Arquivo da tag: Miragens

A Semana Astrológica – As mentiras que nos contam ou que contamos a nós mesmos?

Reprodução - Desconheço o autor
Reprodução – Desconheço o autor

Semana de 14 a 20 de novembro – Dias de culminação, frutificação e expansão! De preencher os vazios deixados pelas recentes eliminações. De solidificar propósitos e buscar estabilidade!

A semana começa com a Lua Cheia em Touro, que representa a culminação do ciclo, acontecendo já na segunda-feira e colorindo a semana de uma energia de realização, frutificação e sensação de completude. Mas a Lua Cheia também marca o começo do fim do ciclo e gradualmente vamos reorganizando a energia para já nos prepararmos para o desdobramento dos próximos ciclos. O Sol segue pelo terceiro decanato de Escorpião, completando a jornada de confrontar as sombras, mas sem se comunicar com outros planetas, apenas recebendo os aspectos da Lua. São dias de nos assentar em nós mesmos, voltar-nos para dentro e nos realinhar com nossos propósitos mais profundos.

Reprodução
Quantas pernas tem o elefante? – Reprodução

Mercúrio é quem fica muito ativo nestes dias. Nas amplas estradas Sagitarianas ele encontra em Marte um parceiro de explorações e aventuras e ambos dialogam animados sobre as novas experiências, isso ainda no início da semana. Mas depois ele se defronta com as miragens de Netuno, um oásis que ora tá aqui, ora ali, ora acolá… Ilusão de ótica, miragem, chame do que quiser, o fato é que são dias de se ter cautela nos processos mentais e nas comunicações porque está tudo meio fora de compasso, meio borrado e desconexo, nada é como parece, portanto, vale esperar, ver para crer e ainda pedir provas da existência da coisa em questão… Mas o pior não são as mentiras que contam para nós e sim, aquelas que contamos a nós mesmos e escolhemos acreditar de olhos fechados. Por que fazemos isso? Porque às vezes é difícil encarar o vazio do nosso discurso, carente de lastro real; é difícil encarar verdades dolorosas a respeito de nossa vida e da nossa própria falta de substância… Assim, é mais fácil nos enganar, acreditar nas mentiras que contamos por aí, até porque, se nós acreditamos, fica mais fácil convencer a outros, não é mesmo? Juntando com um aspecto menor que Mercúrio faz a Urano, concluímos que a mente não está muito confiável durante este período e é bom analisar tudo com cautela e manter o pé atrás antes de se jogar de cara e assumir riscos que podem se revelar bastante perigosos ali na frente – podemos pular no abismo e o paraquedas não abrir!

Reprodução
Reprodução

Vênus também está sensibilizada por Netuno, o que nos ajuda a trazer uma certa doçura para as relações, que andam sérias demais com a influência de Capricórnio. Vênus em Capricórnio, de quem se pode dizer, às vezes, que tem coração de pedra, amolece um pouco o coração e se permite cogitar em outras possibilidades para além do realismo frio daquilo que é palpável. Vênus se prepara para moldar-se a Plutão na semana que vem, quando virará foco de uma T-Square cardinal, já que também fará quadratura a Júpiter e a Urano, ambos em oposição – sim, a semana que vem está desafiadora no campo das relações, parcerias e investimentos.

Kendra Nicolle - Reprodução
Kendra Nicolle – Reprodução

E por falar em Netuno, ele é o ponto alto desta semana, o que nos aponta que estes são dias meio surreais, em que os acontecimentos têm um tom de realismo fantástico – espere só para ver! Sim, além de estar ativado por Vênus e Mercúrio, o Senhor das Ilusões volta ao movimento direto, especificamente no domingo, dia 20, às 02h39min. Voltando ao movimento direto, depois de cinco meses retrógrado, Netuno sinaliza que as revisões que tenhamos feito com relação à espiritualidade, nossos sonhos e anseios e também na maneira como nos expressamos criativamente – isso vale especialmente para artistas de todas as áreas – comecem a ser efetivadas. É hora de retomar e aplicar as revisões, criando novas linguagens. Por outro lado, Netuno recebe conjunção do Nodo Sul nesta semana, requerendo cautela nas nossas posturas, pois há maior tendência a escapismos, vitimismos, ilusões, a querer permanecer na neblina densa do não-entendimento, do não querer saber das questões duras da realidade, do postergar o enfrentamento de questões dolorosas e desafiadoras… O escapismo pode se dar principalmente através de álcool e outras substâncias que alteram a consciência – por isso, auto-vigilância e auto-controle caem bem! Devaneios vazios e viagens fantasiosas da mente – a verdadeira viagem na maionese – também ficam mais propensas, já que Mercúrio estará em quadratura aos dois, a Netuno e ao Eixo Nodal. Portanto, sempre que algo parecer muito surreal, fantástico demais, vale checar as fontes e até checar a si mesmo para não cair em armadilhas e engodos.

Jarek Kubicki - Reprodução
Jarek Kubicki – Reprodução

Marte em Aquário segue sossegado, descansa dos embates recentes e se atira nas causas sociais, procedendo com experimentações, inovando e quebrando tabus na forma de agir e de executar os desejos do Sol. A vontade pessoal está mais alinhada aos desejos e necessidades do grupo. E assim seguimos. Júpiter fará quadratura a Plutão na semana que vem e nós já sentimos e intuímos o clima desde já: uma força que nos empurra em direção às nossas ambições maiores, embora talvez fiquemos inconscientes quanto à resistência que iremos encontrar pelo caminho. É um excelente trânsito para atividades de reconstrução, reparos, melhoramentos em geral, especialmente, para o auto-melhoramento e a transformação de crenças empedernidas. Mais sobre isso na semana que vem.

Ewung - do flick - Reprodução
Ewung – do flick – Reprodução

A Lua abriu a semana ficando Cheia em Touro. Viaja lenta e depois dispersa-se em Gêmeos, Emociona-se em Câncer, para fechar o domingo já em Leão. Formaliza o Minguante apenas na segunda, dia 21. Trava contatos e interações com todos os demais corpos celestes, pontuando nossas mudanças de humores e interesses ao longo dos dias!

Desconheço o autor - Reprodução
Desconheço o autor dessa imagem adorável – Reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 14 de novembro – A Lua abre a madrugada em Touro, faz trígono a Plutão, quincunce a Júpiter e a Saturno ainda na madrugada, virando foco de um Yod-Dedo de Deus. Depois ela se indispõe com Vênus, sua dispositora, que tem estado bastante isolada no início de Capricórnio. Durante a manhã a Lua se harmoniza com Quíron e finalmente se opõe ao Sol, às 11h52min, culminado o ciclo na Lua Cheia de Touro – sobre a qual já escrevi. A Lua fica vazia depois da oposição ao Sol, fazendo apenas uma sesqui-quadratura a Júpiter, no início da noite. A Lua ingressa em Gêmeos somente às 23h23min. A Lua Nova de Touro vem culminar o ciclo de Escorpião e falar da necessidade de alimentarmos nossa autoestima e de buscarmos mais estabilidade e segurança, inclusive no plano material. A Lua Cheia se dá em harmonia com Quíron, sendo este o aspecto mais próximo, e também com Plutão, mas este aaspecto é amplo e separativo. De qualquer forma, fala da oportunidade de crua, regeneração, de voltarmos à nossa essência básica. Veja texto sobre a Lua Cheia para entender melhor os temas desta lunação. A Lua fica vazia pelo resto do dia, logo depois de ser cheia, sugerindo que peguemos leve, que reflitamos bem sobre como vamos nos reestruturar e reconstruir, depois de termos nos desmontado e purgado em Escorpião. A tarde pede atividades tranquilas, rotineiras, básicas e práticas. Paz e sossego, para quem está no feriado prolongado, vem bem a calahar a energia do ócio, de “não fazer nada”, sem culpas ou desculpas. Quem puder que descanse e indulja no “nadismo”!

Lola Dupré - Reprodução
Lola Dupré – Reprodução

TERÇA-FEIRA, 15 de novembro – Mercúrio está em harmonia plena a Marte hoje. A Lua ingressou em Gêmeos ontem à noite e logo se indispôs com Plutão, irritando-se mais ainda com Vênus, ambos em Capricórnio. Brigou com Mercúrio na madrugada, harmonizou-se com Marte e agora durante o dia caça confusão com Netuno em Peixes, formando uma T-Square ampla, pois se oporá a Saturno em Sagitário no fim da noite. À noite a Lua conversa muito com Júpiter em Libra, mas tem problemas com Plutão. A madrugada pode ter sido povoada de muitos sonhos conflitantes. O dia chega abarrotado de ideias, sentimentos confusos, contradições… Queremos ir, mas também queremos ficar. Será que fui? Será que não vou? Porque não me dividir em dois ou três? É, de fato o que gostaríamos, ter clones, para poder estar em vários lugares ao mesmo tempo e curtir a vida adoidado, não perder nenhuma oportunidade. Feliz ou infelizmente, nessa nossa dimensão isso ainda não é possível, de modo que precisamos nos ater à realidade, a despeito de todas as fantasias que povoam nosso coração, que hoje está caótico e cheio de racionalizações. A noite traz outros dilemas e tensões. Queremos continuar na brincadeira, como um Peter Pan que se recusa a sair da Terra do Nunca, mas a realidade nos chama de volta e precisamos encará-la no olho, nem que seja para dormir mais cedo e voltar ao batente amanhã. A noite traz uma solidão difícil de administrar, sentimo-nos isolados, meio abandonados, incapazes de nos comunicar, de expressar o que realmente queremos, porque talvez não nos sentimos autorizados ou tenhamos receio de parecer infantis e carentes. Assim, ao invés de ser sinceros sobre o que precisamos, fingimos que não queremos nada mesmo e acabamos por criar o cenário que antes temíamos. O melhor remédio é não se levar muito a sério porque assim como os ventos, isso também é temporário o mau humor de hoje pode ser a alegria de amanhã.

Reprodução - Desconheço o autor
Reprodução – Desconheço o autor

QUARTA-FEIRA, 16 de novembro – A Lua abre o dia em Gêmeos, ainda em oposição a Saturno, trígono a Júpiter e sextil a Urano, formando um Retângulo Místico, já que Júpiter também já está em oposição a Urano. A Lua fica vazia às 08h57min, depois de se harmonizar com Urano. Mas durante o dia, mesmo vazia, ela se indispõe com Marte, se irrita muito com o Sol e desconta o mau humor em Quíron. Ingressa em Câncer às 22h57min. Mercúrio faz uma sesqui-quadratura partil a Urano. Ansiedade, frenesi e muita inquietude dão o tom do dia. Difícil voltar ao batente depois de um feriado prolongado em que nos acostumamos mal com a vida boa de não ter hora para nada, flanando de cá para lá! E o pior é voltar com muitas tarefas acumuladas e cobranças internas e externas que são difíceis de administrar, já que também precisamos atualizar as fofocas do fim de semana – ops! Precisamos mesmo atualizar fofocas? O fato é que há propensão a dispersão, a se dividir em muitas atividades, tendo dificuldade de levar a cabo efetivamente as coisas. O que precisamos mesmo é de uma boa dose de cafeína, de muita concentração e esforço para manter o foco. A Lua está vazia e o dia favorece o andamento de coisas já iniciadas, de aviar com escritos, leituras, etc. As fofocas? Não são úteis nem necessárias, portanto, podemos prescindir delas. Jogar conversa fora pode até ajudar a dispersar o tédio e fazer pipocar algumas ideias inovadoras, naqueles momentos em que estamos meio distraídos e desatentos das coisas ditas “sérias”, mas jogar conversa fora indefinidamente também é perda de tempo e só vai adiar o enfrentamento do cotidiano que precisa ser devidamente retomado.  Há muita propensão à verborragia e isso requer contenção, do contrário, a energia dispersada na fala faltará em outras áreas, ainda mais que com Mercúrio em contato com Netuno não sabemos muito bem do que falamos, menos ainda temos certeza da veracidade das coisas…

J. Kirk Richards - Reprodução
J. Kirk Richards – Reprodução

QUINTA-FEIRA, 17 de novembro – De Câncer a Lua faz oposição a Vênus em Capricórnio e depois também arruma uma “treta” com Marte em Aquário e Mercúrio em Sagitário, virando foco de um Yod-Dedo de Deus. Para compensar a Lua vai chorar as mágoas e dissabores junto a Netuno, mas no fim, ainda exagera nas reclamações com Júpiter. A Lua faz sesqui-quadratura ao Sol, entrando na fase Disseminadora, às 16h43min. O dia traz uma tensão e uma belicosidade que causam muita irritação, explosões de mau humor, sensação de estarmos pressionados e instabilidade emocional bastante acentuada. Há forte incongruência entre emoções e pensamentos, entre o que queremos e o que precisamos e isso nos deixa muito divididos e espinhosos. Como resultado há descontrole emocional, dramas e tempestades um pouco difíceis de contornar. Ocorre que estamos muito conscientes de nossas carências, das faltas e buracos não preenchidos e o mundo lá fora está a nos dizer que choramos de barriga cheia, ou, no mínimo, é indiferente às nossas queixas, o que nos faz ficar ainda mais sensíveis e melindrosos com a sensação de que a vida é, de fato, muito injusta – o que parece um problema sério para mim para outros não passa de mimimi! Em lugar de ficar emburrados e e azedos ou de revidar com táticas manipuladoras para conseguir o que queremos, talvez seja o caso de nos recolhermos e darmos colo, nós mesmos, a esse bebê carente que há dentro de nós, afinal, ele é responsabilidade nossa e de mais ninguém. Aceitar esse nosso lado infantil, aceitar o próprio mau humor e a própria carência sem imputá-los a outros, pode nos ajudar a crescer e a nos desidentificar dos buracos sem fundo que carregamos na alma e quem sabe, apenas quem sabe, a aceitação que nós mesmos provemos possa fornecer também o preenchimento do vazio que nos corrói – se nós mesmos não damos conta de aturar esse bebê chorão interno, como esperamos que outros o façam??? Uma vez que tenhamos liberado os outros de resolver nossos problemas e dissabores, quem sabe eles, espontaneamente, nos brindem com algo com o que não se barganha: calor, carinho e amor genuino. Em termos práticos o dia está sujeito a crises e situações do tipo sem saída, em que temos que escolher um mau menor ou fazer escolhas meio ingratas. Em compensação, as crises que estouram tem maiores chances de serem resolvidades de forma definitiva, se formos maduros e contarmos com nossos próprios recursos, sem esperar que outros façam por nós o que é atribuição nossa. A noite e a madrugada estão particularmente turbulentas.

Andrey Brandis - Reprodução
Andrey Brandis – Reprodução

SEXTA-FEIRA, 18 de novembro – Mercúrio está em quadratura exata a Netuno. Na madrugada, a Lua em Câncer troca farpas afiadas com Saturno, enquanto confronta Plutão, tendo que ainda defender-se no embate com Urano – como ela ainda está em quadratura a Júpiter, temos uma ampla Grande Cruz Cardinal. Dona Lua também se indispõe com Mercúrio e Netuno, aumentando a irritação e as reações inconscientes. À noite a Lua se afina com Quíron e mais tarde com o Sol, formando um Grande Trígono de Água. A Lua fica vazia às 20h03min, depois do trígono ao Sol em Escorpião. A madrugada está cheia de desencontros e as tensões podem interferir no descanso e no sono, de modo que o dia começa novamente tenso e azedo feito leite talhado. Para completar, a mente está nublada, enevoada e clareza é algo que não temos, até porque estamos submersos em nossos próprios sentimentos desencontrados. Sim, a instabilidade emocional continua e precisamos escolher entre abrir o berreiro – o que seria patético, dependendo do contexto – ou tomar providências maduras e eficazes a respeito do que quer que esteja acontecendo conosco ou ao nosso redor. Por mais que nos sintamos pressionados, por antagonismos externos e conflitos internos, temos uma grande oportunidade de crescer e dar nosso melhor, ganhando não só o respeito alheio, mas principalmente, o respeito próprio. Desapegar-se um pouco dos próprios melindres e reclamações pode nos mostrar saídas antes não cogitadas, portanto, distanciamento emocional é uma ótima pedida em algumas situações. Com Mercúrio embotado desse jeito e com os sentimentos tão suscetíveis, seria bom adiar certas conversas para outro dia porque a probabilidade de nos enrolarmos ainda mais é grande. A noite traz um pouco de calmaria nas crises, mas a sensibilidade aumenta – quem sabe agora possamos achar o lugar certo de abrir as comportas? Dar vazão aos sentimentos represados pode ser também curativo – claro, num momento e ambiente que ofereçam a contenção adequada aos desmandos do coração, assim não nos expomos ao julgamento alheio nem perdemos a dignidade. O desabafo na hora e local apropriados pode ser também curador.

Tracie Taylor - Reprodução
Tracie Taylor – Reprodução

SÁBADO, 19 de novembro – Vênus está em conversa sensível com Netuno, aspecto exato hoje, Netuno que aliás, estaciona às 02h37min para voltar ao movimento direto amanhã. A Lua abre o dia fora de curso, em Câncer. Ingressa em Leão à 01h15min e logo tem uma fricção com Saturno. Com Marte o embate é aberto e frontal, mas com Vênus e Netuno, a interação é obtusa e mais irritante, já que ela é foco de um Yod. Netuno recebe a conjunção do Nodo Sul. O dia traz novos rasgos de irritação, mas pelo menos hoje estamos mais diretos, menos sentimentais e vamos para o confronto aberto, falando o que pensamos na lata. Claro, isso pode levantar muitos conflitos, mas também a chance de eles serem resolvidos de pronto, sem ficarem se arrastando indefinidamente, feito correntes arrastadas por fantasma-assombração. Para evitar tais conflitos, podemos investir em atividades que requeiram grande gasto energético, vigor e estamina – é necessário ir para essas atividades com muita presença de espírito, com a atenção focado no momento presente para que as distrações não representem problemas  – especialmente para não nos tornarmos vítimas de ações precipitadas. A noite traz um clima mais amigável e ameno, de modo que podemos encontrar pessoas e nos permitir alguma diversão, depois dos dias carregados que tivemos recentemente. Se o dia era uma criança zangada e pronta para a briga, a noite é uma criança pronta para se divertir! Ponto de atenção: recomenda-se pegar leve com álcool e afins porque o dia e a noite estão propensos a bagaceira geral e aenfiar o pé na jaca, do tipo de perder o tamanco para sempre e no dia seguinte não saber o que rolou… Escapismo e vitimismos estão esperando ali na esquina. Cautela!

Claudia Trembley - Reprodução
Claudia Trembley – Reprodução

DOMINGO, 20 de novembro – De Leão a Lua se harmoniza com Júpiter, enquanto olha, belicosa, para Plutão. A Lua entra em harmonia com Saturno e Urano e forma um Grande Trígono de fogo, que, por causa do sextil a Júpiter, vira uma Pipa ampla por algumas horas no começo da manhã. Dona Lua ainda encrenca com Quíron e fecha a noite indisposta com Vênus. A despeito de algumas incoerências, o domingo está divertido e bastante energético e dinâmico – basta saber aproveitar. Como por milagre, conseguimos conciliar coisas e pessoas aparentemente muito divergentes de forma que acomodamos muitas diferenças e fazemo-las fluir e conversarem entre si civilizadamente. O clima favorece reuniões familiares, encontros com amigos, passeios diversos, especialmente aqueles que estimulem o gosto pela aventura e pelo convívio com os afins. Ufa! Depois de tantas tempestades, nós bem que merecemos um descanso e uma trégua! Favorecidas também estão as atividades criativas, artísticas e as brincadeiras em geral. É dia de botar nossa criança interior para se divertir e brincar sem culpas, sem medos, sem dilemas maiores que não sejam descobrir qual brincadeira, afinal, é mais divertida. Assim, podemos aproveitar e entrar em contato com esse nosso lado confiante e entusiasmado, guiados pela intuição e pelo nosso próprio brilho e generosidade naturais.

Uma ótima semana para você!!

tirado de Mustanggina.tumblr - Reprodução
tirado de Mustanggina.tumblr – Reprodução
Reprodução
Reprodução

 

 

Sol em Quadratura com Netuno – Que miragens o impedem de alinhar-se com os verdadeiros desejos de sua alma?

Oasis Cosmo
Oasis – Google Imagens – Reprodução

O Sol em Sagitário faz hoje quadratura exata com Netuno em Peixes. Há uma sensação enorme de frustração no ar. Por que?

Porque primeiro vimos as miragens mais formidáveis dançando à nossa frente. Mundos perfeitos pareceram possíveis, como imaginados pelo Sol Sagitariano. Por um momento tudo pareceu sublime, magistral e os sonhos mais preciosos, as possibilidades mais venturosas pareciam materializar-se diante dos nossos olhos, fazendo-nos sentir transportados para um cenário em que todas as coisas se concatenam como teia perfeita, interligando os mais díspares elos da corrente da vida, e tudo de repente parece fazer sentido, finalmente.

Perfeito.

Até a miragem se desfazer como neblina, bem diante dos nossos olhos!

netuno-2871
Netuno – Desconheço o Autor – Reprodução

Este é o efeito elusivo, enganoso, ilusório de Netuno, o mestre dos sonhos, o mestre dos engodos e fantasias. Primeiro ele nos seduz, nos incita a sonhar desvairadamente e a seguir a miragem, para logo depois dissipá-la com uma risada irônica e sardônica.

Ironia, a sensação é de estupefação diante da ironia.

Como lidar com tal influência enganadora? Com cuidado, com respeito. Sobretudo com criatividade. No dia de hoje, fique atento a tudo que parecer perfeito demais, sedutor demais… Provavelmente é uma miragem.

Victor NIZOVTSEV (Виктор Низовцев) by Catherine La Rose (10)
Victor Nizovtsev – Reprodução

Mas será isso pura maldade de Netuno? Não.

VICTO
Victor Nizovtsev – Reprodução

Ele nos seduz pra nos alertar para as ilusões que criamos para nós mesmos. Porque no fim, não é ele quem cria as ilusões, ele apenas as traz diante de nossos olhos, para que confrontemos nosso auto-engano. Ele vem nos lembrar de que  nossos desejos talvez não sejam suficientemente robustos para materializar-se no real, ou de que o ego está mesmo muito desalinhado e desincronizado com a alma e a psique, de modo que achamos que queremos muito alguma coisa, só para vê-la ser tirada de nossas mãos. Se temos perspicácia, concluímos mais à frente de que aquilo não seria de fato adequado à nossa alma e ao nosso desenvolvimento e a miragem é vista como de fato é: uma falsa imagem que escondia a imagem real de nós mesmos. Mas se nos fechamos no nosso desapontamento, culpando e bradando aos céus por nosso aparente infortúnio, recusamo-nos a crescer e apegamos-nos a desejos pueris e infantis, desejos narcisistas e regressistas, que só aumentam o afastamento entre nós mesmos e a nossa essência, e pior, afasta-nos da totalidade que podemos vir a alcançar.

Netuno vem nos questionar quais miragens nos impedem de ver-nos como realmente somos, e o que de fato queremos. Não os quereres do ego, esse bebê faminto cheio de desejos imediatistas, mas os desejos da alma.

victor nizovtsev
Victor Nizovtsev – Reprodução

Esse Netuno que parece nos iludir e brincar com nossos sonhos, exatamente por estimular tanto nossas fantasias, também coloca-nos em contato com um universo etéreo, longínquo, inexistente, não palpável, riquíssimo de imagens, cores e sons difíceis de traduzir para as limitadas linguagens humanas. Aqueles que tentaram materializar e manifestar tal visão elusiva tornaram-se artistas que parecem ter chegado muito perto de Deus, tal a beleza e perfeição de suas obras. Outros, que não conseguiram canalizar pelos canais criativos, tornaram-se presas das visões e idílios enganadores através do álcool, drogas e outras substâncias, buscados como meios de se chegar mais perto da visão ou de refutá-la e fugir dela completamente… Outros ainda embrenharam-se tão profundamente nos seus labirintos, os labirintos do inconsciente, e  por lá se perderam, e por lá ficaram, sem jamais saber se alguma Ariadne, algum dia, aparecerá para lançar-lhes o fio salvador que os conduzirá para fora do labirinto, de volta ao mundo “real”. São os ditos “loucos varridos”, que populam as instituições dos insanos. Muitos talvez nem queiram voltar. Sabem eles que o mundo dito “real” às vezes pode ser mais enganoso e ilusório que o labirinto em que se encontram.

William_Turner_The Grand Canal Venice
William Turner – The Grand Canal Venice – Reprodução

Então, num dia como hoje, dê vazão às suas fantasias, seu desapontamento, sua decepção, sua raiva e frustração, seu desespero, sua dor, suas lágrimas…

Seduzido por Netuno de forma tão definitiva, seduza-o de volta. É o único jeito de lidar com ele. Seduza-o de volta!

Como?

Crie espaço e contenção para que suas miragens se manifestem e observe-as sem julgá-las. Não lute com ele, você não tem a menor chance! Ao contrário, renda-se!

Crie. Pinte, escreva, dance, toque um instrumento. Faça música. Faça poesia. Crie. Manifeste suas miragens pelo veículo da arte.

MUSICA
Desconheço o Autor – Reprodução

Reze, ore, medite, silencie, contemple. Fique a sós consigo mesmo e com seu Deus.

Chore. Permita que o universo inteiro verta suas lágrimas de decepção diante do caos humano através de você. Permita-se ficar nostálgico, melancólico e, se possível, ache também um meio seguro para expressar a melancolia.

Só não caia na indulgência do álcool e das substâncias escapistas – essa seria a forma mais mesquinha e mais óbvia de dar vazão à energia. Para não mencionar os riscos que isso traz. Quando Netuno está tão ativo, as substâncias nos sobem à cabeça mais rápido e mais poderosamente, seus riscos são potencializados sobremaneira. Além disso, o Sol em Sagitário ligado a Netuno desta maneira, aponta para uma grande falta de limites, para o exagero e o querer mais e mais. Por isso, cuidado com a “cervejinha” de hoje. A ressaca amanhã pode ser mais amarga que o normal!

Há formas mais ricas, mais belas, mais criativas de lidarmos com as frustrações de hoje… Encontre a sua!

adoração-louvor
Reprodução