Arquivo da tag: Solstício

A Semana Astrológica – Redirecionando a vida

Reprodução

Semana de 19 a 25 de junho – Semana de recomeços e redirecionamentos, sinalizados pela ingressão do Sol em Câncer na quarta-feira – Solstício de Inverno – e pela Lua Nova de Câncer na sexta-feira. 

Esta é uma semana de recomeços, dois quartos do ano se passaram e agora nós temos a oportunidade de redirecionar nossa energia no Solstício de Inverno (de Verão no Hemisfério Norte), ocorrendo já na quarta-feira, com a entrada do Sol no signo de Câncer. A maior parte da semana traz um tom de finalizações, com a Lua minguando balsâmica pelos signos de Áries, Touro e Gêmeos. Na sexta-feira a Lua se renova em Câncer sinalizando o início do ciclo de nutrir melhor o corpo e alma; de voltar às nossas raízes, de honrar nossa origem e passado, honrar nossos ancestrais, retomar contato com os familiares e, claro, honrar nossos sentimentos e nossa sensibilidade.

Brooke Shaden Photography – Reprodução

Mercúrio também sai de sua casa Geminiana e vai ali mergulhar no lago profundo Canceriano, ingressando em Câncer no mesmo dia em que o Sol, logo fazendo conjunção a ele e ficando Cazimi por algumas horas na quarta-feira. Com Mercúrio em Câncer nossos pensamentos voltam-se muito para a família e os entes queridos; pensamos mais sobre o lar, nossa casa, e os pensamentos têm uma conexão direta com os sentimentos, a ponto de em muitas situações misturarmos um pouco as coisas, e os sentimentos podem distorcer a interpretação dos fatos e das informações. A memória é “de elefante” e gostamos de voltar ao passado de vez em quando, além de gostar de História por si mesma. Durante o trânsito por Câncer, tanto o Sol, quanto Mercúrio e Marte enfrentarão os exageros Jupiterianos, as forças ocultas e sinistras de Plutão e as forças revolucionárias de Urano.

Por falar em Marte, que já está em Câncer há alguns dias, nesta semana ele já troca injúrias com Júpiter em Libra – que, em Libra, vai buscar ser justo e negociar. Marte em tensão com Júpiter traz uma propensão aos exageros, aos dramas e ao fervor religioso em tudo quanto pomos a mão ou as intenções. É necessário buscar alguma contenção para não exagerarmos na dose e não criarmos conflitos onde poderia haver harmonia e alegria. Marte também faz contato positivo com Netuno em Peixes, simbolizando que nossa ação no mundo fica ainda mais motivada pela sensibilidade e pela compaixão.

Amaud Paulette – reprodução

Aliás, esse tom fica ressaltado porque Vênus, que atualmente trafega Touro, também faz contatos com esses dois planetas: indispõe-se com Júpiter e harmoniza-se com Netuno. Embora os contatos tensos entre Vênus e Júpiter não sejam grandes problemas no sentido de conflitos, por outro lado, dão propensão à preguiça, desleixo, à busca exagerada de satisfação dos sentidos e então não temos limites e queremos sempre mais, seja o que for que nos dá prazer. O contato com Netuno favorece as artes e a expressão criativa, além de nos aproximar ainda mais daqueles que precisam de nós, devido à empatia, que fica mais estimulada.

Rene Magritte – Reprodução

A Lua abre a semana na fase Minguante em Áries. Torna-se Balsâmica em Touro, estimula-se internamente em Gêmeos e finalmente renova-se a 02°47’ de Câncer às 22h31min da sexta-feira no horário de Brasília e às 02h31min do sábado no horário de Lisboa.

Reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 19 de junho – A Lua abriu o dia em Áries, separando-se da quadratura a Plutão em Capricórnio. Durante o dia ela se afina com Saturno em Sagitário e também conversa harmoniosamente com o Mercúrio Geminiano e com o Sol, mediando a oposição que os dois ainda fazem a Saturno. Faz conjunção a Urano e fica vazia depois disso, às 15h44min. Ingressa em Touro às 17h53min. Vênus está hoje em quincôncio a Júpiter. A noite está ultra preguiçosa e favorável a ficar em casa digerindo o fim do ciclo. O dia está cheio de dinamismo e muitas atividades mobilizam nossa atenção e energia. Aliás, precisamos mesmo ter cuidado para fazer tudo direito e não pela metade, nem de qualquer jeito, do contrário, teremos que voltar e sair consertando coisas mal-feitas e ou deixadas por fazer – e isso p ode comprometer os objetivos e atividades do próximo ciclo. Ninguém quer começar o ciclo novo arrastando um cordão de pendências atrás de si, certo? Portanto, para evitar tal imbróglio, melhor fazer certo da primeira vez! Energia nós temos! Só precisamos domar a impaciência e a impulsividade, usando a energia Uraniana para encontrar soluções novas e diferentes para as situações e, como temos o apoio de Saturno, temos a possibilidade de fazer isso organizada e estruturadamente – está em potencial, se usamos ou não, é responsabilidade nossa – e nós que arquemos com os resultados, bons ou ruins! A pressa é inimiga da perfeição, diz o ditado antigo. E hoje, de fato, o desafio maior é a pressa e a precipitação – cuidado, não vá ser multada/o por excesso de velocidade, tentando recuperar o tempo que você acha que perdeu na semana passada – que ficam eivados de momentos de desânimo, preguiça, descompromisso – e isso pode por tudo a perder! A noite está propícia mesmo a fica rem casa, fazendo a digestão lenta dos restolhos do ciclo, finalizando as coisas vagarosamente, sem pressa e sem movimentos descuidados. Tudo é aprendizado e quando percebemos isso, nossas cargas e dificuldades ficam mais leves e simples de carregar. O mote do dia pode ser aquele: “que não se tenha pressa, mas que não se perca tempo” (José Saramago).

TERÇA-FEIRA, 20 de junho – Mercúrio em Gêmeos está hoje em sextil exato a Urano em Áries. A Lua está em Touro, praticamente sem aspectos na madrugada, mas pelo fim da manhã ela se anima ao trocar figurinhas com o inquilino Marte. A Lua se desentende com Júpiter, mas faz conjunção a Vênus e sextil a Netuno. Dona Lua ainda faz semi-quadratura ao Sol e entra na fase Balsâmica. O dia está bom para fazer coisas inusitadas: falar com pessoas que não se vê há tempos ou mesmo com completos desconhecidos. A comunicação flui espontaneamente, mas de forma inesperada – tanto que em algum momento, talvez até a gente se anime a falar com alguém que acha que conhece, por equívoco. É dia também de finalizações, fechamentos. De concluir pendências e soltar o que não serve mais. Também há sensibilidade no ar e muita benevolência, que nos faz olhar com tranquilidade até mesmo quando algo sai diferente do inesperado. Tolerância, algo raro por esses dias, faz com qu nos sintamos mais próximos uns dos outros, a despeito das diferenças. E assim, podemos nos regozijar com os prazeres simples da vida: uma boa companhia, um café ou uma sopa quentinhos, um sofá aconchegante, um cafuné, um ombro amigo… Por hoje, apenas aproveitemos!

QUARTA-FEIRA, 21 de junho – O Sol ingressa em Câncer à 01h25min no horário de Brasília (05h25min no horário de Lisboa), marcando o Solstício de Inverno no Hemisfério Sul e de Verão no Hemisfério Norte. Mercúrio segue o Sol e também ingressa em Câncer às 05h58min e pela manhã faz conjunção ao Sol. A Lua Taurina faz trígono a Plutão e fica fora de curso depois deste contato, às 00h28min. A Lua ainda faz sesqui-quadratura a Júpiter e sextil a Quíron. Ingressa em Gêmeos às 18h45min. Uma mudança importante ocorre na forma como direcionamos nossa energia e onde colocamos nossa atenção no mundo! Temos a oportunidade de parar um pouco e avaliar o que temos feito no ciclo anual – meio ano oficial se passou e um quarto do ano astrológico. É hora de dar mais atenção à nossa vida pessoal e privada, de cuidar dos amados do nosso coração, nutrir melhor nosso corpo e nossa alma, honrar nossos sentimentos, nossos vínculos familiares, nosso passado e nossas origens. Mercúrio fica Cazimi por algumas horas pela manhã e sinaliza um período de estarmos atentos aos nossos pensamentos e ideias. Mercúrio entra na fase Epimeteus e sugere um tempo de fazermos uma retrospectiva pelas próximas semanas, análises ponderadas de tudo o que pensamos, dissemos, comunicamos até aqui, especialmente no que tange às sociedades e aos acontecimentos públicos. O porta-voz do rei está reunido com ele para avaliar o que foi idealizado e o que foi realizado desde o último encontro (20 de abril), quando a última “agenda” foi lançada. E então, como estamos nós com relação a isso? A Lua Taurina e Balsâmica fica vazia por todo o dia, depois de aspecto harmonioso a Plutão, sugerindo muitas horas de reflexão calma e tranquila, sem correrias, sem investimentos maiores no que quer que seja. É hora de aguardar, não é hora de avançar. À noite, a Lua já está em Gêmeos e sentimos necessidade de nos comunicar mais, mas mesmo assim, é bom sermos econômicos na fala, porque a fase Balsâmica é tempo de análises e não de discursos.

Fatima Gultekin – Reprodução

QUINTA-FEIRA, 22 de junho – De Gêmeos a Lua Balsâmica faz sesqui-quadratura a Plutão na madrugada e bem mais tarde, trígono a Júpiter e quadratura a Netuno, fecha a noite fazendo aspecto a Plutão novamente, desta vez, um quincôncio. Amanhecemos falantes, mas algo, um censor interno nos faz morder a lpingua como a nos lembrar que o silêncio também tem valor. Mesmo assim, um desejo de comunicar ao mundo a visão, a expectativa promissora de um novo tempo. Contudo, nos perdemos em nossas contradições e já não temos certezas se tais expectativas são mesmo promissoras ou apenas fantasias e anseios pueris, nascidos do cansaço e das frustrações recentes. De fato, depois de um dia confuso, oscilamos entre otimismo e dpuvida, preferimos calar, por temer revelar algo precioso, ainda não maduro o suficiente, não pronto para nascer. Realmente, os augúrios mais preciosos devem aguardar o tempo certo para vir à luz. Por ora, falemos de amenidades e deixemos a semente do novo repousar, guardada na solidão e na escuridão da alma.

Reprodução

SEXTA-FEIRA, 23 de junho – A Lua completa o quincôncio a Plutão e depois se opõe a Saturno, animando-se depois com Urano em Áries. Fica vazia depois deste aspecto, às 14h47min. Faz ainda quadratura a Quíron. Ingressa em Câncer às 18h07min e se renova na conjunção ao Sol na Lua Nova de Câncer, às 22h31min, no grau 02°47’ deste signo. Se ontem tínhamos dúvidas, hoje temos certeza: da culpa. Sentimo-nos meio pesados, a leveza de ontem parece frivolidade tola e ficamos a remoê-la e a nos corroer, oscilando entre a autoconcenação atroz – de coisas graves às coisas bobas – e a inconsequência. É bom colocar as coisas em perspectiva e lembrar que tudo é aprendizado. O que é algo pesado hoje, amanhã será visto como o que realmente é: lições, experiências, passos para a sabedoria. Se criticamos e julgamos, abrimos o espaço para sermos criticados e julgados e no fim, se temos sorte, acabamos por entender que críticas e julgamentos nascem da arrogância, de nos acharmos melhores e mais sábios, que por sua vez, revela apenas uma insegurança profunda. Feliz daquele que não se apega às aparências efêmeras das coisas e deixa vir e deixa ir, sem criticar, sem julgar ou condenar e sem se apegar a tais juízos de valor. A Lua se renova em Câncer e indica o início de um novo ciclo, no qual vamos prestar mais atenção e honrar mais nosso passado, nossos sentimentos, nossa família. Memórias e recordações dão o ar da graça, para nos dar a dádiva de não repetir erros e nos autorizarmos também a sentir uma saudade feliz, pelas coisas boas que já vivemos e que nos trouxeram até aqui – as más lembranças, como já foi dito, devem servir de aprendizado e não de lástima. Entretanto, cuidar e nutrir a si mesmo e à família não quer dizer estimular dependências e fugir da responsabilidade por si mesmo e pelo próprio desenvolvimento. Interdependência é uma coisa, abrir mão da própria individualidade e ansiar por ser levado nos braços pelo caminho, quando se deveria – e poderia – caminhar com as próprias pernas, é outra bem diferente. Cuidar, nutrir, sentir, amar… Verbos que supõem a ação pessoal e consciente e não cessão de autonomia.

Reprodução

SÁBADO, 24 de junho – Vênus está em trígono perfeito a Plutão, enquanto a Lua em Câncer a faz conjunção a Mercúrio e depois a Marte. A Lua também faz quadratura a Júpiter, trígono a Netuno e oposição a Plutão. Marte fecha a noite em quadratura a Júpiter. Os sentimentos e cuidado que temos para com outros e com nossa família hoje estão mais alinhados com o pensamento e a ação, de modo que ficamos muito motivados a melhorar e a nutrir mais a vida daqueles com quem nos importamos, de formas inequívocas. Se nos sentimos seguros e confortáveis em nosso papel e também do sentimento do outro – além de nos sentirmos seguros em nós mesmos, claro – damos mil passos a mais na nossa generosidade e doação, para demonstrar nosso afeto e amor. Contudo, ainda precisamos ficar atentos para que tal doação e tais demonstrações de afeto não sufoquem  o outro e não sejam também uma forma de prendê-lo a nós, como correntes invisíveis. Quando cuidamos em excesso, quando doamos demais, desequilibramos a balança das relações e comprometemos a salubridade da nossa vida afetiva, estabelecendo vpinculos baseados em dependências e cobranças, ao invpes de trocas equilibradas, saudáveis e honestas. Estando cientes disso, podemos sim, abrir nosso coração e nos permitir uma entrega profunda e verdadeira, que nos aproxime do outro ser humano e consequentemente, de nossa alma mais profunda tambpem.

Reprodução

DOMINGO, 25 de junho – Marte está em quadratura partil a Júpiter na madrugada. Enquanto isso, a Lua Canceriana faz quincôncio a Saturno e quadratura a Urano – fica vazia depois deste embate, às 14h46min. A Lua ainda faz trígono a Quíron e ingressa em Leão às 17h07min. Marte fecha a semana em trígono a Netuno. Há um limite tênue entre a devoção genuina e o sentimento de posse, entre a fé fervorosa e o fanatismo cego, entre o entusiasmo ardoroso e e a imposição das próprias crenças e atitudes sobre outros. Por esses dias e especialmente hoje precisamos ter cautela e observar essas nuances sutis, para não incorrer na chatice de achar que só o nosso jeito de fazer é válido ou no dogmatismo que querer seguidores cegos como ovelhinhas mansas, incapazes de pensar por si mesmas. Apelar para chantagens e dramas, para conseguir a atenção que não conquistamos de forma direta e limpa, também não vai ajudar muito em nossas campanhas para conseguir o que almejamos – pelo contrário, talvez até o afaste de nós. Assim, o dia pede algum distanciamento emocional para não criarmos dramas e tempestades em copos d’água, desnecessariamente. Se percebemos que estamos prontos a entrar em ebulição, talvez valha a pena abrandar o fogo, pois água fervente, queima o café e o amarga. O senso de proporção está um pouco prejudicado hoje e isso atrapalha acha ra temperatura certa das coisas, a dosagem certa do dar, do receber e do tomar e nós, ou damos demais e sufocamos o outro, ou exigimos demais e o sorecarregamos com nossas cobranças. De um jeito ou de outro, as interações podem ficar um pouco carregadas e propensas e pequenas explosões, se nãi tivermos jogo de cintura e um mínimo de leveza e bom humor, inclusive para rirmos de nós mesmos e nossas criancices tolas. Portanto, antes de fazer caras e bocas e criar o climão no ambiente, vale mais olhar para si mesmo e checar as carências e anseios, providenciando aquilo que cabe a nós mesmos providenciarmos, sem jogar expectativas sobre terceiros. Se conseguirmos lidar com empatia com nossa criança interna carente – ou mesmo com a do outro – e lhe dar colo ou o alimento de que ela precisa, à noite somos premiados com o bom humor dessa criança, que nos lembra que também sabe brincar, dançar e se divertir com alegria.

Uma ótima semana para você. 

 

A Semana Astrológica – Foco, força e fé!

Reprodução
Reprodução

Semana de 20 a 26 de junho – Semana de expansão e frutificação

Esta é uma semana ruidosa, que já começa com movimentos importantes simbolizando uma transição crucial na energia e em sua manifestação concreta. É uma semana de expansão, realização e frutificação, que pode nos trazer grande satisfação ou sensação de fracasso, dependendo dos esforços e investimentos que fizemos em nossos projetos. Lua Cheia é colheita e a colheita depende das sementes que plantamos e do cuidado que tivemos com a plantação.

giphy.com - Reprodução
Giphy.com – Reprodução

Para começar, já tivemos na segunda-feira cedo a segunda Lua Cheia em Sagitário, uma Lua Azul, que marca uma transição nos ciclos lunares, um sinal de que as coisas fluem melhor e de forma mais concatenada a partir de agora. Ainda na segunda tivemos o Solstício de Inverno (Verão no Hemisfério Norte), marcado pela ingressão do Sol em Câncer às 19h34min. A palavra solstício vem do latim e significa Sol e sistere (sol que não se move). É o dia em que o Sol atinge a maior distância angular em relação ao Equador, neste caso, o Sol avançou sobre o Trópico de Câncer no Hemisfério Norte, que tem então o dia mais longo e a noite mais curta do ano. No Hemisfério Sul ocorre o contrário, pois aqui temos a noite mais longa e o dia mais curto do ano. O Solstício assinala uma transição sutil na energia, que vinha descendente e agora se revigora – depois dos meses “pesadões” que tivemos recentemente, vai nos fazer muito bem essa mudança. O Sol fica em Câncer até as 05h30min do dia 22 de julho e enquanto trafegar este signo, fará oposição a Plutão, trígono a Júpiter e quadratura a Urano, entre outros movimentos.

Shnji Ohmaki - Liminal Air - Reprodução
Shnji Ohmaki – Liminal Air – Reprodução

A ação – melhor dizendo, elucubra-ação – dos próximos dias fica por conta de Mercúrio, que trafega signo de sua dignidade, Gêmeos, de onde enfrenta Saturno e Netuno já na segunda-feira, depois também faz quadratura a Júpiter e quincunce a Plutão mais para o meio da semana e ainda faz quincunce a Marte e sextil a Urano no domingo. Isso quer dizer que a mente fica especialmente inquieta e industriosa com tanta atividade mercurial e se não tivermos cuidado, na verdade, não haverá ação nenhuma pois nos perderemos na mera elucubração, que é a divagação sobre a ação… Estamos dormindo ou acordados? Estamos indo ou voltando? De onde? Para onde? Já não estivemos aqui antes? Se parássemos para observar o riscado dos nossos passos, perceberíamos que aos poucos, construímos um labirinto num vai-e-vem frenético da mente e dos pés… Um labirinto que pode exaurir nossas forças e no qual podemos nos perder, caso não estejamos atentos. E de fato, este é o segredo: atenção consciente e constante para conseguirmos divisar o essencial do supérfluo, a informação útil e necessária,da mera “encheção de linguiça”. Estes aspectos podem ser uma armadilha que nos dispersa e afasta do foco, mas podem também oferecer a oportunidade de observar nossas dinâmicas e processos mentais: o que nos deixa eufóricos e sem noção; o que nos deixa incertos e talvez deprimidos; o que torna nossas certezas mais robustas e firmes; o que nos afasta e o que nos aproxima de nossos centro. Tal observação é preciosa e nos ajuda a lidar melhor com as armadilhas mentais que nós mesmos criamos. De resto, é criar mecanismos que propiciem o foco e a concentração. Em termos práticos, estas configurações requerem cautela ao assinar documentos e fechar acordos e negociações porque as informações não estão claras e estão muito soltas – recomendável esperar.

William A. Bouguereau - Vênsu Triumphant - Reprodução
William A. Bouguereau – Vênsu Triumphant – Reprodução

Vênus ingressou em Câncer, onde aciona nossas memórias afetivas, onde buscamos relacionamentos comprometidos, de trocas profundas e verdadeiras. Mas Vênus em Câncer também tem dificuldade de lidar com a dependência emocional e em deixar o passado ir… Por que? Leia mais sobre Vênus em Câncer.

desastrado
Reprodução

Marte está na reta final de sua retrogradação. Volta ao movimento direto na semana que vem – Aleluia!!!  Ao todo, fica mais de 10 dias trafegando o grau 24 de Escorpião (23°00’ a 23°59’) e mais de duas semanas nos graus 24-25. Indivíduos com planetas nesses graus dos signos fixos (Touro, Leão, Escorpião e Aquário) sentem-se particularmente frustrados e são obrigados a lidar com assuntos antigos ligados à autoafirmação, à assertividade e à gestão da própria agressividade, assim como precisam liberar-se de rancores e mágoas arcaicos que continuam a envenenar a alma, mesmo que o ocorrido já nem faça mais sentido e já tenha se perdido na névoa do tempo. Escorpião não esquece, mas ficaria pasmo em saber que às vezes, o esquecimento é a melhor das dádivas! Pense nisso Escorpião! Esta última semana ainda é um pouco pesada para os assuntos Marcianos: Marte ainda está em quincunce a Urano (propensão a acidentes) e recebe também quincunce de Mercúrio (aumenta a propensão – ficamos estabanados), virando foco de Um Yod-Dedo de Deus, configuração espinhosa que simboliza imprevistos, acidentes e, às vezes, fatalidades. Com Mercúrio envolvido na conversa, precisamos ter mais cuidado, especialmente no trânsito!

Fabio Simone Sebastiano - Reprodução
Fabio Simone Sebastiano – Reprodução

Mas há ainda outro movimento portentoso esta semana. Portentoso por causa do peso dos envolvidos: Júpiter faz trígono pela terceira vez a Plutão, sinalizando um período particularmente favorável para nos recompormos da depleção extrema de nossas energias a que estivemos submetidos nos últimos tempos, sim é tempo de renovar nossas forças e nossa fé – o foco fica por nossa conta! Além de propiciar a regeneração de nosso otimismo e confiança, esse aspecto favorece uma melhor gestão das mudanças que precisamos empreender para poder nos expandir, os recursos são usados de forma concentrada e otimizada, de forma que podemos ousar e administrar melhor os riscos eventuais. Temos chances de fazer mudanças positivas não só na nossa vida pessoal, mas especialmente na vida social e profissional. Podemos nos expandir e ir em busca de nossas ambições de forma constante e focada, percebendo que felicidade boa é felicidade compartilhada, que só somos realmente “ricos” e plenos, quando a comunidade da qual fazemos parte também tem oportunidades de melhoria e de expansão. Temos grande desejo de reformar e transformar o mundo ao nosso redor, não só para nosso próprio benefício, mas em favor de todos que respiram o mesmo ar que nós. E, se quisermos e focarmos, temos as ferramentas e oportunidades que precisamos para empreender tais mudanças. Mas é preciso reconhecer a oportunidade quando ela bater na nossa porta e agarrá-la sem hesitação. Júpiter fez trígono a Plutão em 11 de outubro de 2015, 16 de abril de 2016 e agora no domingo – última chance de agarrar as oportunidades dessa rodada!

SS Kuruganti - Reprodução
SS Kuruganti – Reprodução

Por último, Quíron estaciona no domingo a 25°14’ de Peixes. Ficará retrógrado de 27 de junho até 1° de dezembro. Neste período estaremos assimilando as lições que viemos aprendendo: nossas fraquezas, as dores e feridas não curadas, as cicatrizes que teimam em reabrir, mas também nossa capacidade para a compaixão e a empatia; nosso poder de cura diante da fragilidade humana.

Reprodução
Reprodução

A Lua abre a semana sendo Cheia em Sagitário. Ganha foco e severidade em Capricórnio e torna-se Disseminadora em Aquário. Fecha a semana já em Peixes. Conversa, harmoniosa ou belicosamente com todos os demais corpos celestes.

Reprodução
Reprodução

SEGUNDA-FEIRA, 20 – Dia de Lua Cheia em Sagitário, dia de Solstício (ingressão do Sol em Câncer), dia de transição. A Lua, depois de ser cheia, entra em Capricórnio. Mercúrio enfrenta a frieza de Saturno (oposição) e a confusão de Netuno (quadratura), aspectos exatos hoje. Dia em que a mente precisa aprender a discernir entre real e irreal, entre inseguranças reais mas contornáveis e dramas exagerados pelo medo irracional. Vale lembrar que esse negócio de “real” é algo bem enganoso. O melhor que fazemos é permanecer abertos e serenos, sem nos apegar a conceitos ou definições rígidas a respeito de nada. A Lua Cheia potencializa essa energia crítica de cisão e precisamos manter os pés no chão para não perder o contato conosco mesmos. Leia mais sobre a Lua Cheia de Sagitário.

Reprodução
Reprodução

TERÇA-FEIRA, 21 – O Sol ingressou em Câncer ontem, marcando o Solstício de Inverno (Verão no HN). A Lua, depois de cheia em Sagitário, ingressou em Capricórnio às 08h55, também de ontem. Hoje ela faz sextil a Netuno em Peixes, quincunce a Mercúrio em Gêmeos, trígono a Júpiter em Virgem e conjunção a Plutão. Depois da euforia e de tantas transições, hoje precisamos voltar à realidade e pegar no pesado, literal ou figurativamente. O dia está propício ao trabalho sério e compenetrado, embora demande esforço para nos mantermos focados em alguns momentos pois há dúvidas que vêm e vão, seja a respeito dos planos em vigor, seja porque corpo e mente estão dessincronizados. De qualquer maneira, se quisermos realmente, há disciplina e estamina bastante para finalizar  muitas coisas que se arrastavam pendentes por vários dias e podemos atacá-las com vigor e decisão, olhar arguto, determinação e capacidade de conclusão. Só precisamos mesmo vencer essa vadiagem da mente que busca estímulo e distrações desnecessários, levando-nos à dispersão. Mas a mente é nossa e hoje, se nos afinamos com nosso coração, que está super pragmático, podemos lidar com suas tramas e enredos e adivinhar suas manobras antes mesmo que se apresentem. Assim, não precisamos ficar presos às suas manhas e traquinagens! O Foco leva ao resultado, mesmo quando este parece longe de nós! E mãos à obra!

Reprodução
Reprodução

QUARTA-FEIRA, 22 – A Lua Capricorniana se afina com Marte em Escorpião mas quadra Urano em Áries, ficando vazia logo depois, às 05h57min. Ingressa em Aquário somente às 17h09min, o que nos deixa com quase 12 horas de Lua Vazia nas mãos, num dia “útil”. Nesse meio tempo a Lua ainda se harmoniza com Quíron. De Aquário ela caça confusão com o Sol e se descuida das traquinagens de Mercúrio e da mente bagunceira. Mercúrio está em quadratura plena a Júpiter e muito próximo do quincunce a Plutão. Temos hoje aquele velho dilema, nosso conhecido: arregaçar as mangas e focar no trabalho, fazendo o que tem que ser feito, ou rebelar-nos contra essas inúmeras regras absurdas, que nos escravizam de cujo sentido e validade muitas vezes duvidamos… Dá até vontade de despedir o patrão e ir procurar coisas mais úteis e satisfatórias para fazer. O tempo de se viver, o tempo de se amar, o tempo como matéria… É tão precioso e enquanto ele passa, estamos aqui, debruçados a perseguir objetivos outros, de  outra ordem e intenção, objetivos que nem são nossos mas que abraçamos porque precisamos sobreviver e trabalhar e funcionar e… A Lua vazia em Capricórnio depois de uma quadratura a Urano nos questiona sobre o uso do nosso tempo… É mesmo racional o uso que fazemos dele? E acaso tem que ser racional? E o tempo de ser livre, de ser nós mesmos e ir atrás do que realmente é vital para nós, não é importante também? Como a Lua Capricorniana só trabalha, é possível que enxerguemos a outros como vagabundos descompromissados com os resultados do “negócio”, o fato é que há um conflito entre a obrigação e a autonomia, entre o compromisso e a liberdade, um dilema que reverbera noite adentro, com a Lua Aquariana em descompasso com o Sol. Mercúrio enfrenta um desafio parecido no embate com o Júpiter Virginiano… Discernir entre o útil e o inútil, o que é realmente essencial para a expansão de nossas ideias e da nossa mente… Talvez precisemos tirar tudo de dentro das gavetas da nossa mente para empreender essa seleção… Diferenciar entre a informação vazia que apenas ocupa espaço no nosso hard-drive do conhecimento precioso que se revela determinante para darmos o próximo passo na direção do nosso objetivo.

Reprodução
Reprodução

QUINTA-FEIRA, 23 – De Aquário a Lua faz quincunce a Vênus em Câncer. Depois ela se afina com um de seus dispositores, Saturno em Sagitário. Mais tarde se desentende com Júpiter e ainda faz uma sesqui-quadratura ao Sol, entrando na fase Disseminadora. Mercúrio está em quincunce pleno a Plutão. A mente hoje oscila entre o foco absoluto e a vadiagem relativa… Uma hora leva-se tudo muito a sério e daqui a pouco tudo pode ser uma algazarra. No meio estamos nós, vacilantes. Se utilizamos os momentos de concentração podemos ter instantes de grande percepção, que iluminam os pensamentos e transformam a visão superficial que tínhamos de certas coisas para algo de maior consistência e substância. Ao contrário, ao invés de voltar essa força motriz da mente para dentro, para transformar a nós mesmos, podemos voltá-la contra outros, lançando sobre eles nossa aspereza, maledicência e sarcasmo, em tiradas que podem ser tanto brilhantes quanto profundamente desconcertantes. O que ganhamos com isso? Estamos tão inseguros de nós mesmos que precisamos golpear a outros para nos sentir melhor? Vale uma parada para refletir…

Reprodução
Reprodução

Há conflito também quanto à expressão dos sentimentos e dos afetos, que estão em dissonância. Conflito do tipo “não sei se caso ou se compro a bicicleta”… Ou talvez haja várias coisas e atividades, inclusive culturais, que gostaríamos de fazer mas não conseguimos – ainda- estar em dois lugares ao mesmo tempo… Talvez o parceiro queira uma coisa e nós queremos o contrário, que nem naquela música do Paulinho Moska: “Eu lanço minha alma no espaço, você pisa os pés na terra. Eu experimento o futuro e você só lamenta não ser o que era (…) Eu grito por liberdade, você deixa a porta se fechar. Eu quero saber a verdade e você se preocupa em não se machucar”. Mediação. Mediação é a palavra-chave para tais dilemas. Mediação entre as várias facetas de nós mesmos e também entre nós e o outro e nossos desejos aparentemente discrepantes. Fácil não é, mas talvez seja possível. E, se pensarmos bem, também é bonito – afinal, quem quer uma vida morna e toda certinha e previsível? Definitivamente, não a Lua em Aquário! E que venham os dilemas, porque nos farão crescer! E de repente, a gente até descobre que dá sim, para casar E comprar a bicicleta!

Reprodução
Reprodução

SEXTA-FEIRA, 24 – A Lua faz trígono a Mercúrio e depois quadratura a Marte em Escorpião. Mais tarde ela se afina com Urano, seu segundo regente e fica fora de curso logo depois, às 12h49min. Ingressa em Peixes às 23h31min. Cabeça e coração estão alinhados, mas a vontade e a atitude vão em outra direção – como é possível? É possível, mas temos dificuldade de admitir nossas contradições então as percebemos no outro e no mundo ao redor, assim, o dia fica propenso a conflitos de interesses. Podemos nos sentir bloqueados por aquele sujeito que não tem noção nenhuma de comprometimento e nos deixa a ver navios ou, contrariamente, sentimo-nos “pentelhados” por alguém que vem nos cobrar assiduidade e lealdade quando tudo isso nos causa verdadeira alergia. Temos problemas sérios a tratar, mas sem perceber, fugimos deles e então, por causa de coisas tolas, às vezes ridículas, nos tornamos irracionais, reativos e sujeitos a precipitações e disputas bestas, que depois nem mesmo lembramos porque começaram. É muito provável as disputas tolas sejam uma manobra para evitar confrontar as questões que nos incomodam de verdade e que precisam ser realmente endereçadas, com calma, porem de maneira firme e assertiva. Não precisamos chegar ao ponto de crianças quebrando uma o brinquedo da outra, se apenas formos honestos com o que de fato nos arrelia e incomoda e lidarmos com isso de forma limpa e direta.

Reprodução
Reprodução

SÁBADO, 25 – A Lua está em Peixes e de de suas águas densas e profundas faz trígono aos também emotivos Sol e Vênus em Câncer. À noite a Lua se debulha na frieza dura de Saturno em Sagitário, enquanto se dissolve em Netuno.  O dia está sensível e super emotivo. Há grande nostalgia no ar e enorme propensão a irmos buscar no passado respostas ou alento para dificuldades atuais… Possivelmente rememoramos fases ou episódios da nossa vida em que tudo parecia melhor e mais feliz e temos uma saudade doída de todas essas coisas e até de outras que não conseguimos nominar. Todo esse sentimentalismo pode ser melhor utilizado nos aproximar daqueles que estão, de fato, presentes em nossa vida; para estreitar laços e, se estivermos fortes e com nossas fronteiras saudáveis, podemos até ajudar àqueles que buscam nosso apoio. É um dia para nos permitirmos sentir verdadeiramente, para buscarmos locais de acolhimento que nos façam sentir pertencentes, em segurança – algo que nos faça ancorar e não afundar nas emoções revoltosas e traiçoeiras. A noite ficamos ainda mais melindrosos e suscetíveis. Nossa barreiras caem por terra e sentimo-nos expostos ao julgamento alheio, impressionáveis e instáveis. Receando frieza e o próprio desmoronamento, recolhemo-nos e isolamo-nos e talvez seja essa a melhor pedida mesmo, não para ficarmos remoendo infortúnios ou amargando a solidão, mas para auscultar nossos sentimentos mais profundos, a verdade do nosso coração e também para nos proteger de potenciais invasões das quais não sejamos capazes de nos defender. Solitude e recolhimento farão muito bem à alma! Observação prática: é dia de balada, mas nesses estado de extrema suscetibilidade, é recomendável pegar leve quanto ao álcool e outras substâncias; sugere-se cautela também quanto às companhias porque nossos critérios estão meio frouxos e podemos nos encontrar em lugares ou situações que normalmente escolheríamos não estar.

Anton Jankovoy - Reprodução
Anton Jankovoy – Reprodução

DOMINGO, 26 – A Lua Pisciana faz oposição a Júpiter em Virgem e depois sextil a Plutão em Capricórnio. Mais tarde ela bate-boca com Mercúrio em Gêmeos, busca consolo em Marte e vai chorar as mágoas junto a Quíron. Fica vazia às 16h56min, depois da briga com Mercúrio, que está hoje em quincunce pleno a Marte e em sextil a Urano. Quíron estaciona a 25°14’ de Peixes, às 08h11min. O dia está super sonolento. Estamos um tanto letárgicos e indispostos, demorando a acordar e encarar o mundo, embora um outro lado nosso fique nos lembrando de algumas aventuras e extravagâncias que tínhamos combinado para o domingo… É, de fato, um dia para se pegar leve nas atividades, na comida, na bebida, no que quer que seja… Ainda estamos muito impressionáveis, fronteiras abertas ou muito baixas e em tal condição ficamos predispostos a nos contaminar com conteúdos alheios, com as dores do mundo e quando vemos, já estamos perdidos no meio do tsunami emocional… Há também confusão e conflito entre o que sentimos e o que pensamos, toldando nosso julgamento e até mesmo a intuição. A comunicação também está comprometida em sua clareza e podemos nos envolver em discussões intermináveis e confusas por causa de mal entendidos difíceis de dirimir. Por outro lado, é um dia favorável para se buscar a beleza; para ver um bom filme, uma exposição de arte, um concerto musical, ou outras atividades que alimentem nossa imaginação e eleve nossa alma, melhorando a vibração dentro e fora de nós. Mesmo que sejamos do tipo “bom samaritano” o dia de hoje pede cautela ao selecionar nossas companhias. Companhias tóxicas podem drenar o resto da nossa pouca energia. Programas religiosos ou espirituais também estão mais que favorecidos!

Desejo que sua semana seja de luz, amor e alegria!

Gratidão sempre por sua companhia neste blogue! Receba meu abraço fraterno!

Tirado de Gethappyzine - Reprodução
Tirado de Gethappyzine – Reprodução

A Semana Astrológica: Tempo de resoluções!

sol nascente
Reprodução

Semana de 21 a 27 de dezembro

Semana do Solstício de Verão (de Inverno no Hemisfério Norte), marcado pela ingressão do Sol em Capricórnio – leia sobre o Solstício e a Ingressão do Sol. A entrada do Sol em Capricórnio “coincide” com o fim do ano no calendário oficial, quando fechamos um ciclo anual e fazemos um balanço geral do que foi a vida neste período. Aqui fazemos mea-culpas, avaliamos ações e atitudes e tomamos as famosas “resoluções de fim de ano”. Você é adepto delas? Tem gente faz só no papel e as esquece em alguma gaveta; tem gente que tem verdadeira ojeriza; tem gente que leva a sério… De um jeito ou de outro, o importante é nos alinharmos com nosso tempo e relógio internos e se é para fazer resoluções, façamo-las, mas comprometamo-nos com elas ou o respeito próprio fica prejudicado.

witherygrove
Witcherygrove.com Reprodução

Além do Solstício, essa é também semana de Lua Cheia, que cai justo no dia de … Natal! No mesmo dia Urano estaciona para voltar ao movimento direto e fica super enfatizado por 48 horas. É, o almoço natalino está meio tenso! Mas ainda podemos nos sintoniza com o espírito de pertencimento da Lua Canceriana neste dia e buscar a harmonia familiar.

the fool
O Louco – Arcano do Tarot Reprodução

Mercúrio é a vedete da semana, estando super articulado, aliando-se a uns, indispondo-se com outros, brigando abertamente com outros ainda, sem falar que está atualmente Fora dos Limites do Sol, o que lhe dá uma qualidade meio selvagem e extremista. É como se o porta-voz do Rei tivesse resolvido mandar tudo às favas e pulasse o muro para ir cuidar das suas próprias coisas. O rei que se vire sozinho, ele vai mais é bater perna por aí, fazendo o que lhe der na telha! Isso tudo sugere uma semana de muita atividade mental, muito movimentada nas comunicações e na mídia e no plano pessoal indica comunicações tensas, debates acalorados, opiniões meio obtusas nas reuniões sociais, sejam elas íntimas ou mais formais. Além de ainda estar em conjunção a Plutão, Mercúrio nesta semana faz quadratura a Urano em Áries (na primeira hora da madrugada de segunda) e fica muito próximo da quadratura a marte em Libra, sextil a Vênus em Escorpião e a Quíron em Peixes e ainda trígono a Júpiter em Virgem, fora os aspectos que recebe da Lua no correr dos dias.

Vênus continua reservada e passional em Escorpião e nesta semana conversa com o também restrito Júpiter em Virgem. As compras de Natal ficam mais tímidas e talvez muita gente opte por coisas mais artesanais ou do tipo “faça você mesmo”, já visando economia e contenção.

flickrrr
Do Flickr – Desconheço o Autor Reprodução

A Lua do Primeiro Quarto abriu a semana e tornou-se Corcunda em Touro, indicando uma semana de crescimento e com bom potencial de desenvolvimento. A Lua segue por Gêmeos, inspirando comunicação e criatividade e é Cheia em Câncer na manhã de Natal, estimulando o eixo da família (Câncer) e da sociedade (Capricórnio). Fecha a semana em Leão. Na sua jornada a Lua conversa com todos os demais corpos celestes, marcando a mudança de humores e interesses ao longo da semana.

Dia a Dia

John William Godward
John William Godward – Reprodução

A Lua abre a SEGUNDA-FEIRA no início de Touro, exaltada e muito segura. Ao longo do dia conversa afavelmente com Netuno através de um sextil e faz sesqui-quadratura a Júpiter em Virgem e quincunce a Saturno em Sagitário. À noite faz trígono a Plutão em Capricórnio. Mercúrio segue em conjunção a Plutão e quadratura a Urano, simbolizando novas luzes jogadas sobre os processos mentais e as formas de ver as coisas. A semana começa preguiçosa, demoramos para realmente “acordar” para a vida. Mas então pomos os dois pés no chão e olhamos para a vida de forma resiliente, cautelosos e deliberativos. Calma e placidamente começamos o dia e quando finalmente decidimos, pomo-nos no caminho de maneira determinada, firme e prática. Espantada a preguiça e o langor inicial, estamos prontos para as tarefas básicas, temperando o bom senso com uma boa dose de sensibilidade e criatividade. Essa “pegada” decidida e realista é desafiada pelo meio da manhã até o início da tarde, quando pontadas de incerteza surgem de profundezas que preferimos ignorar e que colocam em cheque nossa visão realista das coisas. Contudo, ignorar não é uma boa ideia, visto que tais questionamentos podem ser inestimáveis e adiantam possíveis problemas que teríamos no futuro, então, por mais incômodos e inconvenientes que sejam, vale a pena parar um pouco e investigar de onde vem essa sensação de “algo estranho no ar”. A Lua se torna Corcunda à tarde e então talvez os questionamentos incômodos da manhã fiquem mais claros: queremos contribuir com algo sólido ao legado humano; além daquilo que nós mesmos nos tornamos, queremos construir algo exterior a nós que seja digno de admiração, que reflita nossos valores mais profundos. Com tal propósito definido, ficamos mais dispostos e pomo-nos a caminho com determinação ainda maior. Não desperdicemos essa força!

Solsticio
Ingressão do Sol em Caprcórnio, Brasília, 22 de dezembro de 2015, 02h47min.

O Sol ingressa em Capricórnio às 02h47min da TERÇA-FEIRA no horário de Brasília e à 00h47min no horário de Lisboa. A Lua Taurina segue inflando, gravidíssima e hoje se conversa fluidamente com Plutão-Mercúrio e em Capricórnio, e com Júpiter em Virgem, formando um Grande Trígono em Terra, que vira uma Pipa porque a Lua também se opõe a Vênus em Escorpião. A Lua ainda se harmoniza com Quíron em Peixes e fica vazia depois do trígono a Júpiter, às 11h27min. Ingressa em Gêmeos à 00h32min da quarta. O Solstício de Verão marca o dia mais longo e a noite mais curta aqui do lado Sul e a Noite mais longa e o dia mais curto lá em cima, no Norte. É quando o Sol atinge a declinação mais meridional, ou seja a maior distância ao Sul em relação ao equador celeste , o Trópico de Capricórnio. A partir deste ponto ele começa a voltar em direção ao Equador. Assim, o Solstício  representa um limiar, uma passagem entre mundos e estágios nos ciclos da vida. As energias são potentes, de transição. Sendo signo Capricórnio um signo Cardinal, representa um tempo de ação, de tomada de atitudes e resoluções. Além das implicações políticas analisadas no texto sobre o Solstício, o Grande Trígono em Terra formado no mapa da Ingressão sugere que essas resoluções precisam ser muito práticas e realistas e o dia fica colorido por estas influências de cuidar da vida na sua abordagem mais mundana e objetiva. A oposição Lua-Vênus sugere uma cisão nos interesses e talvez uma indisposição e indolência que podem atrapalhar esses objetvios mais práticos. Queremos sombra e água fresca, só isso! Para quem já está de férias isso é ótimo, mas para quem está no batente… Respire fundo e traga à tona o restinho de disposição, porque você será muito bem recompensado depois.

betterphoto
Betterphoto – Reprodução

A Lua ingressa em Gêmeos à 00h27min da QUARTA-FEIRA e logo se indispõe com o Sol Capricorniano por quincunce. A Lua se opõe a Saturno em Sagitário e quadra Netuno em Peixes, tornando-o foco de uma T-Square Mutável. Dona Lua ainda incomoda Marte em Libra de forma muito indireta, por sesqui-quadratura. Dia de muita atividade mental, em que estamos acelerados e super criativos, embora também assoberbados com o vozerio, seja dentro ou fora de nós. Queremos falar, queremos escrever, conversar, fazer contatos, telefonar para um, chamar outro no zap-zap… Assim, podemos nos dispersar e ter dificuldade de finalizar as coisas que nos propomos. É bom nos atentarmos e conseguirmos algum foco ou então a cobrança virá, severa, ao fim do dia. Talvez possamos recorrer a alguma autoridade ou pessoa mais velha para nos dar uma visão mais ampla das coisas, já que só conseguimos perceber os detalhes. Para conquistar a forte insegurança, só admitindo nossas dificuldades com honestidade, ao invés de escamoteá-las e sintonizarmo-nos com a grande imaginação e criatividade à nossa disposição.

images (1)
Reprodução

A Lua segue por Gêmeos na QUINTA-FEIRA e faz quincunce a Plutão em Capricórnio, além de virar foco de outra T-Square Mutável ao fazer quadraturas a Quíron em Peixes e Júpiter em Virgem. A Lua também faz sextil a Urano em Áries e trígono a Marte em Libra, mas vira foco de um Yod-Dedo de Deus ao fazer quincunces a Mercúrio em Capricórnio e a Vênus em Escorpião que está em sextil pleno a Júpiter. A Lua fica vazia às 18h05min, depois do trígono a Marte. A véspera de Natal está muito complicada, cheia de afazeres, conversas, atividades, movimentações – algumas inúteis – de modo que estamos inquietos, estressados e um tanto estafados. O corre-corre de última hora nos shopping-centers fica favorecido, com grande propensão a comprarmos os presentes errados ou gastarmos mais do que deveríamos em função da pressa e talvez da falta de planejamento. Ou talvez, preocupados com a grana curta, tenhamos dificuldade em achar presentes de qualidade que se encaixem no nosso orçamento restrito. Precisamos achar um meio termo entre o desejo de presentear àqueles a quem amamos e nossos recursos limitados e para conseguir isso, o melhor que fazemos é planejar cuidadosamente, pesquisar, e,  sobretudo, abusar da criatividade, antes de sairmos às cegas pelas ruas ou shoppings da cidade. Se tivermos paciência e nos alinharmos com nossa generosidade mais genuína, Júpiter-Vênus-Mercúrio nos ajudarão nesta empreitada. Fundamental mesmo é lembrar que o presente mais importante não está à venda e nem se compra: amor, afeto, amizade e a alegria de se estar junto!

jovan
Jovan Koplocan Photography – Reprodução

A SEXTA-FEIRA é marcada pelo Natal e  pela Lua Cheia de Câncer, que realça os temas da família na sociedade. Além da oposição ao Sol a Lua ainda faz trígono a Netuno – muito apropriado para o espírito religioso – quincunce a Saturno em Sagitário e sesqui-quadratura a Vênus em Escorpião. Mercúrio está em trígono pleno a Júpiter. É Dia de Natal e o Espírito Natalino fica fortalecido pela Lua Canceriana, que agrega todo mundo em volta de uma mesa farta para compartilhar não só o alimento, mas também o afeto e o cuidado. Contudo, a Lua está Cheia e sugere um momento de crise e de cisão. O pai e a mãe não se entendem e os filhos, consequentemente, podem ficar confusos e divididos em sua lealdade. A Lua Cheia em Câncer vem nos lembrar da importância de se buscar o equilíbrio entre nossas obrigações mundanas, profissionais e sociais e o cuidado com os laços afetivos e a nutrição subjetiva, empreendida na intimidade da nossa vida privada. O Sol Capricorniano sugere um tempo de maior maturidade emocional, de independência e autossuficiência, mas a Lua Canceriana faz um contraponto, indicando que as conquistas materiais, profissionais e temporais devem estar balanceadas com as necessidades emocionais de vinculação e trocas afetivas, ou então tais conquistas e realizações perderão o sentido pois não se terá com quem celebrá-las e compartilhá-las. Lua e Sol fazem contatos harmônicos a Netuno em Peixes, sugerindo um dia de grande sensibilidade.

Erik Johansson, fotografo sueco2
Erik Johansson – Fotógrafo sueco – Reprodução

A Lua Canceriana forma uma Grande Cruz Cardinal no SÁBADO ao se opor a Plutão e Mercúrio em Capricórnio e quadrar Urano em Áries e Marte em Libra. Dona Lua ainda faz sextil a Júpiter e trígono a Quíron e a Vênus (fim da noite), formando um amplo Grande Trígono em Água. Dia intempestivo, cheio de instabilidade emocional e mental. Urano fica Direto à 01h52min. Difícil se chegar a qualquer consenso, quando cada lado tem interesses diametralmente opostos aos do outro. Ou se negocia e se faz ajustes, ou todos perdem e se quebram na batalha. É como um cruzamento super movimentado em que se precisa negociar ou o resultado é um desastre onde todos perdem. Em lugar de nos enrijecermos e recorremos a manipulações e jogos de poder, melhor seria nos colocarmos no lugar do outro, usarmos de empatia para cogitar como o outro se sente, pois só assim conseguiremos negociar de forma genuína, buscando soluções que sejam, de fato, pensadas para o todo e não apenas para favorecer a uns e outros. Por outro lado, é preciso que tenhamos clareza de nossas táticas porque negociar não quer dizer ceder para ser aceito ou para ganhar vantagens que serão cobradas depois. Tudo depende dos princípios de onde partimos: queremos mesmo uma solução honesta e justa para todos? Ou queremos apenas controlar e manipular? Queremos apenas levar vantagem e fazer prevalecer nossa vontade a qualquer custo? Ou concordamos com qualquer coisa só para nos livrar da pressão? Em termos mais práticos o dia fica cheio de dinamismo e favorável a atividades vigorosas que requeiram atitude e movimento.

Qta3.tumblr
Qta3.tumblr – Reprodução

A quadratura Lua-Marte fica completa na primeira hora do DOMINGO, com a Lua Canceriana ficando fora de curso depois de trígono a Vênus em Escorpião, à 01h38min e entrando em Leão às 8h31min. De Leão a Lua faz quincunces ao Sol e a Netuno e vira foco de um Yod, além de fazer também trígono a Saturno em Sagitário. Se o sábado tinha uma tensão aberta e deflagrada, o domingo traz uma tensão diferente, menos óbvia e, por isso mesmo, mais desconfortável e complicada de se lidar. Sentimo-nos encurralados e espremidos, sem saber direito pelo quê. Consciente e inconsciente estão desalinhados e pensamos em fazer algo para logo depois desisitr, desanimados e inseguros. Nossa alegria parece fora de lugar, parece ofender aos outros, que nos olham de soslaio ou criticam de forma velada. Assim, meio incertos de nós mesmos, ficamos inquietos e apagados, quando gostaríamos de brilhar e reluzir em todas as nossas cores. Consequentemente, talvez o próprio corpo seja contaminado com essa indisposição emocional, deixando o domingo sujeito ao imponderável, a impossibilidades inexplicáveis, porque aparentemente o caminho está aberto diante de nós, embora tenhamos receio de tomá-lo. O melhor que fazemos é mesmo tentar chegar à raiz destes sentimentos obtusos, procurando trazê-los à luz. Talvez não consigamos confrontá-los diretamente, visto que estão em nosso ponto cego, mas a disposição para tanto já nos fará um grande bem porque fortalecerá nossa integridade interior, assim, não temos que nos esconder nem desculpar por ser quem somos ou como somos e podemos nos dar ao luxo de nos aceitar, exatamente assim, com todas essas disparidades e idiossincrasias. E ainda ir para o mundo, cientes dos problemas e dificuldades, mas um pouco mais leves.

Desejo a todos uma ótima semana e um natal feliz, de paz, luz e muitas bênçãos!

Quem desejar fazer a Jornada das 12 Noites Sagradas, começarei na manhã do dia 25, na página no Facebook. A proposta das 12 Noites Sagradas é refletir sobre um dos signos a cada dia, do dia de Natal até a véspera do Dia de Reis. Entenda melhor aqui.

cena-bonita-da-natividade_23-2147526050
Freepik.com – Reprodução

Lua Nova em Capricórnio: construindo o sólido edifício interior

sol nascente
Reprodução

Hoje temos vários eventos de peso acontecendo a poucos minutos um do outro. Ao ingressar em Capricórnio, o último signo Cardinal do Zodíaco, o Sol marca também o Solstício de Verão no Hemisfério Sul e de Inverno no Hemisfério Norte. O Solstício traz a noite mais longa e o dia mais curto no Norte enquanto no Sul acontece o contrário. Os Solstícios também são dias mágicos e de energia poderosa, que marcam a passagem do tempo de forma clara, sinalizando o começo de uma nova estação. O Sol ingressa em Capricórnio às 21h00min (Brasília – 23h00min para Portugal) e logo depois, a Lua também entra neste signo, sendo Nova, às 23h35min, no horário de Brasília (00h35min pra Portugal). Dois eventos tão importantes ocorrendo juntos assim já implicam em algo: foco, foco, foco! Implicam também que a energia de novos começos fica especialmente realçada, pois temos dois ciclos se iniciando simultaneamente. Mas ainda tem Urano voltando ao movimento direto em Áries às 20h45min, o que sinaliza contradição e embate entre estas energias conservadoras de Capricórnio e as influências progressistas de Urano.

Kelly Surtees, astróloga americana, brinca que deve ser algum tipo de piada cósmica que a Lua Nova de Capricórnio, um signo totalmente orientado para o trabalho e os negócios, ocorra exatamente nesta época do ano, em que só se pensa em festas, férias, folia e em ficar de pernas para o ar. É, no mínimo, interessante! Será que podemos invocar Domenico de Masi e dizer que isso pode ser o ócio criativo, e que Capricórnio vê as férias apenas como um “mal” necessário para que se possa produzir mais depois?

capri
Capricórnio – Reprodução

O fato é que nesta Lua Nova, a exemplo das duas Luas Novas anteriores (Sagitário e Escorpião), temos a conjunção do Sol e da Lua acontecendo no grau zero, um grau crítico, que adiciona ênfase e potencializa as qualidades do signo em questão. É hora de voltar ao trabalho, se não de fato, para quem está de férias, pelo menos voltar a atenção para a elaboração dos objetivos e propósitos do ano que vai começar. Depois de fazer as devidas faxinas e desapegos na Lua Minguante; depois de, em Sagitário, nos inspirarmos e galgarmos grandes alturas para buscar uma visão de futuro que nos faça superar nossos limites atuais, chegamos agora a Capricórnio, signo que demanda que essa visão seja concretizada e manifestada no plano da realidade. Com o Fogo nós intuímos, com o Ar planejamos e com a Terra concretizamos. É momento, pois, de traçar as metas e objetivos do ano, de planejar as estratégias de trabalho para realizar tais objetivos, de planejar as ações, COMO faremos para sair do plano mental para o real. Para isso recorremos ao foco, estratégia, praticidade, objetividade, economia e resiliência da Cabra. Botamos o pé no chão, pisamos na terra buscando sustentação e alicerce para construir o edifício das nossas ambições mais caras e mais cuidadosamente planejadas. Temos voz de comando, liderança e autoridade, nascidas do trabalho árduo e do discipulado cumprido passo a passo.

Nessa Lua Nova todas essas qualidades de Capricórnio ficam ainda mais salientadas. Isso porque além de ocorrer no grau crítico zero, existem cinco planetas neste signo, a Lua, o Sol, Mercúrio, Vênus e Plutão; como se não bastasse, Sol e Lua estão relativamente isolados, formando um dueto, pois fazem apenas aspectos muito amplos: conjunção de mais de sete graus com Mercúrio; sextil de mais de cinco graus com Netuno; trígono de mais de sete graus e fora de signo com Júpiter em Leão… De maneira que Sol e Lua ficam muito centrados um no outro, com tendências a uma manifestação extrema da energia Capricorniana, a energia do trabalho e da ambição.

Doreen Foster - Solstice Hare
Doreen Foster – Solstice Hare Reprodução

Saturno, o regente de Capricórnio, também está bem “extremado” por estes dias: está no grau crítico 29 de Escorpião, outro grau em que as qualidades do signo se manifestam de forma exacerbada, e também um grau que marca o fim de um ciclo e o início de outro, assim como o grau zero. É só parar e pensar o quanto temos estado “travados” e tensos nos últimos dias. Dificuldade de nos soltarmos, de relaxar e desprender, especialmente nas situações mais íntimas.

found-in-nature-Rosenthal
Found in Nature – Rosenthal – Reprodução

Tudo isso sinaliza que temos a nosso favor um período excelente para pôr a casa em ordem, literal e figurativamente; para reestruturar nossa vida e realinhar nossas ambições profissionais, sociais, financeiras, assim como as metas de longo prazo. É uma fase propícia para olhar o futuro com seriedade e comprometimento consigo mesmo e com estes propósitos que forem identificados como prioridade; também para repensar nosso papel social, nosso lugar no mundo e o impacto que causamos neste mundo. E focar!

Lua Nova Carpicornio 2014
Lua Nova em Capricórnio – 21 de dezembro de 2014, 22:35, Brasília-DF

O risco que há com esse excesso de energia Capricorniana é o de nos tornamos rígidos, mais travados ainda, inflexíveis na hora fazer alguns ajustes que porventura se mostrem necessários, pois a mente, de tão focada, pode ficar estreita e obtusa. Podemos nos tornar muito frios e nos concentrarmos somente no trabalho, esquecendo família, relacionamentos, afetos e afins. E ainda é possível, dependendo da natureza de cada um, virar um rolo compressor que esmaga a todos pelo caminho, pois tudo o que importa é ganhar, vencer e realizar a tal ambição. Sim, a ambição pode cegar. Vale ficar de olho e se manter em cheque.

Com Urano voltando ao movimento direto justamente hoje, um aviso nos é dado: há que se buscar estabilidade, mas sem se tornar estagnado, sem esquecer que a única constante na vida é a impermanência. Lembrar que nossa tarefa é desenvolver solidez e buscar longevidade, mas cientes de que tudo pode mudar num átimo, como o cair de um raio.

quanah parker comanche chief, by steeelll
Quanah Parker – Chefe Comanche, by Steeelll Reprodução

O Símbolo Sabiano para o grau zero de Capricórnio diz assim: Um chefe indígena clama reconhecimento e poder da tribo reunida em assembléia. Lynda Hill (2) fala que este símbolo “mostra a necessidade ou a capacidade de ser forte, de permanecer de pé, de estar no comando e demandar respeito. Há questões de liderança que precisam ser abraçadas ou pontuadas. Às vezes precisamos nos elevar de acordo com a ocasião e assumir responsabilidades e isso talvez leve a lutas de poder; talvez você tenha que lembrar àqueles à sua volta que eles podem confiar em você para tomar decisões e liderar. Aqueles acima de você podem lembrá-lo de sua posição inferior na ordem das coisas – estarão com ciúmes ou inveja de suas realizações? Saber quando ceder ao direto dos outros. Assumir autoridade, achar seu lugar. Carisma. Respeito. Elevar-se na multidão. Benevolência. Riscos: lutas de poder, visão inflacionada de si mesmo; achar-se no direito; reações egoístas; tomar posse; chefes demais; domínio sobre os outros.” Como vemos, assuntos relacionados a liderança, autoridade, responsabilidade individual e social e poder entram em foco e demandam que os utilizemos em nossa vida de forma coerente. Estaremos nós à altura de tais desafios?

Eilean Donan Castle, Scotland. This was one of our favorite stops in our trip to Scotland this year.
Eilean Donan Castle, Scotland. Reprodução

Em Capricórnio somos chamados a construir algo sólido e longevo, algo de qualidade, que o tempo não destrói. Algo que leva em conta as circunstancias, e ao invés de reclamar delas, utiliza-as em seu favor. Do que estamos falando? De um castelo? De um prédio? De uma empresa? De uma carreira de sucesso? De uma obra pública? Pode ser. Mas isso é conseqüência, porque a maior construção de todas, o edifício mais importante e imponente, aquele de maior solidez e longevidade é o Si Mesmo. E é nisso que Capricórnio é mestre: o senso de autoridade interior, de auto-suficiência e auto-contenção, porque se conheceu e se expôs às mais duras provas e resistiu, passou em todos os testes com louvor. E isso, ninguém tira de nós.

Nesta Lua Nova, pois, elaboremos nossas listas de metas e prioridades mundanas, profissionais, financeiras, pragmáticas… Sem esquecer a prioridade principal: a construção de si mesmo!

Mary Carter - At The Gate
Mary Carter – At the Gate – Reprodução

Questões práticas – ou nem tanto:

Através de Kelly Surtees fiquei sabendo de um ritual intitulado “Desejos da Lua Nova”. Como sabemos, cada Lua Nova é uma oportunidade de começar algo novo, de se colocar e renovar intenções, de se iniciar novos projetos com a energia fresca de um novo ciclo – e neste, especialmente, há uma energia super potente à disposição, a energia do Solstício! Quem cunhou a expressão foi a astróloga Jan Spiller (2) e ela sugere fazer o ritual por volta de oito horas próximo da Lua Nova. Este ritual consiste em reservar um horário e ficar a sós. De acordo com seu desejo, você pode acender uma vela, ou um incenso, fazer uma oração… O importante é se conectar com a energia potente da Lua Nova e apresentar seus pedidos, aqueles pedidos com os quais se está disposto a se comprometer de forma séria e verdadeira. Para isso, pode-se reservar um caderno específico pra os desejos da Lua Nova. Se você sabe em que casa do mapa natal vai cair a Lua Nova, foque seus desejos naquela área de vida em especial, por exemplo, se for na casa sete, foque em relacionamentos de todos tipo, se for na 10, volte-se para questões profissionais, etc. então você pode fazer uma visualização e imaginar onde você gostaria de estar, o que gostaria de fazer, e assim por diante. Depois de escrevê-los, leia-os em voz alta. Finalize o ritual, agradeça e guarde o caderno. Ao final do ciclo, reveja o que se realizou ou não. É um bom aprendizado para se auto-conhecer e também para se observar os ciclos lunares, além, é claro, da oportunidade de focar ainda mais nos desejos e, por que não, realizá-los! Experimente! Depois me conte os resultados!

fubiz.net
Fubiz.net – Reprodução

(1) Lynda Hill – Sabyan Symbols Oracle

(2) Jan Spiller – New Moon Astrology – citada por Kelly Surtees em seu website.