A Semana Astrológica… E o ano vai começar!

new
Reprodução

Semana de 8 a 14 de fevereiro

É carnaval no Brasil, período que todos aguardam, uns pela folia e tantos outros porque, como diz o bordão, o ano só começa neste país depois do carnaval. E depois da semana super tensa que passou, esta já começa com a Lua Nova de Aquário na segunda-feira, que inaugura um tempo de despertar, de acordar para as revoluções pessoais e sociais que precisam acontecer no mundo – não simplesmente “acontecer” como um evento alheio à nossa vontade, a que nós somos submetidos, queiramos ou não. Não. As revoluções precisam ser empreendidas por nós, indo do discurso à prática, porque falar é importante para clarificar as ideias e motivações, mas precisa ser seguido da ação concreta. A semana está, pois vigorosa e cheia de uma energia latente, que pode ou não ser bem empregada, dependendo exclusivamente de nós. Renovemos nossas intenções e coloquemo-las em ação!

Reprodução
Reprodução

O Sol Aquariano nesta semana tem um desentendimento irreconciliável com Júpiter em Virgem. Talvez os ideais Aquarianos sejam por demais elevados e impraticáveis para o criticismo e pragmatismo de Virgem. Júpiter em Virgem aqui deseja se expandir de forma criteriosa e responsável, planejada e organizadamente, mas o Sol Aquariano não é muito afeito a detalhes mesquinhos e prosaicos – essenciais para a execução da obra, diga-se de passagem – e assim, é possível que como resultado desse dilema fiquemos paralisados sem chegar a um consenso com essas disparidades. E o que se faz com coisas irreconciliáveis? Aceita-se e procura-se achar maneiras de integrá-las dentro de nós. Como? Buscando ouvir a ambas as vozes e impulsos, honrando-as. “Em cada canto de minha alma há um altar para um deus diferente”, diz o poeta-astrólogo Pessoa. E assim é com os planetas, que desejam, todos, expressão. Nosso papel é ouvi-los e honrá-los, dando-lhes o altar da nossa atenção. Cada um deve descobrir como fazer isso na própria vida.

Tristan Eaton - Reprodução
Tristan Eaton – Reprodução

Mercúrio ingressa em Aquário no sábado e no domingo sai, finalmente, da zona sombria de retrogradação. Em Aquário Mercúrio está bastante confortável, sendo este um signo de ar e bastante cerebral. Contudo, aqui o pequeno trapaceiro pode se tornar demasiadamente cético, excêntrico, esquisito e inflexível, acreditando que apenas o seu jeito de ver o mundo é válido e todo o resto está ultrapassado e tem que ser descartado, independentemente de talvez ainda ser necessário. Pode se tornar um “sabe-tudo” chato e arrogante. Positivamente, Mercúrio em Aquário tem uma visão objetiva e independente da vida, talvez ouça a outros e considere suas opiniões, mas não irá comprá-las se elas não fizerem sentido para ele. Ele está interessado na verdade, assim como a vê, mas a verdade é uma coisa difícil de definir e cada um tem a sua, assim, a verdade para um pode ser muito diversa do que é a verdade do outro. Franco e honesto, não está interessado em agradar ou em ser aceito, portanto, quando abre a boca pode-se ter certeza de que dirá o que realmente pensa, ao ponto de soar grosseiro e demasiadamente frio e desumano em algumas situações. De forma geral, Mercúrio neste posicionamento é um pensador original, inventivo e inovador, questionando as certezas e recusando-se a seguir com a massa. Indica ainda um interesse maior em causas sociais e em ideias que tragam o progresso científico para o todo. Mercúrio permanece em Aquário até cinco de março, quando ingressa em Peixes.

Gentileza-gera-Gentileza
Reprodução

Vênus percorre o último decanato de Capricórnio e nesta semana dialoga de forma cordata com Júpiter em Virgem. Os dois Benéficos, o Grande e o Pequeno, conversam de maneira pragmática sobre planos de expansão coordenada e sustentável. Sobriedade e pé no chão dão o tom da gestão das finanças e investimentos nos próximos dias. Vênus-Júpiter também vêm chamar a atenção para a necessidade de relaxarmos e de aproveitarmos a vida, para variar. DE que adiante tanto trabalho se não podemos usufruir de seus frutos? Se não nos damos conta destes anseios, focando somente em trabalho e obrigações, sendo eficientes e permanentemente resolutivos, logo nos tornamos a criança carente exigindo atenção de forma negativa e infantil (a sombra de Capricórnio, Câncer). Afetivamente, o contato a Júpiter torna a expressão de Vênus ligeiramente mais generosa e afável, mas sem exageros, visto que Virgem é também um signo de contenção. Vênus ingressa em Aquário no dia 17 de fevereiro.

new variousnotes tumblr
Variousnotes.tumblr.com – Reprodução

Depois dos conflitos com o Sol, Marte está menos tenso nesta semana, fazendo aspectos harmoniosos com Quíron em Peixes e Júpiter em Virgem, sugerindo maior capacidade para a compaixão e uma generosidade que suaviza a implacabilidade Escorpiônica. A humanidade tem uma sombra colossal sim, mas se esta sombra representa dor e sofrimento, também traz em si grande potencial de cura e redenção.

A Lua inaugura um novo ciclo em Aquário já na segunda feira. Mergulha em Peixes na terça-feira de carnaval, torna-se Crescente em Áries na quinta-feira e fecha a semana já no fim de Touro, numa semana em que viaja leve e ligeira. Neste viagem venturosa ela conversa com todos os demais corpos celestes.

nova-durante-o-por-do-sol-60274434
Dreamstime – Reprodução

SEGUNDA-FEIRA é dia de Lua Nova em Aquário, uma Lua de tom progressista, mas sustentável. A Lua Nova ocorre em contato harmônico com seus dois dispositores, Saturno e Urano, sugerindo um ciclo que traz o potencial de conciliarmos o velho e o novo, de mudarmos o que precisa ser mudado de maneira segura e planejada, espeitando limites, regras e autoridades, sem permitir que elas nos engessem a ação. Um ciclo que carrega em si a semente do despertamento, de percebermos a realidade em sua faze mais sombria e acordarmos para nosso papel essencial na mudança das coisas. Por outro lado, o aspecto mais próximo que a Lua faz é uma quadratura a Marte em Escorpião – aspecto separativo, mas ainda muito próximo. Isso indica que alguns conflitos passados continuam a nos perturbar e a atrapalhar nosso senso de direção e a segurança em nossos propósitos, assim como a clareza sobre a melhor forma de executá-los. É preciso dirimir tais conflitos para que possamos acessar nossa motivação e paixão, evitando manifestar apenas o lado irritadiço e frustrante desse aspecto. A Lua, ainda faz quincunce a Júpiter, o mesmo aspecto feito pelo Sol e já descrito acima, demandando grande atenção quanto a necessidades práticas e físicas na hora de implementarmos nossos objetivos de ciclo. A segunda-feira, de modo geral, tem um tom sociável, um tom de novidade e expectativa. A Lua fica vazia logo depois da conjunção ao Sol, sugerindo longas horas de reflexão sobre seus temas e sobre o ciclo que se inicia.

Reprodução
Reprodução

A TERÇA-FEIRA de carnaval é inaugurada pela Lua Vazia em Aquário. Ingressa em Peixes às 06h32min. Fica sonhadora e nostálgica durante todo o dia até fundir-se a Netuno à noite, tornando-se um poço de sensibilidade, sensibilidade mais exacerbada pelo trígono de Marte a Quíron. O dia está de fato, sensível e melancólico, trazendo lembranças de outros carnavais, de outros bailes, outros amores. Desejos pelo Inefável talvez nos façam confundir e buscar apaziguar essa ânsia em satisfações efêmeras, que nos façam mergulhar nela e decifrá-la ou anestesiá-la completamente. Uma languidez delicada propicia a apreciação da vida de uma forma particularmente sensível, sem pressa, sem julgamento, apenas permitindo que as coisas simplesmente sejam. Ou talvez escondamos nossa tristeza e nostalgia atrás das máscaras e fantasias de carnaval…O dia está, pois, favorável à expressão da sensibilidade em todas as suas formas. Contudo, exatamente por causa dessas influências, o último dia de carnaval requer cautela na ingestão de álcool e drogas em geral. Peixes já deseja se perder e se entregar, não resistir… A conjunção a Netuno potencializa tudo isso e intensifica os efeitos de quaisquer substâncias, portanto, quem não quiser acordar numa quarta-feira excessivamente cinzenta de ressacas físicas, morais ou financeiras faz melhor se pegar leve.

Desconheço o autor - Reprodução
Desconheço o autor – Reprodução

O Sol está em quincunce exato a Júpiter na QUARTA-FEIRA de Cinzas. Mas Júpiter recebe ainda o trígono, também exato, de Vênus em Capricórnio. Por seu turno, a Lua Pisciana faz quadratura a Saturno em Sagitário, conjunção a Quíron e oposição ao mesmo Júpiter, formando uma T-Square mutável. A Lua ainda faz trígono a Marte em Escorpião e sextil a Vênus em Capricórnio. O dia está confuso e melindroso, sujeito a emoções desencontradas e incertas, exacerbadas pelas lentes do exagero porque nosso senso de proporção está prejudicado. Assim, seguimos à deriva, num emaranhado de sentimentos contraditórios e difusos, que nublam a visão e o discernimento e mesmo quando encontramos limites e algum controle, ressentimo-nos e sentimo-nos cerceados. Oscilações na nossa fé e entusiasmo pioram um pouco o quadro, porque adiciona inconstância à nossa visão e propósitos, comprometendo, talvez, os resultados lá adiante. Neste cenário conturbado de emoções traiçoeiras, o melhor que fazemos é ater-nos aos nossos valores: firmar os pés no chão sólido daquilo que é essencial e básico pode nos salvar da vertigem e nos apontar a melhor saída, a mais estratégica e realista. Respirar fundo, voltar ao essencial, sondar os valores que permanecem… Deixar-se levar pelo turbilhão é, não apenas infantil, mas também contraproducente. A enxurrada deve servir para fertilizar a terra, e não para nos prostrar na lama. Sejamos práticos e realistas, por mais difícil que pareça, é a pedida do dia – a sensibilidade se acomodará naturalmente quando ordenarmos o resto, temperando nossa criatividade de imaginação!

Self Portrait - Hannah Hoch - Reprodução
Self Portrait – Hannah Hoch – Reprodução

A Lua Piscina e renovada está em harmonia com Mercúrio em Capricórnio nas primeiras horas da QUINTA-FEIRA, ficando vazia logo depois às 02h26min. Ingressa em Áries às 07h55min. Muito ativa e impulsiva, a Lua permanece muitas horas fazendo poucos contatos, faz apenas uma sesqui-quadratura a Marte em Escorpião e semi-quadratura ao Sol, tornando-se Crescente. Dia impulsivo e de muita energia, que precisa ser bem canalizada para ser proveitosa. O impulso, ação e a atitude precisam ser coordenados e estratégicos para que não desperdicemos energia e recursos, começando muitas coisas e não concluindo nada. Ou, pior ainda, podemos nos expor a acidentes tolos, gerados pela precipitação e o impulso selvagem e desgovernado. Antes de ir para o mundo, é preciso acalmar o coração, buscar o centramento que permita focar a energia e a ação e, consequentemente, que permita a execução impecável dos objetivos e propósitos.

A Lua Ariana se alinha belamente com Saturno em Sagitário na SEXTA-FEIRA, uma firmeza e sobriedade que são bem vindas e que nos preparam para os desafios seguintes, representados pela quadratura a Plutão em Capricórnio e conjunção a Urano. Outro desafio belicoso vem dos quincunces a Marte e a Júpiter, que tornam a Lua foco de um Yod explosivo e venenoso. A Lua fecha o dia em sextil ao Sol Aquariano. Dia de muita atividade e dinamismo, mas em que o humor muda radicalmente de uma hora para outra, inesperada e abruptamente, da mesma forma, nossas atitudes se alteram vertiginosamente, por isso mesmo, o dia que exige de nós muita tranquilidade e pé no chão para não nos precipitarmos com toda a impaciência e impulsividade arianas. Há influências compulsivas que se intensificam com confrontos desconfortáveis e para lá de belicosos. Sentimo-nos pressionados sobrecarregados com imposições exteriores quando desejaríamos estar livres e desimpedidos para buscar nossos interesses meramente pessoais. Entretanto, precisamos nos lembrar sempre que onde quer que estejamos, fomos nós que nos colocamos ali, portanto, o chefe, o pai/mãe, o marido/mulher, o amigo, ou quem quer que seja, estão a espelhar nosso dilemas mal resolvidos. Assim, em lugar de reclamar, fazemos melhor se utilizarmos essa energia formidável para trabalhar por nossas metas de maneira determinada e corajosa, achando maneiras de conciliar obrigações e desejos, negociando maduramente, em vez de bancarmos os rebeldes sem causa

226984_431428576945808_1264806589_n
Reprodução

No SÁBADO a Lua Ariana faz quadratura a Vênus em Capricórnio e também a Mercúrio,ficando fora de curso depois desse contato, às 08h34min. Entra em Touro às 09h36min e já se indispõe com Saturno em Sagitário. Muitas horas depois a Lua se harmoniza com Netuno em Peixes, enquanto sente uma incongruência vindo de Júpiter, que recebe hoje o sextil exato de Marte. Mercúrio ingressa em Aquário às 20h43min. O sono fica um pouco prejudicado, povoado de sonhos talvez conturbados e incompreensíveis. Talvez em função disso já comecemos o dia um pouco mal humorados e irritados, resmungando pelos cotovelos, o corpo pesado, não acompanhando as ordens da mente. A manhã se arrasta meio aos trancos e nos indispomos com obrigações que não gostaríamos de ter. Será que é só preguiça ou estivemos negligenciando a necessidade de um merecido descanso? Talvez seja o caso de olharmos as coisas com mais vagar realmente, de desacelerarmos e nos darmos ao luxo de apreciar a vida em toda a sua simplicidade, sem pressa e sem as cobranças ditadas pelo excesso de sistematização da vida. Pelo menos por hoje, permitamo-nos descansar e gozar do prazer mais essencial de todos, o prazer de estar vivos!

Rafael Oblinski - Reprodução
Rafael Oblinski – Reprodução

O DOMINGO começa com a Lua Taurina faz sextil a Netuno em Peixes, mas pela manhã se desentende com Saturno. Temos formado um Grande Trígono de Terra por boa parte do dia, com a Lua fazendo trígonos a Plutão em Capricórnio e a Júpiter em Virgem. O Grande Trígono dá origem a outras configurações, como um Retângulo Místico e um Envelope, que envolve ainda a oposição da Lua a Marte em Escorpião e o sextil a Quíron em Peixes. O dia está propício ao sono plácido e preguiçoso. Contudo, uma incongruência nos desperta mais cedo do que esperávamos… Talvez uma chamada telefônica, a campainha tocando, um barulho lá fora… O fato é que o idílio se quebra parcialmente, trazendo os dilemas da vigília para nossa consciência. Ficamos divididos porque enquanto parte de nós deseja permanecer na quietude caseira do lar, há outros apelos, talvez deveres familiares nos chamando para o mundo lá fora, contra os quais nos indispomos. é possível que nossa preguiça e marasmo sejam desafiados de forma contundente porque mesmo que insistamos na inatividade, sabemos que há oportunidades de vivenciarmos situações realmente profundas e transformadoras, se apenas nos abrirmos à vida lá fora deixando nossa teimosia de lado. Ir ou ficar, expor-se ou resguardar-se, guardar ou largar, preservar ou arriscar… Em dias como este é que precisamos pensar que a estabilidade e a temperança nos são dadas para nos abastecermos e ganharmos impulso para o que vem a seguir. Preparar-mo-nos na calmaria para os dias de turbulência.

Boa semana para você! Que seja de paz e de luz!

sol na floresta
Reprodução

5 opiniões sobre “A Semana Astrológica… E o ano vai começar!”

    1. Ola Luis

      Como se puede leer en la página “Acerca de”, hay una observación sobre el uso de imágenes. Yo siempre investiga sobre las imágenes y cuando enojo la referencia del autor, me plantea ponerla. Si encuentro imágenes en las que está explícito el copyright, ni uso. Ocurre que actualmente es muy difícil descubrir a los autores verdaderos en Internet, si usted sabe de alguna base de datos sobre eso, le agradezco compartir. Por lo demás, he pensado recientemente en no añadir más imágenes, precisamente por esa cuestión – es algo sobre lo que vengo reflejando, porque no me gustaría que ningún artista / autor se sintiera lesionado. Si sé quién es el autor, siempre pongo esa información. Lo siento algún error ortográfico, no hablo español, estoy usando Google Traductor.

    2. Como puede ver, las otras imágenes, en su mayoría tienen referencia del autor o del lugar de donde las saqué. En el caso de la imagen mencionada, no encontré, en la época, la referencia autoral. Voy a tomar y quitar el blog. ¡Muchas gracias!

Deixe uma resposta