Arquivo da tag: Sistema

A Semana Astrológica: o indivíduo e o sistema

lucia pozzi
Lucía Pozzí – Reprodução

Semana de 2 a 8 de fevereiro

 Começamos uma semana em que os pontos altos são a Lua Cheia em Leão, o sextil Sol-Urano e a oposição Sol-Júpiter, indicando talvez uma semana um pouco mais animada, que nos dá mais entusiasmo para lidar com os muitos desafios que ela também traz, desafios estes que têm muito a ver com a comunicação confusa e talvez maledicente, com a possível falta de foco e com a propagação de verdades absolutas.

Mercúrio segue retrógrado por Aquário, distanciando-se cada vez mais do Sol. Nesta semana ele volta a conversar com Saturno em Sagitário, talvez para reiterar os planos que haviam feito lá pelos primeiros dias de janeiro, quando se encontraram pela primeira vez. Júpiter em Leão entra em orbe de trígono a Urano em Áries, mas também começa a se desentender com Quíron e Marte em Peixes pelos caminhos tortuosos de quincunces. Outra fonte de preocupação pode ser a conjunção Vênus-Quíron em Peixes, que só fica exata na madrugada da segunda, 09, mas cujo efeito é sentido mais fortemente no domingo, 08.

A Lua abre a semana super grávida e redonda na fase Corcunda; é cheia na terça dia três e torna-se Disseminadora no domingo, dia 08. Nestas fases ela viaja pelos signos de Câncer, Leão, Virgem e Libra, fazendo aspectos diversos com os demais planetas e com o Sol.

lucia
Lucía Pozzi – Reprodução

A SEGUNDA-FEIRA começa sob os auspícios de um sextil do Sol a Urano. A Lua está Vazia em Câncer. Ficou vazia depois de conversa emocionada e sentimental com Marte em Peixes, ainda no domingo. Entra em Leão somente às 15h41min, de onde logo se afina com Saturno em Sagitário, enquanto se arma contra Mercúrio retro em Aquário. Júpiter começa hoje a cutucar Quíron de forma insistente e irritante, aspecto que durará muitas semanas. Estamos com o humor instável e inquietos, bem ao gosto Canceriano. Hiper sensíveis, mas também compassivos, de modo que podemos ajudar a outros se conseguirmos deixar os dramas de lado. O aspecto Sol-Urano de fato nos dá um necessário distanciamento e um olhar diferente sobre o dia. Uma oportunidade nos é dada de ousar ser diferentes e sair do âmbito das nossas dores, amuos e aborrecimentos pessoais, olhando pra fora e além, buscando ser menos emocionais e mais racionais. Ou talvez encontremos oportunidades de equilibrar razão e sentimento e possamos  exercer essa sensibilidade de forma positiva, ao perceber no trabalho quais são as necessidades dos demais colaboradores e colegas e a partir daí, propor mudanças efetivas que venham a favorecer a todos. Há um entendimento tácito do que se faz necessário e conseguimos caminhar para um consenso que favoreça a todos. Ademais é seguir com a agenda e conter as sensibilidades e os dramas desnecessários. Ao entrar em Leão a Lua favorece um clima mais alegre, mas não necessariamente irresponsável. Bem ao contrário, o aspecto a Saturno favorece que façamos nossas tarefas e obrigações com alegria e empenho.

pryorfineart
Pryorfineart – Reprodução

De Leão a Lua se desentende com Mercúrio retrógrado na TERÇA-FEIRA. Ela ainda se irrita com Vênus e Netuno em Peixes e se alegra com Urano em Áries. É cheia às 21h08min no horário de Brasília e às 23h08min no horário de Lisboa, Portugal. O mapa da Lua Cheia mostra Dona Lua numa situação bem espinhosa, como foco de um Yod envolvendo Plutão em Capricórnio e Marte e Quíron em Peixes; para ajudar ela tem o apoio de Júpiter, com quem fica conjunta, os dois formando uma unidade que é base e canal para as energias ativadas dos signos de Sagitário a Áries. Uma Lunação que vem repetir os temas da Lua Nova de Aquário: a chave para a transformação é o indivíduo e sua alegria, sua fé, sua força e confiança. Mas essa alegria é desafiada terrivelmente porque o peso sobre os ombros desta criança é enorme, é o peso do mundo todo e seus sofrimentos… O indivíduo é desafiado a não se deixar engolir nem esmagar pelo sistema, ao mesmo tempo em que é peça fundamental na sua transformação.

True African Art.com!
True African Art – Reprodução

A Lua Cheia está conjunta a Júpiter na QUARTA-FEIRA, aspecto depois do qual ela fica vazia por todo o dia, já que só entra em Virgem às 03h46min da madrugada de quinta. Vazia, ela ainda faz quincunce a Marte e uma sesqui-quadratura a Plutão em Capricórnio. O Sol segue na oposição a Júpiter, que recebe o quincunce exato de Marte em Peixes. Quarta também é o dia de Mercúrio, que segue retrógrado em Aquário. Dia de refletir sobre o que nos faz alegres, o que nos faz felizes, o que nos dá abundância e plenitude de vida. O que alegra nossa criança interior? Nesse mundo-cão e louco, onde ainda podemos encontrar ilhas de espontaneidade e genuinidade de expressão? E como podemos cultivar isso e ainda propagar a boa nova ao mundo, tão carecido de alegria espontânea e gratuita? Como não perder esse senso de alegria interior, mesmo quando estamos inseguros e incertos de nós mesmos, mesmo quando sentimos a desaprovação alheia? Como nos expandir pessoalmente e individualmente sem que isso seja uma expansão egoística e insensível ao mundo que nos rodeia? No sentido pratico é um dia para pegar leve e ser flexível, porque com a Lua Vazia, muitas coisas podem sair diferentes do esperado e é melhor encarar os imprevistos com bom humor e um sorriso no rosto…

porsupropriopesoblogspot
porsupropriopesoblogspot.com – Reprodução

A Lua entra em Virgem às 03h46min da QUINTA-FEIRA, já se engalfinhando numa confusa briga que envolve Netuno em Peixes e que tem Saturno em Sagitário como foco de uma T-Square Mutável. A Lua ainda faz um quincunce chatinho a Mercúrio retrógrado em Aquário. Todo cuidado é pouco hoje para se evitar o criticismo destrutivo e mesquinho que ao invés de ajudar, visa mesmo minar a segurança do outro, já que nós também estamos nos sentindo muito incertos, inseguros e duvidando não só de nossa capacidade de concluir as tarefas e demandas, mas até do nosso próprio valor. Como não me sinto bem, fico ressentido de ver que outros parecem “viver na flauta” então tento espezinhá-los com mesquinharias várias, azedando o ambiente de forma horrorosa. Sem perceber também podemos dar vazão à nossa inveja inconsciente, irreconhecida e usar uma metralhadora de maledicências para tentar tornar marrom aquela grama que parece mais verde que a nossa. Espinafrar a outros não nos fará parecer mais inteligentes, descolados ou espertos; apenas provará o tamanho de nossa mediocridade e nossa falta de generosidade e gentileza. Antes de abrir a boca hoje, vale lembrar a história das três peneiras, atribuída a Sócrates: da verdade, da bondade e da utilidade ou necessidade. É o caso de se perguntar: “você tem certeza que o que vai falar é absolutamente verdadeiro? Gostaria que dissessem o mesmo sobre você? É mesmo necessário contar isso; vai ajudar a alguém ou vai melhorar o mundo?” Se passar pelas três peneiras, sua fala merece ser proferida, do contrário, privilegie o silêncio!

lingua
Reprodução de Google Imagens

Na SEXTA-FEIRA a Lua Virginiana abre o dia em oposição a Vênus e ao passar das horas também se opõe a Marte e a Quíron, todos em Peixes – fica vazia depois da oposição a Marte, às 20h11min. Ela ainda se indispõe, de forma muito inconsciente com Mercúrio retrógrado e vira foco de um Yod ao fazer quincunces ao Sol e Urano. A única ajuda vem de Plutão em Capricórnio. O Sol tem sua oposição a Júpiter exata hoje. Outro dia em que precisamos medir palavras e atitudes para não criarmos confusões e imbróglios dispensáveis. Falta de senso comum, de senso de proporção e até arrogância dão o tom dia. Imbuímo-nos de arautos da verdade e achamos que temos solução para os problemas de todos, apontando soluções e oferecendo conselhos que não foram pedidos, impingindo nosso modus operandi e modus vivendi como fôssemos um monarca dispensando sua grande sabedoria aos súditos. Ao invés de ser recebidos com benevolência e gratitude somos vistos como ditadores que a tudo querem controlar para esconder o caos generalizado da própria rotina, da própria vida, da própria alma. Urge lembrar que a ajuda para ser efetiva e eficaz precisa ser, antes de mais nada, respeitosa e suave. É preciso deixar que os outros se pronunciem antes de decidirmos que sabemos o que lhes convém. De novo o dia pede cautela na fala e nas interações  porque a mente está caótica e errática e as palavras podem ser armas que afastam ao invés de unir e edificar.

O fim de semana começa com a Lua ainda vazia em Virgem. Ela ingressa em Libra somente às 16h44min do SÁBADO, já conversando amistosamente tanto com Mercúrio em Aquário quanto com Saturno em Sagitário. O sábado fica, pois propício aos serviços usuais deste dia da semana: tarefas domésticas e serviços diversos, mas nada que demande grandes movimentações ou inícios portentosos. A noite fica favorável para reuniões sociais e mais leves, onde os papos sejam sobre amenidades ou mais filosóficos e inspirados. Visitas a galerias de arte e concertos musicais clássicos ficam também indicados.

propagar
Reprodução de Google Imagens

A Lua faz uma sesqui-quadratura ao Sol em Aquário, o que sinaliza a fase Disseminadora no DOMINGO. Cardinal, ela também confronta Urano em Áries e os dois encurralam Plutão em Capricórnio numa T-Square que vara o dia, tornando o domingo sujeito a trocas intensas e passionais que podem desestabilizar o usual equilíbrio de Libra. A Lua ainda faz quincunce a Vênus e Quíron, que também estão em quincunces a Júpiter, que torna-se foco de um Yod ao que envolve a Quíron e a Plutão. Vênus passa o dia espetada em Quíron. Diazinho espinhozinho em que, não bastassem os problemas e conflitos abertos à nossa frente ainda temos que lidar com outras influências insidiosas que nos atacam lateralmente, de forma meio covarde e inesperada. Agulhadas de incerteza deixam a Lua Libriana ainda mais indecisa o que nos fazer tomar atitudes precipitadas e sem retorno. Vacilamos, hesitamos e paralisamos, incapazes de perceber que rumo tomar, cindidos na mente, na alma e no coração. Quando não sabemos para onde ir, é sempre melhor voltar para o centro. Antes de acusar os outros pelos nossos dissabores, é melhor olhar para dentro que a grande causa de tudo é a insegurança e talvez a falta de honestidade sobre o que realmente queremos e desejamos e nosso medo de desagradar e parecer menos que agradáveis diante do olhar implacável do outro.

A Lua disseminadora nos diz que é  hora de propagar nosso aprendizado do ciclo: o que vivenciamos é uma experiência válida o bastante para ser contada ao mundo? De que maneira? Vale lembrar que exemplo sempre fala mais alto que discurso, então é bom alinhar conceitos, idéias e ações antes de abrir a boca. Às vezes, saber a hora adequada de se  pronunciar é tão importante quanto a mensagem em si. E sempre é pertinente lembrar as palavras do Cristo: “a boca fala do que o coração está cheio”. O que preenche o seu coração?

Linda semana, cheia de luz, amor e alegria para você!

hierophante
Da página Hierophant – Reprodução