Mercúrio Retrógrado – Insights Holográficos

Universal_Consciousness_by_scottfacon
Consciência Universal – Scottfacon – Reprodução

Mercúrio ainda está recuperando velocidade e ainda imerso no cone de sombra de sua ultima retrogradação, que vai do grau 24 de Gêmeos ao grau 3 de Câncer. Até que ultrapasse o grau 3 de Câncer, grau em que ficou retrógrado no dia sete de junho, muitas coisas ainda serão mexidas e remexidas nos recônditos da mente racional e na sua interface com a alma e a psique. Muitos insights ainda pipocarão, vindos de lugar nenhum, em flashes intuitivos, visuais, auditivos ou mesmo holográficos.

Aviso: Este texto é um texto experimental, com embasamento muito mais pessoal e empírico do que teórico. Permiti-me deixar levar por este termo holográfico e viajar e brincar um pouco com ele. Caso faça sentido para você, e no caso de você ter Mercúrio Retrógrado no seu mapa natal, convido-o a deixar seus comentários.

Abre parêntesis.

Holografia vem to grego holos (todo, inteiro) e graphos (sinal, escrita). “Foi concebida teoricamente em 1948 pelo húngaro Dennis Gabor, vencedor do Prêmio Nobel de Física em 1971. Além de servir como forma de registro de imagens ela também é utilizada pela Física como uma sofisticada técnica para análise de materiais e armazenamento de dados”. Curiosamente Gabor tinha Mercúrio em Gêmeos, ensaduichado entre Plutão e Netuno, além do próprio Sol em Gêmeos, opostos por orbes diversas a Júpiter, Urano, Quíron eem Sagitário e Saturno em Capricórnio, a maioria destes planetas formando uma T-Square à Lua, sozinha em Virgem.

Gabor
Dennis Gabor, físico húngaro. 5 de junho de 1900, Budapeste, Hungria – horário desconhecido

Com tais configurações, não é surpresa que informações e armazenamento de dados fosse sua área de pesquisa.  “Os hologramas possuem uma característica única: cada parte deles possui a informação do todo. Assim, um pequeno pedaço de um holograma terá informações de toda a imagem do mesmo holograma completo, um conceito belíssimo que ilustra magistralmente a polaridade Gêmeos (detalhes) e Sagitário (o todo). Ela poderá ser vista na íntegra, mas a partir de um ângulo restrito. A comparação pode ser feita com uma janela: se a cobrirmos, deixando um pequeno buraco na cobertura, permitiremos a um espectador continuar a observar a paisagem do outro lado. Porém, por conta do buraco, de um ângulo muito restrito; mas ainda se conseguirá ver a paisagem. Este conceito de registro “total”, no qual cada parte possui a informações do todo, é utilizado em outras áreas, como na Neurologia, na Neuro-fisiologia e na Neuro-psicologia, para explicar como o cérebro armazena as informações ou como a nossa memória funciona.” (Wikipedia) Soa Mercurial? Terrivelmente!

holography_animation
Holografia – Reprodução

Mas por que estou falando de holografia e hologramas? Acredite, por um “acaso” de sincronicidade, eu diria. Comecei a escrever este post sobre Mercúrio em períodos de retrogradação e esta palavra simplesmente “pipocou” lá no primeiro parágrafo. Fui investigar para ver se fazia qualquer sentido com o que eu queria dizer… E eis que descubro tudo isso acima.

holographs
Reprodução

Nos períodos em que Mercúrio entra na sombra da retrogradação – que vai do ponto estacionário retrógrado ao ponto estacionário direto – eu diria que ficamos propensos a insights holográficos: representações esparsas do todo, que podem parecer ilusórias, mas que ainda assim nos trazem vislumbres dos modos variados com que a psique funciona. Vislumbres do todo da mente, inclusive nos seus 5% de caos – daí a confusão atribuída aos períodos de retrogradação mercurial. É como se tivéssemos o privilégio de olhar para um detalhe restrito para ter noção de como o todo opera, porque se fosse para ver o todo, não alcançaríamos sua magnitude, nossa consciência limitaada não seria capaz de compreendê-lo. A forma de administração e armazenamento de informações são alterados, criando ilusões ou modificações na troca de informações, cujo objetivo não é só causar caos e mal entendidos nas comunicações humanas como pensariam alguns, mas principalmente, propiciar uma reciclagem no que armazenamos, nos métodos e formas de condução de todos estes processos mentais, lingüísticos, nervosos, comunicativos e por aí afora. Percebermos, inclusive, as ilusões criadas pela mente, o maya. Nestes períodos, a holografia pode ser uma metáfora bem literal e embora o que percebamos pareça ilusório e cause estranheza, ainda é uma representação do todo, da psique inteira, do real; e se nos dispusermos a observar sem julgamentos, de um ponto de vista distanciado, reconheceremos a rica possibilidade de nos vermos, a nós, às nossas relações e ao mundo sob outros prismas e quem sabe até apreciá-los, percebendo que não são necessariamente errados, apenas versões distorcidas, mágicas ou super coloridas da (duvidosa) realidade.

Fecha parêntesis.

holografia
Holografia – Reprodução

Aqui começa meu texto, conforme eu o havia idealizado inicialmente.

Em Astrologia dizemos geralmente que a familiaridade que temos com certas energias às vezes facilita a forma com que lidamos com elas quando as encontramos em períodos diversos da vida. O contrário também seria verdadeiro. Uma espécie de regra de similaridade. Por exemplo: Uma pessoa de Capricórnio ou com um Saturno forte no mapa natal vivenciará e administrará (e até tirará proveito visível de), os trânsitos de Saturno com muito mais facilidade do que uma outra fortemente Sagitariana; em compensação, esta mesma pessoa terá grandes dificuldades quando tiver que lidar com trânsitos de Netuno, que dissolve suas tão amadas estruturas de segurança. Seguindo esta mesma linha, poderia se dizer que indivíduos que têm Mercúrio retrógrado no mapa natal são especialmente afetados pelas retrogradações de trânsito, não necessariamente de forma negativa. Teriam talvez mais facilidade para navegar ou flutuar através de tais períodos. Esta minha afirmação, até certo ponto, é tendenciosa, pois falo também a partir da minha experiência pessoal, visto que tenho Mercúrio Rx natalmente. Minha teoria é a de que pessoas que tem Mercúrio Rx no mapa natal sofrem menos externamente quando Mercúrio em transito fica retrógrado, em termos de eventos concretos, porque já sabem lidar com essa energia. Elas estariam menos propensas a sofrer com os nefastos atrasos, problemas tecnológicos e de comunicação, coisas físicas ou específicas. Porém, internamente, isso é sentido profundamente, manifestação fiel à interpretação que diz que um planeta Rx tem sua ação introjetada. Assim, apesar de não se ter eventos físicos catastróficos com computadores, telefones e afins, a criatividade sofre, há dúvidas colossais a respeito das próprias idéias e abstrações, senso de dispersão, de se estar solto ou em stand by.

bolha_aids
Reprodução

Tendo Mercúrio Retrógrado em Leão no mapa natal, até hoje nunca tive problemas graves (toc, toc na madeira) no que tange a computadores, correspondências, ou comunicação em geral no plano concreto. Mas com Mercúrio regendo minha casa cinco, em seus períodos de retrogradação, minha criatividade fica mesmo comprometida, fico dispersa, como a flutuar a esmo, pelos cantos da casa, por ruas modorrentas, por reentrâncias obscuras da mente, lugares que talvez pertençam a um filme de realismo fantástico. Tudo é lento, tudo parece pertencer a outro tempo e a outro lugar. E me sinto sim, mais introspectiva, sorumbática e nostálgica. Ainda assim, agora que me veio este insight da associação com a holografia, percebo que estes períodos são versões distorcidas do real, como se estivéssemos dentro de uma bolha flutuando por aí, em que vemos e percebemos tudo, mas de forma distorcida; com uma sensação de isolamento, como se houvesse uma camada invisível entre eu e o mundo; períodos em que seria melhor buscar um resguardo de fato, para enamorar-me sem pudor e sem urgência da dispersão da qual reclamo tanto, e daquelas reentrâncias obscuras da mente, das quais eu falava com suspeita. Já que estamos na lama, chafurdemos nela, por assim dizer. Porque só quando resolvemos afundar sem reservas naquilo em que estamos metidos é que ele se revela de fato, permitindo-nos agarrar seu sentido e significado, que a nós se mostra tão distorcidamente, nas projeções e insights holográficos – é que a Psique é inteligente demais para se mostrar assim desnuda e sem disfarces que a protejam de olhares e ouvidos despreparados. É como se Mercúrio, o Mestre das Traquinagens e dos Truques, estivesse a nos desafiar a ver além dos véus holográficos, percebendo que é uma representação do todo, mas ainda assim uma representação, e mesmo assim, ainda contém o todo. Ficamos só no hográfico ou vamos à sua origem? E chegando à origem, destruímos a representação? Mercúrio e seus truques de magia, seus jogos de palavras, suas inúmeros brincadeiras. Estou aqui, estou ali, onde estou? Quem fui? Onde sou?

Sim, acredito que aqueles que têm Mercúrio retrógrado no mapa natal possam ser beneficiados indiretamente pelos períodos de retrogradação – se apenas conseguirem ter paciência consigo mesmos e com seu rítmo alterado de pensamento e consciência. Se aproveitarem a oportunidade para aprender um pouco mais sobre si mesmo e o efeito e ação de Mercúrio Rx natalmente, honrando o deus e a própria psique que se mostra em cores diferentes e mais sutis.

Ernesto Arrisueno
Ernerto Arrisueno – Reprodução

Infelizmente vivemos um tempo em que nem sempre podemos nos dar ao luxo de tal resguardo necessário – assim como as mulheres em seus períodos menstruais que têm agir como tudo estivesse igual em seus corpos. Daí surge o horror da TPM. Daí surge o caos, os contratempos, os atrasos e os mal-entendidos Mercuriais. Porque quando deveríamos, tal qual o planeta, voltar em nossos passos para rever pedaços e entreveros de nossas vidas, temos que ir em frente como sempre, produzindo “normalmente”. Mecanicamente.

Vivemos um tempo em que não é possível respeitar o ritmo interno e orgânico do corpo e da psique e daí surgem muitas das nossas neuroses e doenças modernas, anomalias que talvez iriam embora se apenas pudéssemos permanecer quietos por uns dias, respeitando as dúvidas e incertezas, ou a vontade de quietude e solidão.

MercuriusKoperGravure - Matham Jacob - naar tekening Goltzius
Mercurius – Matham Jakob – Reprodução

Então, na próxima vez em que Mercúrio ficar retrógrado (de 4 a 25 de outubro 2014), se possível, tente se organizar e se programar para se permitir maior repouso mental, maior introspecção, menos socialização obrigatória. Observe e observe-se. Verifique se há qualquer alteração na forma como o período é vivenciado, tanto em termos de eventos quanto em termos de humor e reações internas. E veja quais visões holográficas, do todo que é você, se desnudarão diante de você, para seu encanto, fascínio e deslumbramento.

holograf
Reprodução

Uma opinião sobre “Mercúrio Retrógrado – Insights Holográficos”

  1. Oi, Maria Eunice, como vai? Tenho mercúrio retrógrado em peixes e casa 8, ainda estou aprendendo devagar sobre astrologia, mas me interesso muito e vejo como uma oportunidade de auto conhecimento também, enfim… O que eu gostaria de dizer é que acho curioso ter mercúrio em movimento retrógrado, porque gosto muito de escrever e nunca tive problemas em falar em público ou em me expressar… O peixes eu sinto claramente, se eu tiver focada no que vou falar fico divagando, como aqui no comentário por exemplo… E quando preciso falar de algo sobre o qual eu ainda não tiver pensado um pouco antes, me embanano toda e chego a parecer meio retardada ou drogada falando… mas em geral as pessoas me reconhecem como alguém que se expressa bem, e a não ser nesses casos especiais, não costumo ter dificuldades em aprender ou raciocinar logicamente…

Deixe uma resposta