Arquivo da tag: Lua Nova em Leão

A Semana Astrológica: tempo de solidificar e estabilizar

240px-Taurus2
Touro – De um livro Medieval de Astrologia Wikimedia Commons

Semana de 20 a 26 de abril

A semana é inaugurada com a ingressão do Sol em Touro, abrindo o período do ano em que nos concentramos em solidificar e em dar substância aos nossos objetivos de longo prazo. É tempo de cuidar da segurança material, de focar nos investimentos, de olhar para a vida com pragmatismo e menos romantismo, buscando estabilidade e visando nos preparar para o futuro. A Lua está na fase nova indo para crescente, simbolizando impulso, iniciativa, e desejo de avançar e realizar. Somando estas duas influencias, já temos uma perspectiva de realização prática e concreta. O Sol fica um tanto isolado por alguns dias logo depois de entrar em Touro, sem fazer nenhum aspecto maior, apenas um quincunce a Saturno, pedindo atenção quanto a teimosia e comportamentos inflexíveis.

Sol em touro birth chart
Birth Chart Painting – Reprodução

Mercúrio e Vênus correm ligeiro à frente do Sol, aparecendo belos e faceiros logo após o ocaso – daqui a pouco já irão se preparar para suas próximas retrogradações, a partir de 18 de maio (Mercúrio) e 25 de julho (Vênus). Mercúrio nesta semana faz movimentos interessantes e que ajudam a dar mais desenvoltura às metas, especialmente no campo do trabalho: faz conjunção a Marte e os dois fazem trígono a Plutão em Capricórnio, indicando dias em que temos uma quantidade formidável de estamina física e mental que propicia vigor e foco naquilo que precisamos fazer, assegurando conquistas diversas e aumentando o estofo da nossa segurança material e emocional. Antes, porém, Mercúrio se desentende com Júpiter através de uma quadratura, o que requer cuidados na hora de perseguir certos projetos: é preciso ter cautela e certeza de não estarmos perseguindo moinhos de ventos.

Portinari - dom quixote
Candido Portinari – Dom Quixote – Reprodução
dl.dropbox
Dl.dropbox – Reprodução

Vênus em Gêmeos abre a semana ainda em quadratura a Netuno em Peixes, indicando uma dubiedade para os planetas Taurinos: ao mesmo tempo em que temos todo o foco e poder realizador da Terra, precisamos cuidar para não nos desmotivarmos com a irregularidade da nossa inspiração. Depois de lidar com netuno, porém, Vênus busca a ajuda de Júpiter em Leão e depois de Urano em Áries, sugerindo maior abertura e fluidez tanto nos valores, nas relações amorosas quanto na gestão dos investimentos materiais. Um ponto de atenção é que Vênus também faz quincunce a Plutão em Capricórnio e se permitirmos uma orbe ampla, Plutão vira foco de um Yod que tem por base o sextil entre Vênus em Júpiter. As dádivas recebidas do Pequeno e do Grande Benéficos, Vênus e Júpiter, serão mais efetivas e terão mais repercussão no mundo se de fato forem suporte para uma transformação maior, para além do meu umbigo. É preciso vibrar plenitude de vida não só para mim, não só para meus objetivos individuais, mas fluir luz e bênçãos também ao meu redor. Não se trata de se sentir culpado por ser feliz enquanto há tanta miséria no mundo, mas sim de, a partir do estado pessoal de felicidade, se comprometer com o bem maior, de se responsabilizar pelo estado da alma do mundo, porque eu também sou parte dela.

tumblr_m9dv117dHN1qaonh9o1_500 wishflower
Tumblr.com – Reprodução

A Lua começa a semana na fase Nova, em Touro. Torna-se Crescente em Gêmeos na madrugada de quarta-feira. Segue por Câncer e oficializa o Primeiro Quarto em Leão, no sábado às 20h55min. Na sua viagem ela conversa animada ou briguenta com todos os demais corpos celestes. Vale menção especial os aspectos que a Lua Nova e Crescente fará com Vênus e Júpiter no céu noturno, na segunda e terça (Vênus) e no sábado e domingo (Júpiter). Não deixe de botar reparo no céu nestas noites, que certamente estarão esplendorosas.

Brooke shaden Stuke
Brooke Shaden Photography – Reprodução

A SEGUNDA-FEIRA começa “devagar quase parando”. Temos um stelium em Touro formado por Mercúrio, Marte e Lua, e adiconado a isso a ingressão do Sol às 6:42. A Lua passa o dia todo vazia.  Touro precisa de tempo para ruminar as coisas e decisões. A Lua vazia não ajuda muito e coloca o dia em standby, bem ao ritmo de um feriado prolongado. Bom para quem de fato emendou o feriadão, mas para quem precisa pegar no batente… Complica! Sensação de estarmos “empacados”, como se estivéssemos presos em situações das quais não conseguimos sair com facilidade, ou como num pesadelo angustiante em que nada parece se mover e até nós mesmos estamos emparedados, presos e asfixiados pelo peso que parece se abater sobre nós. Paralisação, atrasos, a vida parece ter parado… Mas ela flui, num ritmo diferente e mais paciente, com o qual precisamos nos alinhar e afinar… Saborear as horas passando, por a impaciência de lado e degustar as sensações que o dia nos traz. Perceber que há tempo e lugar para tudo na vida e agora precisamos nos ajustar a um tempo de mais vagar. Assim, ao invés de nos ressentir do peso e lentidão podemos na verdade perceber a força concentrada que temos ao nosso dispor, uma força de realização formidável e poderosa, e exatamente por se manifestar com mais vagareza, permite que a usemos de forma mais efetiva e eficaz. É questão de usar as ferramentas e recursos adequadamente.

imgur
Imgur.com – Reprodução

A Lua está em Gêmeos na TERÇA-FEIRA e apesar da oposição a Saturno na madrugada, há um pouco mais de dinamismo. Ao longo do dia a Lua se desentende com Netuno, mas forma uma belíssima e imperdível conjunção com Vênus no céu noturno. Vênus ainda se afina com Júpiter em Leão e Marte está em trígono perfeito a Plutão. Dia de quebrar tabus de forma simples e eficaz, tanto que as pessoas ao nosso redor aplaudem ao invés de se chocar. Apesar de toda a insegurança e vacilação, temos hoje boas chances de colocar em bom e prático uso as influências Netunianas, tornando-nos mais criativos e imaginativos. Tudo é questão de perspectiva. É preciso, porém traçar um cronograma sucinto de atividades e ater-se a ele para que possamos tirar o melhor da grande capacidade de realização de que dispomos – se não nos ativermos a isso, podemos apensas flutuar a esmo por aí e desperdiçar chances que não voltam mais.

teamwork
Weskart.blogspot – Reprodução

O sextil Vênus-Júpiter está perfeito na QUARTA-FEIRA. O Sol Taurino faz quincunce a Saturno em Sagitariano, Mercúrio faz conjunção a Marte em Touro e a Lua fica fora de curso às 02h38min da manhã, após se harmonizar com Urano, fazendo apenas quadratura a Quíron ao longo do dia. Entra em Câncer somente à 01h26min da manhã de quinta – ou seja, temos outro dia inteiro de Lua vazia pela frente. Apesar do longo período de Lua fora de curso, este é um dia mais dinâmico, de mais movimento e fluidez, que embora não favoreça a ações diretas e imediatas, propicia riqueza e profundidade nas análises e avaliações, favorece os trabalhos de equipe e as reuniões em geral, caso se tenha uma agenda sucinta e ordenada – Lua vazia em Gêmeos sempre traz o risco de elucubrações vazias, perda de tempo e grande dispersão. O que dá um tom positivo para essa Lua de hoje é o profundo enraizamento e sobriedade de seu regente, Mercúrio em Touro, aliado a Marte e a Plutão.

A Imperatriz
Arcano III A Imperatriz – Tarô de Nei Naiff

Na QUINTA-FEIRA a Lua está sensível e poderosa em seus domínios Cancerianos. Essa sensibilidade, porém, é ancorada pela harmonia entre Lua e Sol. A Lua ainda faz trígono a Netuno em Peixes, o que a deixa ainda mais compassiva e sensitiva. Há dificuldades, contudo, representadas por dois quincunces: um formado a partir do sextil Sol-Lua e quincunces que os dois fazem a Saturno; e o outro formado por Vênus-Júpiter com Plutão de foco. O momento é de grande fertilidade e particularmente fecundo, propício para avançar, investir e assegurar que nossos projetos se desenvolvam a contento e para isso precisamos entrar em ação e usar todos os recursos e talentos de que dispomos, inclusive a intuição e a sensibilidade. Entretanto, é preciso ficar atento para que receios e incertezas antigas, assim como a desmedida necessidade de segurança, não atravanquem o fluir das ações e avanço da caminhada. Se estamos inseguros, checamos duas vezes e prosseguimos, mas nada de hesitar e vacilar, do contrário, perdemos chances e oportunidades únicas.

alexandra manukian
Alexandra Manukian – Reprodução

Vênus está em quincunce pleno a Plutão na SEXTA-FEIRA, que se revela um dia mais tenso porque a Lua Crescente em Câncer se opõe a Plutão em Capricórnio e os dois em quadratura a Urano em Áries tornam-no foco de uma T-Square Cardinal. Todavia, a Lua busca a ajuda de Marte e Mercúrio em Touro, o que lhe traz uma certa moderação e temperança. De qualquer forma, há risco de precipitação, dramas, rompantes e melindres que podem comprometer a ascensão e o progresso conseguidos nos últimos dias. Ocorre que há fortes energias compulsivas que podem nos levar a agir impulsiva e dramaticamente, contrariamente àquilo que nos beneficia. Confrontos e conflitos abertos nos fazem sentir extremamente pressionados e acuados e reagimos de forma errática, imprevisível e desproporcional ao tamanho da situação. Cair no melodrama, porém, não é a melhor solução. Ao contrário, o dia oferece uma boa oportunidade de confrontarmos nossas ambições mais cruas, que nos fazem encarar a outros com grande competitividade, como fossem inimigos e não apenas colegas de trabalho ou parceiros e amigos. Há força e clareza bastante para olhar fundo dentro dos olhos daquele que nos olha de volta no espelho: se estivermos dispostos a ver o que eles nos mostram, teremos ganhado mais uma batalha no confronto com nossa própria imaturidade, insegurança e receios. A Lua fica vazia a partir das 14h04min, depois de se harmonizar com mercúrio, favorecendo novamente as análises, mas não necessariamente a ação, portanto, as iniciativas e decisões são mais benéficas pela manhã.

indulge
Indulge.com – Reprodução

A Lua ingressa em Leão às 10h13min do SÁBADO, já conversando tranqüila com Saturno, qual criança que volta-se para o pai a pedir-lhe conselhos. À noite temos oficializado o Primeiro Quarto da Lua. Vênus em Gêmeos segue se aproximando do sextil exato a Urano em Áries, enquanto, em parceria com Júpiter em Leão, forma um Yod contra Plutão em Capricórnio. Um dia em que nossa alegria e leveza, o senso de confiança e otimismo são desafiados pela percepção e consciência da dificuldade e infelicidade que grassa no mundo, algo que nos leva a questionamentos sobre o que podemos fazer para “contaminar” esta humanidade positivamente, com nosso entusiasmo e otimismo juvenis. Ser feliz sozinho não tem graça, até porque uma culpa insidiosa pode se instalar fazendo-nos duvidar da legitimidade e do nosso direito a essa felicidade, fazendo-nos sentir vazios e superficiais em nosso riso fácil, que de repente pode soar leviano. Será que somos fortes e confiantes o bastante para contaminar o mundo de positividade? Ou seremos nós tragados pela tristeza e miséria que vemos por aí? Cuidar e se responsabilizar pelas próprias vibrações e pela própria felicidade interior já é muita coisa e pode nos fortalecer para levar um pouco dessa boa nova aonde formos.

newstracklive
Newstracklive.com – Reprodução

Esse clima perdura um pouco no DOMINGO, com a Lua Leonina conjunta a Júpiter e adicionando força a esse Yod contra Plutão. Entretanto o dia é mais auspicioso e animado, pois a Lua está também harmonizada a Urano em Áries, que hoje recebe o sextil pleno de Vênus em Gêmeos. Porem, Vênus já está bem próxima da quadratura a Quíron e o Leão arruma encrenca com o Touro à noite. Domingo bom para relaxar e curtir a vida fazendo coisas diferentes e ousadas, para se aventurar um pouco e sair do lugar comum do passeio no shopping, com suas vitrines perfeitas e sua comida de plástico. Vá para o mato, andar no campo; vá tomar banho de cachoeira; vá à praia; pedale por aí; caminhe, aventure-se! Permita-se descobrir e trilhar novos caminhos, conhecer novas pessoas, expressar-se com mais ousadia. Exponha-se à vida e veja o que ela lhe traz! À noite, porém é preciso domar o gênio, que poderá estar irascível, que nem criança mimada e birrenta. As disputas têm a ver com poder e vontades contrárias, mas também com frustrações não expressas na hora adequada e que agora pipocam azedando o programa romântico ou familiar e tendendo a piorar um pouco a clássica depressão de domingo à noite. Em lugar de se indispor com Deus e todo mundo à sua volta, que tal usar essa energia numa competição aberta? Vamos nos engajar num bom jogo de xadrez, ou no velho e bom War, ou, que seja no moderno vídeo-game, ou o que valha. Importante é perceber que a competitividade não tem que ser expressa, necessariamente, de forma negativa.

Que sua semana seja tranqüila, produtiva, feliz e abençoada!

unperson.
Unperson.com – Reprodução

 

Lua Cheia em Leão: a revolução que salva o mundo é uma questão pessoal!

paul souders
Paul Souders – Reprodução

A Lua cheia é um momento de crise, uma eclosão das tensões e sementes que foram germinadas e desenvolvidas durante o ciclo. O dia foi, adequadamente, cheio, como Cheia está a Lua. E do que trata essa Lua Cheia? Está cheia de quê? Cheia de peso, mas também de esperança, de alegria, de impulsos selvagens que urgem por não ser domesticados. Está cheia do potencial da ação individual como catalisadora da reforma que tanto ansiamos por ver concretizada.

A Lua Cheia de hoje vem repetir e reiterar os temas do ciclo iniciado com a Lua Nova de Aquário. O indivíduo é a chave e a solução pra os imbróglios em que a humanidade se meteu e continua a se meter. A Lua Cheia ocorre a 14°47′ de Leão, às 21h08min53seg no horário de Brasília e às 23h08min53seg no horário de Lisboa, Portugal.

Além da oposição ao Sol, a Lua se opõe ainda a Mercúrio retrógrado e faz um trígono próximo a Urano em Áries. Mas os aspectos mais sensíveis são quincunces que a Lua faz a Plutão em Capricórnio e a Quíron e Marte em Peixes, o que a torna foco de um Yod bem difícil e imprevisível, colocando-a numa situação periclitante. É como dizer a uma criança que ela tem a responsabilidade de resolver todos os problemas do mundo. Há uma sensação de peso, de perda da espontaneidade frente a tantas forças coletivas carregadas dos pecados e feridas da humanidade; quase como se não nos fosse permitido ser felizes no plano individual, já que a humanidade caminha para um abismo sem fundo; chegamos a nos sentir culpados por almejar uma alegria descompromissada e solta; por almejar a despreocupação da criança que se sabe amada e bem cuidada por pais amorosos responsáveis. E essa criança fica sem entender o que fez de errado, porque é tão inadequado ser feliz, ser alegre, ser especial, ser ela mesma. Embora haja um pai a segurar sua mão (Júpiter) este pai também está sobrecarregado com o peso das pressões coletivas.

Darrin James
Darrin James – Reprodução

Os quatro grandes significadores de mudanças e de limpeza estão em desacordo entre si: Saturno em quadratura a Netuno; Urano em quadratura a Plutão, sugerindo que não há mais como escapar das contas contraídas nas ultimas décadas, quiçá, nos últimos séculos. E o individuo fica espremido, encurralado e acuado pelos pecados próprios, os pecados de seus pais e de muitas gerações antes dele. Ao individuo cabe, pois, pagar essa fatura e tentar reverter o quadro sombrio e pesado.

Lua Cheia Leao 2015.jpg1
Lua Cheia em Leão 3 de fevereiro de 2015, 21:08, hora de Brasília

Este mapa, a exemplo do mapa da Lua Nova de Aquário, traz novamente uma configuração de Ventilador ou Funda, só que dessa vez, ao invés de somente Júpiter isolado de um lado do mapa, temos também a Lua, ou seja, juntamos a legislação e o povo. Todos os demais planetas e o Sol concentram-se no espaço de um trígono: Urano abre o Feixe de planetas a 13 de Áries e Saturno o fecha a 03 de Sagitário – interessante que Urano inicie e Saturno finalize esse “paredão” de planetas, indicando que as idéias Uranianas mais geniais precisam passar pelo crivo da factibilidade Saturnina. Mas o mais importante dessa configuração “Funda” ou baladeira, estilingue, é o fato de estes dois planetas, Júpiter e Lua, estarem no signo de Leão, com o Sol em Aquário, fechando a polaridade Indivíduo-Coletivo. Leão é o signo da criança, da alegria genuína e juvenil, da espontaneidade; é também o signo da confiança em si mesmo e na vida. É hora de resgatarmos nossa alegria, nossa criança interior, em sua mais genuína inocência e confiança para tentarmos salvar o que ainda resta dessa utopia coletiva. Lua e Júpiter como propulsores da Funda ou base do Ventilador nos dizem que cabe ao indivíduo a transformação pessoal, que em ultima instância, reverberará na transformação coletiva. Como diz Marianne Williamson, numa frase que vi na página da colega querida Sheba Remy, “transformação pessoal pode ter e tem efeitos globais; à medida que avançamos, assim também avança o mundo, pois o mundo somos nós. A revolução que vai salvar o mundo é, em ultima instância, uma questão pessoal”. Isso é algo que venho dizendo desde que iniciei este blog, lá nos idos de 2013. É o indivíduo que vai “alimentar” e retro-alimentar essa transformação, vai ser o catalisador, o propulsor da mudança. De novo repito: ele é a peça chave! Se não mudamos nossa visão, nosso comportamento e atitudes individuais, não adiante reclamar dos desmandos e atrocidades que vemos por aí. O mundo sou eu. Eu sou o mundo!

True African Art.com!
True African Art – Reprodução

A essa Lua Cheia, ajudada pela confiança de Júpiter, cabe pois, a percepção do papel do indivíduo. E esse desafio do Yod pode aparecer tanto negativa quanto positivamente. Temos duas situações opostas: uma em que o indivíduo continua com seu comportamento egoísta e auto-centrado, pouco se lixando para os problemas coletivos, a continuar lavando calçadas e tomando banhos de meia hora quando há escassez de água; a continuar a se sentir no direito de ser tratado com regalias quando muitos nem têm o que comer; a perseverar no comportamento irresponsável do uso dos recursos diversos, feito criança que “não está nem aí”. Por outro lado, podemos começar a nos responsabilizar individualmente por tudo isso, e perceber que não é o “estado”, não é “o país”, “a cidade”… Sou eu, minha família, minha vida que somos afetados, a família humana, que é feita de pessoas únicas e singulares. Também não podemos esquecer que o sistema deve existir para servir à pessoa humana, e não o contrário, como vemos hoje. E essa Lua Cheia vem nos lembrar disso com muita crueza: o papel do individuo dentro do sistema; não como mera engrenagem, mas como parte do organismo vivo da vida; se somos esmagados pelo “sistema”, é porque a idéia em si da comunidade humana foi desvirtuada e precisa ser revista.

leoa-maus-tratos
Reprodução

Hoje também vi uma notícia triste e que deveria ser chocante, mas que nas manchetes atuais, já se tornou banal: uma leoa morreu em decorrência de maus tratos diversos, mas principalmente porque lhe foram arrancados os dentes e as unhas, pra que se tornasse um “animal doméstico”. Isso aconteceu no México, acredito que esta semana – a notícia é do dia 02/02 – veja a notícia aqui. Que coisa mais pavorosa! Que horrenda é esta nossa humanidade! Para mim essa noticia é bastante sintomática e simbólica dos desafios dessa Lua Cheia em Leão. Leão é uma besta selvagem, assim como a criança, quando está crescendo ainda é meio selvagem em sua inocência e simplicidade na visão de mundo. Mas hoje não nos é permitido ser “selvagens”, expressar nossa alma mais autêntica e cheia dos potenciais não domesticados, não domados. Temos que caber “nos padrões” socialmente aceitáveis; temos que corresponder à norma social, e mesmo em Aquário, o signo da rebeldia, podemos nos deparar com esse sonho tornado pesadelo: já que todos são iguais, ninguém pode se destacar em sua singularidade, ninguém pode ser especial, todos precisam ser domesticados, “para o bem comum”, para a “melhoria do todo”. Domesticar o espírito selvagem, será esta a saída? Duvido. Precisamos de civilidade, sim. leoa e humanoMas seria extremamente salutar, a essa altura, voltarmos a algumas práticas e vivencias de nossos ancestrais, de mais comunhão com o planeta em que vivemos, com a natureza; de autorizarmos nossa natureza selvagem a “dar as caras” de vez em quando e abraçá-la, ao invés de temê-la, nem que seja para nos defender do excesso de  domesticação; de percebermos que todos somos parte do mesmo organismo e que se uma pata está ferida e não é tratada, o organismo inteiro pode sucumbir e perecer. “Olha ela, que papo mais romântico, mais idealista!” E qual o problema em sermos minimamente românticos? Afinal, o Fogo é o mais romântico dos elementos, é idealista até a medula. Precisamos de uma saudável dose de romantismo, que se mescle à realidade dura à nossa frente.Se não pudermos visionar um futuro possível e apreciável, para que viver? Excesso de domesticidade pode ser letal para o espírito e Urano e Júpiter vêm nos lembrar disso hoje: não deixem que nos arraquem nossas unhas e dentes, pois que seremos incapazes de nos defender. É isso o simbolismo mais triste da morte dessa leoa: o homem tentando domesticar  a natureza selvagem, arrancando-lhes dentes e unhas, para nem mesmo possa se defender. Mas como é tolo este homo sapiens!

@AfricanPics
@AfricanPics – Reprodução

O símbolo Sabiano do grau 14 de Leão traz uma imagem de alegria e celebração: “um desfile se move por uma rua cheia de gente”. Uma imagem que vem, de fato, recuperar a alegria do Grande Felino do Zodíaco. A imagética é clara: pessoas se juntam para celebrar alguma conquista, algum feito especial, mesmo que seja algo pertencente ao calendário anual que celebra feitos históricos e passados. De qualquer forma, há uma atmosfera de diversão de alegria, de pessoas estarem unidas por afinidades várias, que envolvem o senso de comunidade, mas também de alegria. É hora de relaxar e celebrar, a despeito das preocupações, das demandas e desafios que a vida nos traz. Essa é nossa mensagem de hoje: a despeito de tanta dificuldade e de tantos desafios, não podemos perder o senso da alegria, do sentido de estarmos vivos; não podemos perder nosso espírito selvagem, que ainda crê que atrocidades são exceção e não a regra. Que há, pululando mais e mais, atitudes individuais positivas que contaminam beneficamente a outros, e que, se tivermos sorte, poderá se tornar algo coletivo; que uma hora dessas um desses “indivíduos” seja um chefe de estado, alguém que detém o poder de alterar muitos destinos com suas decisões. Podemos aqui invocar a teoria da ressonância mórfica de Rupert Sheldrake e acreditar que em algum momento, chegaremos ao centésimo macaco, quando a transformação individual se tornará coletiva, e não será só mais uma utopia, mas uma realidade… Mas para isso, é preciso não duvidar da força individual; é preciso acreditar também que a alegria transforma, que tem um poder desestruturador dos sistemas engessados, que perderam o costume de rir, de ser leves, tornando-se excessivamente solenes e sérios; deixaram de ser inovadores, deixaram de ser crianças e se tornaram Senex.

Saturn11
Saturno – Wikigallery.org – Reprodução

Sob risco de me repetir, digo novamente: a transformação coletiva depende do indivíduo. A pessoa, na sua psique individual, é a Grande Opus que vai pôr a transformação coletiva em movimento. Aqui é preciso ser muito Leonino: olhemos para nosso próprio umbigo e cuidemos de nossa responsabilidade individual.

fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net
fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net – Reprodução

Leão também é o signo que rege o coração, tanto no plano físico-orgânico, quanto no plano anímico. É preciso ter “Coração de Leão”, um coração corajoso, mas também gentil e magnânimo, pois só os genuinamente fortes conseguem ser gentis. Um coração que confie até o ultimo minuto, que a alegria, a fé e a benevolência podem vencer a mais sombria das perspectivas. Abramos, pois nosso coração e sejamos mais generosos e magnânimos uns com os outros e com a própria vida, em suas mais diversas faces, seja animal, vegetal, mineral ou humana. E viva o Leão e a Criança selvagens!

marylin simandle
Marilyn Simandle – Reprodução http://marilynsimandle.com/prophetic-art/

Feliz Lua cheia para você!

A Semana Astrológica: o indivíduo e o sistema

lucia pozzi
Lucía Pozzí – Reprodução

Semana de 2 a 8 de fevereiro

 Começamos uma semana em que os pontos altos são a Lua Cheia em Leão, o sextil Sol-Urano e a oposição Sol-Júpiter, indicando talvez uma semana um pouco mais animada, que nos dá mais entusiasmo para lidar com os muitos desafios que ela também traz, desafios estes que têm muito a ver com a comunicação confusa e talvez maledicente, com a possível falta de foco e com a propagação de verdades absolutas.

Mercúrio segue retrógrado por Aquário, distanciando-se cada vez mais do Sol. Nesta semana ele volta a conversar com Saturno em Sagitário, talvez para reiterar os planos que haviam feito lá pelos primeiros dias de janeiro, quando se encontraram pela primeira vez. Júpiter em Leão entra em orbe de trígono a Urano em Áries, mas também começa a se desentender com Quíron e Marte em Peixes pelos caminhos tortuosos de quincunces. Outra fonte de preocupação pode ser a conjunção Vênus-Quíron em Peixes, que só fica exata na madrugada da segunda, 09, mas cujo efeito é sentido mais fortemente no domingo, 08.

A Lua abre a semana super grávida e redonda na fase Corcunda; é cheia na terça dia três e torna-se Disseminadora no domingo, dia 08. Nestas fases ela viaja pelos signos de Câncer, Leão, Virgem e Libra, fazendo aspectos diversos com os demais planetas e com o Sol.

lucia
Lucía Pozzi – Reprodução

A SEGUNDA-FEIRA começa sob os auspícios de um sextil do Sol a Urano. A Lua está Vazia em Câncer. Ficou vazia depois de conversa emocionada e sentimental com Marte em Peixes, ainda no domingo. Entra em Leão somente às 15h41min, de onde logo se afina com Saturno em Sagitário, enquanto se arma contra Mercúrio retro em Aquário. Júpiter começa hoje a cutucar Quíron de forma insistente e irritante, aspecto que durará muitas semanas. Estamos com o humor instável e inquietos, bem ao gosto Canceriano. Hiper sensíveis, mas também compassivos, de modo que podemos ajudar a outros se conseguirmos deixar os dramas de lado. O aspecto Sol-Urano de fato nos dá um necessário distanciamento e um olhar diferente sobre o dia. Uma oportunidade nos é dada de ousar ser diferentes e sair do âmbito das nossas dores, amuos e aborrecimentos pessoais, olhando pra fora e além, buscando ser menos emocionais e mais racionais. Ou talvez encontremos oportunidades de equilibrar razão e sentimento e possamos  exercer essa sensibilidade de forma positiva, ao perceber no trabalho quais são as necessidades dos demais colaboradores e colegas e a partir daí, propor mudanças efetivas que venham a favorecer a todos. Há um entendimento tácito do que se faz necessário e conseguimos caminhar para um consenso que favoreça a todos. Ademais é seguir com a agenda e conter as sensibilidades e os dramas desnecessários. Ao entrar em Leão a Lua favorece um clima mais alegre, mas não necessariamente irresponsável. Bem ao contrário, o aspecto a Saturno favorece que façamos nossas tarefas e obrigações com alegria e empenho.

pryorfineart
Pryorfineart – Reprodução

De Leão a Lua se desentende com Mercúrio retrógrado na TERÇA-FEIRA. Ela ainda se irrita com Vênus e Netuno em Peixes e se alegra com Urano em Áries. É cheia às 21h08min no horário de Brasília e às 23h08min no horário de Lisboa, Portugal. O mapa da Lua Cheia mostra Dona Lua numa situação bem espinhosa, como foco de um Yod envolvendo Plutão em Capricórnio e Marte e Quíron em Peixes; para ajudar ela tem o apoio de Júpiter, com quem fica conjunta, os dois formando uma unidade que é base e canal para as energias ativadas dos signos de Sagitário a Áries. Uma Lunação que vem repetir os temas da Lua Nova de Aquário: a chave para a transformação é o indivíduo e sua alegria, sua fé, sua força e confiança. Mas essa alegria é desafiada terrivelmente porque o peso sobre os ombros desta criança é enorme, é o peso do mundo todo e seus sofrimentos… O indivíduo é desafiado a não se deixar engolir nem esmagar pelo sistema, ao mesmo tempo em que é peça fundamental na sua transformação.

True African Art.com!
True African Art – Reprodução

A Lua Cheia está conjunta a Júpiter na QUARTA-FEIRA, aspecto depois do qual ela fica vazia por todo o dia, já que só entra em Virgem às 03h46min da madrugada de quinta. Vazia, ela ainda faz quincunce a Marte e uma sesqui-quadratura a Plutão em Capricórnio. O Sol segue na oposição a Júpiter, que recebe o quincunce exato de Marte em Peixes. Quarta também é o dia de Mercúrio, que segue retrógrado em Aquário. Dia de refletir sobre o que nos faz alegres, o que nos faz felizes, o que nos dá abundância e plenitude de vida. O que alegra nossa criança interior? Nesse mundo-cão e louco, onde ainda podemos encontrar ilhas de espontaneidade e genuinidade de expressão? E como podemos cultivar isso e ainda propagar a boa nova ao mundo, tão carecido de alegria espontânea e gratuita? Como não perder esse senso de alegria interior, mesmo quando estamos inseguros e incertos de nós mesmos, mesmo quando sentimos a desaprovação alheia? Como nos expandir pessoalmente e individualmente sem que isso seja uma expansão egoística e insensível ao mundo que nos rodeia? No sentido pratico é um dia para pegar leve e ser flexível, porque com a Lua Vazia, muitas coisas podem sair diferentes do esperado e é melhor encarar os imprevistos com bom humor e um sorriso no rosto…

porsupropriopesoblogspot
porsupropriopesoblogspot.com – Reprodução

A Lua entra em Virgem às 03h46min da QUINTA-FEIRA, já se engalfinhando numa confusa briga que envolve Netuno em Peixes e que tem Saturno em Sagitário como foco de uma T-Square Mutável. A Lua ainda faz um quincunce chatinho a Mercúrio retrógrado em Aquário. Todo cuidado é pouco hoje para se evitar o criticismo destrutivo e mesquinho que ao invés de ajudar, visa mesmo minar a segurança do outro, já que nós também estamos nos sentindo muito incertos, inseguros e duvidando não só de nossa capacidade de concluir as tarefas e demandas, mas até do nosso próprio valor. Como não me sinto bem, fico ressentido de ver que outros parecem “viver na flauta” então tento espezinhá-los com mesquinharias várias, azedando o ambiente de forma horrorosa. Sem perceber também podemos dar vazão à nossa inveja inconsciente, irreconhecida e usar uma metralhadora de maledicências para tentar tornar marrom aquela grama que parece mais verde que a nossa. Espinafrar a outros não nos fará parecer mais inteligentes, descolados ou espertos; apenas provará o tamanho de nossa mediocridade e nossa falta de generosidade e gentileza. Antes de abrir a boca hoje, vale lembrar a história das três peneiras, atribuída a Sócrates: da verdade, da bondade e da utilidade ou necessidade. É o caso de se perguntar: “você tem certeza que o que vai falar é absolutamente verdadeiro? Gostaria que dissessem o mesmo sobre você? É mesmo necessário contar isso; vai ajudar a alguém ou vai melhorar o mundo?” Se passar pelas três peneiras, sua fala merece ser proferida, do contrário, privilegie o silêncio!

lingua
Reprodução de Google Imagens

Na SEXTA-FEIRA a Lua Virginiana abre o dia em oposição a Vênus e ao passar das horas também se opõe a Marte e a Quíron, todos em Peixes – fica vazia depois da oposição a Marte, às 20h11min. Ela ainda se indispõe, de forma muito inconsciente com Mercúrio retrógrado e vira foco de um Yod ao fazer quincunces ao Sol e Urano. A única ajuda vem de Plutão em Capricórnio. O Sol tem sua oposição a Júpiter exata hoje. Outro dia em que precisamos medir palavras e atitudes para não criarmos confusões e imbróglios dispensáveis. Falta de senso comum, de senso de proporção e até arrogância dão o tom dia. Imbuímo-nos de arautos da verdade e achamos que temos solução para os problemas de todos, apontando soluções e oferecendo conselhos que não foram pedidos, impingindo nosso modus operandi e modus vivendi como fôssemos um monarca dispensando sua grande sabedoria aos súditos. Ao invés de ser recebidos com benevolência e gratitude somos vistos como ditadores que a tudo querem controlar para esconder o caos generalizado da própria rotina, da própria vida, da própria alma. Urge lembrar que a ajuda para ser efetiva e eficaz precisa ser, antes de mais nada, respeitosa e suave. É preciso deixar que os outros se pronunciem antes de decidirmos que sabemos o que lhes convém. De novo o dia pede cautela na fala e nas interações  porque a mente está caótica e errática e as palavras podem ser armas que afastam ao invés de unir e edificar.

O fim de semana começa com a Lua ainda vazia em Virgem. Ela ingressa em Libra somente às 16h44min do SÁBADO, já conversando amistosamente tanto com Mercúrio em Aquário quanto com Saturno em Sagitário. O sábado fica, pois propício aos serviços usuais deste dia da semana: tarefas domésticas e serviços diversos, mas nada que demande grandes movimentações ou inícios portentosos. A noite fica favorável para reuniões sociais e mais leves, onde os papos sejam sobre amenidades ou mais filosóficos e inspirados. Visitas a galerias de arte e concertos musicais clássicos ficam também indicados.

propagar
Reprodução de Google Imagens

A Lua faz uma sesqui-quadratura ao Sol em Aquário, o que sinaliza a fase Disseminadora no DOMINGO. Cardinal, ela também confronta Urano em Áries e os dois encurralam Plutão em Capricórnio numa T-Square que vara o dia, tornando o domingo sujeito a trocas intensas e passionais que podem desestabilizar o usual equilíbrio de Libra. A Lua ainda faz quincunce a Vênus e Quíron, que também estão em quincunces a Júpiter, que torna-se foco de um Yod ao que envolve a Quíron e a Plutão. Vênus passa o dia espetada em Quíron. Diazinho espinhozinho em que, não bastassem os problemas e conflitos abertos à nossa frente ainda temos que lidar com outras influências insidiosas que nos atacam lateralmente, de forma meio covarde e inesperada. Agulhadas de incerteza deixam a Lua Libriana ainda mais indecisa o que nos fazer tomar atitudes precipitadas e sem retorno. Vacilamos, hesitamos e paralisamos, incapazes de perceber que rumo tomar, cindidos na mente, na alma e no coração. Quando não sabemos para onde ir, é sempre melhor voltar para o centro. Antes de acusar os outros pelos nossos dissabores, é melhor olhar para dentro que a grande causa de tudo é a insegurança e talvez a falta de honestidade sobre o que realmente queremos e desejamos e nosso medo de desagradar e parecer menos que agradáveis diante do olhar implacável do outro.

A Lua disseminadora nos diz que é  hora de propagar nosso aprendizado do ciclo: o que vivenciamos é uma experiência válida o bastante para ser contada ao mundo? De que maneira? Vale lembrar que exemplo sempre fala mais alto que discurso, então é bom alinhar conceitos, idéias e ações antes de abrir a boca. Às vezes, saber a hora adequada de se  pronunciar é tão importante quanto a mensagem em si. E sempre é pertinente lembrar as palavras do Cristo: “a boca fala do que o coração está cheio”. O que preenche o seu coração?

Linda semana, cheia de luz, amor e alegria para você!

hierophante
Da página Hierophant – Reprodução

Lua Nova em Leão: O que te faz Especial?

leão e leoaA Lua Nova de Leão acontece neste sábado, 26 de julho, às 19h41min (Brasília) de forma grandiosa e espetacular, algo incomum para uma Lua Nova, que normalmente ocorre discretamente, escondida de olhos curiosos. Uma Lua Nova mítica. Isso porque, além de ser em Leão, a Lua Nova se dá em conjunção muito próxima a Júpiter, que entrou em Leão no dia 16.

Leão fala do poder do ato criativo, seja através das crianças que geramos, seja pela criação de uma obra de arte, de uma peça musical, de um artesanato delicado, de uma peça teatral ou do simples ato de saber se divertir de forma espontânea. Por isso Leão é também o signo da auto-expressão, porque todos estes veículos servem para expressar um pouco da nossa essência, e, além de comunicar algo interior ao mundo, também ajuda a nos perpetuar através destes “filhos”. Ao nos expressar e manifestar nossa criatividade no mundo também manifestamos nossa singularidade, porque colocamos na criação algo que é intrínseco a nós, que ninguém mais possui, e assim, nos sentimos e nos revelamos especiais e únicos.

Lua e Sol

Leão é o signo da autoconfiança. Leoninos costumam passar essa aura autoconfiante e magnânima, de quem sabe a importância e o poder que tem. O que muitos não sabem, porém, é que muitas vezes, por trás da fachada de segurança, e até de arrogância, o Leão é, na verdade, um inseguro. Um equívoco comum que ocorre entre o público leigo é achar que as qualidades do signo solar são natas e então, muitos não se reconhecem quando leem as características do signo do seu Sol. Acontece que as características natas que trazemos são na verdade do signo da Lua. Já as qualidades do signo solar são aquelas que viemos desenvolver e isso é tarefa que leva a vida toda. Assim, Leoninos vêm desenvolver, entre outras coisas, a qualidade da autoconfiança. É uma das suas tarefas, assim como reconhecer o potencial criativo nos outros e desenvolver sua própria criatividade. E é importante lembrar, criatividade não é algo relativo somente à arte ou à musica. Tem a ver com nos expressar de forma individual, seja através dos meios formais reconhecidos como “criativos”, seja fazendo coisas simples de um jeito só nosso, como um prato especial e diferente, arrumar seu quarto do seu jeito, a forma como trabalhamos, como falamos… Tudo pode ser um gesto criativo quando colocamos nossa alma e imprimimos nossa marca pessoal.

almagnus8

Em Leão também somos chamados a viver a vida de uma perspectiva mítica, a descobrir o mito vivo que somos nós; qual é o nosso mito pessoal; o que nos inspira, o que nos faz ser especiais, o que nos faz ser o que somos – este individuo único e irrepetível, cheio de potenciais singulares, potencial de se tornar uma estrela brilhante, como o próprio Sol, regente de Leão.

Qual é o seu mito? Que mito você acha que o ajuda a seguir em frente quando nada mais parece fazer sentido? Qual mito (ou conto de fadas, fábula, lenda, etc) fala diretamente ao seu coração e parece contar a sua própria história? Descobrir seu mito pessoal pode ajudar a entender muitas dinâmicas de vida, padrões de comportamento e relacionamento, assim como pode dar um senso de perspectiva.

Então, Leoninos ou não, nesta Lua Nova somos convidados a renovar não só nossa autoconfiança, mas também nossa confiança na vida e a trazer a perspectiva mítica para nossa vida individual. Favoráveis estão as configurações: Sol e Lua fazem uma conjunção muito próxima a Júpiter e Júpiter expande, faz prosperar e torna tudo, “maior que a vida”. Essa conjunção traz um otimismo e uma generosidade de espírito raros e sinaliza uma busca criativa, que, em última instancia, é uma busca essencialmente espiritual, uma busca pelo significado de si mesmo, do sentido de se estar vivo, do mito individual.

music

Mas é claro que também há desafios neste novo ciclo, simbolizados pelos aspectos “desarmônicos” da Lua Nova – aliás, Sol e Lua fazem apenas dois aspectos. O mais preocupante deles é uma quadratura a Marte, que ingressou ontem em Escorpião. Como Marte ficou quase oito meses debilitado (mais de dois meses retrógrados) em Libra, deve estar com pressa de recuperar sua nobreza e potência. Essa quadratura inspira cuidados, pois pode insuflar intolerância, impaciência e precipitação nas reações e na atividade efetiva. Podemos nos tornar agressivos quando achamos que só estamos sendo assertivos e tornamo-nos também inflexíveis, vendo somente nosso lado e nossos interesses. Com Júpiter na equação, podemos também virar os “donos da verdade”, e, ao invés de autoconfiantes, tornamo-nos vaidosos e arrogantes, talvez até fanáticos ou fundamentalistas em nossos propósitos e forma de sentir e reagir – É preciso lembrar que todos têm potenciais e propósitos criativos.conti

 

Sol e Lua também fazem uma sesqui-quadratura a Quíron, um aspecto menor, de 135 graus, considerado medianamente desarmônico. Este aspecto a Quíron sugerem possibilidade de frustração na auto-expressão e na manifestação dos propósitos deste novo ciclo – essa frustração pode ter a ver com a carência de pragmatismo associado a pouca Terra. Indica ainda uma tendência de colocar interesses alheios em primeiro lugar, mas neste caso, esta tendência na verdade pode equilibrar o egocentrismo de Sol-Lua-Marte.

Felino

Outra coisa bem interessante neste mapa da Lua Nova é que não há planetas em Ar e em Terra, temos somente Plutão. A ênfase de elementos é Fogo e Água, indicando grande potencial criativo, idealista e humanístico, mas também uma falta de objetividade e de visão racional das coisas. Há uma tendência a reações impulsivas ou ações sem a necessária reflexão. A pouca quantidade de Terra inspira cuidados na execução prática dos objetivos do ciclo, porque se temos muito fogo, temos muito potencial criativo, visão de futuro e de todas as possibilidades, mas sem Terra, carecemos dos meios e métodos para manifestar tais potenciais. Temos dificuldade em lidar com os desafios que a realidade impõe à visão romântica e idealista e podemos nos frustrar com os resultados alcançados, mesmo quando eles foram ótimos – no reino do ideal as possibilidades são infinitas, já na realidade manifesta tudo é limitado. E já sabemos, se temos somente autoconfiança e espírito criativo, mas não colocamos a mão na massa, não realizamos nada. Portanto, por mais otimistas e entusiasmados que Júpiter nos faça, um dos grandes desafios do ciclo é sermos objetivos, práticos e realistas quanto às nossas visões e aspirações. Ter a perspectiva mítica, mas também a visão pragmática.

revista pais e filhos

Plutão tem sido o único planeta em Terra em muitas datas e eventos importantes nos últimos meses. Ele também tem sido foco de uma Pipa Água-Terra já há bastante tempo. Como único planeta em Terra todo este tempo, o recado óbvio é que, quaisquer que sejam nossos objetivos, desejos e propósitos, só conseguiremos realizá-los se estivermos dispostos a uma entrega completa e absoluta; se colocarmos toda a nossa paixão e comprometimento; se cada gota de suor for transpirada com intenção e devoção; se estivermos dispostos a abrir mão de atitudes ultrapassadas, da persona ultrapassada; se estivermos dispostos a encarar uma possível destruição da vida conhecida em favor de mais autenticidade; se formos totalmente honestos e empenharmos toda a nossa energia e foco naquilo que almejamos.

Talvez seja hora de iniciar aquele projeto criativo que está na gaveta há muito tempo; de jogar-se numa nova e entusiasmada aventura; de renovar a relação com os filhos; sobretudo, de renovar o contrato consigo mesmo e olhar com mais autoconfiança para si mesmo e os próprios potenciais. Apostar em si, dar-se crédito!

alegria

Por ultimo, não podemos esquecer: com Leão as coisas têm que ser divertidas. Não é porque nos entregamos absoluta e irrevogavelmente que a coisa toda não pode ser alegre e espontânea. Para valer a pena é preciso ser gostoso, ser suculento, igual fruta madura tirada do pé; igual brincadeira de criança; igual banho de rio numa tarde de verão. E eu lembro uma citação de Joseph Campbell, em Mitos de Luz: “A vida joga ao nosso redor estas tentações, essas distrações (eu diria: dinheiro, poder, vaidade) e o problema é encontrar o centro imóvel interior. Então você pode sobreviver a qualquer coisa. O mito irá ajudá-lo a fazer isso. Isso não quer dizer que você não deva ir lá fora fazer greves e manifestações contra a pesquisa atômica. Vá em frente, mas faça-o de maneira brincalhona. O universo é a brincadeira de Deus” 

Portanto, nesta Lua Nova, renove a autoconfiança e vá lá fora manifestar aqueles potenciais criativos que você sabe que tem. De forma apaixonada, inteira e absoluta. Mas também espontânea e divertidamente. De brincadeira. E mítica, miticamente!

bambole

 

 

A Semana Astrológica – Sem Manual de Instruções!

cabrça quadrada
Reprodução

“Perigoso é a gente se aprisionar no que nos ensinaram como certo e nunca mais se libertar, correndo o risco de não saber mais viver sem um manual de instruções” Martha Medeiros

Semana de 21 a 27 de julho

Depois de ficar sete meses e 18 dias em Libra, sendo 80 dias retrógrado e muito debilitado, Marte finalmente sai desse desconforto nesta semana e entra em Escorpião, sua casa noturna (sexta-feira, 25 de Julho, 23:25 ).

Outro ponto alto desta semana é a entrada do Sol em Leão e sua conjunção com Júpiter, que dá à semana um clima otimista, generoso, caloroso e a sensação de que podemos tudo. Há que se cuidar, porém, dos exageros! A Lua vai minguando através dos signos de Touro, Gêmeos e Câncer, até ser nova em Leão, no sábado, 26. Mercúrio em Câncer forma um Grande Trígono com Saturno em Escorpião e Quíron em Peixes. Mercúrio também se opõe a Plutão em Capricórnio e quadra Urano em Áries, tornando esta semana mentalmente estimulante, mas exaustiva. Marte, já em Escorpião, faz quadratura a Júpiter e à Lua Nova. E Vênus em Câncer vai, aos poucos, se aproximando também de uma oposição a Plutão.

 

cabeça nas nuvens 2
Reprodução

A segunda-feira começa pesada, com a Lua ainda Minguante e vazia em Touro até as 13h36min, quando entra em Gêmeos. De Touro, a Lua faz quincunce a Marte em Libra e de Gêmeos ela quadra Netuno em Peixes, o que torna o dia menos produtivo ainda, sujeito à dispersão e desperdício de energia. Podemos tentar recorrer a Mercúrio, que se opõe a Plutão em Capricórnio, favorecendo a concentração e a sagacidade mental.

A terça-feira não fica muito diferente a princípio, já que além de entrar o dia quadrando Netuno, a Lua quadra também Quíron em Peixes e irrita-se com Plutão. Mas a mão estendida de Urano pode melhorar as coisas de uma hora para a outra e talvez consigamos fazer do limão uma limonada, especialmente porque o Sol entra em Leão às 18h42min, colorindo a noite de otimismo, calor e magnanimidade porque o Sol logo faz conjunção a Júpiter. A Lua em Gêmeos também está em recepção mútua com Mercúrio em Câncer e de certa forma cabeça e coração estão afinados, o que ajuda muito a ter um senso de ordem e de alinhamento interior.

superficialidade
Reprodução

Na quarta a Lua se afasta da quadratura a Quíron no início do dia e depois faz trígono a Marte em Libra. Vênus faz trígono a Netuno. Nosso romantismo conflita com uma visão mais objetiva das coisas. Tendência a sufocar os sentimentos sob o disfarce da superficialidade e do “tô nem aí”. Mas se de fato fazemos isso, podemos mais tarde ficar com a sensação de termos nos traído, porque se não vivemos as coisas em cheio, em sua inteireza, mais tarde nos arrependemos e nos sentimos lesados por nós mesmos.

superficialidade (1)
Reprodução

Quinta-feira é um dos dias mais movimentados da semana. Mercúrio navega o Grande Trígono de Água enquanto faz quadratura exata a Urano, ainda se separando da quadratura a Plutão. Isso me faz lembrar Martha Medeiros quando diz: “Perigoso é a gente se aprisionar no que nos ensinaram como certo e nunca mais se libertar, correndo o risco de não saber mais viver sem um manual de instruções”. Esse é o desafio de Mercúrio em Câncer quadrando Urano. Na quinta a Lua também está em Câncer e fica conjunta a Vênus fazendo o dia ficar especialmente sensível. A empatia é bastante enfatizada, os sentimentos estão aflorados e queremos estar próximos da família e das pessoas queridas, mas questões individuais nos puxam em outra direção. Uma oposição a Plutão adiciona ciúme, intensidade e voracidade e potencial para as pessoas se tornarem invasivas e talvez um tanto manipuladoras. Mas do lado positivo temos neste dia a conjunção exata de Sol e Júpiter em Leão, que pode ofuscar completamente todos os outros aspectos, já que Júpiter enche o tempo e os espaços quando está presente.

Na sexta-feira a Lua Canceriana junta-se a Mercúrio e os dois formam um Grande Trígono em Água com Saturno e Quíron. A quadratura a Urano simboliza conflitos e talvez não necessariamente consigamos administrar o desejo por liberdade e a vontade de estar junto. Marte entra em Escorpião à noite, melhorando nosso senso de potência e assertividade. Já não precisamos ser tão reativos, pois agora os instintos estão aguçados e mais sagazes. 

lobo
Reprodução

No sábado temos a Lua Nova de Leão acontecendo de forma poderosa e magnificada pela conjunção a Júpiter. A Lua Nova também ocorre em quadratura a Marte em Escorpião e em sesqui-quadratura a Netuno. Uma Lua Nova de confrontos pesados e possibilidades de termos que lidar com subterfúgios que minam a confiança e a integridade das coisas. No domingo a Lua se defronta mais uma vez com as exigências de Saturno em Escorpião que a faz ficar desconcertada e atipicamente tímida para uma Lua Leonina. Fim de semana novamente contido pela severidade Saturnina, mas pode ser bem aproveitado se voluntariamente utilizarmos a solitude para pôr cabeça e coração em ordem. 

leão e leoa
Reprodução

Linda semana para você!

Lua Nova em Leão – Assuma Suas Cores Verdadeiras!

photo box
Fotógrafo desconhecido – Da página Photobox – Facebook

Quem é você verdadeiramente?

A Lua Nova deste mês ocorre a 14°34 de Leão e tem aspecto harmonioso com Urano em Áries como contato principal, acordando-nos para nossa singularidade e nossos potenciais criativos adormecidos.  Recebe ainda um cutucão incômodo, indireto e inconstante de Quíron em Peixes, fazendo-nos duvidar de que nossa singularidade seja algo positivo e duvidar ainda de que a necessidade de sentirmo-nos especiais seja legítima.

Vamos olhar isso com cuidado.

photobox4
Fotógrafo desconhecido – Da página Photobox – Facebook

Leão é o signo da Criança Divina, que nunca cresce e que é cheia de potenciais criativos que nunca morrem. Sol e Lua em Leão vêm nos lembrar da criança que fomos um dia – e que se tivermos sorte, continua viva dentro de nós – inocente, cheia de sonhos e potenciais. A criança brincalhona, espontânea, cheia de perguntas impertinentes, cheia de confiança e ansiosa para descobrir a vida, olhando pra tudo com olhos novos e extasiados, maravilhados. Em algum momento enquanto crescíamos essa criança tornou-se demasiado séria, responsável, cumpridora dos seus deveres de adulta. Adormecidos ficaram muitos dos sonhos, dos potenciais, da espontaneidade, da alegria pueril, da criatividade, da capacidade de maravilhar-se diante do inusitado… Mas especialmente, talvez tenha ficado adormecida uma parte única de nós, aquela que nos distingue dos demais. Nós não percebemos, mas às vezes, pra nos encaixar, para ser aceitos na família, no grupo, na sociedade, para ter sucesso, abafamos em nós aquilo que é mais especial e mais singular, ansiosos que estamos para nos adequar à norma estabelecida do que é certo, bonito, adequado, bem sucedido. Adequamo-nos à norma e ao que se espera de nós. Mutilamos potenciais criativos, famintos pela aprovação do mundo.

Igor Morski Open art
Igor Morski – Open Art Group

Como resultado, às vezes olhamos no espelho e não reconhecemos o estranho que nos olha de volta. Quem é esse estranho que paramos de reconhecer há tanto tempo? Quando é que nos distanciamos tanto de nós mesmos? Quando é que aquilo que nós somos tornou-se tão difícil de ser aceito até por nós? Será que só há sombra nesse lado nosso tão negado e encoberto? Será possível uma reaproximação?

A Lua Nova em Leão, com suas cores “Uranianas e Quirônicas” nos convida a olhar no espelho de frente e descobrir:

Quem sou eu verdadeiramente?”

É hora de investir tempo para descobrir a resposta, ou pelo menos enamorar-se da pergunta. É hora de valorizar o que há de especial e único em nós e que nos diferencia de todos os outros à nossa volta. Às vezes aquilo que parece mais esquisito e estranho é na verdade nossa maior dádiva, nossa maior riqueza. E ao invés de tentar esconder e disfarçar tal característica física ou traço de personalidade, seria melhor vê-los sob uma luz nova e realçá-los, tirando proveito deles. Assumir nossas cores verdadeiras, mesmo as mais berrantes.

june leeloo open
June Leeloo – Open Art Group

Assim, ao invés de nos mutilarmos, abrimo-nos para uma maior aceitação e integração das nossas diferentes facetas. Dolly Parton, que tem Plutão em Leão, tem uma frase maravilhosa que resume isso magistralmente: “Descubra quem você é realmente e seja, de propósito!”. Sem desculpas, sem justificativas, de cara limpa e feliz. Lembra da estória do Patinho Feio?

É momento de acordar para nossos potenciais criativos!

Num email recente sobre a carta do Diabo, no Tarot, alguém me lembrava: “Seja o criador de sua própria vida!” o que me fez lembrar Liz Greene falando que a principal criação de Leão é tornar-se ele mesmo. Mais uma vez, tornemo-nos nós mesmos, de propósito, sem escamotear nada. Reconhecendo, inclusive a sombra, fazendo as pazes com ela, sem ter que impingi-la ao mundo ao nosso redor.

Patrice Marciano
Patrice Murciano – Open Art Group

Voltando àquela criança que éramos: ela continua dentro de nós. Se criarmos o ambiente propício, ela reaparece e nos premia com a recuperação da alegria, da confiança na vida, da espontaneidade. Premia-nos com a imaginação fértil, dizendo-nos que embora ao longo da vida tenhamos visto que “nem tudo é possível” como dizem os jargões de auto-ajuda, ainda podemos ter plenitude interior se nos permitirmos brincar e olhar o mundo com olhos novos, com olhos de descoberta. Especialmente, se nos autorizarmos a ser quem somos, com integridade e autenticidade.

E para aqueles a quem nunca foi permitido ser essa criança espontânea e brincalhona, quaisquer que tenham sido as circunstâncias –  significadas normalmente por um Saturno ou Plutão fortes, em aspecto com Sol, Lua ou Ascendente –  lembramos Mae West, que dizia “você nunca é velho demais para tornar-se mais jovem” e Picasso que também falava: “Leva muito tempo para tornarmo-nos jovens”.

Pieter_Bruegel_d._Ä._035
Pieter Bruegel

Mae West tinha Sol em Leão e Lua em quadratura com Saturno e Picasso tinha Saturno em Touro, em aspecto difícil com o Ascendente em Leão e em oposição ao seu Sol em Escorpião. Acredite, eles sabiam bem do que estavam falando.

picasso garcon a la pipe-resized-600
Garçon a la Pipe – Pablo Picasso

E você, quem é você realmente?

Quando é que vai permitir-se, finalmente, ser criança?

phtobox6
Fotógrafo desconhecido – Da página Photobox – Facebook
Lua Nova em Leão 2013
Lua Nova em Leão
06 de Agosto de 2013, 18: 50, hora de Brasília