas expectativas futuras e no nosso modo de viver as relações (Quíron). É um ciclo que traz uma iluminação, uma clareza maior sobre tais dinâmicas e nos convida a viver tais relações de forma mais independente, algo que já estava sendo gritado na Lua Cheia de Áries, de duas semanas atrás. O aspecto a Netuno, que ainda vai acontecer traz um alerta: lá à frente haverá um confronto entre essa nova consciência, já adquirida, sobre nossas recém conquistadas liberdade e independência e todo o anseio pela simbiose e fusão redentoras (Netuno), um desejo por voltar ao passado de inconsciência, de não ter que decidir ou escolher por nós mesmos, esperando que outros o façam por nós.

Portanto, este é um ciclo de termos muita clareza sobre nossas intenções acerca da nossa vida amorosa e das parcerias. Que tipo de relações queremos viver em nossa vida e estimular no nosso entorno? Esta lunação clama por consciência, por desenvolvermos esta nova consciência, novos modelos e formas de nos relacionarmos; de superarmos os modelos “certinhos” e adequados; de pararmos de procurar a pessoa “certa”, o homem/mulher/parceiro “ideais” para nós e começarmos a nos relacionar com as pessoas de verdade que cruzam nosso caminho, com todas as suas idiossincrasias e esquisitices, uma vez que nós também temos as nossas! Estes modelos relacionais que funcionavam antes, já não estão funcionando mais. Desde que Plutão entrou em Capricórnio em 2008 e Urano em Áries em 2010, estes “modelos” relacionais estão sendo questionados, de forma ampla e irrestrita, questionamentos simbolizados pela oposição de Urano e pela quadratura de Plutão a Libra, desde as datas mencionadas. E cada vez que uma lunação ocorre em aspecto com estes planetas, esses questionamentos e discussões ficam potencializados.

Reprodução

Este ciclo vem nos convidar a plantar novas sementes relacionais. Sementes que rompam com as expectativas esperadas, que ousem ser diferentes e aceitar o diferente, em nós e no outro. Vem nos convidar a lançar intenções que sejam mais fidedignas com aquilo que somos verdadeiramente, com a nossa natureza pessoal e menos focadas nas expectativas sociais de como devemos viver nossa vida amorosa/afetiva. Para quem está num relacionamento duradouro, de qualquer tipo, é hora de abrir as portas e janelas para ventilar a relação, para tirar a umidade e espantar o bolor acumulado; é hora de nos questionarmos, honestamente, o quanto estamos felizes e satisfeitos e encarar a verdade, qualquer que seja ela, sejam os problemas relacionados conosco mesmos ou com o outro; é hora de lembrar-nos de quem somos, individualmente e do quanto temos nutrido nossa individualidade ou o quanto a relação pode ter embotado tal individualidade – provavelmente por acomodação nossa mesmo. Em termos bem práticos, é um momento em que os casais precisam de mais espaço e liberdade, de sair da rotina automática e esperada, de fazer programas diferentes, juntos ou separados; de nutrirem-se como indivíduos, para voltarem para a relação cheios de surpresas, de novidades, de estímulos, de novo ânimo – uma individualidade enriquecida e interessante é essencial para que a relação continue saudável. Quem se recusar a abrir as janelas e portas, poderá ter que lidar com surpresas desagradáveis: o vendaval virá e arrancará portas, janelas, o teto, a casa inteira! É quando nos surpreendemos com a traição do outro, com a ruptura anunciada pelo outro – rupturas, aliás, estão muito favorecidas neste ciclo! Dessa forma, é melhor mesmo abrir as portas e janelas da casa,  da relação, da alma, da vida e convidar o vento a varrer tudo o que está embolorado e estagnado e ventilar o que precisa ser ventilado! Tenhamos coragem, o vento só vai levar o que não tem mais a ver com a nossa verdade!

Vênus, regente da Lua Nova, está bem isolada, sem fazer aspectos a outros planetas. O último aspecto que fez foi exatamente um quincôncio a Urano, quando ainda estava em Virgem. Esse isolamento sugere cautela, porque há inconstância na expressão dos afetos e desejos – ora queremos e somos efusivos, ora não estamos nem aí e nem nos importamos e essa oscilação deixa aos outros e a nós mesmos confusos e denota uma desconexão dos desejos e valores mais profundos. Assim, é essencial, nos momentos de dúvidas, em que não sabemos o que/como escolher, nos voltarmos para dentro e identificar quais são nossos valores básicos e se os mesmos ainda são válidos.

De modo mais geral, este é um ciclo de muita inconstância nos propósitos e nos humores. Há forte tendência a radicalismos, intolerância, notícias chocantes – a respeito das relações, como também a respeito das questões relacionadas à arte e à estética e aos conceitos de justiça e de equilíbrio – lá vem mais polêmica! Mas é também um ciclo de muita inovação, de buscar experimentações que revigorem nossa vida e nos façam renovar a vontade de viver, de nos sentir presentes no mundo, ocupando nosso espaço de direito, nos afirmando, afirmando nossa individualidade sem temor (Marte puxa uma formação de Locomotiva) e vivendo nossos propósitos pessoais e nossas relações de forma mais transparente e mais genuína.

E você, quais são suas intenções para este ciclo? Que tipo de relações deseja criar e viver? Que projetos pode visionar que trarão mais entusiasmo, inovação, estimulo para sua vida? Onde precisa renovar seus gostos estéticos? Onde precisa ter mais ousadia, talvez até chocar um pouco? Onde precisa dar uma “sacudida” para espantar a poeira e o bolor da estagnação e da previsibilidade? Pense nisso e lance suas intenções!

Feliz Lua Nova, feliz Novo Ciclo para você!

A Semana Astrológica – Costurando Novas Possibilidades

Reprodução

A SEMANA DE 21 A 27 DE AGOSTO – Semana de recomeços, de lançar intenções potentes de uma nova vida!

A semana mais aguardada do ano traz eclipse total do Sol, Saturno voltando ao movimento direto e recebendo sextil de Júpiter! Pois é! Muitas novidades e movimentos importantes!

Reprodução

Na segunda tivemos a Lua Nova e Eclipse Total do Sol a 28° de Leão, a segunda lunação consecutiva neste signo. Na segunda também tivemos o Sol em trígono a Urano, aspecto forte na lunação, sinalizando um olhar para o futuro, uma expectativa de como podemos nos modificar e mudar a vida e os rumos de forma harmoniosa, sem precisar ser na dor. No mesmo dia o Sol esteve em quincôncio a Quíron, falando também de dor, uma dor que até tentamos, não podemos ignorar permanentemente. Exatamente a dor daquilo que não podemos mudar. Mas, muitas vezes, aquilo que causa desconforto e dor, é parte integral do que somos e se finalmente conseguíssemos mudar, talvez já não seríamos os mesmos.

Reprodução

Depois de ter essas conversas com Quíron e Urano e de ser eclipsado, o Sol ingressa em Virgem, inaugurando o tempo de vermos a vida em detalhes minuciosos e preciosos; de organizarmos nossa rotina, nossos métodos; de revalorizarmos nossa relação com o trabalho diário, nosso ofício sagrado; É o tempo de estar a serviço, de ser útil e prestativo; e também é o tempo de cuidar dos ritmos orgânicos, do corpo, da saúde, física e mental; é tempo de purificação e de buscar viver com mais inteireza e integridade!

Reprodução

Já em Virgem, o Sol recebe a conjunção de Mercúrio, Conjunção Inferior, visto que Mercúrio está retrógrado. Sobre esta conjunção, Erin Sullivan diz que “Mercúrio está voltando para casa para checar seu status; sandálias viradas para trás, o deus Hermes faz um esforço valente para se harmonizar com o Deus Apolo, para propor alguma reparação pelo roubo do gado de Apolo” – para entender melhor essa “treta” entre Hermes e Apolo, leia este artigo.  Este é o momento em que Mercúrio, porta-voz do Sol e da consciência, reconecta-se com a vontade solar e uma semente é plantada nessa fase escura (Mercúrio está invisível no céu), complementa Sullivan. “Marca um tempo de descanso e recuperação, reduzindo ação iniciatória (e egoica) e permitindo que o inconsciente trabalhe. Do ponto de vista do Sol, essa é uma conjunção de Mercúrio com a Terra”, portanto, de sondar como manifestar os conceitos de forma palpável. A Conjunção Inferior também marca o fim da fase Epimeteus de Mercúrio e o início da fase Prometeica, de juntar novos recursos. Mercúrio fica Cazimi das 13h59min até as 21h36min do sábado. Mercúrio Cazimi simboliza um momento de genialidade e de grandes insights!

Reprodução

Mercúrio, além de fazer a Conjunção Inferior, também volta aos domínios do Sol, Leão. Continua retrógrado, sinalizando um tempo de revisões e análises, de revermos decisões, ações e atitudes passadas, na área de vida onde temos Virgem/Leão no mapa. No domingo ele fará conjunção a Marte no mesmo grau em que tivemos o eclipse na segunda. Mais: Mercúrio estaciona e volta ao movimento direto no dia cinco, neste mesmo grau. Situações ou eventos simbolizados pelo eclipse e que tenham ficado em standby por causa da retrogradação de Mercúrio, podem agora se manifestar.

Emile Friant – Woman with a Lion – Reprodução

Vênus faz quadratura a Urano e trígono a Quíron na quinta-feira, sugerindo eventos inesperados e chocantes na esfera das relações, eventos que são o estopim para possíveis rupturas. Tais rupturas só ocorrem se estamos muito inconscientes da monotonia da relação e do desejo de renovação e novidade. Essas crises podem trazer revelações importantes e ser uma boa oportunidade para nos curarmos das feridas causadas por eventos passados, já que agora temos mais maturidade para perceber nossa própria contribuição nos eventos e, finalmente, nos liberar da amargura. Vênus ingressa em Leão no sábado, trazendo tempos de alegria e mais prazer para os leoninos. Em Leão Vênus é estilosa, criativa e tem um gosto apurado, olho clínico para as coisas de valor – a não ser que esteja muito mal aspectada. É também orgulhosa e opiniosa. Precisa admirar e se orgulhar da/o parceira/o para poder amar e se entregar. Gosta de drama, porque sem um pouco de cor e drama, a vida fica meio insossa. É leal, corajosa e foca na alegria. Pode ser também possessiva.

Reprodução

Marte faz trígono a Saturno e é a ponte da vez que propicia um diálogo ainda mais fluido entre Saturno e Urano. Ao fazer estes contatos, Marte tempera sua ação com uma boa dose de cautela, foco, disciplina e estratégia, para poder fazer os movimentos necessários, planejadamente, sem riscos desnecessários ou com riscos calculados. Marte ingressa em Virgem no dia cinco de setembro.

Reprodução

Júpiter faz sextil a Saturno (domingo), aspecto que vem sendo ensaiado desde outubro do ano passado, com Júpiter ficando a poucos minutos da exatidão do aspecto, mas sem nunca completá-lo. Essa conversa entre os dois aponta um tempo de costurar novas possibilidades e achar brechas por onde possamos nos elevar acima das dificuldades – quais as saídas possíveis para as limitações e problemas presentes? O aspecto fala da perspectiva de cooperação entre dois princípios também antagônicos – a exemplo de Saturno-Urano. Buscamos nos expandir e crescer, mas sem oba-oba, com realismo, prudência e cautela. Não acreditamos em crescimentos mirabolantes e nem em promessas mágicas. “Estamos muito interessados naquilo que poderia ser, mas tal interesse é bem balanceado com aquilo que já é; não somos nem idealistas, nem excessivamente conservadores” (Robert Hand). Assim, há oportunidades de verificar onde queremos crescer e acessarmos nossas limitações e reais capacidades. Nosso otimismo é temperado de realismo, de modo que, como diria Suassuna, temos um “realismo esperançoso”.  De qualquer forma, Saturno também está em quadratura a Quíron e, falando num contexto de Brasil, esse aspecto não é páreo para todo o desmantelo que estamos vendo. Traz a oportunidade de nos levantarmos e fazermos algo, dentro de nossas possibilidades – mas será que o faremos? Pois é, contradizendo a mim mesma, pessoalmente falando, tá difícil manter um otimismo esperançoso nos dias atuais. Mas ainda estamos vivos e enquanto há vida, há esperança!

É importante notar que tanto Júpiter quanto Saturno estarão diretos quando da ocorrência deste sextil. Sim, Saturno volta ao movimento direto na sexta-feira! Chega de revisar quem é que tá devendo, vamos logo partir para as cobranças! Essa é a última fase retrógrada de Saturno em Sagitário, já que ele entra em Capricórnio em dezembro e não volta mais ao Signo do Arqueiro. Portanto, é hora de arregaçar as mangas e voltar ao trabalho, sem desculpas! O período de dormência e elucubração sobre as tarefas acabou, agora é atacá-las sem mais demora. Veja onde você tem Saturno no seu mapa para saber onde precisa encarar o trabalho final de amadurecimento da visão espiritual, onde precisa definir melhor suas crenças, sua filosofia; onde precisa estruturar a visão e a perspectiva de um futuro mais amplo.

Reprodução

A Lua abriu a semana ainda na fase Balsâmica, já em Leão e se renovou às 15h30min, na lunação que foi também Eclipse total do Sol. Ingressou em Virgem no mesmo dia. Entra na fase Semi-Crescente em Libra, na sexta-feira e fecha a semana em Escorpião. Faz aspectos a todos os demais corpos celestes durante sua caminhada para coletar impressões e disseminar os propósitos do Sol.

Reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 21 de agosto – Eclipse Total do Sol – O Sol está hoje em trígono a Urano em Áries. A Lua Balsâmica Leonina abriu o dia conjunta a Marte e em trígono a Saturno. Ao longo do dia faz conjunção ao Nodo Norte, quincôncio a Quíron, trígono a Urano e, finalmente, conjunção ao Sol, na lunação mais potente do ano, porque é um Eclipse Total do Sol. A Lua fica vazia depois da conjunção ao Sol, às 15h31min. Ingressa em Virgem às 17h25min e faz sesqui-quadratura a Plutão à noite. É dia de eclipse e há uma sensação de expectativa no ar, expectativa que se mistura com ansiedade. O dia traz uma energia potente de renovação, mas para nos renovarmos, precisamos primeiro deixar para trás o medo, os erros passados, a preguiça, o “amanhã eu faço”, o postergar da vida… A vida não acontece amanhã, nem daqui a pouco. Ela está acontecendo AGORA e o agora é a única coisa que temos, que podemos mudar, estando plenamente conscientes. A consciência hoje é momentaneamente eclipsada, para que possamos acessar em maior profundidade os anseios verdadeiros da alma, mas só conseguiremos nos conectar com esses anseios verdadeiros, se estivermos devidamente centrados, serenos e ancorados, na nossa luz interior, porque se estivermos voltados para fora somente, para as influências exteriores, corremos o risco de simplesmente nos alinhar com vibrações baixas, de confusão, de medo, de descontrole e podemos espiralar no caos no mundo. A luz externa está apagada, para que a interna possa brilhar mais intensamente. Qual é a sua luz? Qual a potência? Qual seu propósito? A quem ou ao quê ela ilumina? Qual a sua utilidade? Ela está sendo bem utilizada ou está sendo desperdiçada? Uma coisa muito positiva sobre este eclipse, é que ele acontece conjunto ao Nodo Norte da Lua, simbolizando um momento único e uma grande oportunidade de nos alinharmos com nosso destino e propósitos mais nobres. O que quer que aconteça, traz em si, a semente do futuro, da evolução e de uma maior consciência; o que quer que aconteça, acontece para nos levar a dar nosso melhor, a superar nossas limitações e nossos apegos ou amarrações ao passado, à insegurança e à acomodação. Nisso precisamos confiar! Marte traz o poder da vontade de aço, da determinação, então, aproeveite e veja aquela situação muito difícil de mudar, com a qual você vem lutando já há tempos e foque na mudança positiva dessa situação; tome posse da energia marciana e coloque-a a seu favor! Vista a armadura do guerreiro nobre e gentil e lute com seus demônios e com aquilo que precisa combater em si mesmo, para ter uma vida melhor, mais íntegra, mais plena, em qualquer que seja a área que precisa ser trabalhada. O eclipse simboliza o momento em que aquilo que estava latente e que vinha sendo “preparado” já há algum tempo, chega à maturação, ao ponto de eclosão e pode vir à luz, porque agora estamos prontos para ver e para lidar com isso – ou talvez, simplesmente, porque PRECISAMOS lidar com isso! O melhor que podemos fazer é buscar nos centrar para nos alinhar com as vibrações mais elevadas, meditar sobre qual é o nosso destino e propósito maior e permanecer nesse estado de presença plena em nós mesmos. Em termos práticos, para estar mais tranquilo e centrado, durante estes dias, evite álcool ou outras substâncias que alteram a consciência; evite/diminua a cafeína, que é excitante e estimulante e aumenta a ansiedade; medite; ancore-se com exercícios de enraizamento, respiração, visualização; ande descalço na terra; emane vibrações de serenidade, de amor e gentileza para você mesmo, os outros ao seu redor e o planeta; ache seu ponto de equilíbrio e permaneça nele!

Reprodução

TERÇA-FEIRA, 22 de agosto – O Sol ingressa em Virgem às 19h21min. A Lua está renovada, também em Virgem. Fez conjunção a Mercúrio logo cedo e agora à tarde se opõe a Netuno, faz sesqui-quadratura a Urano e, à noite, trígono a Plutão. Marte está em trígono exato a Saturno. Vênus se aproxima do trígono a Quíron e da quadratura a Urano. O dia começou ligeiro, com a manhã (ou o despertador) nos sacudindo da cama e nos alertando para compromissos e tarefas diversos. Uma coisa emenda na outra e isso nos ocupa muito por boa parte do dia, o que é ótimo, desde que estejamos realmente inteiros nas atividades. À tarde nossa industriosidade cede e nos sentimos um tanto desanimados, à mercê de devaneios, sentimentos confusos, uma certa indisposição e até sono. O humor e as sensações oscilam e muito da ansiedade que andamos reprimindo pode agora ressurgir e nos deixar amedrontados, ansiedades indefinidas, receios de julgamentos ou opiniões alheias, suscetibilidade extrema… elemntos que podem atrapalhar não só  aprodutividade mas o clima no ambiente de trabalho e consequentemente, as relações, que ficam permeadas de inseguranças, suspeitas sobre o que outro está pensando/sentindo a nosso respeito. Contornamos isso ao pegar de volta as possíveis projeções que tenhamos jogado sobre outros; recolher para nós os receios e ansiedades sobre opiniões alheias, assim como nosso próprio criticismo e julgamentos. Estudar tais elementos para descobrir suas origens e assim evitar que contaminemos as relações com questões, dúvidas e inseguranças que são nossos. Se conseguirmos lidar com tais inseguranças, podemos nos sintonizar com outras forças, mais positivas e resilientes; com a capacidade de trabalhar com paciência, diligência e disciplina e resolver coisas bastante intrincadas que requeiram cuidado e tempo. O Sol ingressa em Virgem, inaugurando o tempo de vermos a vida em detalhes minuciosos e preciosos; de organizarmos nossa rotina, nossos métodos; de revalorizarmos nossa relação com o trabalho diário, nosso ofício sagrado; É o tempo de estar a serviço, de ser útil e prestativo; e também é o tempo de cuidar dos ritmos orgânicos, do corpo, da saúde, fisica e mental; é tempo de purificação e de buscar viver com mais inteireza e integridade!

Reprodução

QUARTA-FEIRA, 23 de agosto – O dia é de Mercúrio, que está exaltado e regendo Sol e Lua – todo poderoso, mas recluso, porque retrógrado. A Lua Virginiana abre o dia harmonizada com Plutão, mas arruma treta com Saturno logo cedinho, além de fazer, mais tarde, oposição a Quíron e formar, assim, uma ampla T-Square Mutável. A Lua faz ainda sextil a Vênus e fica vazia depois deste aspecto, às 17h04min. Ingressa em Libra às 22h05min. Lua e Vênus ficam, então, em recepção mútua. Estamos cheios de dedos, em cólicas, porque sentimo-nos cobrados e julgados, numa pressão que cria preocupações e ansiedades e que nos faz sentir expostos e inseguros e, em tal estado de espírito, tentamos controlar a tudo e a todos para recuperar um mínimo da sensação de segurança que é tão necessária. Mas isso apenas nos afasta e isola mais dos outros, que se sentem criticados e indignos de confiança e, dessa forma, as relações ficam ainda mais desastradas e complicadas, quando na verdade, queríamos apenas nos assegurar de que tudo saísse como o previsto. É um círculo vicioso, em que eu critico ou julgo e o outro se defende e critica de volta, deixando um clima pesado e ressentido, que perturba a todos. Tudo pode ser evitado, ou pelo menos minimizado, se permanecermos flexíveis e empáticos para com as limitações dos outros – e para com as nossas também – afinal, ninguém é perfeito e por mais que tenhamos a excelência como meta, perfeição é uma coisa diferente e, além de muito chata, paradoxalmente, também muito limitante. Portanto, é dia de nos sintonizarmos com a gentileza e a benevolência, de ter a elegância de perceber e louvar o esforço do outro, mesmo que as coisas não estejam exatamente como esperávamos. Em tempo: vale ficar atentos para não jogarmos o jogo de diminuir o outro para nos sentir melhores, já que talvez estejamos nos sentindo meio por baixo. Melhor conter a irritação e o criticismo e verificar o que ele conta sobre nós mesmos.

Reprodução

QUINTA-FEIRA, 24 de agosto – Saturno estaciona a 21°10’ de Sagitário, às 09h09min (Brasília) para voltar ao movimento direto. Vênus em Câncer está em quadratura Plena a Urano em Áries e em trígono a Quíron Peixes, além de ainda fazer uma sesqui-quadratura a Netuno, também em Peixes. A Lua Libriana, regida por Vênus – ambas estão em recepção mútua – também faz quincôncio a Netuno e fecha a noite já em quadratura a Plutão. O dia está sujeito a chuvas e trovoadas, aguaceiros e tempestades – pelo menos no âmbito das relações afetivas! O foco hoje está nas relações. É dia de confrontos entre a nossa faceta mais tradicional, doce e romântica e o outro lado mais radical, livre e selvagem. Os dois gritam alto para se fazerem ouvir dentro de nós e a quem damos ouvido? O lado que estiver se sentindo ignorado e suprimido pode nos criar problemas hoje e o problema aparece travestido de namorada/o. Se eu sou grudenta/o, deixo de viver minha vida para viver a do outra/o e não percebo minha necessidade de espaço e tempo para mim, talvez a/o outra/o vá embora para que eu possa me dar conta disso; ou vice-versa: se eu tenho dificuldade de me comprometer, talvez o outro me pareça excessivamente possessivo e carente, me obrigando a lidar com esse aspecto de mim mesmo – mas claro, é provável que apenas acusemos o outro de ser carente, grudento ou o oposto, de insensível, frio, não comprometido, etc. O quanto estamos conscientes de nossas contradições? O quanto estamos dispostos a trabalhar para integrar esses desejos tão díspares? Ou será que queremos tanto um relacionamento que abrimos mão de ser nós mesmos e de expressar nossa individualidade? É o dilema que Vênus enfrenta hoje! No fundo, queríamos mesmo não ter que escolher nada e apenas ceder, abrir mão da luta e nos perder no outro… mas isso, além de não resolver, faz com que permaneçamos imaturos emocionalmente e inaptos a viver relações verdadeiramente significativas. Saturno estacionário ajuda a ver essas – e outras – questões com mais acuidade, exatamente porque estão muito agudas. A casa em que Saturno estaciona no mapa natal – e planetas que fazem aspecto ao grau 21° de Sagitário – é a área onde precisamos estar atentos para percepções agudas da realidade, como não a tínhamos percebido antes.

Reprodução

SEXTA-FEIRA, 25 de agosto – De Libra a Lua quadra Plutão e faz semi-quadratura ao Sol, entrando na fase Semi-Crescente. A Lua também faz conjunção a Júpiter, e sextis a Saturno e a Marte – atenção para a linda conjunção no céu noturno! O Sol faz sesqui-quadratura a Plutão. Saturno volta ao movimento direto em Sagitário. É tempo de emergir para a realidade, depois de ficarmos imersos em muitas revisões das estruturas que nos dão segurança – ou deveriam dar. A realidade é brutal, mas precisamos lidar com ela e se não gostamos, precisamos trabalhar para modificá-la – para isso temos a ajuda e os insights de Júpiter e Urano. que nos dizem para acordar para essa realidade, mas precisamos nos mexer, porque não vão fazer nada por nós, sozinhos, não. O que é seguro e válido, permanece, o que é falso e desprovido de sentido, deve ser deixado para trás e substituído, ou talvez nem seja necessária substituição nenhuma, como no caso em que o conceito todo perdeu o sentido – isso tudo deve estar claro para nós, depois de tantos meses de retrogradação. Depois de ousarmos olhar-nos no espelho da verdade e de perceber aspectos menos nobres ainda não assimilados (sempre vai haver algum), podemos trabalhar sobre tal aspecto com afinco e nos regozijar com os resultados, a consciência de não termos fugido à luta conosco mesmos, uma luta conscienciosa, travada com honestidade, disciplina e honra. E podemos então nos rejubilar com a tarefa cumprida, que certamente adiciona valor ao que somos e à forma como nos vemos! Nada como festejar e celebrar depois do dever cumprido, é o recado de Lu/Júpiter + Saturno e Marte!

Reprodução

SÁBADO, 26 de agosto – Vênus ingressa em Leão à 01h30min. A Lua, regida por Vênus, faz quincôncio a Quíron e oposição a Urano, fiando vazia depois deste aspecto, às 02h40min. Ingressa em Escorpião às 05h53min. Mercúrio faz a Conjunção Inferior ao Sol e fica Cazimi das 13h59min até as 21h36min. A madrugada de sábado pode trazer inquietude, ansiedade relacional, conflitos, que reverberam da nossa dificuldade de nos aceitar – e aos outros – com nossas muitas discrepâncias. Tais conflitos podem ser assimilados e digeridos no sono posterior, de modo que pela manhã, estamos mais cientes de nossas contradições, querendo perscrutá-las mais de perto. O dia traz então uma atmosfera densa e propícia para atividades que demandem investigação, concentração, pesquisa. É dia também de tirarmos alguns minutos para relembrarmos dos nossos propósitos, desejos, projetos, para relembrarmos de quem somos nós e do que queremos nos tornar e assim, tendo lembrado de tudo isso, verificar os recursos e mecanismos mentais e intelectuais que vamos precisar para tornar essa tarefa mais compreensivel e executável no mundo. Dia de insights e ideias novas sobre a organização da vida, o ordenamento do cotidiano, a sacralidade do corpo – para quem estiver atento e aberto!

DOMINGO, 27 de agosto – Júpiter está em sextil pleno a Saturno. A Lua Escorpiana faz trígono a Netuno, sesqui-quadratura a Quíron, sextil a Plutão e passa boa parte do dia como Ponto Médio entre Júpiter e Saturno. O dia traz humores estranhos e instáveis, emoções em falso, ora sobem ora despencam vertiginosamente, deixando aos outros e a nós mesmos, confusos. Há tendência a desentendimentos entre mulheres que convivem proximamente, porque as diferenças parecem estar mais realçadas hoje. Contudo, é necessário, exercer a tolerância e a empatia, exatamente quando nos sentimos mais irritadiços e indóceis, porque é fácil viver as relações quando tudo está bem com o outro e conosco mesmos; mas as relações também se fortalecem quando enfrentam desafios, dependendo de como tais desafios são encarados. De modo geral, é dia de olhar com paciência e perseverança para nossas metas e objetivos de desenvolvimento pessoal, especialmente se no momento eles parecem um pouco fora de alcance. Traçar planos sóbrios e realistas de como realizar essas ambições e metas e traçar junto um cronograma de ações, para não ficarmos somente no papel a ser engavetado depois de ter cumprido a missão de acalmar as ansiedade do ego e até da alma. Um plano de ação só funciona se a ação realmente for executada e o dia está perfeito para traçarmos os planos, nos comprometermos com ele e entrarmos em ação tão logo seja possível! Costurar novas possibilidades de ter um pequeno céu na vida diária. Não desperdicemos o momento!

Desejo uma ótima e serena semana para você!

Reprodução

Lua Nova em Aquário – Qual revolução você precisa fazer na sua vida?

Catrin Welz-Stein – Reprodução

A Lua é Nova a 08°15’ de Aquário nesta sexta-feira, dia 27 de janeiro, às 22h07min no horário de Brasília e à 00h07min do dia 28 no horário de Lisboa. A Lua Nova é o período de se renovar intenções e objetivos e de focar nos assuntos relacionados com o signo e com a casa do mapa natal em que ela acontece. Em Aquário a Lua convida a renovar os laços de amizade, a expandir nossa rede de relações sociais, a melhorar nossa atuação na comunidade de que fazemos parte, buscando um mundo melhor para todos porque afinal, Aquário é o signo das causas humanitárias. Sobretudo, é o período do ano em que devemos desafiar a mentalidade tacanha, identificada em nós ou nos outros; rebelar-nos contra as regras que só existem para manter o status quo, para nos manter no nosso “devido lugar” longe das posições em que poderíamos provocar mudanças reais e reformas necessárias. A ir além daquilo que é esperado de nós, a não nos conformarmos com a situação “porque sempre foi assim”.

Heinrich Fueger – Prometeu rouba o fogo dos Deuses – Reprodução

Aquário é o signo que nos convoca a “roubar o fogo dos deuses”, a exemplo de um dos mitos mais importantes deste signo, o mito de Prometeu. Neste mito, o titã Prometeu cria a humanidade a partir do barro e da água, à semelhança dos deuses (mito similar ao judaico). Prometeu, cujo nome significa “aquele que prevê o futuro”, ou o “previdente”, enxergava além e já havia previsto o resultado da luta entre Zeus e seu pai, Cronos e ficou do lado de Zeus, inclusivamente ajudando-o no nascimento de Atena, que nasceu adulta, direto da cabeça de Zeus e, por causa dessa ajuda, ensinou a Prometeu a arquitetura, matemática, astronomia, navegação, medicina, etc… Artes e conhecimentos que ele passou para a humanidade, por isso ele é tido como o daemon do impulso cultural. O homem não podia ver nada com clareza, não percebia os ciclos da natureza, portanto, não conseguia tirar proveito deles com a agricultura, por exemplo; ele também não sabia como criar animais e não enxergava um palmo diante do nariz no sentido de se projetar no futuro. “Então, aqui está a verdade em uma palavra: toda habilidade e ciência humana é um dom de Prometeu”. E Aquário é o signo que representa esse impulso cultural, civilizatório, tecnológico. E representa, também, o impulso para a consciência, oposta à inconsciência e instintividade dos ritmos orgânicos.

Reprodução

No mito, Prometeu também deseja dar o fogo à humanidade, mas Zeus o propibe de fazê-lo, porque já estava muito enciumado de todo o conhecimento que Prometeu havia dado ao homem. Prometeu faz ouvido de mercador à ordem de Zeus e se rebela. Entrando no templo na calada da noite, ele rouba o fogo e o dá aos humanos. Esse ato traz presente uma das principais características de Aquário: a rebeldia, a recusa em se sujeitar a normas que não fazem sentido ou que já estão ultrapassadas. O fogo dos deuses corresponde à centelha divina, aquilo que faz com o homem se perceba como mais que um mero animal, como tendo um espírito imortal e uma visão que pode enxergar o futuro e, a partir disso se planejar e se precaver. O fogo dos deuses também representa os segredos da natureza e Aquário está constantemente roubando os segredos da natureza, através das pesquisas científicas e tecnológicas e do desejo de reformar o mundo e a humanidade.

Lua Nova em Aquário – Brasília, 27 de janeiro de 2017, 22h07min

Neste mapa, Lua e Sol não fazem aspectos maiores a outros planetas, ou seja, estão bastante isolados, formando um “dueto”, só conversam entre si, o que enfatiza as qualidades do signo, tornando-os até um tanto extremistas. O símbolo Sabiano para o grau 09 (08°15’) de Aquário traz a seguinte imagem: “Uma bandeira que se transforma numa águia”. Dane Rudhyar, o precursor do que nós chamamos hoje Astrologia Psicológica, ao analisar este símbolo, nos diz que “o que está implicado aqui é a revitalização de um símbolo poderoso, sua encarnação numa realidade viva, ou seja, numa pessoa capaz de voar, em consciência, para a dimensão espiritual mais elevada. Ao arquétipo são dadas asas e substância viva. A imagem se tornou um poder”. Ele acrescenta que o que o símbolo sugere, é que “ver” este novo arquétipo vai além de meramente percebê-lo os novos padrões de valores com a mente. O vidente deve se tornar o fazedor, ver, compreender não é suficiente, é necessário agir. Não adianta ter acesso ao conhecimento, à verdade, se não permitimos que ela nos transforme, se não agimos em cima daquilo que vemos e compreendemos. E aqui, nos damos conta de que não é suficiente termos a visão Aquariana, se com ela nada fizermos para mudar algo, para reformar concretamente nossa realidade. Não basta roubar o Fogo dos Deuses para desperdiça-lo, para quê ter acesso ao conhecimento se nada transformamos? Somente para alimentar nossa vaidade e orgulho? Para nos colocarmos como mais superiores ainda aos reles anônimos (pecado-mor de Aquário)?  Então, algo precisa ser feito a partir do conhecimento, da iluminação. O quê?

Reprodução

O Símbolo Sabiano enfatiza a qualidade extremista da Lua Nova, ocorrendo sem aspectos a outros planetas, um realce extra das qualidades de Aquário mais puras. A Lua Nova nos urge a roubar, nós mesmos, o Fogo dos Deuses, naquelas áreas da nossa vida que estão estagnadas, onde perdemos a visão, onde sucumbimos à previsibilidade e à monotonia e perdemos o ímpeto e o estímulo pelo novo dia, pelo futuro… Aquela área onde estamos acomodados, repetindo o mesmo enredo, todo dia, toda semana, entra mês, sai mês, entra ano, sai ano… E além de meditar para ganhar acesso à Visão, precisamos agir a partir dela. Onde, em nossa vida e vivência, precisamos “voar em consciência para a dimensão mais elevada”? Onde é que precisamos nos rebelar? Onde precisamos ser mais independentes, mais livres, revolucionários? Onde precisamos mudar radicalmente?

Shutterstock – Reprodução

É interessante que temos ajuda! Aquário é regido por dois planetas antagônicos, Saturno e Urano. Como sabemos, no mito Urano é suplantado por seu filho Cronos-Saturno. Depois de castrar seu pai, Urano, Cronos assume o seu lugar como regente dos deuses. Assim, Cronos-Saturno suplantou Urano, embora, na Astrologia diz-se o contrário, é o Novo (Urano) que suplanta o Velho (Saturno) e hierarquicamente, Urano é mais forte do que Saturno, pois é um poder que está além da consciência humana. Então, Saturno e Urano representam forças inimigas e opostas. Entretanto, atualmente essas forças aparentemente incompatíveis estão em harmonia. Saturno, trafegando Sagitário até o fim de 2017, está correntemente em trígono – aspecto harmonioso – a Urano, indicando um período em que o velho anda de mãos dadas com o novo, e vai lhe ensinando tudo o que há para saber, enquanto vai lhe cedendo o lugar, amigavelmente – claro, nem tanto, porque, embora haja harmonia, inimigos, mesmo de armas depostas, ainda são inimigos e essa conversa, por mais amigável que seja, ainda requer muita conciliação entre os dois princípios. De qualquer forma, o importante é que os dois dispositores da Lua Nova estão em trégua e isso nos diz que, em termos de circunstâncias, talvez tenhamos mais facilidade de fazer a migração da nossa condição atual para aquela que desejamos, de maneira gradual e planejada.

Reprodução

Outra coisa interessante é que exatamente hoje, Vênus em Peixes faz uma quadratura a Saturno em Sagitário. Esse aspecto, em linhas gerais, sugere crises e testes pelos quais passam aas relações afetivas e pede cautela na gestão dos recursos e investimentos, pede que sejamos austeros. Hierarquicamente, Saturno está acima e é mais forte do que Vênus. Contudo, isso não quer dizer que Vênus também não possa ter efeito sobre a rigidez do Velho Saturno. Saturno vem equilibrar o idealismo e credulidade da Vênus Pisciana, tornando-a mais realista e ponderada; mas Vênus também suaviza a dureza de Saturno, tornando-o menos frio e um pouquinho mais afável. Quando projetamos isso para o ciclo, antevemos que é possível que seja um ciclo um pouco tortuoso para as relações, que enfrentarão testes de maturidade, independência e desapego mas, por outro lado, o contato de Vênus a um dos regentes da Lua Nova pode diminuir, mesmo que sutilmente, o distanciamento e a indiferença características de Aquário. Além de, em termos mais gerais, sugerir que agreguemos os princípios de Vênus em Peixes à essa ação radical que precisamos empreender: benevolência, inclusão, altruísmo, sensibilidade, criatividade, imaginação!

Mas não nos enganemos: a Lua sem aspectos alerta que ainda precisamos tomar a decisão radical, é necessário e urgente dar a arrancada, dar o primeiro passo, decidir! E agir!

Desejo uma ótima Lua Nova para você, cheia do radicalismo saudável e necessário para nos arrancar do marasmo que anda estagnando a vida. Que você tenha a clareza e a consciência que dá acesso à visão e, a partir da visão, que faça a revolução que precisa fazer, qualquer que seja ela!

A Liberdade guiando o povo – Delacroix – Reprodução

 

 

 

AQUÁRIO – Roubando o Fogo dos Deuses

AQUÁRIO

Aguadeira
Reprodução – Desconheço o Autor

Aquário é um signo de desapego e sendo início de ano, se estiver com tempo, aproveite para se desapegar de coisas que sabe que não precisa mais. Limpe a vida, limpe o coração e desapegue-se para estar livre para as novidades que virão! Sue Tompkins (1) nos diz que o símbolo de Aquário, o Aguadeiro era representado antes também por uma mulher e o conteúdo da ânfora que ele ou ela despeja produz as duas linhas do glifo do signo. Corresponde ao mês de fevereiro, um tempo, segundo ela, que os Romanos separavam para limpar suas casas e anexos ou edícolas. A palavra fevereiro, diz Tompkins, significa, literalmente, “mês de purificação”, “assim, o Aguadeiro pode ser interpretado como lavando o passado para ficar pronto para uma novo começo, fresco e limpo. Uma imagem muito apropriada para um signo reformador, progressista e orientado para o futuro”. As linhas do glifo também fazem referência às ondas do mar, às ondas elétricas, afinal, Aquário é associado com a eletricidade,  e às energias eletromagnéticas e às próprias energias da terra, complementa ela.

aquario simParticularmente, acho que as ondas do glifo de Aquário também lembram as ondas dos raios, que eu associo com o planeta Urano. Sei que na antiguidade Zeus-Júpiter era o deus associado com raios e trovões. Mas acho que a forma como Urano se manifesta como energia psíquica é muito semelhante à descarga ou queda de um raio: é completamente imprevisível, você não sabe onde vai cair, quanto tempo vai durar nem quando irá ocorrer novamente. É uma liberação de energia fulminante, que tanto pode iluminar quanto destruir. E o Aguadeiro a derramar a água da sua ânfora sempre me chama a atenção para o fato de ele ter a água (sentimentos) contida num recipiente fora dele mesmo e ele derrama essa água sem entrar em contato com ela, daí a tendência a racionalizar as emoções e os sentimentos – é mais fácil analisá-los, percebê-los de longe do que senti-los.

aquario1
Reprodução

Signo de AR, Aquário é FIXO, MASCULINO, ATIVO, POSITIVO, YANG. Ideal é palavra chave quando se trata de Aquário, também chamado de Aguadeiro, já que é retratado como uma figura humana com uma ânfora. Pessoas com muitos planetas ou ângulos em Aquário e ainda com forte ocupação da Casa 11, a casa natural deste signo, são naturalmente voltadas para as causas sociais e humanitárias. Elas desejam transformar o mundo e o ser humano na sua melhor versão. Elas têm um IDEAL e se guiam por ele, pela visão da melhor versão daquela pessoa, situação, mundo. Assim como Prometeus, cujo mito exploramos abaixo, elas conseguem enxergar potenciais onde outros só percebem problemas e limitações – às vezes estão tão sintonizadas com este ideal que esquecem de perceber a pessoa real a seu lado. O folclore astrológico diz que é o mais sociável dos signos, o signo dos amigos.

Jordaens_-_Aquarius
Jacob Jordaens – Aquário – Reprodução

PROGRESSISTA, inovador, inventivo e amante da LIBERDADE, é extremamente mental e OBJETIVO, já que é o signo que traz o elemento AR na sua forma mais refinada, mais burilada. Civilizado e desapegado, Aquário tem uma grande facilidade de ver as coisas de fora, de longe, como se não fizesse parte do quadro, daí sua capacidade de prever as tendências. Tanto desapego e amor à liberdade pode implicar em alguma dificuldade com a intimidade e a vivência dos sentimentos, que podem ser sentidos, às vezes, como ameaçadores, já que, ao contrário da mente e da razão, sentimentos são coisas incontroláveis e incompreensíveis. Terrivelmente RACIONAL, Ele detesta tudo o que é ou parece irracional, porque a RAZÃO é a coisa mais lógica pela qual o ser humano deveria se pautar. Muitas vezes, ele é tão correto, tão racional e resolvido, que são as outras pessoas ao seu redor que perdem as estribeiras ou têm atitudes loucas, só para ver se provocam alguma reação “humana” nessa pessoa de emoções super controladas!

SONY DSC
Aquário – Vitrais da Catedral de Chartres, Chartres, França – Wikimedia Commons Reprodução

Pode ser o melhor dos amigos e a mais animada das companhias, desde que os temas sejam leves ou abstratos, porque se vier com choros e dramas, esqueça, pernas para que te quero! De modalidade Fixa, ele, que é um catalisador de mudanças na vida de outros, muitas vezes pode ser extremamente conservador e avesso a mudanças na própria vida – ele muda, se for nos seus próprios termos, no seu próprio tempo. Isso reflete uma ambivalência que nasce da dupla regência do signo: Aquário é regido tanto por Saturno quanto por Urano, dois arqui-inimigos, portanto, não poderia ser diferente, este é um signo bastante contraditório e cheio de surpresas. A regência de Urano lhe dá o amor pela liberdade, igualdade, fraternidade, além da inventividade, excentricidade e aquele ar meio elétrico e diferente que lhe é bem característico. O outro regente, Cronos para os gregos e Saturno para os romanos, nós já encontramos em Capricórnio. Urano era seu pai, o deus dos céus estrelados, aquele que deu origem às gerações de deuses olímpicos ao se deitar com Gaia, a Mãe Terra.

Drawing of Aquarius, the eleventh zodiacal sign, appearing in William Hone's Hone's Everyday Book.
Desenho de Aquarius, no Livro de Todos dos Dias de William Hone – Reproduçao de Wikimedia Commons

LIBERDADE e IGUALDADE são duas de suas palavras-chave, assim como JUSTIÇA. Aquário vem depois de Capricórnio e busca destruir as estruturas e hierarquias tão amadas pelo signo da Cabra, porque a seu ver, essas estruturas impedem a igualdade e a justiça. Profundamente afinado com a VERDADE, mesmo que seja a verdade como ele a vê, às vezes torna-se difícil para seus pares, amigos ou amores, que esperam dele uma postura mais parcial, que ele simplesmente não pode oferecer, pois quem busca ser justo tem que ser IMPARCIAL. E, claro, assim como Sagitário, outro signo afinado com a verdade, muitas vezes, para defender a verdade, ele se torna grosseiro, frio, sem tato e franco por demais, ferindo os brios de corações mais sensíveis.

Deutsche Fotothek Astrologie & Sternzeichen & Kalender Aqua
Deutsche Fotothek Astrologie & Sternzeichen & Kalender – Reprodução

Aquário é o signo da pessoa comum, do Zé das Couves ali da esquina, da Dona Maria sua vizinha, do Fulano  ou do Beltrano qualquer, ou seja, é o signo da pessoa ordinário, que detesta os privilégios das classes dominantes tão adorados por Capricórnio. Para ele todos são iguais e têm os mesmos direitos. É o signo dos ideais humanitários, cristalizados nas três palavras de ordem da Revolução Francesa, período em que Urano foi descoberto: LIBERDADE, IGUALDADE e FRATERNIDADE. Aqui encontramos a grande família humana  no seu conceito mais abstrato e de fato, é um signo seriamente preocupado com a melhoria da vida para todos, com uma visão de mundo mais justo para todos.

Stamp_of_Ukraine_s892
Selo da Ukrania – Reprodução

Ao contrário de Capricórnio, Aquário não acredita em “deveres” ou coisas chamadas “obrigações”, nem mesmo em relação á própria família ou aos laços de sangue. Ele manda às favas todos os “tem que” da vida e se você quiser que ele NÃO faça algo, é só dizer que ele “tem que” fazer. Ele é o grande REBELDE do Zodíaco e está pouco se lixando para o que você pensa ou deixa de pensar sobre ele. Aliás, outra de suas frases famosas é aquela “o que você pensa sobre mim não é problema meu”. Entendeu? E não espere que ele vá se explicar ou se justificar por qualquer coisa que tenha feito ou dito, fez, tá feito; disse, tá dito! Ao invés de obrigações, o que ele se preocupa mesmo é com PRINCÍPIOS e CONVICÇÕES, que norteiam sua forte CONSCIÊNCIA SOCIAL. No lugar das tais obrigações e deveres ele se vale da cooperação e da livre escolha, mas o problema é que o ideal nem sempre se sai bem nas situações cotidianas e é comum se ver o Aguadeiro agindo de forma dogmática ou autoritária, exatamente da mesma forma que aqueles tiranos ditadores que ele tanto critica!

AQUÁRIO
Aquário – Reprodução

INDEPENDENTE, OBSTINADO, inconvencional, não ortodoxo, às vezes chegando a ser excêntrico, ele vai lutar com unhas e dentes para defender sua própria liberdade e também a dos outros e liberdade de expressão é uma das suas mais nobres bandeiras. Paradoxalmente, é um dos signos mais tolerantes que há, vivendo de acordo com o mote “viva e deixe viver”, mas ao mesmo tempo, para defender suas caras convicções e princípios, pode se tornar EXTREMISTA e RADICAL nas suas posturas e opiniões, personificando a própria INTOLERÂNCIA que tanto combate. Ele também é completamente IMPREVISÍVEL e quando você pensa que finalmente o conhece, ele aparece com outra faceta totalmente diferente de si mesmo. Está sempre surpreendendo e adotando posturas antes impensáveis! Por isso Aquário também está associado ao imprevisível e inusitado e isso está relacionado a Urano.

Aqu book of hours
Livro das Horas – Reprodução

E sim, como signo de Ar, é ultra-sociável e profundamente interessado em pessoas, em gente, embora isso se dê muito mais do ponto de vista intelectual do que emocional – é quase um interesse científico no ser humano como objeto de estudo. Verdade seja dita, ele muitas vezes é visto mesmo como INDIFERENTE e frio, mas, de novo,  isso nasce do desejo de ser sincero e imparcial. Ele é extremamente amigável sim e se interessa muito na humanidade como um todo, porém, quando se trata de intimidade, ele é muito seletivo e deixa pouquíssimas pessoas chegarem perto – contato físico, por exemplo, é algo que pode ser muito perturbador e desagradável para ele, portanto, respeite seu espaço pessoal, dê-lhe espaço físico e, principalmente, emocional! Não o sufoque ou você nunca mais o verá! Sue Tompkins diz que muitas pessoas que pensam que Aquarianos são frios simplesmente não perceberam que foram, na verdade, rejeitadas, ou seja, não passaram no crivo seletivo dele. Das coisas que ele mais detesta e que podem fazê-lo rejeitar alguém estão o esnobismo, conversas fúteis, falta de sinceridade ou de propósito ou, pior ainda: estreiteza de pensamento, os chamados pobres de espírito. Mentalidades tacanhas, não, por favor! Mas sim, ele precisa de gente, tem necessidade maior dos amigos do que da própria família, podendo até dizer que sua verdadeira família é composta de seus amigos.

 

IMG_0034
Saturno, regente tradicional de Aquário – Maria Eunice Sousa
IMG_0548
Urano – Símbolo – Maria Eunice Sousa

Um dos mitos associados a Aquário é o de Urano, o DEus dos Céus Estrelados. Urano teve muitos filhos, dentre eles, Saturno e outros titãs, além dos Gigantes, criaturas ctônicas e grotescas de 100 mãos, cuja mera visão causava profundo desgosto ao seu pai, que era altamente idealista e de gosto muito estético. Tão repulsiva era a visão de seus filhos que Urano os aprisionou no Tártaro, as entranhas do Mundo Inferior. Esse costuma ser um padrão comum em Aquário, esse gosto estético refinado e idealista, que detesta ter que lidar com o lado mais animalesco da natureza humana, incluído aí os ritmos orgânicos do próprio corpo, que pode, às vezes, ser sentido como alienígena. Cronos, com a ajuda de sua mãe Gaia, resolveu tomar providências para libertar o irmãos e numa noite, quando Urano veio se deitar com Gaia ele segurou seus genitais com a mão esquerda e com a mão direita empunhando uma foice, cortou-os fora, atirando-os ao mar. Da espuma do sêmen nasceu Afrodite, e não é à toa que ela é a deusa da beleza e do senso estético, tendo nascido de um pai tão idealista. Do sangue derramado na terra nasceram as Erínias, também conhecidas como Fúrias, personificações da vingança e que puniam os mortais. Urano desaparece e não se sabe dele depois disso na mitologia. Cronos assumiu o seu lugar como regente dos deuses.

The_Mutiliation_of_Uranus_by_Saturn
A castração de Urano por Saturno – Afresco de Giorgio Vasari e Cristofano Gherardi, c. 1560 (Sala di Cosimo I, Palazzo Vecchio). Reprodução

Esse mito de Urano já nos diz muito sobre a natureza de Aquário. Mas há outro mito ainda mais emblemático relacionado ao signo, o mito de Prometeus. É uma estória longa, mas vale a pena. Liz Greene (3) diz que Prometeus é o grande “assistente social cósmico”. Prometeus era um titã da mesma geração de Cronos e sua origem é um tanto controversa. Seu nome significa “aquele que prevê”. Ele tinha um irmão chamado Epimeteus, que era o seu oposto nesse sentido, pois seu nome significava “aquele que aprende apenas com o acontecimento”. Na briga entre Cronos e Zeus, porque ele sabia como a encrenca findaria, Prometeus ficou do lado de Zeus. Diz-se que ele o ajudou no parto de Atena, que nasceu da cabeça de Zeus e que era a deusa da estratégia e do pensamento racional. Por causa disso ela o ensinou várias artes, entre elas a agricultura, arquitetura, matemática, artesanato, carpintaria, medicina, astronomia, astrologia, navegação e muitas outras habilidades.

Damon Hellandbrand aquario
Damon Hellandbrand – Aquario – Reprodução

Prometeus ensinou todas essas artes ao homem. Uma das versões de sua origem é a de que ele próprio, Prometeus, teria criado o homem de barro e água, com a permissão de Atena. Liz Greene, em seu livro A Astrologia do Destino (3), diz que o fato de ter ensinado todas essas artes ao homem torna Prometeus o Daimon do impulso cultural. Antes de Prometeus, o homem não podia ver nada com clareza, não percebia os ciclos da natureza, portanto, não conseguia tirar proveito deles com a agricultura, por exemplo; ele também não sabia como criar animais e não enxergava um palmo diante do nariz no sentido de se projetar no futuro. “Então, aqui está a verdade em uma palavra: toda habilidade e ciência humana é um dom de Prometeus”, Greene cita Asclépios, e diz que “esse impulso de boa fé em relação à humanidade é um dos temas dominantes de Aquário”. Por isso Aquário rege a ciência e a tecnologia, porque são coisas que trazem o progresso e os avanços para a humanidade.

Heinrich_fueger_1817_prometheus_brings_fire_to_mankind
Prometeus traz o Fogo à Humanidade Heirich Fueger – 1817 Reprodução

O mito continua. Zeus foi ficando muito zangado com todas essas artes ensinadas ao homem por Prometeus e temia que logo o homem se acharia um deus. Zeus também foi se irritando com Prometeus por outras coisas. Um dia, por exemplo, Prometeus foi convidado a decidir sobre quem deveria ficar com que porções de um boi sacrificado, quais deveriam ser dadas aos homens e quais seriam oferecidas aos deuses. O Titã, que sempre privilegiava os homens, escondeu a carne maciça debaixo do bucho do boi e todos os ossos limpos debaixo de uma rica gordura e disse a Zeus para escolher. Zeus escolheu a sacola de ossos e ficou zangadíssimo ao perceber a trapaça e por isso negou o fogo aos homens, “que comessem a carne crua”, disse ele. Prometeus não acatou a decisão e roubou o fogo sagrado dos deuses e o deu ao homem. Como punição, Zeus acorrentou Prometeus a uma montanha no Cáucaso e todos os dias uma águia, a ave símbolo de Zeus, vinha comer-lhe o fígado. À noite o fígado se regenerava e no dia seguinte o sofrimento se repetia.

Dante Gabriel Rosetti's Pandora
Dante Gabriel Rosetti – Pandora Reprodução

Além de punir Pometeus, Zeus ordenou a Hefestos, o deus da forja, que fabricasse uma mulher de barro e nela inspirou vida através dos Quatro Ventos. Essa era Pandora, que foi enviada a Epimeteus e que, orientado por seu irmão para não receber nenhum presente de Zeus, recusou-a a princípio. Mas, por causa do sofrimento infindável de Prometeus, ele acabou se casando com ela. Pandora abriu aquela famosa caixa, de onde saíram todas as pragas que poderiam perturbar a humanidade: Trabalho, Doença, Velhice, Insanidade, Vício e Paixão. A humanidade teria cometido suicídio coletivo, não fosse Esperança, a enganadora, que também estava na caixa e que mantinha o homem em expectativa de melhorias. Alguns dizem que Esperança é o pior de todos os males, pois nos mantém iludidos. O sofrimento de Prometeus tem fim quando ele é trocado por Quíron, que enfrentava um destino igualmente cruel na forma de uma ferida sem cura que doía de forma excruciante. Zeus concordou com a troca, mas exigiu que Prometeus usasse um anel que o identificasse como um eterno prisioneiro e para que ele jamais esquecesse do pecado que havia cometido.

prometeus e a aguia
Prometeus no Cáucaso – Reprodução

O mito de Prometeus o coloca como o grande benfeitor da humanidade, porque sem o Fogo Sagrado dos Deuses, o homem não teria visão, não intuiria o futuro, não teria a centelha divina que o eleva acima da natureza meramente animal e ctônica. Porém, do ponto de vista dos deuses este roubo foi um grande pecado, um crime, porque a natureza é muito ciumenta de seus segredos. Pesquisadores e cientistas em geral sabem bem o que é isso, e muitas vezes, ao propiciar avanços à humanidade, abrem uma verdadeira Caixa de Pandora, basta lembrar a desilusão de Einstein com o uso que deram à sua Teoria da Relatividade. O roubo também o faz sentir-se isolado de seus pares, assim como Prometeus ficou isolado no Cáucaso, porque ele se diferencia, ele vai além do óbvio, do comum, daquilo que já é conhecido. Assim, a solidão intelectual ou mesmo humana também lhe é característica.

Aquarius --- Image by © Harry Briggs/Corbis
Harry Briggs/Corbis – Reprodução

E um signo tão luminoso, altruísta e imparcial não deve ter Sombra… Será? É claro que tem! Parte desta sombra tem a ver com o signo oposto complementar, Leão. Aquário, como oposto de Leão, tem horror a se sentir egoísta e egoísmo é parte da sua sombra. A estória de George Orwell “A Fazenda dos animais”, ilustra bem essa questão e a frase “todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais do que outros” é geralmente utilizada para trazer à tona a questão da igualdade como vista por Aquário quando negativo – a igualdade é ótima para a humanidade, mas não para ele, que tem grande dificuldade em viver o que prega, sendo, quando negativo um grandessíssimo hipócrita, dizendo uma coisa e fazendo outra completamente diferente. No livro Astrology for Lovers, Liz Greene (4) diz que “enquanto Aquário conscientemente se esforça por ser abnegado, seu lado sombrio é completamente auto-centrado; enquanto sua dedicação aos outros é geralmente impecável  na vida ordinária, sua sombra se dedica a a confirmar sua posição de controle” – sim, Aquário é outro signo que tem problemas de controle, mas não poderia ser diferente, sendo ele regido por Saturno, o grande controlador do Universo.

Aquarius_-_Horoscope_from_'The_book_of_birth_of_Iskandar-_Wellcome_L0040148
Aquário -Horóscopo do Livro de Nascimentos de iskandar – Wikimedia Commons

Outro pecado de aquário é a hubris, o sentimento de estar acima do bem e do mal, exatamente por ter conquistado a Natureza e seus segredos. A hubris é a arrogância intelectual, o que nos faz ir além da ética e de valores morais porque achamos que nossos motivos são “justos”, algo na linha do jargão maquiavélico “os fins justificam os meios”. Ocorre que na luta pela evolução, na ânsia de ajudar a humanidade e de melhorá-la, Aquário deixa de ver o individuo humano, a pessoa que está ao seu lado – se for para salvar a humanidade, qual o problema se alguns humanos forem perdidos no processo? Outra frase famosa associada a este signo é “Eu adoro a humanidade, o problema são os humanos”, assim, para ele talvez seja mais fácil se relacionar com a ideia da humanidade do que com o ser humano com quem compartilha a vida, seja este ser humano um filho/a, um parceiro/a, um irmã/o. E há ainda outro pecado: Ele critica tanto o Leão por querer ser especial e chamar a atenção, mas no fundo, apesar do discurso bonito de querer ser simples, ele secretamente, inconscientemente “anseia por ser admirado e adorado por todo mundo, até o grau de de se sentir compelido contra seus próprios princípios, por medo do que possam pensar dele” (4). Mas não, ele não necessariamente se dá conta disso!

dalizodiac_aquarius
Aquarius – Salvador Dali

Entretanto, sem Aquário, o homem ainda estaria naquele nível ctônico, telúrico, morando em cavernas e sujeito ao destino imposto pela sua biologia. Feliz da humanidade que teve Prometeus (Aquário) como seu benfeitor e hoje evoluiu até onde chegamos. Resta-nos esperar (a enganadora Esperança de novo) que na sua hubris, não nos leve também à destruição.

No corpo Aquário rege os tornozelos e as pernas, até logo abaixo dos joelhos. Governa também o sistema circulatório. Urano, o co-regente de Aquário também tem o sistema nervoso, junto com Mercúrio. Rege também todas as doenças relacionadas a essas áreas do corpo.

O Visionário, O Assistente Social, O Cientista, O Revolucionário, O Anarquista, O Futurista, O Viajante do Tempo, O Forasteiro, O Abominável Homem das Neves

Aquariuss

 

MEDITAÇÃO PRA AQUÁRIO

Primeiro, olhe as imagens associadas a Aquário: o Aguadeiro, o próprio símbolo que parece duas ondas sobrepostas, Urano…

Olhe e fixe essas imagens  e deixe que elas conversem com você.

Contemplo o sentido desta frase: “Água da vida eu sou, derramada para os homens sedentos. E a Palavra disse: deixe o desejo em forma ser o governtante” (5).

Quando estiver pronto, faça esta meditação. OBS: A qualquer momento, se sentir qualquer desconforto, receio, mal estar, abra os olhos imediatamente e interrompa o processo!!!

Feche os olhos e faça um exercício respiratório de relaxamento. Gradativamente, solte os pés, pernas, coxas, quadris, tronco, ombros, braços, pescoço, cabeça… Até que você esteja completamente relaxada/o. Então visualize que está em seu lugar favorito de natureza. Sinta-se relaxado, tranqüilo. Qual é o clima? Faz sol, chove, venta? Observe o ambiente: tem mais alguém? Caminhe ao redor e se houver outras pessoas cumprimente-as amigavelmente, mas sem se demorar. Então perceba que se aproxima seu melhor amigo/a. Sinta a alegria de encontrar essa pessoa. Se sentir vontade, abrace-a. Observe sua expressão: está triste, alegre, zangado…? Por que? Olhe com atenção e veja se ele/ela quer lhe dizer alguma coisa. Escute. Ele lhe pede alguma coisa? O que você pode fazer pelo seu/sua amigo/a? Agora seu amigo/a lhe mostra uma grande tela à sua frente: o que você vê? Que ideais essa imagem reflete? São os seus ideais? São imagens desconfortáveis ou tranquilas? Como você se sente com a experiência toda? Agradeça a seu amigo/a e deixe-o/a ir embora. Aos poucos perceba-se de volta ao seu corpo e abra os olhos. Se sentir vontade, escreva ou ilustre o que vivenciou. Se quiser, partilhe sua experiência conosco.

Aquário rege as amizades, os grupos sociais, assim como nossas grandes esperanças, assim, ao terminar a meditação, reveja seus sonhos e metas nesta área de vida. Se necessário, faça ajustes, ou, do contrário, reitere as resoluções anteriores.

Johfra-Bosschart-Aquarius3x4.1
Johfra Bosschart – Aquarius Reprodução

Amanhã trabalharemos o signo de Peixes, portanto fique atento, durante o dia, a como o signo vai se manifestar para você. Até lá!

Música para Aquário:

Osvaldo Montenegro – Aos Filhos de Aquário

Hair – Aquarius

Omar e os Ciganos – Abominável Homem das Neves

Amy Whinehouse – He can only hold her

Ivete, Gil e Caetano – Tá combinado

Marina – Como dois e dois

Taylor Swift – Change

Rebecca Trip – Aquarius

U2 – Walk on

Gwen Stefani – Cool

Suzane Vega – Tom’s Dinner

Arielle Dombasle – Extraterrestre

Programação das 12 Noites Sagradas: 

26/12 – Capricórnio

27/12 – Aquário

28/12 – Peixes

29/12 – Áries

30/12 – Touro

31/12 – Gêmeos

01/01 – Câncer

02/01 – Leão

03/01 – Virgem

04/01 – Libra

05/01 – Escorpião

06/01 – Sagitário

(1) Sue Tompkins – the Astrologer’s Handbook

(2) Edna Andrade, em Festas Cristãs

(3) Liz Greene – A Astrologia do Destino

(4) Liz Greene – Astrology for Lovers

(5) Alice Bailey ‘Esoteric Astrology’, Lucis Press 1951, p. 653

As 12 Noites Sagradas: AQUÁRIO, aquele que vê o futuro

aquario simAQUÁRIO

Hoje o dia e a noites são dedicados a AQUÁRIO, o signo do Aguadeiro, que faz fluir a água da vida. Observe o seu dia e veja se algo inusitado acontece. Socialize, encontre os amigos! Sim, porque a proposta é observar tudo o que ocorre no dia e na noite de cada signo e perceber se há algo relacionado com os temas e arquétipos do signo. Aquário é um signo imprevisível, o signo do novo… Talvez haja novidades e surpresas no seu dia. Fique atento! (entenda o que são as 12 Noites Sagradas).

Aguadeira
Reprodução – Desconheço o Autor

Aquário é um signo de desapego e sendo domingo, fim de ano, se estiver com tempo, aproveite para se desapegar de coisas que sabe que não precisa mais. Limpe a vida, limpe o coração e desapegue-se para estar livre para as novidades que virão! Sue Tompkins (1) nos diz que o símbolo de Aquário, o Aguadeiro era representado antes também por uma mulher e o conteúdo da ânfora que ele ou ela despeja produz as duas linhas do glifo do signo. Corresponde ao mês de fevereiro, um tempo, segundo ela, que os Romanos separavam para limpar suas casas e anexos ou edícolas. A palavra fevereiro, diz Tompkins, significa, literalmente, “mês de purificação”, “assim, o Aguadeiro pode ser interpretado como lavando o passado para ficar pronto para uma novo começo, fresco e limpo. Uma imagem muito apropriada para um signo reformador, progressista e orientado para o futuro”. As linhas do glifo também fazem referência às ondas do mar, às ondas elétricas, afinal, Aquário é associado com a eletricidade,  e às energias eletromagnéticas e às próprias energias da terra, complementa ela.

aguadeiro
Detalhe da tela Aquário, de Johfra Bosschart – Reprodução

Particularmente, acho que as ondas do glifo de Aquário também lembram as ondas dos raios, que eu associo com o planeta Urano. Sei que na antiguidade Zeus-Júpiter era o deus associado com raios e trovões. Mas acho que a forma como Urano se manifesta como energia psíquica é muito semelhante à descarga ou queda de um raio: é completamente imprevisível, você não sabe onde vai cair, quanto tempo vai durar nem quando irá ocorrer novamente. É uma liberação de energia fulminante, que tanto pode iluminar quanto destruir. E o Aguadeiro a derramar a água da sua ânfora sempre me chama a atenção para o fato de ele ter a água (sentimentos) contida num recipiente fora dele mesmo e ele derrama essa água sem entrar em contato com ela, daí a tendência a racionalizar as emoções e os sentimentos – é mais fácil analisá-los, percebê-los de longe do que senti-los.

formacao_qual-e-o-meu-anjo-940x500
Reprodução

Sobre esta segunda noite, a Prof. Edna Andrade (2) diz: “nasce o Sol, atravessamos o segundo dia, cai a noite e uma nova luz brilha no céu irradiando da Constelação de Aquário o segundo degrau desta escada espiritual. Deste portal emanam para nós as forças espirituais dos Anjos. Os anjos são representados pela figura de um ser que derrama a água, o símbolo da vida e assim eles também são chamados de ‘Filhos da Vida’.  Eles são os seres espirituais imediatamente superiores a nós mantendo conosco uma relação próxima. Encontramo-los logo cedo, no nascimento, quando “parecemos anjos” nosso corpo vital ainda muito latente, cheio de vida”. 

anjos
Reprodução

“Na infância ele é chamado de ‘Anjo da Guarda’ e é sempre representado em todas as culturas protegendo a criança dos perigos sendo o seu guia e como guia ele permanece ao longo de toda a nossa vida. ‘Pergunte ao seu anjo da guarda’ freqüentemente escutamos quando estamos em dúvida em relação ao caminho a seguir, a que decisão tomar. Na vida adulta ele se transforma em nosso Guia Espiritual, nosso verdadeiro Self . ‘Assim deverás ser’ nos fala no íntimo transmutando continuamente forças vitais em forças de consciência fazendo surgir nos pensamentos as imagens orientadoras para a nossa vida.”

Anjo_da_guarda
Anny Hahlbohm – Reprodução

“Nesta segunda Noite Santa recebemos através do Portal da Constelação de Aquário os impulsos dos Anjos para que possamos enxergar e permanecer fieis aos nossos ideais. Os nossos ideais iluminam e protegem o nosso caminho e apontam para onde devemos seguir”. Sintonizemo-nos pois, com a hierarquia dos Anjos, com nosso Anjo da Guarda ou Guia Espiritual para empreender o segundo dia e noite desta Jornada Santa.

 

Rudolf Steiner associa Aquário com a hierarquia dos ANJOS e que através do Portal de Aquário recebemos os impulsos angelicais para permanecermos fieis aos nossos ideais.

aquario1
Reprodução

Signo de AR, Aquário é FIXO, MASCULINO, ATIVO, POSITIVO, YANG. Ideal é palavra chave quando se trata de Aquário, também chamado de Aguadeiro, já que é retratado como uma figura humana com uma ânfora. Pessoas com muitos planetas ou ângulos em Aquário e ainda com forte ocupação da Casa 11, a casa natural deste signo, são naturalmente voltadas para as causas sociais e humanitárias. Elas desejam transformar o mundo e o ser humano na sua melhor versão. Elas têm um IDEAL e se guiam por ele, pela visão da melhor versão daquela pessoa, situação, mundo. Assim como Prometeus, cujo mito exploramos abaixo, elas conseguem enxergar potenciais onde outros só percebem problemas e limitações – às vezes estão tão sintonizadas com este ideal que esquecem de perceber a pessoa real a seu lado. O folclore astrológico diz que é o mais sociável dos signos, o signo dos amigos.

Jordaens_-_Aquarius
Jacob Jordaens – Aquário – Reprodução

PROGRESSISTA, inovador, inventivo e amante da LIBERDADE, é extremamente mental e OBJETIVO, já que é o signo que traz o elemento AR na sua forma mais refinada, mais burilada. Civilizado e desapegado, Aquário tem uma grande facilidade de ver as coisas de fora, de longe, como se não fizesse parte do quadro, daí sua capacidade de prever as tendências. Tanto desapego e amor à liberdade pode implicar em alguma dificuldade com a intimidade e a vivência dos sentimentos, que podem ser sentidos, às vezes, como ameaçadores, já que, ao contrário da mente e da razão, sentimentos são coisas incontroláveis e incompreensíveis. Terrivelmente RACIONAL, Ele detesta tudo o que é ou parece irracional, porque a RAZÃO é a coisa mais lógica pela qual o ser humano deveria se pautar. Muitas vezes, ele é tão correto, tão racional e resolvido, que são as outras pessoas ao seu redor que perdem as estribeiras ou têm atitudes loucas, só para ver se provocam alguma reação “humana” nessa pessoa de emoções super controladas!

SONY DSC
Aquário – Vitrais da Catedral de Chartres, Chartres, França – Wikimedia Commons Reprodução

Pode ser o melhor dos amigos e a mais animada das companhias, desde que os temas sejam leves ou abstratos, porque se vier com choros e dramas, esqueça, pernas para que te quero! De modalidade Fixa, ele, que é um catalisador de mudanças na vida de outros, muitas vezes pode ser extremamente conservador e avesso a mudanças na própria vida – ele muda, se for nos seus próprios termos, no seu próprio tempo. Isso reflete uma ambivalência que nasce da dupla regência do signo: Aquário é regido tanto por Saturno quanto por Urano, dois arqui-inimigos, portanto, não poderia ser diferente, este é um signo bastante contraditório e cheio de surpresas. A regência de Urano lhe dá o amor pela liberdade, igualdade, fraternidade, além da inventividade, excentricidade e aquele ar meio elétrico e diferente que lhe é bem característico. O outro regente, Cronos para os gregos e Saturno para os romanos, nós já encontramos em Capricórnio. Urano era seu pai, o deus dos céus estrelados, aquele que deu origem às gerações de deuses olímpicos ao se deitar com Gaia, a Mãe Terra.

Drawing of Aquarius, the eleventh zodiacal sign, appearing in William Hone's Hone's Everyday Book.
Desenho de Aquarius, no Livro de Todos dos Dias de William Hone – Reproduçao de Wikimedia Commons

LIBERDADE e IGUALDADE são duas de suas palavras-chave, assim como JUSTIÇA. Aquário vem depois de Capricórnio e busca destruir as estruturas e hierarquias tão amadas pelo signo da Cabra, porque a seu ver, essas estruturas impedem a igualdade e a justiça. Profundamente afinado com a VERDADE, mesmo que seja a verdade como ele a vê, às vezes torna-se difícil para seus pares, amigos ou amores, que esperam dele uma postura mais parcial, que ele simplesmente não pode oferecer, pois quem busca ser justo tem que ser IMPARCIAL. E, claro, assim como Sagitário, outro signo afinado com a verdade, muitas vezes, para defender a verdade, ele se torna grosseiro, frio, sem tato e franco por demais, ferindo os brios de corações mais sensíveis.

Deutsche Fotothek Astrologie & Sternzeichen & Kalender Aqua
Deutsche Fotothek Astrologie & Sternzeichen & Kalender – Reprodução

Aquário é o signo da pessoa comum, do Zé das Couves ali da esquina, da Dona Maria sua vizinha, do Fulano  ou do Beltrano qualquer, ou seja, é o signo da pessoa ordinário, que detesta os privilégios das classes dominantes tão adorados por Capricórnio. Para ele todos são iguais e têm os mesmos direitos. É o signo dos ideais humanitários, cristalizados nas três palavras de ordem da Revolução Francesa, período em que Urano foi descoberto: LIBERDADE, IGUALDADE e FRATERNIDADE. Aqui encontramos a grande família humana  no seu conceito mais abstrato e de fato, é um signo seriamente preocupado com a melhoria da vida para todos, com uma visão de mundo mais justo para todos.

Stamp_of_Ukraine_s892
Selo da Ukrania – Reprodução

Ao contrário de Capricórnio, Aquário não acredita em “deveres” ou coisas chamadas “obrigações”, nem mesmo em relação á própria família ou aos laços de sangue. Ele manda às favas todos os “tem que” da vida e se você quiser que ele NÃO faça algo, é só dizer que ele “tem que” fazer. Ele é o grande REBELDE do Zodíaco e está pouco se lixando para o que você pensa ou deixa de pensar sobre ele. Aliás, outra de suas frases famosas é aquela “o que você pensa sobre mim não é problema meu”. Entendeu? E não espere que ele vá se explicar ou se justificar por qualquer coisa que tenha feito ou dito, fez, tá feito; disse, tá dito! Ao invés de obrigações, o que ele se preocupa mesmo é com PRINCÍPIOS e CONVICÇÕES, que norteiam sua forte CONSCIÊNCIA SOCIAL. No lugar das tais obrigações e deveres ele se vale da cooperação e da livre escolha, mas o problema é que o ideal nem sempre se sai bem nas situações cotidianas e é comum se ver o Aguadeiro agindo de forma dogmática ou autoritária, exatamente da mesma forma que aqueles tiranos ditadores que ele tanto critica!

AQUÁRIO
Aquário – Reprodução

INDEPENDENTE, OBSTINADO, inconvencional, não ortodoxo, às vezes chegando a ser excêntrico, ele vai lutar com unhas e dentes para defender sua própria liberdade e também a dos outros e liberdade de expressão é uma das suas mais nobres bandeiras. Paradoxalmente, é um dos signos mais tolerantes que há, vivendo de acordo com o mote “viva e deixe viver”, mas ao mesmo tempo, para defender suas caras convicções e princípios, pode se tornar EXTREMISTA e RADICAL nas suas posturas e opiniões, personificando a própria INTOLERÂNCIA que tanto combate. Ele também é completamente IMPREVISÍVEL e quando você pensa que finalmente o conhece, ele aparece com outra faceta totalmente diferente de si mesmo. Está sempre surpreendendo e adotando posturas antes impensáveis! Por isso Aquário também está associado ao imprevisível e inusitado e isso está relacionado a Urano.

Aqu book of hours
Livro das Horas – Reprodução

E sim, como signo de Ar, é ultra-sociável e profundamente interessado em pessoas, em gente, embora isso se dê muito mais do ponto de vista intelectual do que emocional – é quase um interesse científico no ser humano como objeto de estudo. Verdade seja dita, ele muitas vezes é visto mesmo como INDIFERENTE e frio, mas, de novo,  isso nasce do desejo de ser sincero e imparcial. Ele é extremamente amigável sim e se interessa muito na humanidade como um todo, porém, quando se trata de intimidade, ele é muito seletivo e deixa pouquíssimas pessoas chegarem perto – contato físico, por exemplo, é algo que pode ser muito perturbador e desagradável para ele, portanto, respeite seu espaço pessoal, dê-lhe espaço físico e, principalmente, emocional! Não o sufoque ou você nunca mais o verá! Sue Tompkins diz que muitas pessoas que pensam que Aquarianos são frios simplesmente não perceberam que foram, na verdade, rejeitadas, ou seja, não passaram no crivo seletivo dele. Das coisas que ele mais detesta e que podem fazê-lo rejeitar alguém estão o esnobismo, conversas fúteis, falta de sinceridade ou de propósito ou, pior ainda: estreiteza de pensamento, os chamados pobres de espírito. Mentalidades tacanhas, não, por favor! Mas sim, ele precisa de gente, tem necessidade maior dos amigos do que da própria família, podendo até dizer que sua verdadeira família é composta de seus amigos.

 

IMG_0034
Saturno, regente tradicional de Aquário – Maria Eunice Sousa
IMG_0548
Urano – Símbolo – Maria Eunice Sousa

Um dos mitos associados a Aquário é o de Urano, o DEus dos Céus Estrelados. Urano teve muitos filhos, dentre eles, Saturno e outros titãs, além dos Gigantes, criaturas ctônicas e grotescas de 100 mãos, cuja mera visão causava profundo desgosto ao seu pai, que era altamente idealista e de gosto muito estético. Tão repulsiva era a visão de seus filhos que Urano os aprisionou no Tártaro, as entranhas do Mundo Inferior. Esse costuma ser um padrão comum em Aquário, esse gosto estético refinado e idealista, que detesta ter que lidar com o lado mais animalesco da natureza humana, incluído aí os ritmos orgânicos do próprio corpo, que pode, às vezes, ser sentido como alienígena. Cronos, com a ajuda de sua mãe Gaia, resolveu tomar providências para libertar o irmãos e numa noite, quando Urano veio se deitar com Gaia ele segurou seus genitais com a mão esquerda e com a mão direita empunhando uma foice, cortou-os fora, atirando-os ao mar. Da espuma do sêmen nasceu Afrodite, e não é à toa que ela é a deusa da beleza e do senso estético, tendo nascido de um pai tão idealista. Do sangue derramado na terra nasceram as Erínias, também conhecidas como Fúrias, personificações da vingança e que puniam os mortais. Urano desaparece e não se sabe dele depois disso na mitologia. Cronos assumiu o seu lugar como regente dos deuses.

The_Mutiliation_of_Uranus_by_Saturn
A castração de Urano por Saturno – Afresco de Giorgio Vasari e Cristofano Gherardi, c. 1560 (Sala di Cosimo I, Palazzo Vecchio). Reprodução

Esse mito de Urano já nos diz muito sobre a natureza de Aquário. Mas há outro mito ainda mais emblemático relacionado ao signo, o mito de Prometeus. É uma estória longa, mas vale a pena. Liz Greene (3) diz que Prometeus é o grande “assistente social cósmico”. Prometeus era um titã da mesma geração de Cronos e sua origem é um tanto controversa. Seu nome significa “aquele que prevê”. Ele tinha um irmão chamado Epimeteus, que era o seu oposto nesse sentido, pois seu nome significava “aquele que aprende apenas com o acontecimento”. Na briga entre Cronos e Zeus, porque ele sabia como a encrenca findaria, Prometeus ficou do lado de Zeus. Diz-se que ele o ajudou no parto de Atena, que nasceu da cabeça de Zeus e que era a deusa da estratégia e do pensamento racional. Por causa disso ela o ensinou várias artes, entre elas a agricultura, arquitetura, matemática, artesanato, carpintaria, medicina, astronomia, astrologia, navegação e muitas outras habilidades.

Damon Hellandbrand aquario
Damon Hellandbrand – Aquario – Reprodução

Prometeus ensinou todas essas artes ao homem. Uma das versões de sua origem é a de que ele próprio, Prometeus, teria criado o homem de barro e água, com a permissão de Atena. Liz Greene, em seu livro A Astrologia do Destino (3), diz que o fato de ter ensinado todas essas artes ao homem torna Prometeus o Daimon do impulso cultural. Antes de Prometeus, o homem não podia ver nada com clareza, não percebia os ciclos da natureza, portanto, não conseguia tirar proveito deles com a agricultura, por exemplo; ele também não sabia como criar animais e não enxergava um palmo diante do nariz no sentido de se projetar no futuro. “Então, aqui está a verdade em uma palavra: toda habilidade e ciência humana é um dom de Prometeus”, Greene cita Asclépios, e diz que “esse impulso de boa fé em relação à humanidade é um dos temas dominantes de Aquário”. Por isso Aquário rege a ciência e a tecnologia, porque são coisas que trazem o progresso e os avanços para a humanidade.

Heinrich_fueger_1817_prometheus_brings_fire_to_mankind
Prometeus traz o Fogo à Humanidade Heirich Fueger – 1817 Reprodução

O mito continua. Zeus foi ficando muito zangado com todas essas artes ensinadas ao homem por Prometeus e temia que logo o homem se acharia um deus. Zeus também foi se irritando com Prometeus por outras coisas. Um dia, por exemplo, Prometeus foi convidado a decidir sobre quem deveria ficar com que porções de um boi sacrificado, quais deveriam ser dadas aos homens e quais seriam oferecidas aos deuses. O Titã, que sempre privilegiava os homens, escondeu a carne maciça debaixo do bucho do boi e todos os ossos limpos debaixo de uma rica gordura e disse a Zeus para escolher. Zeus escolheu a sacola de ossos e ficou zangadíssimo ao perceber a trapaça e por isso negou o fogo aos homens, “que comessem a carne crua”, disse ele. Prometeus não acatou a decisão e roubou o fogo sagrado dos deuses e o deu ao homem. Como punição, Zeus acorrentou Prometeus a uma montanha no Cáucaso e todos os dias uma águia, a ave símbolo de Zeus, vinha comer-lhe o fígado. À noite o fígado se regenerava e no dia seguinte o sofrimento se repetia.

Dante Gabriel Rosetti's Pandora
Dante Gabriel Rosetti – Pandora Reprodução

Além de punir Pometeus, Zeus ordenou a Hefestos, o deus da forja, que fabricasse uma mulher de barro e nela inspirou vida através dos Quatro Ventos. Essa era Pandora, que foi enviada a Epimeteus e que, orientado por seu irmão para não receber nenhum presente de Zeus, recusou-a a princípio. Mas, por causa do sofrimento infindável de Prometeus, ele acabou se casando com ela. Pandora abriu aquela famosa caixa, de onde saíram todas as pragas que poderiam perturbar a humanidade: Trabalho, Doença, Velhice, Insanidade, Vício e Paixão. A humanidade teria cometido suicídio coletivo, não fosse Esperança, a enganadora, que também estava na caixa e que mantinha o homem em expectativa de melhorias. Alguns dizem que Esperança é o pior de todos os males, pois nos mantém iludidos. O sofrimento de Prometeus tem fim quando ele é trocado por Quíron, que enfrentava um destino igualmente cruel na forma de uma ferida sem cura que doía de forma excruciante. Zeus concordou com a troca, mas exigiu que Prometeus usasse um anel que o identificasse como um eterno prisioneiro e para que ele jamais esquecesse do pecado que havia cometido.

prometeus e a aguia
Prometeus no Cáucaso – Reprodução

O mito de Prometeus o coloca como o grande benfeitor da humanidade, porque sem o Fogo Sagrado dos Deuses, o homem não teria visão, não intuiria o futuro, não teria a centelha divina que o eleva acima da natureza meramente animal e ctônica. Porém, do ponto de vista dos deuses este roubo foi um grande pecado, um crime, porque a natureza é muito ciumenta de seus segredos. Pesquisadores e cientistas em geral sabem bem o que é isso, e muitas vezes, ao propiciar avanços à humanidade, abrem uma verdadeira Caixa de Pandora, basta lembrar a desilusão de Einstein com o uso que deram à sua Teoria da Relatividade. O roubo também o faz sentir-se isolado de seus pares, assim como Prometeus ficou isolado no Cáucaso, porque ele se diferencia, ele vai além do óbvio, do comum, daquilo que já é conhecido. Assim, a solidão intelectual ou mesmo humana também lhe é característica.

Aquarius --- Image by © Harry Briggs/Corbis
Harry Briggs/Corbis – Reprodução

E um signo tão luminoso, altruísta e imparcial não deve ter Sombra… Será? É claro que tem! Parte desta sombra tem a ver com o signo oposto complementar, Leão. Aquário, como oposto de Leão, tem horror a se sentir egoísta e egoísmo é parte da sua sombra. A estória de George Orwell “A Fazenda dos animais”, ilustra bem essa questão e a frase “todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais do que outros” é geralmente utilizada para trazer à tona a questão da igualdade como vista por Aquário quando negativo – a igualdade é ótima para a humanidade, mas não para ele, que tem grande dificuldade em viver o que prega, sendo, quando negativo um grandessíssimo hipócrita, dizendo uma coisa e fazendo outra completamente diferente. No livro Astrology for Lovers, Liz Greene (4) diz que “enquanto Aquário conscientemente se esforça por ser abnegado, seu lado sombrio é completamente auto-centrado; enquanto sua dedicação aos outros é geralmente impecável  na vida ordinária, sua sombra se dedica a a confirmar sua posição de controle” – sim, Aquário é outro signo que tem problemas de controle, mas não poderia ser diferente, sendo ele regido por Saturno, o grande controlador do Universo.

Aquarius_-_Horoscope_from_'The_book_of_birth_of_Iskandar-_Wellcome_L0040148
Aquário -Horóscopo do Livro de Nascimentos de iskandar – Wikimedia Commons

Outro pecado de aquário é a hubris, o sentimento de estar acima do bem e do mal, exatamente por ter conquistado a Natureza e seus segredos. A hubris é a arrogância intelectual, o que nos faz ir além da ética e de valores morais porque achamos que nossos motivos são “justos”, algo na linha do jargão maquiavélico “os fins justificam os meios”. Ocorre que na luta pela evolução, na ânsia de ajudar a humanidade e de melhorá-la, Aquário deixa de ver o individuo humano, a pessoa que está ao seu lado – se for para salvar a humanidade, qual o problema se alguns humanos forem perdidos no processo? Outra frase famosa associada a este signo é “Eu adoro a humanidade, o problema são os humanos”, assim, para ele talvez seja mais fácil se relacionar com a ideia da humanidade do que com o ser humano com quem compartilha a vida, seja este ser humano um filho/a, um parceiro/a, um irmã/o. E há ainda outro pecado: Ele critica tanto o Leão por querer ser especial e chamar a atenção, mas no fundo, apesar do discurso bonito de querer ser simples, ele secretamente, inconscientemente “anseia por ser admirado e adorado por todo mundo, até o grau de de se sentir compelido contra seus próprios princípios, por medo do que possam pensar dele” (4). Mas não, ele não necessariamente se dá conta disso!

dalizodiac_aquarius
Aquarius – Salvador Dali

Entretanto, sem Aquário, o homem ainda estaria naquele nível ctônico, telúrico, morando em cavernas e sujeito ao destino imposto pela sua biologia. Feliz da humanidade que teve Prometeus (Aquário) como seu benfeitor e hoje evoluiu até onde chegamos. Resta-nos esperar (a enganadora Esperança de novo) que na sua hubris, não nos leve também à destruição.

No corpo Aquário rege os tornozelos e as pernas, até logo abaixo dos joelhos. Governa também o sistema circulatório. Urano, o co-regente de Aquário também tem o sistema nervoso, junto com Mercúrio. Rege também todas as doenças relacionadas a essas áreas do corpo.

O Visionário, O Assistente Social, O Cientista, O Revolucionário, O Anarquista, O Futurista, O Viajante do Tempo, O Forasteiro, O Abominável Homem das Neves

Aquariuss

 

MEDITAÇÃO PRA AQUÁRIO

Primeiro, olhe as imagens associadas a Aquário: o Aguadeiro, o próprio símbolo que parece duas ondas sobrepostas, Urano…

Olhe e fixe essas imagens  e deixe que elas conversem com você.

Contemplo o sentido desta frase: “Água da vida eu sou, derramada para os homens sedentos. E a Palavra disse: deixe o desejo em forma ser o governtante” (5).

Quando estiver pronto, faça esta meditação. OBS: A qualquer momento, se sentir qualquer desconforto, receio, mal estar, abra os olhos imediatamente e interrompa o processo!!!

Feche os olhos e faça um exercício respiratório de relaxamento. Gradativamente, solte os pés, pernas, coxas, quadris, tronco, ombros, braços, pescoço, cabeça… Até que você esteja completamente relaxada/o. Então visualize que está em seu lugar favorito de natureza. Sinta-se relaxado, tranqüilo. Qual é o clima? Faz sol, chove, venta? Observe o ambiente: tem mais alguém? Caminhe ao redor e se houver outras pessoas cumprimente-as amigavelmente, mas sem se demorar. Então perceba que se aproxima seu melhor amigo/a. Sinta a alegria de encontrar essa pessoa. Se sentir vontade, abrace-a. Observe sua expressão: está triste, alegre, zangado…? Por que? Olhe com atenção e veja se ele/ela quer lhe dizer alguma coisa. Escute. Ele lhe pede alguma coisa? O que você pode fazer pelo seu/sua amigo/a? Agora seu amigo/a lhe mostra uma grande tela à sua frente: o que você vê? Que ideais essa imagem reflete? São os seus ideais? São imagens desconfortáveis ou tranquilas? Como você se sente com a experiência toda? Agradeça a seu amigo/a e deixe-o/a ir embora. Aos poucos perceba-se de volta ao seu corpo e abra os olhos. Se sentir vontade, escreva ou ilustre o que vivenciou. Se quiser, partilhe sua experiência conosco.

Aquário rege as amizades, os grupos sociais, assim como nossas grandes esperanças, assim, ao terminar a meditação, reveja seus sonhos e metas nesta área de vida. Se necessário, faça ajustes, ou, do contrário, reitere as resoluções anteriores.

Johfra-Bosschart-Aquarius3x4.1
Johfra Bosschart – Aquarius Reprodução

Amanhã trabalharemos o signo de Peixes, portanto fique atento, durante o dia, a como o signo vai se manifestar para você. Até lá!

Música para Aquário:

Osvaldo Montenegro – Aos Filhos de Aquário

Hair – Aquarius

Omar e os Ciganos – Abominável Homem das Neves

Amy Whinehouse – He can only hold her

Ivete, Gil e Caetano – Tá combinado

Marina – Como dois e dois

Taylor Swift – Change

Rebecca Trip – Aquarius

U2 – Walk on

Gwen Stefani – Cool

Suzane Vega – Tom’s Dinner

Arielle Dombasle – Extraterrestre

Programação das 12 Noites Sagradas: 

26/12 – Capricórnio

27/12 – Aquário

28/12 – Peixes

29/12 – Áries

30/12 – Touro

31/12 – Gêmeos

01/01 – Câncer

02/01 – Leão

03/01 – Virgem

04/01 – Libra

05/01 – Escorpião

06/01 – Sagitário

(1) Sue Tompkins – the Astrologer’s Handbook

(2) Edna Andrade, em Festas Cristãs

(3) Liz Greene – A Astrologia do Destino

(4) Liz Greene – Astrology for Lovers

(5) Alice Bailey ‘Esoteric Astrology’, Lucis Press 1951, p. 653